Axe_Spartan

Membros
  • Content Count

    8659
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Axe_Spartan

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

17623 profile views
  1. Enquanto o MMA for um esporte que paga pouco (raras exceções como Conor McGregor), iremos ver essa chatice de lutadores de MMA indo para o boxe para ganhar dinh..."se testar", errados não estão obviamente, eles tem é mais que irem para onde paga bem, o errado dessa história, se tiver um mesmo, é o Dana e outros cabeças do UFC, que não liberam a grana para os lutadores.
  2. No final da luta eu já tinha dado a luta para o Whittaker, mas vendo como as lutas são julgadas atualmente, eu sabia que os juízes erroneamente (apesar de não ter sido um absurdo) dariam para o Izzy exatamente por esses motivos que você apresentou, e não deu outra. Nessa parte das quedas nós discordamos, eu já acho que uma queda num oponente que não quer ser quedado reflete uma certa dominância, pois o lutador está sobrepujando sua vontade contra o outro fisicamente, agora eu já concordo com você que se o lutador debaixo está mandando a chuva de cotoveladas na cabeça do outro, isso anularia a vantagem posicional, e poderíamos até falar que a vantagem mudou. Só para esclarecer, eu não estou pedindo que se dê uma atenção significativa a quedas sem dano posterior, mas que se dê mais atenção a elas do que agressividade e domínio de centro de octagon, como foi o caso na luta.
  3. Eu acho muito válido eles darem um valor maior ao dano hoje em dia, inclusive acho isso uma evolução das regras do esporte. O meu problema foi o julgamento da luta em si nos rounds parelhos em pé (em que inclusive eu vi uma leve vantagem do australiano, mas tudo bem), em que o Robert consegue a queda no Adesanya, que não queria ser quedado, mas os juízes enxergam uma vantagem do nigeriano pelo simples fato de ele controlar melhor o centro do octagon e ser mais agressivo, porra, o Whittaker consegue executar um movimento que é considerado como relevante em todas as artes de grappling existentes (inclusive em arte de grappling que tem trocação, como o Combat Sambo), mas os juízes, para desempatar o round provavelmente consideram mais importante o Adesanya estar indo para cima, ser mais agressivo, isso que complica, e olha que nem entrei no mérito daquela pegada das costas do Whittaker em que ele tentou o mata-leão no quarto round, se aquilo não é effective grappling, não sei mais o que é.
  4. Antes criticavam que em um round apertado na parte em pé, uma queda aplicada definia o round. Agora eles realmente dão muita importância para o controle do octagon e a queda vale muito pouco, quase nada. Agora, o que mostra um domínio maior, uma queda aplicada num oponente que não quer ser quedado ou controlar o centro do espaço de luta? Não parece que houve regressão no julgamento da luta nesse caso?!
  5. Eu achei que faltou o mesmo ímpeto para o Adesanya, que não utilizava da sua envergadura de forma eficiente (o Robert encurtava e acertava) e se limitava aos chutes, o Whittaker nesses 3 rounds que falei acertou claramente os melhores golpes, alguns jabs fortes, e o quarto round para mim foi claro dele, acertou um soco numa quebra de clinch que até o Adesanya reagiu, sei lá, os juízes são previsíveis demais, campeão dominando o centro, contender andando para o lado e para trás, um round mais apertado, dão para o campeão infelizmente.
  6. Tirando o primeiro, todos os outros rounds foram apertados, mas eu vi vitória do Whittaker, 2, 4 e 5, mas eu sabia que dificilmente os juízes iriam dar essa luta para o australiano, principalmente pelo fato de ficarem impressionados com o domínio do espaço pelo Izzy e o Robert andando para trás, mesmo este último acertando os melhores golpes desses rounds e conseguindo quedas, inclusive uma pegada das costas, uma pena.
  7. Salvo para assistir mais tarde, valeu, top demais essa época.
