Axiotis

Membros
  • Content Count

    6333
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

1 Follower

About Axiotis

Recent Profile Visitors

10036 profile views
  1. Venum tá forte assim? Poooo Agora, tomara que os lutadores podem ter patrocinadores...
  2. Exatamente, não dá pra lutar 2x por ano e só treinar nos 2 meses antes de cada luta. 4 meses de treino por ano? Complicado.
  3. Shogun é um que temos certeza que houve relaxamento no camp. Às vezes sendo o próprio chefe. Aldo com esse sistema, treinar só no camp. Muitos fazem isso, mas pra mim não é bonmm
  4. Conheço o Emerson, como lutador é muito bom, mas não sei como treinador. Aldo tem vitórias e derrotas com ele, boas lutas e lutas ruins. Sendo muito fã do Aldo, vejamos a luta com Conor. 13 segundos, errou na finta, fintou com a mão direita abaixando a guarda, dando o direto pro Conor. Depois ele fez um lutão com Edgar, anulou o cara completamente. Foi bem elogiado. Depois perdeu pro Max. E eu achei que era por conta da envergadura, principalmente. Na segunda luta tive a certeza, ele não achou a distância e o jogo em pé não casou pro Aldo. Falei isso aqui também. Sabe aquele cara que bate em geral? Mas tem um, que não bate nos mesmos caras, que ele não consegue impor seu jogo. Pra mim foi isso com Max. Stephens vinha muito bem e Aldo passou por cima. Moicano foi outro que vinha bem. Novamente falavam que Aldo corria risco e tal. Ganhou bem. Aí veio o Volkanovisk, pior luta da sua carreira. E, infelizmente, foi logo a que assisti ao vivo. Ele não não foi agressivo, como sempre, estava receoso. Não parecia o Aldo que conhecemos. Arriscou pouco. Pra mim, perdeu pro Marlon Moraes. Demérito algum, Marlon e muito bom no kickboxing também e foi sua primeira luta na categoria. Uns acham que ele ganhou. Então... de certo, lutar mal, não lutou. A pouco ele deu uma entrevista que só treinava no camp. Assim não evolui nunca, não dá. É muito pouco. Lutar duas vezes por ano e treinar só no camp não tem treinador que faça o cara evoluir. Assim como Jon Jones, já vi dizendo a mesma coisa. Ninguém ganhou dele, mas eu não vi evolução alguma no Jones e suas lutas estão cada vez mais apertadas e pra caras menos consagrados e técnicos que os de antigamente. Só treinando em camp não dá. Então, pra mim, não tem como dizer que é o treinador. E seu cartel tá bom ainda, perdeu pra tops, nada demais. Sendo que as últimas 3 lutas nos penas, nocauteou 2 e perdeu uma numa luta muito ruim dos dois. Tá ruim? Não.
  5. Sempre tive a sua opinião e sempre defendo Borrachinha quanto a isso. Tem feito certinho, manda bem no inglês, faz bem o trash talk e tá correspondendo no cage que é o que valida isso tudo. Mas quanto a isso, Borrachinha mandou mal demais. Ele tem que se meter na categoria dele e ponto. Criticou o title shot (merecido ao atropelar um ex campeão) inquestionável do Durinho e não ganha nada com isso. E nem ex campeão é, quanto mais campeão. E continuo na torcida por ele.
  6. Vou torcer pro Borrachinha. Mas Borrachinha, vai treinar, vai se meter na SUA categoria e vai fazer sexo pra terminar de se ocupar.
  7. UFC era uma luta real. Sem tempo, só saía um vencedor. Quase regra nenhuma. Arte x arte. Depois que Royce, magrinho, deitou e rolou. Aí entrou o limite de tempo por causa de transmissão de TV e TODOS hoje sabem jiu-jítsu. Sem saber jiu-jítsu 80% de chance de perder.
  8. A pica foi que todo mundo hoje treina jiu-jítsu. Quando ninguém sabia, Royce, magrinho, ganhou de Ken e Serven. Bem mais pesados e com grade e tudo. Também tem o limite de tempo.
  9. Cara, falam muito do tiro de meta o do pisão. Mas pra mim eles nunca ganharam luta. Meia dúzia de japa que caía nessa. Essa base wrestling que vc falou que dificulta mesmo, somado a grade no lugar das cordas. Ajuda muito o wrestler mesmo.
  10. Shogun, Wand e Ninja eram caras extremamente agressivos. Não eram um Spider da vida. E dos 3 ele era o mais completo, derrubava e aceitava a luta no chão. Mas não é aquele trocador de encher os olhos, técnico e tal. Era muito agressivo mesmo, lutando pra frente.
  11. Vamos lá... eu falei do Pride x UFC. Que eu achava cegamente que o Pride era mais forte que o UFC. E dei exemplos que me levaram a crer que não era isso. Que o UFC era mais forte que o Pride, era mais difícil... tinha mais lutadores que dificultariam a vida de tops. Sou muito fã do Shogun, do tipo que até hoje tenho aquela esperança kkkkk e pra mim depois dos candidatos a GOAT Spider, Jones, Ando, Fedor e GSP eu coloco o nome do Shogun, hendo e wand. Perder pro Forrest não o tornou ruim ou pior que ele, mas me mostrou que no UFC o buraco era mais embaixo. Ou seja, os tops do pride não era ruins ou piores que o do UFC. Falei da franquia em si.
  12. A franquia tem que faturar pra se manter. Poucos lutadores vendem muito e quando a oportunidade surge, sou a favor do UFC privilegiar a grana. Mas sempre preguei um equilíbrio, tem que ter um mínimo de coerência esportiva. GSP nos meio médios é válido furar fila. Lenda por lá. Mas furar fila nos médios, não tem sentido. Mas esse é um critério pessoal, e cada um vai ter o seu. Como Jones, que voltou direto pro title shot e nem tinha como ser diferente. Pra mim Aldo perdeu pro Marlon (e todos sabem o qt sou fã do aldo). E Dana, por Aldo ter muito mais nome, pregou a furada de fila mesmo na derrota, como se tivesse sido um garfo absurdo. E o que Aldo tem a ver com isso? Vai recusar a luta? Lógico que não né.
  13. Quando vc fala e faz pode fazer o que quiser. Igual Conor, enquanto falava e fazia, era rei. Passou a tomar pau, virou piada até na irlanda. Pq vc fica zoando, fazendo piada, forte no trsh talk em toda luta... chega no cage e toma pau una, duas vezes... já começa a virar piada. Fica feio.
  14. Mas resvala no durinho de qq jeito. Ele tem que bater no nigeriano, não no UFC e muito menos em outra categoria.