Último Imperador

Política, Polêmicas e afins.

Recommended Posts

17 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Acho que só se combatem xingamentos com teor homofóbico, racista e machista de forma geral, que são os movimentos sociais mais bem articulados e fortes quanto a essa mudança cultural. Tirando isso, outros xingamentos são tranquilos. Estou certo que esses xingamentos não abrangem todos os xingamentos. Acho esse discurso de 'agora não pode nada' extremamente exagerado e terrorista.

E claro que a luta por uma coisa não exclui ou diminui a luta por outro, ou mesmo faz de quem concorde com elas 'super humanos', mas há movimentos que, dependendo da forma de ver a sociedade (e isso é muito além dessa divisão de esquerda e direita) que são válidos, há mudanças na sociedade que são válidas lutarmos por elas, particularmente eu acho que as que combatem certas covardias reproduzidas historicamente são válidas.

Mas concordo que há muitos exageros e erros de todas as partes, só acho que ainda sim esse movimento de mudanças na forma de pensar das pessoas para uma forma mais igualitária é um movimento válido. Mas tudo que mexe na cultura vai incomodar, inevitavelmente.

Por que outros xingamentos são tranquilos?

O Rafinha Bastos tomou processo da AACD por ter feito piada com deficiente mental.

Veja, a mudança cultural em prol de maior respeito aos outros, por mais que gere incômodos é necessária. Você tem razão, Mendoza.

As pessoas xingavam os outros de "macaco", racismo, ainda hoje isso acontece, mas diminuiu bem. Creio que, com o tempo, iremos evoluindo.

Mas insisto, por que a indignação é seletiva? Você mesmo admite isso, ao dizer que alguns xingamentos são tranquilos.

Não, Daniel. Tem de valer igual para todo mundo, porque o que se deve buscar é igualdade, não privilégios.

Logo, nenhum xingamento em que uma pessoa pode se sentir ofendida pode ser tolerado. A indignação tem de ser igual para todos.

Por que discriminar evangélicos está tudo bem (xingar de crente fundamentalista, radical etc) mas discriminar gays é errado? Porque é isso que acontece.

Entende o meu ponto? O seu raciocínio é válido, é correto, respeitoso, mas inviabiliza completamente qualquer xingamento, que é algo cultural. É feio ofender, xingar os outros? É. Mas brigar, desabafar, ofender é humano, demasiadamente humano.

Então, repito, é algo muito maior do que simplesmente ser politicamente incorreto chamar outrem de maricon.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, Barbas disse:

Por que outros xingamentos são tranquilos?

O Rafinha Bastos tomou processo da AACD por ter feito piada com deficiente mental.

Veja, a mudança cultural em prol de maior respeito aos outros, por mais que gere incômodos é necessária. Você tem razão, Mendoza.

As pessoas xingavam os outros de "macaco", racismo, ainda hoje isso acontece, mas diminuiu bem. Creio que, com o tempo, iremos evoluindo.

Mas insisto, por que a indignação é seletiva? Você mesmo admite isso, ao dizer que alguns xingamentos são tranquilos.

Não, Daniel. Tem de valer igual para todo mundo, porque o que se deve buscar é igualdade, não privilégios.

Logo, nenhum xingamento em que uma pessoa pode se sentir ofendida pode ser tolerado. A indignação tem de ser igual para todos.

Por que discriminar evangélicos está tudo bem (xingar de crente fundamentalista, radical etc) mas discriminar gays é errado? Porque é isso que acontece.

Entende o meu ponto? O seu raciocínio é válido, é correto, respeitoso, mas inviabiliza completamente qualquer xingamento, que é algo cultural. É feio ofender, xingar os outros? É. Mas brigar, desabafar, ofender é humano, demasiadamente humano.

Então, repito, é algo muito maior do que simplesmente ser politicamente incorreto chamar outrem de maricon.