  8. Joe Rogan fala muita merda, mas de luta o cara conhece e realmente concordo com ele quanto ao poder de nocaute do Alex, vi isso há poucos metros dele num ringue de boxe, era assustador mesmo. Mas ainda assim prefiro ver mais do Alex no MMA para me empolgar mais quanto ao seu futuro sucesso neste esporte, como me empolgo com o Chimaev hoje em dia por exemplo. Aquela primeira luta contra o grego, ele perdeu aquele primeiro round, foi sufocado no chão, então tem que mostrar que consegue evitar mais o grappling do que mostrou naquela luta, e não estou falando do cara ser bom no jiu-jitsu, isso não é o ponto, já que hoje em dia, para você pegar um cara estando por baixo ou raspá-lo, é quase impossível, a não ser que você seja um Charles da vida, o que não é o caso, estou falando de estar com o wrestling afiado ou ter um jogo de movimentação dentro do 8 que dificulte muito a entrada do oponente.
  9. O que cotoveladas não fazem não? Parece que o Kattar foi de faca na luta, olha essas 03 talhadas no rosto do Chikadze. Kattar diminuiu a bola do georgiano logo no primeiro round quando mostrou que grappling no MMA é importante, depois ganhou na pressão (Chikadze andou pra trás a luta inteira, dificultando o seu jogo de chutes), durabilidade e boxe.
  10. Pois é, acabei vendo isso, resumindo, ele não se lembra direito, mas pode ter acontecido (como pode não ter acontecido), eu achei muito estranho o Poirier não conseguir tirar o braço de lá e ter que rolar para sair.
  11. Alguém conseguiu outro ângulo de quando o Charles está com aquela omoplata mal encaixada e o Dustin rola para suas costas, praticamente entregando o round para o brasileiro depois disso? Fiquei na dúvida se realmente rolou uma agarrada por dentro do luva pelo Charles. Se aconteceu isso, pode ter sido determinante para o curso que a luta tomou, mas na imagem que forneceram na transmissão não dá para ter certeza de maneira alguma se teve isso.
  12. Concordo que o Aldo sempre mostrou problemas contra caras com volume de mãos muito alto, mas isso acontece porque o Aldo não movimenta bem a cabeça, o Dedé tinha que ficar gritando toda hora para ele movimentá-la, "vai Aldo, movimenta a cabeça, Mike Tyson!", o Font atingiu ele bastante, o brasileiro sempre fica com a cabeça lá no alto, mas a diferença é que o Aldo tinha muito mais potência que o americano, era só uns toques e o Font estava no chão, seja por knockdown, seja por cair de bunda no chão por causa de chute na perna. TJ é uma luta complicada, é outro lutador que tem volume de mãos, mas que tem uma certa potência também e sempre está se movimentando, o que pode anular a potência do Aldo. De qualquer maneira, o Aldo é incrível, o cara foi campeão do WEC em 2009, e em 2021 está numa sequência de 3 vitórias contra lutadores de respeito na nova divisão, um dos melhores de todos os tempos.
  13. O primeiro round da luta me preocupou para falar a verdade, mas o Alex se defendeu muito bem e conseguiu escapar do grappling do grego. Em pé não tem o que falar, o brasileiro foi absurdamente superior. Vamos ver, estou torcendo para que coloquem o Sean Strickland contra ele, estilo que o favorece e é top 7 da divisão. Jack Hermansson seria interessante também, top 6 dos médios, mas seria mais para testar o brasileiro do que para ver uma luta empolgante, tendo em vista que o sueco é um grappler perigoso.
  14. Chimaev não é tudo isso não, olha aí sendo tirado pra nada pelo Kadyrov. 😄 Mas tentasse alguma coisa contra esse cara para ver onde ele iria parar.
  15. Comentando sobre o Ankalaev, eu vejo muito mais potencial nele do que qualquer outro da divisão, o tcheco é muito bom, mas bem aberto em sua defesa, parece um matador mais estilo do Johnny Walker, Marreta, que são lutadores muito bons, finalizadores de lutas, mas limitados. Realmente, ele venceu claramente o Oezdemir, o suíço ficou com medo de soltar a mão contra ele depois que levou o knockdown.