Último Imperador

Política, Polêmicas e afins.

Recommended Posts

3 horas atrás, spiderk disse:

Existe uma diferenca entre ser gay e viado.

 

Ambos os termos se forem.usadoa como ofensa se caracteriza como homofobia. Esse é o Problema.

Acho que é bem claro que XINGAR alguém o chamando de GAY/VIADO é claro que está falando que a pessoa é pior por ser gay ou viado, e é essa ideia que os movimento lgbt tentam combater. Querem desassociar a ideia de ofensa é ridicularização da sexualidade para mudar a forma de ver os homossexuais, é uma mudança cultural mesmo, por isso ela é tão polêmica. Mas é necessária para que se haja menos preconceito e mais igualdade para grupos minoritários.

Não sei como ser mais claro que isso. 

Acho que é isso, não quero convencer ngm, até pq, esse é um movimento sem volta, as pessoas podem criar à vontade, chamar do que quiser, vai continuar acontecendo. Estou trazendo só questões informativas sobre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, fninja disse:

Acho que o Werdum errou em chamar o cara de maricon, isto tem a ver com um hábito que ele deve ter desde criança de xingar alguém de viado. As coisas mudaram mas alguns hábitos ainda não, é só ver o caso São Paulo / bambis. Se ele é homofóbico ou não eu não sei, acho que errou mas não precisavam fazer este barulho todo. 

Agora o maior erro mesmo dele foi não ter chamado o cara de filho da puta, pelo menos ia fazer trabalho comunitário no puteiro, ia ser bem mais interessante...

Hahahahaha quem sabe se a prostituição for legalizada um dia e ter uma movimento social a favor das prostitutas haja esse movimento também de mudança de forma de ver essa profissão.

Sim, são esse hábitos são enraizados e vem de décadas (e muitos séculos na sociedade), tenho certeza que ele não quis ser homofóbico. Mas a briga pra esses movimentos é mudar hábitos culturais assim, e vai durar muito tempo ainda. Como vc disser hábitos não mudam fácil, ainda mais os tão enraizados.

Eu na real acho que barulho tá sendo feito por quem se revoltou. O cara usou um termo infeliz, a empresa deve ter se sentido pressionada a tomar uma atitude e tomou.

Estou certo se ele tivesse chamado um lutador negro de "preto" no meio doa xingamentos ia tá todo mundo achando racismo. Chamar de maricon é tão preconceituoso como chamar alguém de preto no meio das ofensas, é a mesma lógica preconceituosa. Mas a gente ainda não se dá conta que é preconceituoso igual. Acho que as pessoas não se dão conta disso a primeiro momento. 

Mas o mundo tá mudando, esse é o fato, para a felicidade de uns e incômodo de outros.

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, Neto Holanda disse:

Se ele tivesse chamado o cara de “ânus  canino” estaria de boa agora.

Muito boa!! Quanto eu era criança tinha o gordo, o careca, o aleijado, o ferrugem, o crioulo, o alemão, o caolho, o pitoco (um cara sem braço), o cabeça vermelha... e eram formas de se referir a pessoas que até as mesmas não ficavam ofendidas pois não eram ofensivas em 99,99% dos casos... agora com os ativistas das redes sociais e hashtags  estamos na era do politicamente correto!

Edited by Mucado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pior que isso é no mundo todo

A Inglaterra, o berço do conservadorismo tá lotado de esquerdistas, dias tenebrosos virão, isso é só o começo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se chamar de filho da "prostituta" vai ter que pedir desculpas, pois está inferiorizando a categoria profissional das profissionais do sexo, blá, blá, blá...

Edited by FAT

Share this post


Link to post
Share on other sites

Poderia ter usado algum termo técnico e dizer que ele engata a marcha reversa na especiaria árabe. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o pessoal, esse Ferguson é muito folgado e correu um sério risco de apanhar por isso.

 

Aliás não sei como o Werdum conseguiu ter sangue frio pra não arrebentar esse babaca.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ia dizer q a punição do UFC tinha sido exagerada, mas depois de ler os comentários mudei de ideia.

 

E o daniel mendonza tem uma paciência de monge, inacreditável.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que idiotice cara. PQP.... O que mais se ver e nego chamando o outro de faggy em filmes e séries. De repente o mundo ficou essa merda.

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 minutos atrás, gabriel floripa disse:

 

E o daniel mendonza tem uma paciência de monge, inacreditável.

Exato.

Edited by TNT

Share this post


Link to post
Share on other sites

Daqui a pouco aparece a sociedade protetora dos animais falar que o Werdum ofendeu os cachorros tbm. 

Muito ridículo essa sensura, não pode falar mais porra nenhuma hoje em dia. 

O homossexual pode contar piada de Português mas o Português não pode contar piada de homossexual. 

Puta duble standard esse turminha do mimimi 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, fninja disse:

 

Agora o maior erro mesmo dele foi não ter chamado o cara de filho da puta, pelo menos ia fazer trabalho comunitário no puteiro, ia ser bem mais interessante...

Roubou minha piada haha

Share this post


Link to post
Share on other sites

É complicado cara. Eu entendo a linha de argumentação do porquê não é bacana chamar o outro cara de viado. Mas eu também sou muito brincalhão, sempre gostei de falar merda e não me importo de fazerem piada de mim. É difícil racionalizar e aceitar que, realmente, algumas coisas podem mudar.

Eu sou o maior defensor do movimento LGBT, muitas pessoas falam que não existe preconceito, ou que o preconceito contra gays não é tão grande contra pareça, mas é sim. Eu sei. Não porque eu seja gay (e não teria problema nenhum se eu fosse), mas um dos melhores amigos meus é homossexual e vejo o que ele passa. Eu sinto a diferença no tratamento e a diferença de olhares de reprovação vindo em nossa direção quando eu e minha esposa saímos para jantar com um casal de amigos (homem e mulher) vs. quando eu e minha esposa saímos para jantar com esse meu brother e o namorado dele (que nem sequer se beijam em público, só ficam abraçados e de mão dadas). Portanto, temos muito a evoluir sim ainda como sociedade. Nota Isso não tem nada a ver com ser de direita, ou esquerda: se você é a favor ou contra privatização, se você quer mais ou menos estado. Tá um saco essa de querer categorizar tudo em direita e esquerda.

 

 

 

Edited by antamoeba

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now