Timbó

Membros
  • Content Count

    4832
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Timbó

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Eu achava exatamente o mesmo quando o Demian enfrentou o Gunnar, o resultado foi uma verdadeira aula no chão. Não acho que ele finalize o Durinho, mas se for pro chão, creio que ele domine mesmo
  2. Campeão mundial de jiu-jitsu com kimono e sem kimono, Gilbert ‘Durinho’ possui algumas das mais temidas credenciais de luta de solo de todo o UFC. No entanto, do outro lado do octógono no co-main event do UFC Brasília, evento programado para este sábado (7), estará Demian Maia, atleta apontado por especialistas como o que melhor adaptou a arte suave para o MMA em todos os tempos. Mesmo assim, o carioca promete um estilo inédito diante de seu oponente. Ao contrário dos campeões do UFC que já cruzaram o caminho de Demian – como Anderson Silva, Tyron Woodley e Kamaru Usman -, Durinho promete encarar o jogo de chão de seu oponente e trocar posições se preciso. Dessa forma, o carioca seria o primeiro a oferecer risco ao estilo finalizador do meio-médio (77 kg) paulista. “Acho que vou incomodar demais no jiu-jitsu, mais do que qualquer um”, enalteceu durante conversa com a reportagem da Ag. Fight. “Se você vir ver as lutas, Anderson. Kamaru, Colby, eles meio que deram um knockdown, o Demian entra em queda, cansado e debilitado, e os caras não iam (para dentro). Ofereço esse perigo. Se me chamar na guarda, eu entro. E tem perigo do nocaute, se minha mão entra, consigo um knockdown, tenho muita arma ali. Não vou evitar o chão não. Acho que vamos trocar chão sim. Uma posição que ele tem é se chegar nas costas, vai me amarrar bastante ali”. Ao contrário de suas duas primeiras lutas como meio-médio no UFC, Durinho pôde se preparar devidamente para este duelo. Ao invés de ser chamado em cima da hora, o pupilo de Vitor Belfort teve cerca de dez semanas de treino específico para a luta, o que lhe garantiu tempo de sobra para afiar detalhes técnicos e sua dieta. “Pode esperar porque até agora vai ser minha melhor atuação. Claro, na hora as vezes tem que se adaptar mais com a estratégia. Estou saudável, forte, agora só faltam 5 kg para perder e estou comendo tranquilo. Nada comparado com o sacrifício de antes. Acho que o jogo vai bater, vai rolar chão, vai rolar tudo”, analisou. Aos 33 anos, nove a menos do que seu adversário, dificilmente Durinho não teria em Demian uma de suas inspirações. Seus feitos em competições, principalmente no MMA, onde chegou a vencer uma luta sem levar sequer um soco, elevaram o nome do jiu-jitsu novamente como uma modalidade eficaz entre as demais. “Tenho carinho e admiração por ele. Na época do UFC SP estávamos querendo treinar juntos. Ainda bem que não, porque depois o UFC começou a oferecer essa luta. (…) Se eu nocautear ou finalizar, eu roubo a posição dele, entro no top 5. Tenho muito a ganhar, pouco a perder, acho que é o momento. Sei que ele é duro, alto para caramba, mas treinei com caras que fazem o jogo dele. Estou muito confiante”, finalizou Durinho. https://agfight.com.br/durinho-promete-encarar-demian-maia-na-luta-de-chao-ofereco-perigo/
  3. Quem se machucou da última vez foi o Ferguson, ambos se lesionaram duas vezes
  4. Marlon é bem superior baseado em que? Vc citou ali que ele quedou o Dodson, ok, Yan tbm quedou, duas vezes. Além de ter quedado o Rivera tbm, defendendo todas as quedas dele, e quase todas as quedas do Dodson, 6 defesas de 8 quedas, enquanto o Marlon defendeu 2 de 4
  5. Idem. Na verdade, é o tipo da luta que poderia ter qualquer resultado de tão bosta que foi
