Daniel Mendoza

Membros
  • Content Count

    9524
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Daniel Mendoza

Recent Profile Visitors

10387 profile views
  1. Tbm acho, mas o TJ com a movimentação e movimentação de tronco pode dar uma luta boa e bonita de ver contra um lutador com uma postura mais tradicional como o Yan.
  2. Eu achei o Cory mais contundente, mas o TJ acertou mais na segunda metade e foi mais agressivo. Mas eu perdi um pouco do começo da luta. Mas tive essa impressão tbm, poderia ir para qualquer um. Tanto que foi apertado o resultado. Acho que é como falou, foi parelho, não dá para falar em garfo. Penso que garfo é quando a vitória de um é muito clara e mesmo assim ele perde. Luta parelha pode ir para qualquer um.
  3. Eu achei a performance do TJ bem aquém do que ele apresentava, mas merece desconto pela geladeira. É muito raro um lutador voltar bem depois de muito tempo parado. Vamos ver se vai ser por conta do tempo parado ou da falta do suco, vamos descobrir. Mas achei o Sandhagen muito burocrático e sem senso de urgência, talvez por ser luta de 5 rounds e ele estar com medo do gás, não sei. Mas vou rever ainda a luta, perdi o começo e depois vi meio de rabo de olho.
  4. Cheguei a tempo de ver a luta principal. Por favor, quem está acompanhando, alguma luta do card principal que vale a pena ver depois?
  5. É, não sei, meu comentário foi muito pensando em algumas lutas específicas que eram evitáveis, lutas com lutadores que o jogo não casam, não pensei na carreira como um todo. Pode ser que eu tenha sido injusto se analisarmos a carreira como um todo e vc tenha razão, não sei te falar. Teria que parar para analisar cada contexto de decisões chaves, opções de escolha e escolhas, potenciais ganhos e perdas, e não tenho esse conhecimento e intimidade com a carreira do Rafael e contextos das épocas. Quanto ao último ponto, é um argumento forte, mas penso que seria melhor pra ele tentar uma revanche com o Fergunson em má fase, e depois tentar pegar alguém ali do top 5 com um jogo melho para ele, no mínimo se consolidaria ali no top 5. Pegar um cara novo que o jogo não casa NADA, com fome de cinturão, em um momento ótimo da carreira, não me parece a melhor opção para ele. Um cara que já foi campeãom, que já disputou cinturão interino, com histórico no evento, não acho que precisa de atalhos arriscados assim. Se ele vencer o russo, acho que ele precisaria de mais, no mínimo, uma luta para ser ventilado como opção de potencial desafiante, se ele vencesse bem o Fergunson seria a mesma coisa. Depois do Fergunson poderia tentar um Dariush ou Gaethje que são lutadores que costumam aceitar lutar em pé. Se uma vitória sobre o russo o garantisse no TS eu até concordaria com vc, mas não acho que será tantos ganhos assim. É muito risco para pouco ganho. De qualquer forma, é admirável que ele não evite oponentes difíceis para o jogo dele. Está fazendo a aposta dele. Espero que vença. Mas não me parece uma boa luta ou escolha no atual contexto.
  6. Eu acho muito equivocado quando as pessoas falam "doping não ensina a chutar". Claro que não ensina, mas te permite repetir o chute muito mais vezes do que quem não usa, chutar mais explosivo e/ou com mais força, o que obviamente faz com quem que a execução do movimento tenha uma otimização comparado a quando não se usada. Ele não te ensina, mas de permite melhor muito além do limite natural do corpo humano. Eu acho bizarra a naturalização da trapaça e a menor condenação moral por parte de muitos, justificando com coisas do tipo "todo mundo usa", como se não fosse um ato de covardia absurdo sobre quem não usa. Não estamos falando de atletismo e afins, mas de um esporte que consiste em golpes traumáticos e/ou finalização. Acho que cultural no jiu-jitsu no Brasil naturalizou pra gente o doping largamente utilizado como algo "normal". Eu acho isso um absurdo.
  7. Achei que o russo pegaria o RDA ou o Fergunson antes de ir par ao top 5, mas para ele, se ela luta sair é ótima, possivelmente consegue o TS depois. Se Charles se manter campeão, e vencer o russo, deveria intimar o khabib depoiis, falando que seria isso que faria com o russo, e que se ele duvidar, que volte e lute com ele. Seria uma boa pegar o khabib sem ritmo de luta
  8. É uma luta que faz sentido, ambos vêm de derrota em um TS. Consolidaria quem fica ali perto de outro TS e quem tem que fazer mais lutas para outro TS.
  9. Tbm acho. E olha o RDA tem quase um fetiche por lutas que são ruins para ele, para ele aceitar, custa nada. haha O que sobrou para o russo é o Hooker, que ele teria pouco a ganhar com a vitória, o Fergunson e o RDA. Acredito que ele vai tentar essas duas últimas. Acredito que hoje o russo vence qualquer um dos dois, vencendo é pegar um top5, e se vencer, TS.
  10. Potencial o russo tem, vamos ver se vai manter as performances pegando a nata da categoria agora.
  11. Esse russo certamente vai dar trabalho. Esse jogo de grade, queda e domínio por cima do Daguestão, em especial usando a grade, é um dos jogos que ainda não foram decifrados. O Khabbib era o maior representante dele, se não decifrarem em tempo, este russo pode sim um dia chegar a ser campeão. Como os caras são criados no sambo combat, e têm muita ênfase tbm em judô e wrestling, a mescla deles é muito grande, junto a naturalizam disso com trocação e GnP. Chegam com uma experiência de MMA absurda, se levarmos em conta os torneios de sambo combate como praticamente lutas de MMA no que se refere a naturalização dessa mescla. É o quebra cabeças que está aí na mão dos técnicos, não é só valência física que estão os levando a vitórias dominantes, são as táticas e sucessões de técnicas que usam, sua diversidade e amplitude. A questão é achar o eixo central que une todas elas ali para conseguir cancelar antecipando os movimentos agindo sobre esse 'eixo central'. Me parece que é difícil fazer isso já que usam muito bem a grade a favor para não afastar o quadril e tem uma 'combinação' de ataques variados ali, usando pancada para abrir espaço e mesclar com ataques de forma admirável. Isso é uma das coisas mais fantásticas do MMA. Como são várias artes marciais e regras muito mais 'abertas' que qualquer outra modalidade de esporte de combate, sempre vão surgir novas estratégias, táticas e técnicas, distintas formas de usar elas, que vão aparecer, dominar um pouco, depois ser decifrada e naturalizada para a nova geração...