masterblaster

Moderador
  • Content Count

    3601
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

3 Followers

About masterblaster

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Petrópolis/RJ

Recent Profile Visitors

7859 profile views
  1. masterblaster

    Moderação: Regras e Critérios de Punições

    Usuário: Andrey Penalidade: Suspensão de 07 dias Motivo: Ataque a outro forista com indiretas, inclusive, tentando evitar punição, cotando um terceiro para ofender diretamente aquele, classificando sua opinião como “comentários de louco”.. Lembrando que, de acordo com as regras do Fórum, incide em punição quem, sem ofender diretamente, faz provocações que desvirtuam o andamento dos debates. Nenhum tipo de bullying será permitido aqui. Punicao de acordo com a escala constante das regras do Fórum. E ressaltando que as punições nunca são determinadas por um único moderador, mas aplicadas após debate e votação de todo o corpo da moderação.
  2. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!
  3. Isso mesmo. A essência das artes marciais sempre foi disciplina, honra e caráter. Mas na medida em que a luta virou esporte, e pior ainda, o esporte foi prostituido a ponto de virar entretenimento, aí a baixaria prevaleceu. E isso foi bem agora. Você vê, há pouco mais de 10 anos atrás, o comportamento no Pride era muito diferente, sendo o Fedor exemplo maior de ética, humildade e caráter. Hoje, em contrapartida, o Nurma é que é ponto fora da curva, exatamente pela atitude exemplar. Ainda bem que eventos que resgatam o respeito, como o One, estejam crescendo e ficando tão espetaculares.
  4. Valeu Pride, é mais um desabafo. Mas você citou um ponto importantíssimo: o respeito ao mestre. Algum tempo atrás a ética dos mestres era diferente. Eles pregavam o respeito, ensinavam a respeitar. Cordeiro como você falou, Bustamante, Zé Mário, meu finado mestre, o próprio Carlson, que chegou a se oferecer para ficar no corner de um lutador de equipe rival contra um estrangeiro... lógico que colocavam pilha, mas havia muita ética. Hoje muitas vezes o treinador incentiva e aplaude o desrespeito, as ofensas e as babaquices de seu atleta, até para ficar em evidência. Nao me desce, por exemplo, o Colby ofender generalizadamente brasileiros, falar tão mal do Brasil e de seu povo, a treinar numa academia de mestres e atletas brasileiros. Podem até falar “mas gera lucro e visibilidade para a academia”. Pode até ser, mas para mim, isso está muito abaixo de valores antiquados como honra e caráter. Se fosse em uma academia minha, esse cara não treinava nunca. E nesse ponto fecho com o Werdum, que não engole sapo e nem leva desaforo para casa.
  5. Acho que o Furyvai vencer a revanche e não vai jogar como na última luta. Creio que vá cadenciar mais e explodir forte esporadicamente, mas tenho certeza de que vai pressionar o tempo todo. Agora, imaginem se ele também coloca uma cláusula de revanche imediata no contrato e perde. Está pronta a quarta luta.
  6. masterblaster

    Paulo Borrachinha detona Adesanya: 'Correu do Romero'

    Perfeito, exatamente isso. Adesanya perdeu a moral para se comparar ao AS ou sequer provocar o Jones. Não chega perto. Achei muito engraçado o Borrachinha falando que o Dana pediu para ele não subir no 8 com os dois para não ficar com a imagem queimada. Se sou o AS ou o JJ ia pedir a ele por favor para me esquecer. Agora, reciclar essa juizada é uma tecla que já batemos aqui um milhão de vezes. Determinados resultados são impraticáveis.
  7. masterblaster

    Um ano sem Ivan Canello

    Aquilo foi um absurdo, né? O off era maravilhoso, tinha muita coisa boa, “Filhos do Tony”, etc. kkkk! Puxa, vê se fica mais frequente aqui, brinda a gente com o prazer da sua companhia! Grande abraço!
  8. masterblaster

    Um ano sem Ivan Canello

    Rapaz, lembro de você de 2009/2010, quando entrei no Fórum. Tinha um termo que usavam com os novatos, perguntei o que era e você foi um dos poucos que explicou. Tudo bem por aí? Voou mesmo o tempo sem o Canello. Nem parece que já tem tanto tempo.
  9. Concordo. Se o Durinho jogar com inteligência, vai tentar evitar o chão a todo custo. Para que investir na área em que o oponente é forte? Vai onde é melhor que ele. Mas eu acho que o Maia vence.
  10. Excelente Dudu! Muito bacana o relato! É por aí mesmo! Sua confiança cresceu, a do adversário diminuiu. Sensacional!
  11. Ótimo comentário. De fato, subir pouparia os rins, mas o queixo teria que absorver golpes mais duros. Teria que trabalhar muito a guarda e esquiva. Situação complicada.
  12. Perfeito Pride! Engracado... no meu tempo (e quando falo “meu tempo” quer dizer MUITO tempo atrás), a gente ia lutar e muitos atletas realmente carregavam hostilidade para o ringue. Fechavam a cara, faziam cara de mau e nas vezes que perdiam, saiam putos da vida, com a cabeça baixa... mas sempre cumprimentavam o adversário e seu mestre. Antes da luta o máximo que acontecia era falar que ia bater no outro, moer, matar, falar que a técnica do oponente era pior... mas nunca acontecia de ficar trocando ofensas pessoais e xingamentos, de usar todas as formas mais baixas possíveis para se promover e desmerecer o outro. Havia animosidade, mas também havia respeito. Hoje elogiamos uma atitude louvável de um atleta (e foi louvável mesmo), que nem deveria ser tão elogiada, já que todos, na verdade, teriam obrigação de agir assim. Na boa, é muito difícil engolir atitudes babacas, e pior, vê-las defendidas e elogiadas no interesse da promoção do espetáculo.
  13. Muito bom! Mas acho que esse round foi 10x7! Kkkk!
  14. Caramba, que postura, está de parabéns. O próprio Cucuy, Adesanya e outros bocudos de plantão deveriam aprender um pouco com ele. Sobrou hombridade aí.
  15. Peso pesado? Duvido que a fantasia fosse fazer diferença. E se fosse, o atleta teria que ser muito burro para ir com ela, e ia merecer perder mesmo.