Ultimate Fighter

Rickson Gracie revela como ‘infidelidade’ de Helio deu origem ao clã Gracie; saiba By Yago Rédua 30 de dezembro de 2021

Recommended Posts

 

Rickson Gracie revela como ‘infidelidade’ de Helio deu origem ao clã Gracie; saiba

 
30 de dezembro de 2021
 

A família Gracie é marcada pelo imensurável legado para as artes marciais, como o Jiu-Jitsu e o Vale-Tudo, hoje conhecido como MMA. Mas, a história também reserva polêmicas e causos que ficam ou ficaram guardados por tempos. Rickson Gracie, um dos mais importantes nomes da família, abriu o jogo sobre um segredo familiar em entrevista ao site MMA Fighting.

Rickson foi categórico ao dizer que seria quase impossível a existência do “clã Gracie”, se não fosse a infidelidade do seu pai, o Grande Mestre Helio Gracie. O faixa-vermelha contou que não era filho de Margarida – esposa de Hélio. Ela não podia engravidar, então, o casal utilizou a babá da família, Isabel, como uma barriga de aluguel também para as gestações de Rorion e Relson.

“Acho que é uma verdade que deve ser contada em algum momento. Eu não conhecia a realidade quando nasci. Sempre vi Margarida como minha mãe, e não via outra maneira. Acreditei nisso até os 16 anos. Depois que comecei a ligar os pontos e as coisas fizeram mais sentido, realmente entendi que minha mãe verdadeira era uma babá que meu pai teve por muito tempo. Com o acordo (de Margarida), eles planejaram ter três filhos”, revelou Rickson.

Ampliação do Clã Gracie

Para conseguir, de fato, criar um clã Gracie, Helio, seguindo seus pensamentos, precisava de mais filhos. Foi quando Rickson contou que descobriu mais quatro irmãos – que mais tarde se tornariam seis – com Vera, uma senhora que trabalhava na academia Gracie, no Rio.

“Quando eu tinha 12 anos, meu pai me perguntou: ‘Meu filho, você gostaria de ter mais irmãos?’ Eu disse: ‘Sim, pai’, mas que pergunta estranha era essa. Eu ainda pensava que era filho da Margarida. Entramos no carro e saímos de casa no Flamengo e quando chegamos em Botafogo, entramos em um apartamento no sexto andar. Quando a porta abriu, apareceu uma senhora e comecei a ver cabeças pipocando atrás dela. Tinham quatro (crianças) naquela época: Rolker, Royler, Royce e Rerika. Ricci e Robin ainda não haviam nascido”, relatou o ex-lutador.

Rickson seguiu as revelações e contou que, diferente das gestações com a babá Isabel, quando Margarida sabia e usava almofadas para se apresentar grávida diante da sociedade à época, os quatro filhos de Helio fora do casamento também foram uma surpresa para ela. O faixa-vermelha contou que isso gerou depressão nela e que foi um impacto toda a situação.

“Eu vi aquelas crianças e o Helio disse: ‘São todos seus irmãos. Foi uma surpresa para mim, mas posso dizer que foi agradável. Mas, do ponto de vista da relação dele com a minha mãe Margarida, ela se surpreendeu com aqueles quatro filhos, que depois viraram seis, e foi traumático porque ela não tinha concordado com isso, e provavelmente não sabia sobre esta história também”, disse Rickson, que seguiu relembrando esse complicado momento familiar:

“Ela ficou desapontada quando soube disso e comecei a ver um lado de – eu não chamaria desrespeito, mas falta de amor, falta de parceria, que me incomodava na época. Vi que a minha mãe Margarida, embora ela fizesse tudo por amor, chegou a um ponto que a sua depressão, a sua tristeza por não conseguir saciá-lo, sentia que não teria sucesso no final. Senti falta de alegria quando ela ficou mais velha e isso me impactou muito. Ver esse relacionamento, não é algo que eu queria para minha vida. Mesmo admirando meu pai como exemplo, como general, como alguém com muitas qualidades, do lado do relacionamento, senti que faltou um pouco”.

Relação com Isabel

A babá Isabel seguiu fazendo parte da família Gracie, mas Rickson Gracie contou que o relacionamento – embora fosse um tratamento diferenciado de uma babá – não mudou. O ex-lutador contou que apenas uma vez teve um diálogo aberto com ela sobre o assunto.

