Axe_Spartan

Membros
  • Content Count

    8562
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Axe_Spartan

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

17288 profile views
  1. Charles monstro, passou pela adversidade do começo com maestria e acabou com o Chandler no segundo round, feliz demais por ele, posso falar que comecei a acompanhá-lo lá no início da carreira, passando o carro no Predador FC, vencendo 3 adversários na mesma noite.
  2. Bem vindo ao clube Daniel, antigamente via as preliminares, terminava o evento e ainda lia as análises pós-luta, agora não aguento nada, só assisto no dia posterior, estou vendo se hoje consigo ficar acordado, mas duvido kkkkk
  3. Pode ser isso mesmo, ou influência do Kadyrov, não duvido nada desse ditador, Chimaev voltou logo depois que o Kadyrov disse que ele não iria se aposentar não, que ele tinha falado aquilo de cabeça quente, bom, vamos ver né.
  4. Eu não acho estranho ele ter usado isso para se promover, o que acho estranho é como ele mudou de ideia depois de dar como certa sua aposentadoria por estar sequelado da doença.
  5. Exato, faria muito mais sentido e chamaria muito mais fãs de submission grappling para assistir o evento.
  6. De quase se aposentar para essa empolgação toda, ou melhorou mesmo das sequelas deixadas pela Covid e está se sentindo muito bem (espero que seja isso) ou teve um "empurrãozinho" do Kadyrov aí.
  7. Aff, luta de submission desnecessária, grande diferença de nível e de peso.
  8. Boa lição do Fábio Gurgel depois dessa luta: https://m.youtube.com/watch?v=MHNJeqpbntg
  9. Isso aí é uma vitória clara do Werdum, bateu, acabou, não tem essa de socar depois. Independentemente do Werdum ter aliviado ou não, o Renan desistiu antes, se ele se arrependeu depois, o problema não pode ser passado para o Werdum.
  10. Imagine, é um prazer compartilhar essas informações, falta de costume de escrever sobre wrestling com brasileiros, que quando aparece um interessado, acabo me empolgando. Hahaha Quando quiser conversar mais sobre, só falar.
  11. Olha aí o Ura Nage adaptado ao wrestling: https://youtu.be/tLL3YwKhZvI
  12. Então, tudo depende do treinamento que ela teve, como eu estava falando com o @Daniel Mendoza , vários movimentos tem nas duas artes, só apresentam nomes diferentes, agora tem que ver qual delas é a maior influência no estilo da Valentina Curioso que agora mesmo estava assistindo um vídeo curto de wrestling de um cara famoso que faz explicações de movimentos de wrestling em diversos campeonatos, e ele mesmo usou o termo do movimento que vem do judô (Kouchi Gari) em vários ataques de um famoso wrestler cubano/italiano.
  13. @Daniel MendozaE complementando meu post anterior, no estilo livre você ainda tem que ter muito mais cuidado ao atacar as pernas, porque pode acabar tendo as costas expostas num chest lock por exemplo e conceder 2 ou 4 pontos, especialidade do já mencionado Kyle Dake inclusive, no folkstyle você não precisa se preocupar com isso. Acho que até por causa disso você vê os russos muito mais rápidos em finalizar uma queda depois da entrada nas pernas do que os americanos no geral.
  14. De fato a greco é mais popular na Europa do que nos EUA, até porque o que é treinado nas escolas americanas é o folkstyle wrestling deles, que é muito mais parecido com o estilo livre do que a greco. Se a greco é mais popular na Europa do que o estilo livre, acho que não, as duas artes são bem populares por lá, na Rússia o estilo livre é muito mais popular ali na região do Norte do Cáucaso (Daguestão, Ossétia do Norte, Chechênia, etc), já no resto da Rússia as coisas são mais equilibradas. Na Turquia, os pesados Riza Kayaalp e Taha Akgul têm dominado por anos os dois esportes. Uma coisa que eu tenho comigo é que essas quedas no clinch não são mais buscadas pelos americanos pela influência do folkstyle, vou explicar, uma queda partindo de um bodylock tem muito mais chances de o adversário acabar com as costas no chão do que um single leg por exemplo. No estilo livre a queda com o adversário caindo de costas são 4 ou até 5 pontos dependendo da amplitude, no folkstyle são 2 pontos (ou nada, se não houver o controle posterior), o mesmo que valeria uma queda qualquer, então por que arriscar um bodylock e ter o perigo de ser contra-atacado, se uma queda num single leg vale a mesma coisa? Complicado falar em judô sem quimono com a importância que as pegadas de pano tem no esporte, sei que tem algumas competições por aí com essas regras, mas não é algo difundido como o No Gi do jiu-jitsu. Acho que seria eficiente sim, só não sei se seria tão eficiente quanto um wrestling, que no seu estilo livre não tem as limitações de pegada de perna que no judô tem.