  6. Foi uma luta muito parelha, cabia ali vitória do Tibau, vitória do Khabib e até o empate mesmo. Não lembro muito bem, mas boa parte da luta foi o Khabib tentando quedar o Tibau na grade, não teve efetividade de ambos os lados, mas Khabib atacou mais. Acho que o round mais claro foi o 2 pro Tibau, porém os outros dois tinham margem sim E hoje é completamente absurdo cogitar que o Tibau levaria perigo ao Khabib, na moral, mesmo aquele Tibau envenenado. Lutador com ótimo wrestling, muita força, mas parava aí. Lembro do Jim Miller vencendo ele de boas, por exemplo. Pq o Khabib atual não o venceria?
  7. Prestes a defender o cinturão peso-leve (70 kg) do Ultimate pela terceira vez, Khabib Nurmagomedov está mais focado do que nunca em sua preparação. Em entrevista ao site ‘TMZ Sports’, o russo – que encara Tony Ferguson no dia 18 de abril, no UFC 249 – ressaltou a capacidade superior de seu próximo adversário em relação aos rivais do passado, em sua opinião, para justificar a maior atenção dada a este confronto. Com duas defesas de título bem sucedidas até o momento, tendo como oponentes Conor McGregor e Dustin Poirier, além de ter enfrentado inúmeros adversários de renome em sua trajetória no UFC, Khabib afirmou que enxerga em Tony Ferguson seu rival mais difícil nos últimos anos. O respeito demonstrado pelo campeão se justifica pelas 12 vitórias seguidas somadas pelo americano, sendo apenas três por decisão dos juízes. O alto nível apresentado por ‘El Cucuy’ – que não sofre uma derrota desde maio de 2012 – rendeu a ele o reconhecimento como um dos atletas mais perigosos do peso-leve, e Nurmagomedov não pretende menosprezá-lo. “Na minha opinião, nos últimos anos, eu competi com caras como (Edson) Barboza, (Rafael) dos Anjos, Conor (McGregor), (Al) Iaquinta – todos esses caras não são tão duros quanto Tony Ferguson, e é por isso que eu sinto que agora eu tenho uma motivação verdadeira. Porque antes, quando eu assistia todos esses oponentes, eu pensava: ‘Ok, eu posso vencer esses caras’. Claro que eu trabalho duro, mas no momento, é um oponente muito, muito difícil. É por isso, e nós sempre nos focamos, mas no momento nós temos mais foco, mais trabalho pesado. Tony não é como esses caras, ele é um pouco mais duro que todos eles”, declarou Khabib. Campeão dos leves desde abril de 2018, quando derrotou Al Iaquinta para conquistar o cinturão até então vago, Khabib Nurmagomedov se consolidou como um dos lutadores mais dominantes do UFC, tendo raros momentos de perigo durante seus combates. Por sua vez, Tony Ferguson já demonstrou o poder de resiliência para sair de situações desfavoráveis e reverter a peleja em algumas ocasiões. O americano possui 25 vitórias e apenas três derrotas em seu cartel, enquanto o campeão segue invicto após 28 lutas. https://agfight.com.br/respeito-khabib-elege-tony-ferguson-como-adversario-mais-dificil-a-enfrentar/
  8. https://mymmanews.com/zabit-magomedsharipov-vs-brian-ortega-targeted-for-ufc-249/ E aí, quem levaria?
  9. Royce sempre foi meio biruta assim, é tanto que lá atrás quando perdeu pro Hughes deu aquele migue de 'eu não estava lá', papo sem noção. Outro que é meio biruta é o Relson, parece que tá sempre ligado no 220 e pronto pra sair na mão com alguém
  10. Poirier é muito forte, tem uma estrutura larga. Não sei se seria fácil descer
  11. Acho que foi um passeio do Khabib, atropelo mesmo. O cara que mais se aproximou de derrotar ele foi o Tibau
  12. Já discordo, Marcelinho é o maior campeão peso médio da história
  13. Margarida era um fenômeno. Com 21 anos arrastou o absoluto finalizando o Saulo Ribeiro, além de ter sido o primeiro a finalizar Gurgel e Pé de Pano. Jogo sempre pra frente tentando finalizar, passador bruto e guarda quase intransponível. Pena que se ferrou num acidente de moto
  14. Salvo engano foi o mundial de 2010, ele só não finalizou o Demente na final Também acho o Roger o maior e melhor da história, de longe mesmo
  15. Oleinik é freak, tem um jogo de chão eficaz com boas finalizações, mas o gás é terrível e a trocação tbm é terrível. Luta tranquila pro Werdum