“Depois que foi descoberto, ela continuou sendo companhia da família, indo para nossa casa e visitando. E a gente sempre a tratou de forma diferente, como uma babá única que depois se transformou na mãe número 2, sabe? Nós a tratamos bem, mas ela nunca se abriu sobre esse fato, nunca se abriu sobre ser nossa mãe. Nunca falamos abertamente sobre isso. A única vez que tentei falar com ela sobre isso, já era casado, acho que foi em 2006 ou 2008, e ela disse que ninguém da família dela sabia ainda. Ela manteve isso em segredo. Já que ela queria assim, eu não queria forçar nada. Então aceitei que isso seria uma distância positiva entre nós”, concluiu.

Para conferir mais notícias sobre Rickson Gracie, cliqueaqui

tatame.com.br

Share this post


Link to post
Share on other sites

Helio foi um samurai totalmente  dedicado ao jiu jitsu e sua continuidade  , não  nutria amor a nada e ninguém , só  ao jiu jitsu.

Engraçado  como um samurai fez tudo mudar no.mundo, veio uns selvagens lutar nos EUA  , assim eles nos vêm  e venceram  todos kickboxer,  karatecas, judô, wrestling  , sambo e etc.

Veio o Royce o Rickson absoluto em toda comunidade  do jiu jitsu e desbravou o Japão .

Royler se tornou competidor moderno dos filhos do Hélio 

 

Veio o Roger e venceu todos ma era mais moderna .

Cara fora coragem descomunal  do Hélio ninguém foi igual  a ele talvez o Royce,  o cara já  coroa saiu na mão  com Waldemar  e kimura  este pra testa o seu jiu jitsu contra o melhor do mundo.

Sendo tinha vários alunos pesados e ele foi lá. 

Teve o Rolls talvez o fundador  do New jiu jitsu é quebrou o elo com todo o Japão  em termos  de técnica.

Hélio foi algo extraordinário  

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tenho a impressão que o Rickson Gracie apesar da  marra conhecida na juventude é o Gracie que mais tenha sentido essas paradas familiares, pra estar abrindo isso pro público agora com 63 anos.

Por mais que seja uma bela história do do ponto de vista esportivo, descobrir que não é filho da mulher que chamou de mãe até metade da adolescência deve ter dado uma zoada na cabeça, ver o sofrimento da "mãe "  Margarida no seu  processo de envelhecimento, pelo relato da pra ver que ele sentiu muito isso daí. 

o pessoal gosta de chamar os Gracies de Playboys marrentos, mas toda história tem dois lados, história bem complicada essa aí, Rickson parece ser um sujeito do bem, tinha tudo pra ter despirocado como alguns membros da família( que também tinham seus traumas) mas se manteve firme. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aparentemente para o Hélio mulher só servia para dar filho, criar filho e arrumar a casa. Pensamento machista ao extremo. Não sou de levantar estas bandeiras mas imagine que gratificante para a sua mãe descobrir que seu pai tem quatro filhos fora do casamento e depois ainda fez mais dois, mesmo sabendo que ela não concordava. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Ultimate Fighter disse:

Eu tenho a impressão que o Rickson Gracie apesar da  marra conhecida na juventude é o Gracie que mais tenha sentido essas paradas familiares, pra estar abrindo isso pro público agora com 63 anos.

Por mais que seja uma bela história do do ponto de vista esportivo, descobrir que não é filho da mulher que chamou de mãe até metade da adolescência deve ter dado uma zoada na cabeça, ver o sofrimento da "mãe "  Margarida no seu  processo de envelhecimento, pelo relato da pra ver que ele sentiu muito isso daí. 

o pessoal gosta de chamar os Gracies de Playboys marrentos, mas toda história tem dois lados, história bem complicada essa aí, Rickson parece ser um sujeito do bem, tinha tudo pra ter despirocado como alguns membros da família( que também tinham seus traumas) mas se manteve firme. 

 

Eu acho o Rickson muito inteligente e sensível. Ele parece que tem uma sensibilidade diferente em relação as coisas e ao mundo, sabe se comunicar bem e expressá-las. Pelo menos, é o que as entrevistas que vi dele me passaram.

Share this post


Link to post
Share on other sites
37 minutos atrás, fninja disse:

Aparentemente para o Hélio mulher só servia para dar filho, criar filho e arrumar a casa. Pensamento machista ao extremo. Não sou de levantar estas bandeiras mas imagine que gratificante para a sua mãe descobrir que seu pai tem quatro filhos fora do casamento e depois ainda fez mais dois, mesmo sabendo que ela não concordava. 

