André Filho

Membros
  • Content Count

    1817
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About André Filho

Recent Profile Visitors

1647 profile views
  1. Principal estrela da companhia busca o bicampeonato no peso-leve feminino. Finalista dos pesados, Bruno Cappelozza é único brasileiro no card principal; Manfio e Cara de Sapato estão no card preliminar Por Combate.com — Rio de Janeiro 27/09/2021 14h58 Atualizado há 2 horas A Professional Fighters League (PFL) anunciou nesta segunda-feira o card oficial do último evento da temporada 2021, que definirá os campeões de suas seis divisões e distribuirá prêmios de US$ 1 milhão (R$ 5,37 milhões) a cada um deles. O torneio acontece no dia 27 de outubro, uma quarta-feira, em Hollywood, na Flórida (EUA), e terá como luta principal a final do peso-leve feminino. Principal estrela da companhia, a americana Kayla Harrison busca o bicampeonato e enfrenta a compatriota Taylor Guardado. Bicampeã olímpica de judô, Kayla Harrison é favorita ao bicampeonato no peso-leve feminino também no MMA — Foto: Divulgação/PFL Três brasileiros estão nas finais, mas apenas um estará no card principal. A final do peso-leve, que terá o gaúcho Raush Manfio na disputa contra Loik Radzhabov, do Tajiquistão, é a primeira das seis disputas de título e acontece ainda no card preliminar. Logo depois, o paraibano Antônio Cara de Sapato fecha as preliminares com a disputa do cinturão peso-meio-pesado, contra o norueguês Marthin Hamlet. Finalista no peso-pesado, o paulista Bruno Cappelozza faz a segunda luta do card principal contra o croata Ante Delija. Finalista no peso-pesado e favorito ao título, Bruno Cappelozza é o único brasileiro no card principal — Foto: Divulgação/PFL O card principal tem ainda as finais do peso-pena e peso-meio-médio, e uma luta que não vale cinturão, mas que destaca outra das maiores estrelas da PFL: a bicampeã olímpica e multicampeã mundial de boxe Claressa Shields. A americana faz sua segunda luta oficial de MMA e encara a mexicana Abigail Montes no antepenúltimo combate da noite. Outras duas lutas casadas já estão confirmadas para o card preliminar, e a organização ainda pretende acrescentar mais uma para abrir a noite. O Combate transmite as Finais da PFL 2021 ao vivo e com exclusividade no dia 27 de outubro, com início previsto para 18h (horário de Brasília). Confira o card atualizado: PFL 2021 - Finais 27 de outubro de 2021, em Hollywood (EUA) CARD PRINCIPAL: Peso-leve: Kayla Harrison x Taylor Guardado (final) Peso-meio-médio: Ray Cooper III x Magomed Magomedkerimov (final) Peso-leve: Claressa Shields x Abigail Montes Peso-pesado: Bruno Cappelozza x Ante Delija (final) Peso-pena: Chris Wade x Movlid Khaybulaev (final) CARD PRELIMINAR: Peso-meio-pesado: Antônio Cara de Sapato x Marthin Hamlet (final) Peso-leve: Loik Radzhabov x Raush Manfio (final) Peso-meio-pesado: Omari Akhmedov x Jordan Young Peso-leve: Don Madge x Nathan Williams Luta a ser anunciada Fonte:https://ge.globo.com/combate/noticia/pfl-anuncia-card-final-da-temporada-2021-com-kayla-na-luta-principal.ghtml
  2. Brasileiro busca terceira vitória consecutiva no peso-galo; americano quarto colocado do ranking vive grande fase, com quatro triunfos seguidos Por Marcelo Russio — Rio de Janeiro 27/09/2021 15h48 Atualizado há uma hora José Aldo está próximo de fechar mais um evento principal para seu cartel. O ex-campeão peso-pena (até 65,8kg) do WEC e do UFC, agora na categoria peso-galo (até 61,2kg), está em negociações com o Ultimate para fechar o card do dia 4 de dezembro, ainda sem local definido. O adversário será o americano Rob Font, quarto colocado no ranking da categoria. José Aldo na pesagem de sua última luta, uma vitória sobre Pedro Munhoz em agosto — Foto: Getty Images O primeiro veículo a noticiar que a luta estava nos planos foi o podcast "The MMA Hour", e o Combate confirmou com fontes próximas à organização que o duelo seria o principal do primeiro evento do UFC em dezembro deste ano. José Aldo, 35, vem numa sequência de duas vitórias no peso-galo, incluindo uma performance de gala contra o também brasileiro Pedro Munhoz no UFC 265, em agosto. Ele ocupa a quinta posição do ranking da categoria no momento e vinha buscando uma luta contra TJ Dillashaw, outro ex-campeão e segundo colocado da divisão. No entanto, Dillashaw vinha dizendo que esperaria por um title-shot e é um dos candidatos a fazer a disputa do cinturão interino contra o russo Petr Yan em 30 de outubro. Aldo tem 30 vitórias e sete derrotas na carreira, que incluiu seis anos como campeão peso-pena, unindo o período no WEC e no UFC (a categoria foi absorvida pelo Ultimate em 2010 com a dissolução do WEC e o brasileiro manteve o cinturão). Rob Font, 34, vive seu melhor momento no UFC, com quatro vitórias consecutivas. Nas últimas duas lutas, ele bateu nomes de peso na categoria, como Marlon Moraes e o ex-campeão Cody Garbrandt. Na carreira, tem 19 vitórias e quatro derrotas. Confira o card atualizado: UFC 4 de dezembro de 2021, em local a ser definido CARD DO EVENTO (até o momento): Peso-galo: José Aldo x Rob Font Peso-leve: Claudio Puelles x Chris Gruetzemacher Peso-leve: Brad Riddell x Rafael Fiziev Peso-meio-pesado: Jimmy Crute x Jamahal Hill Peso-palha: Mallory Martin x Montserrat Ruiz Peso-médio: Brad Tavares x Brendan Allen Peso-meio-médio: Matt Brown x Bryan Barberena Peso-mosca: Zhalgas Zhumagulov x Manel Kape Fonte:https://ge.globo.com/combate/noticia/ufc-negocia-jose-aldo-x-rob-font-para-luta-principal-em-4-de-dezembro.ghtml
  3. Concordo, principalmente em relação ao Aldo. Uma pena que para alguns ele tenha virado um zé ninguém.
  4. Ele não luta, fica difícil ter chance de disputar alguma coisa.
  5. Também achei, mas como disse durante a luta, o cara não é campeão por acaso.
  6. Então Max está muito a frente do Aldo? Me refiro a ser maior(legado) e não a melhor.
  7. Até pq a terceira luta entre eles não deve demorar a sair e tudo pode acontecer.
  8. Exato, as boas oportunidades do Ortega foram a base do excesso de exposição do Volka.
  9. Mas será que ele conseguiria quedar? Volka se movimentando daquele jeito e incomodando com o jab que usa tão bem?
  10. Porém mesmo nessas tentativas de finalizações ele tomou ground and pound contundente.
  11. Lutão, condicionamento físicoe o Jab do Volka e de dar inveja.