Gurkha

Colaboradores
  • Content Count

    402
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Gurkha

Recent Profile Visitors

2426 profile views
  1. Fala Joao. Nao infelizmente nao. Nem tenho como sair daqui. O pais esta fechado e este estado e' o mais fechado de todos. Vou ver se arranjo outro jeito ( e-mail a confederacao etc.)
  2. Sim Joao, quando o BJJ com algumas excessoes ( Maia e' uma das melhores), se torna apenas "chamar para a guarda" sentado no chao, nota-se como uma enfase excessiva no esporte pode ser danosa para a arte marcial (ou o que sobrou dela). Nada contra quem faz apenas por esporte, ou investe neste campo, mas nao se pode vender algo assim como arte marcial, isso tem consequencias tragicas ( exatamente como falou o @masterblaster e o @NEGO DÁGUA) . Talvez mudar a nomenclatura ou tornar a coisa mais clara para os mais jovens em seus anos formativos ajudasse. Eis uma coisa que sempre gostei no Mestre Naja, ele sempre pos uma enfase no aspecto marcial da coisa (embora fosse adepto de campeonatos). Ate quando estava doente ainda tentava pesquisar mais defesa pessoal. Talvez a natureza do MT ajude nesse sentido tambem. O MT e' a luta na sua essencia.
  3. Eis uma arte que aprecio e considero bem completa. Vale a pena o pessoal dar uma olhada e conferir. Obrigado pela noticia @João P.
  4. Fala meu amigo. Estou lendo os posts sempre que posso. Com relacao as tecnicas e os metodos que voce mencionou assino em baixo.
  5. Tenho algumas lesoes, mas nao sei se algumas vem de lutar ou sao das minhas atividades ao longo da vida. Sempre procurei as artes marciais para acrescentar algo a defesa pessoal ou melhor, protecao pessoal. Neste sentido sempre achei que o melhor e' estar preparado e, o quanto possivel, evitar se machucar muito em treinos a tal ponto que caso precisasse me defender, estaria exposto. Mesmo assim as lesoes aconteceram. Tambem nao iria ficar aleijado ou envelhecido precocemente para enriquecer certos espertalhoes. A pessoa tem de vender caro a sua pele se necessario. Tambem nunca acreditei na "filosofia" de certos mestres japoneses que se nao correr riscos extremos ou nao apanhar ( tipo Mestre Lacerda ou alguns do Karate Oyama e Daito Ryu ), nao esta' bom o suficiente. Esta e' uma das possiveis razoes porque o mestre Helio Gracie nao gostava de alguns aspectos das artes japonesas. Deixo aqui bem claro, nada contra quem sempre treinou de outra maneira ou com outros objectivos e se machucou no processo. Estas coisas acontecem sem esperar.
  6. Eu postei um video interessante aqui. Kawakami Sensei ja esta' nesta area faz tempo. E tenho estudado tudo o que ele faz atentamente. Ao contrario de outros mestres ninja, ele parece ter um diferencial e nao clama um superconhecimento. No comeco achei um tanto basico, mas talvez tenha me engando, pois na simplicidade e' que esta a diferenca. Conforme voce vai assistindo nota-se que tem coisa que ele mostra apenas para documentario. Tem gente que notou isso. Nada de supepoderes, apenas tecnicas dentro da mentalidade medieval dos japoneses . Ele mesmo e' claro em dizer que Ninjitsu nao e' arte marcial de luta corpo a corpo em particular, mas um conjunto de ensinamentos, do qual as artes marcias (dentro do que se achava na epoca, nada especifico), tem certa importancia, mas nao e' o essencial.
  7. Os Gracie perderam uma chance de ouro. Talvez devia ter se preparado mais.
  8. Gostei Joao, obrigado por me marcar. Como voce disse, o Lethwei precisa se adaptar um pouco ao que se assiste no Ocidente. Em alguns paises pobres da Asia, infelizmente, estas artes mais perigosas ainda rendem dinheiro ( igual rinha), mas tudo e' um processo de aprendizado e de conhecimento e sempre a gente aprende alguma coisa. Talvez este boxe com luvas de MMA melhorasse um pouco a imagem. Alias, gostaria, so por curiosidade, de ver uma luta de boxe ou MT com estas luvas. Mas, mudando de assunto, voce tinha mencionado sobre a luta de contato Oyama em outro post. Eu observei que os caras tem certa deficiencia nas tecnicas de maos. Parte disso deve-se ao fato de as condicionarem muito no passado, entao nao seria legal de ver eles trocando como no boxe. Porem (posso estar errado) , me parece que os chutes sao muito mais duros e eles nao so tem melhor base como conseguem assimilar tambem muito os golpes nas pernas. Acredito deva ser pelo metodo japones antigo de treinar. Me lembro que um mestre do Brasil mencionou que la no Japao ( de antigamente) se "nao apanhasse nao estava bom". Os japoneses de geracoes mais antigas podiam ser mesmo brutais. Ainda se ve isto nas lutas que vieram do Mestre Oyama e no Daito-Ryu. Treinei em uma arte japonesa bem antiga um tempo e os caras engrossavam mesmo.
  9. Disse tudo. Caras como o Severn, Shamrock, Kimo, Smith, Gordeau (este sujo como poucos) eram carne de pescoco, e ainda seriam hoje. E podia ter pego outros piores, colocou a cara para bater.
  10. Rapaz bons tempos aquele do forum Tatami, ja postava la. No forum do @Magapi tambem tinha bastante coisa legal. Valeu a lembranca. No Mais Royce no UFC 1 com certeza. Comprei uma revista Kiai nas banca (ainda tenho) que mostrava ele a primeira vez, depois foi a fita VHS.