 

Mas o pensamento dele era exatamente esse. Acho que é numa entrevista com a Ana Hissa que ele afirma isso. Assim como afirmou que trocaria as filhas mulheres por filhos homens se pudesse, justamente pra dar continuidade ao legado dele 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Ultimate Fighter disse:

Eu tenho a impressão que o Rickson Gracie apesar da  marra conhecida na juventude é o Gracie que mais tenha sentido essas paradas familiares, pra estar abrindo isso pro público agora com 63 anos.

Por mais que seja uma bela história do do ponto de vista esportivo, descobrir que não é filho da mulher que chamou de mãe até metade da adolescência deve ter dado uma zoada na cabeça, ver o sofrimento da "mãe "  Margarida no seu  processo de envelhecimento, pelo relato da pra ver que ele sentiu muito isso daí. 

o pessoal gosta de chamar os Gracies de Playboys marrentos, mas toda história tem dois lados, história bem complicada essa aí, Rickson parece ser um sujeito do bem, tinha tudo pra ter despirocado como alguns membros da família( que também tinham seus traumas) mas se manteve firme. 

 

Eu comprei e acabei lendo o livro dele , excelente  porém nessas  resenhado tem tudo que ele falou por lá,  novidade foi uso detalhado  nas drogas e ficou perdido e depois se encontrou,  afirma que seu irmão  Relson  não foi melhor que ele pelo uso  abusivo de cocaína  e bebidas .

Realmente é  um cara um tanto evoluído  nessa onda pessoal  até depois da morte do filho dele.

Interessante  de ler

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Ultimate Fighter disse:

(...)

Por mais que seja uma bela história do do ponto de vista esportivo, descobrir que não é filho da mulher que chamou de mãe até metade da adolescência deve ter dado uma zoada na cabeça, ver o sofrimento da "mãe "  Margarida no seu  processo de envelhecimento, pelo relato da pra ver que ele sentiu muito isso daí. 

(...)

Entendo o que quis dizer, mas mãe é quem cria, quem deu a luz é a progenitora. A Margarida foi a mãe dele. O que teve ter zoado a cabeça dele foi a postura do pai e a criação que recebeu, não a relação com a mãe. As consequências da postura do pai na vida da mãe, independente da justificativa que se tenha para isso.

Tanto que o que não falta é Gracie com a cabeça zoada. A gente admira e tudo a história e significado para as artes marciais, mas se pensar do ponto de vista emocional, acho que a criação que muitos receberam foi bem problemática. Penso isso pela postura que muitos demonstram fora do ringue. Todos falam de respeito e tal, dos valores das artes marciais, mas para muitos é bem hipócrita esse discurso. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Entendo o que quis dizer, mas mãe é quem cria, quem deu a luz é a progenitora. A Margarida foi a mãe dele. O que teve ter zoado a cabeça dele foi a postura do pai e a criação que recebeu, não a relação com a mãe. As consequências da postura do pai na vida da mãe, independente da justificativa que se tenha para isso.

Tanto que o que não falta é Gracie com a cabeça zoada. A gente admira e tudo a história e significado para as artes marciais, mas se pensar do ponto de vista emocional, acho que a criação que muitos receberam foi bem problemática. Penso isso pela postura que muitos demonstram fora do ringue. Todos falam de respeito e tal, dos valores das artes marciais, mas para muitos é bem hipócrita esse discurso. 

Pegando seu gancho, Rickskb aos 13 anos veio ao pai e falou não  quero ir mais a escola e Hélio simplesmente  falou tudo bem, sou não  lhe darei mais dinheiro  e treinei jiu jitsu..

Tipo Relson afundado nas drogas e Hélio não  se metia.. Era meio maluco  em alguns sentidos 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, NEGO DÁGUA disse:

Eu comprei e acabei lendo o livro dele , excelente  porém nessas  resenhado tem tudo que ele falou por lá,  novidade foi uso detalhado  nas drogas e ficou perdido e depois se encontrou,  afirma que seu irmão  Relson  não foi melhor que ele pelo uso  abusivo de cocaína  e bebidas .

Realmente é  um cara um tanto evoluído  nessa onda pessoal  até depois da morte do filho dele.

Interessante  de ler

Ele aborda essa questão do Relson? Eu sei que ele havia sido preso com cocaína lá nos anos 80

Share this post


Link to post
Share on other sites
53 minutos atrás, Timbó disse:

Ele aborda essa questão do Relson? Eu sei que ele havia sido preso com cocaína lá nos anos 80

Aborda e diz claramente  que Relson  seria o melhor de todos os Gracies  se não  fosse sua rebeldia  e seu abuso a cocaína, chegava nls campeonatos de ressaca e vencia,  deu a entender que relson no auge nunca perdeu.

