Axe_Spartan

Membros
  • Content Count

    8465
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Axe_Spartan

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

17074 profile views
  1. É possível, mas tem que ver o quão receptivo o Aldo está para coisas novas também. Faz tempo que assisti a luta do Brunson contra o Anderson, mas eu lembro que foi meio roubado essa decisão, não foi? Fui verificar no mmadecisions (a pontuação que a mídia especializada marca) e confirmei isso: http://www.mmadecisions.com/decision/7772/Anderson-Silva-vs-Derek-Brunson Além de "ganhar" como "Roubo do ano em 2017" tanto no MMAjunkie: https://mmajunkie.usatoday.com/2018/01/anderson-silva-derek-brunson-mmajunkie-2017-robbery-of-year-mma-ufc-208 Quanto no Sherdog: https://www.sherdog.com/news/articles/Sherdogcoms-2017-Robbery-of-the-Year-130441
  2. Para mim os nomes da noite foram Vicente Luque e Derek Brunson. O brasileiro com aquela trocação técnica mas que não foge da briga. Vi que seria uma noite longa para o Brown quando o Luque começou a investir legal nos chutes na perna, ali foi o começo do fim para ele, o americano até tentou voltar na luta ao chamar o brasileiro para o infight, mas não deu muito certo para ele. E que joelhada na hora certa! O Brunson sentiu alguns golpes no corpo no primeiro round, mas voltou bem para o segundo (e a luta poderia ter sido parada ali no final desse round mesmo), estava mais técnico na sua trocação, tirando algumas vezes que sua cabeça estava a quilômetros a frente de seu pé, mas bem menos do que antes, utilizou muito bem o seu wrestling com a trocação e acabou com a hype do menino. Pelo jeito, com 3 vitórias seguidas, o Henri Hooft tirou o veterano da "zona gatekeeper" e agora pode alçar vôos mais altos.
  3. Baixei o evento hoje só para ver essa luta. Será que agora o Greg Jackson colocou na cabeça do Pico que ele é um wrestler, e não um boxer? Claro, não é para ele ir igual um idiota e tentar a queda de qualquer jeito igual o Askren estava fazendo em suas apresentações no UFC, mas usar o boxe como complemento assim como você comentou. Ele precisa usar mais esse wrestling nas lutas dele.
  4. Ficando mais velho, não conseguindo mais assistir o evento na noite que acontece, sempre assistindo no dia posterior kkkk Bom, aqui vão minhas considerações sobre o main event: 1) Chimaev, Chimaev, Chimaev, quem é esse rolo compressor? Que russo monstro, confesso que não assisti sua primeira luta há 10 dias, mas vou atrás depois para ver, fiquei sabendo que foi outra passada de carro. Pressão e ritmo intenso, colocou para baixo e GnP sem parar, estilo Khabib. 2) Cowboy lutou muito bem, usando os chutes praticamente a luta inteira, parece que não quis arriscar no boxe contra o Sobotta, castigou ele com os chutes no corpo. 3) Como é bom ver uma finalização por triângulo numa luta no UFC, tão raro hoje em dia, é o segundo cara da mesma região do Daguestão que o Craig pega no triângulo, jiu-jitsu afiado, principalmente de costas para o chão, e falando em jiu-jitsu... 4) ...Que coisa linda foi essa finalização do Werdum pegando no armlock! Gustafsson não é top dos pesados, mas é um oponente de muito respeito, Werdum pegando as costas e saindo para o braço, não estava crendo que iria pegar, mas quando o sueco deitou, aí já tinha certeza que dali ele não iria sair sem bater. O brasileiro sempre mostrando que não pode bobear com ele no chão, mas também, campeão mundial de jiu, campeão do ADCC, já finalizou Fedor e Velasquez (ambos no auge), precisa falar mais? 5) Marquei a luta para o Shogun (29-28) e fiquei muito feliz de ele ter vencido, sou um grande fã dele, mas senti que essa foi uma luta de tios porradeiros prestes a se aposentarem (o que de fato ocorreu com o Minotouro). Lembrando que o Shogun deveria estar vindo de outra vitória também, para mim foi garfado naquele empate contra o Paul Craig. 6) Sinceramente não entendi onde vários viram a vitória do Till no main event, a luta para mim estava 3x1 Whittaker ou um possível 2x2 indo para o quinto round, só pensava que quem vencesse o quinto muito provavelmente iria levar a luta, e para mim o Whittaker venceu o quinto sem muita discussão. O australiano não pareceu ser aquele monstro de outrora, mas também talvez temos que relevar isso pelo fato de ter sido uma batalha em pé contra um ótimo striker, técnico e com pegada, vamos ver como vai ser sua próxima apresentação.
  5. E isso sem vencer o campeão McGregor na época, que só deixou o título pois se tornou campeão dos leves.
  6. Acabei de assistir o evento (o main card) e gostei muito do que vi. - Fiquei surpreso com aqueles chutes do Fiziev, cada estalada no corpo, achei ele muito rápido nos switch kicks, é um cara que vou ficar de olho. - Hermansson provando que não se pode bobear com ele no chão, pegar um cara do nível do Gastelum na chave de calcanhar não é para qualquer um. - Deiveson fechou o card com chave de ouro, tirou o Benavidez para NADA, agora não vai ter desculpa de cabeçada. Quanto tempo não tinha um brasileiro campeão das divisões dos homens?
  7. Belo post e concordo, se você não entende aquilo que vê, dificilmente vai apreciar, a não ser que seja algo primitivo, instintivo, como socos e chutes, em que mesmo você não entendendo as técnicas, é algo primitivo do ser humano de gostar de ver aquilo. Eu não entendo porque o pessoal aqui no Brasil fica de mente fechada em relação ao wrestling, o BJJ nos EUA foi amplamente aceito, hoje o melhor cara do No Gi é americano inclusive. E se o esporte fosse chato, até entenderia, mas o estilo livre é muito empolgante, frenético, os caras não param por 6 minutos praticamente, não tem enrolação, mas aí virou um mantra que o wrestling é amarração, isso vem de caras que assistem lutas de jiu de pano.
  8. Acho que também aconteceu o armlock, mas estou falando dessa aqui:
  9. Não mesmo, acho que fiquei tão frustrado pelo GSP não ter conseguido acertar aquela kimura que acabei esquecendo o quão dominante e empolgante foi sua vitória.
  10. Por isso que eu falei o mais realista possível (dentro das regras), eu defendo liberar as joelhadas e chutes nos 4 apoios, mas isso já é debate para outro tópico.
  11. Na minha visão a luta de MMA tem que ser o mais parecido possível com uma luta real, um desses aspectos é não interferir na posição dos lutadores, só defendo interferência se absolutamente nada estiver acontecendo, como quando o lutador mais parece que está descansando sobre o outro do que qualquer outra coisa. Mas como falei, é minha visão.
  12. Pois é, eu diria que até mais que domínio técnico, é domínio físico mesmo, Masvidal só faltava espernear e chorar para o Usman deixar ele sair dali.
  13. Não defendo que foi empolgante mesmo, mas foi efetivo e dominante. O que não concordo é falar que o Usman não estava fazendo nada. Usman não desperdiça muitas tentativas de queda, inclusive uma delas foi muito bonita, no final da luta, acho que a última queda, tentou a queda, Masvidal defendeu no sprawl jogando o quadril na nuca do Usman, este já deslocou e mudou a direção da queda para finalizá-la.
  14. Dos 7 que falei, 5 são depois do nocaute do Serra, e ainda se quiser, adiciona contra o Bisping.