brunogandhi88

Membros
  • Content Count

    4632
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

2 Followers

About brunogandhi88

  • Birthday 11/21/1988

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Interests
    COMENTAR SOBRE LUTAS

Recent Profile Visitors

6980 profile views
  1. Barnett chegou até bem no UFC. A derrota dele para o Rothwell foi muito inesperada. Foi finalizado na grosseria.
  2. Bj Penn não foi sequer o maior do peso, quiçá entre os maiores da história. Eu lembro que o pessoal aqui do PVT sempre superestimou demais o havaiano, mas ele tinha defeitos graves, como a insistente falta de gás. Era muito laureado no Jiu Jtsu, mas nunca mostrou muita proficiência no chão para o MMA. Khabib é muito maior do que ele como campeão do peso leve.
  3. Luta sem sentido para o Russo que estava cogitando Dariush, uma luta que poderia credenciá-lo ao cinturão. Vencer o Rafael ainda o deixa a uma luta do cinturão.
  4. Existe uma questão que vocês estão esquecendo de abordar. O anti jiu jtsu é mais fácil de ser aprendido e aplicado do que o anti-wrestling. Certa vez, alguém desse fórum fez uma analogia que considero genial. Jiu Jtsu é como jogo da velha. Quando um dos jogadores não sabe nada e o outro sabe o jogo, o resultado é sempre a vitória do melhor. Mas se o jogador que não sabe nada aprender um pouquinho do jogo, ainda que ele continue sendo o jogador inferior, a tendência é que a maioria dos jogos resulte em empate. Guardadas as proporções, o anti jiu jtsu é muito fácil de ser aprendido e aplicado por um wrestler. Além disso, o wrestler tem o que eu chamo de vantagem atlética. Nenhuma arte marcial confere tanto atleticismo aos seus praticantes como a luta olímpica. Isso inclusive os torna strikers perigosos, pois eles tendem a ser mais explosivos e ter muito punch. A questão do gás também é vital. É raro ver um wreslter que não tenha muito gás. Basta lembrar das principais máquinas cardíacas da história do UFC. Quase todos eram oriundos do wrestling. É de longe a melhor base para o MMA. Os números não mentem. O número de atletas oriundos dessa arte na elite do MMA e desproporcionalmente maior do que qualquer outra arte marcial.
  5. Em que contexto ele afirmou isso? Porque não consigo ver associação entre as duas coisas. Em todo o caso, racismo é algo que está mais no campo das crenças. Fazer piada com uma etnia ou indivíduo não é necessariamente racismo. Isto depende muito do que o suposto racista acredita sobre os negros em geral. Seria como eu zoar alguém por ser muito branco. Isto não necessariamente implica que eu acredite que os brancos são inferiores ou que eles possuam menos valor intrínseco.
  6. Eu acho que em se tratando de estados puros, o Jiu Jtsu e sambo se sobressaem ao Wreslting por terem uma gama maior de finalizações. Agora, como base para o MMA, o wrestlikg é de longe a melhor arte marcial.
  7. Makachev tem chances de ser campeão, mas nunca será como Khabib. O jogo de pressão, a eficiência nas quedas e no GnP não está lá. Rodolfo mostrou alguma evolução, mas parece não levar jeito para a coisa. Acho que ele não dura muito no UFC. Basta subir um pouco o nível dos adversários.
  8. Nada do que você citou é racismo a priori. Ser brasileiro não é uma raça ou etnia. Então ridicularizar um pouco ou pais não é racismo. Mesmo a história do sinal de fumaça não é racismo. Vivemos dias em que a palavra racismo tem sido usada indevidamente. Até mesmo o conceito de racismo está sob disputa. Eu sigo o conceito clássico de que racismo é a ideia de que há raças ou etnias cuja dignidade é superior a outras, justificando assim tratamentos desiguais na lei.
  9. Vários da lista estão na discussão Goat. E além disso, não é apenas enfileirar vários em sequência. É enfileirar vários, com ampla dominância, sem parcialmente correr riscos, da categoria mais forte que o MMA já viu. Não há ao longo da história uma categoria que tenha apresentando tantos lutadores de alto nível como o peso leve dos últimos anos. Mas espero que o russo volte um dia e encerre essa discussão, se consagrando como Goat indiscutível.
  10. Chandler não estava no UFC quando ele saiu. Fergunsom perdeu antes de chegar a uma luta contra ele, além das vezes que foram adiadas. E o Charles só se credenciou depois que ele se aposentou. Naquele ponto, ele já havia varrido sim. E o que mais conta para o legado dele não é apenas o que ele fez, mas como ele fez. Ele é o lutador de MMA com o melhor cartel da história.
  11. Nurma defendeu a cinta 3x e varreu a divisão mais dificil da história do MMA. Ele também teve um caminho mais longo até o cinturão. Realmente, ele defendeu poucas vezes, mas é o seu domínio acumulado durante toda a carreira que o coloca na discussão do Goat. Cormier não teve o mesmo domínio e o caminho até os cinturões do UFC foram bem curtos.
  12. Cormier não merece estar em nenhuma discussão sobre Goat. Para ser Goat, é preciso ter dominado alguma categoria por um tempo razoável. Cormier defendeu seus cinturões apenas uma vez em cada categoria. Não chegou nem perto de ser dominante. Tá certo que ele entrou velho no MMA, o que pode ter impedido de demonstrar essa dominância, mas isso é necessário para entrar nessa discussão de Goat.
  13. O que mostra também o quanto Khabib é especial. É uma pena que tenha parado tão cedo. Apesar de Poirier ter oferecido algum risco, especialmente na guilhotina, a maior parte da luta foi um monólogo.
  14. Não acho que ele seja tão fraco assim. Repare que ele só lutou uma vez depois que perdeu para o Usman e venceu o ja decadente Woodley. Ainda assim, é o próximo na fila, na frente do impressionante Edwards, que vem de uma sequência fantástica. Acho que ele tem sim apelo.
  15. Tá aí um cara que evolui muito. O striking melhorou horrores, associado um volume e cardio insanos. O problema que é o nigeriano evoluiu muito também e tem mais punch. Aposto no Usman ainda, mas acho que Colby pode sim engrossar o caldo novamente.