Cara é  isso aqui ele retrata seus três irmãos como que ajudaram  a lhe formar  ou influenciaram. 

Rorion excepcional  professor  de jiu jirsu tinha calma  e paciência  pra ensinar, físico  forte, inteligente,  sabia se expressar  e vender o jiu jitsu mas não  tinha habilidade natural de seu primo/irmão  Rolls, seria o Gracie perfeito  pra ser o melhor, segundo o Rickson

Rolls  era seu herói,  seu mentor, uma habilidade  natural e uma visão  pra agregar outras  artes ao jiu jitsu, levou o wrestling,  judô  foi aos EUA lutar sambo por falta de desafios no Brasil, porém era totalmente  impaciente  e sem prudência  alguma pra coisas e isso lhe prejudicava pra ser um melhor professor  e até que morreu por sua total imprudência  mas era o melhor que todos da sua geração. 

Relson o influenciou a entender a malandragem assim drogas, o submundo  das ruas, diz que Relson tinha um dom pro jiu jitsu pra desafios porém coisas extra o prejudicaram. 

Ele afirma  aquilo que guardou pra si que era melhor que todos aos 17 anos , por que finalizou o Rolls  ,mas eu não  acredito. 

Enfim bem  interessante  vc ler , porém muito nas resenhas é  visto no livro.

O que não tem é  sua chegada nos EUA,  sua discórdia com Rorion e seu Pai por causa do Rorion , seu uso de drogas, seu envolvimento  com o crime, sua visão  sobre seu pai e sua mudança  de visão  da vida , cara é  interessante  , a morte de seu filho..Rickson  um caso curioso , e é  um grande artista  marcial e uma lenda. 

Ele cita o Mark kerr como assustador , dizendo que viu seu aluno  , Gurgel apanhando  e falou como vencer esse monstro e levou seu filho na garagem e testou  posições  mas em um primeiro  momento se viu preocupado e teria que lutar sem limite de tempo pra pegar o monstro.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

http://meu-mundo-marcial.blogspot.com/2020/04/entrevista-com-o-mestre-jose-cabral.html?m=1

@Lucas Timbó @oxeboxing @Gurkha @Garfield @masterblaster cara como tudo sempre existiu @João P e aí vieram uma geração  com guerreiros de Curitiba e o Rudimar com seu papel fundamental, e semente do jiu jitsu do Hélio e continuidade  por Carlson, sempre fomos os melhores  da luta real.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ja contei essa história aqui. Rickson tinha asca dos outros irmãos. Royce era "babá" dos primos e irmãos. Nem conviveram como irmãos

Share this post


Link to post
Share on other sites
28 minutos atrás, NOCAUTE! disse:

Ja contei essa história aqui. Rickson tinha asca dos outros irmãos. Royce era "babá" dos primos e irmãos. Nem conviveram como irmãos

Mas o Royler é filho da mesma mãe do Royce e sempre foi colado com o Rickson 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 12/30/2021 at 4:40 PM, NEGO DÁGUA disse:

Helio foi um samurai totalmente  dedicado ao jiu jitsu e sua continuidade  , não  nutria amor a nada e ninguém , só  ao jiu jitsu.

Engraçado  como um samurai fez tudo mudar no.mundo, veio uns selvagens lutar nos EUA  , assim eles nos vêm  e venceram  todos kickboxer,  karatecas, judô, wrestling  , sambo e etc.

Veio o Royce o Rickson absoluto em toda comunidade  do jiu jitsu e desbravou o Japão .

Royler se tornou competidor moderno dos filhos do Hélio 

 

Veio o Roger e venceu todos ma era mais moderna .

Cara fora coragem descomunal  do Hélio ninguém foi igual  a ele talvez o Royce,  o cara já  coroa saiu na mão  com Waldemar  e kimura  este pra testa o seu jiu jitsu contra o melhor do mundo.

Sendo tinha vários alunos pesados e ele foi lá. 

Teve o Rolls talvez o fundador  do New jiu jitsu é quebrou o elo com todo o Japão  em termos  de técnica.

Hélio foi algo extraordinário  

 

 

 

Na verdade quem foi o verdadeiro responsável pela das coisas foi o Carlos, mas Hélio tem grande mérito.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now