Xingamentos que não denigrem pessoas por serem algo que acho de boa e natural sim, mas em absoluto concordo que qualquer xingamentos que tenha qualquer forma de PRECONCEITO embutido não deve ser tolerado mesmo. O que  eu quis dizer é que tem muitos xingamentos que não tem preconceitos embutidos, e esses são de boa, vc pode ofender alguém de forma que não ofenda sua religião, deficiência, gênero, sexualidade, 'raça', etnia, etc. Concordo que xingamento é normal e não vai nunca deixar de existir.

Eu quis dizer quanto a quais ofensas são as mais 'patrulhadas' por serem de movimentos sociais mais fortes. Mas não tive a intenção de dizer que ofensa ligado a religião é aceitável, também acho que não seja, várias outras formas de ofensas não são, assim como não devemos ofender alguém de "macumbeiro", não ofender como "crente". Falei dos três principais movimentos sociais, mas não quis dizer que são os únicos, se deu a entender eu reitero que fui infeliz na fala e não foi a intenção concordar com nenhuma outra ofensa preconceituosa.

O que quis chamar a atenção é que esse movimento não é de cunho apenas individual, Barbas, são principalmente trazidos por lutas de movimentos sociais, que não são só dos que eu citeis, tem vários, falei apenas dos maiores e que exercem maior influência nesse combate 'simbólico' ao preconceito, combatendo expressões e piadas com preconceitos embutidas. Contra intolerância religiosa existe também e são super válidos e necessários. O ponto que eu discordo é a ideia de que "se faz um então não pode defender outro". Concordo que a indignação seletiva é um problema, mas ngm luta por todas as causas, por isso são tão importantes os movimentoS sociais, no plural, para que as vozes sejam escutadas.

Mas exigir super humanos que nunca falham para que possamos lutar por mudanças me parece só uma forma de deslegitimar qualquer luta, entende? Pq essas pessoa não existem e nunca vão existes. É natural e sempre foi que cada grupo defenda os seus interesses e aqueles com os quais se identifica. Mas no conjunto, as várias lutas vão melhorando a sociedade e mudando a forma que as pessoas pensam sobre certas coisas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Xingamentos que não denigrem pessoas por serem algo que acho de boa e natural sim, mas em absoluto concordo que qualquer xingamentos que tenha qualquer forma de PRECONCEITO embutido não deve ser tolerado mesmo. O que  eu quis dizer é que tem muitos xingamentos que não tem preconceitos embutidos, e esses são de boa, vc pode ofender alguém de forma que não ofenda sua religião, deficiência, gênero, sexualidade, 'raça', etnia, etc. Concordo que xingamento é normal e não vai nunca deixar de existir.

Eu quis dizer quanto a quais ofensas são as mais 'patrulhadas' por serem de movimentos sociais mais fortes. Mas não tive a intenção de dizer que ofensa ligado a religião é aceitável, também acho que não seja, várias outras formas de ofensas não são, assim como não devemos ofender alguém de "macumbeiro", não ofender como "crente". Falei dos três principais movimentos sociais, mas não quis dizer que são os únicos, se deu a entender eu reitero que fui infeliz na fala e não foi a intenção concordar com nenhuma outra ofensa preconceituosa.

O que quis chamar a atenção é que esse movimento não é de cunho apenas individual, Barbas, são principalmente trazidos por lutas de movimentos sociais, que não são só dos que eu citeis, tem vários, falei apenas dos maiores e que exercem maior influência nesse combate 'simbólico' ao preconceito, combatendo expressões e piadas com preconceitos embutidas. Contra intolerância religiosa existe também e são super válidos e necessários. O ponto que eu discordo é a ideia de que "se faz um então não pode defender outro". Concordo que a indignação seletiva é um problema, mas ngm luta por todas as causas, por isso são tão importantes os movimentoS sociais, no plural, para que as vozes sejam escutadas.

Mas exigir super humanos que nunca falham para que possamos lutar por mudanças me parece só uma forma de deslegitimar qualquer luta, entende? Pq essas pessoa não existem e nunca vão existes. É natural e sempre foi que cada grupo defenda os seus interesses e aqueles com os quais se identifica. Mas no conjunto, as várias lutas vão melhorando a sociedade e mudando a forma que as pessoas pensam sobre certas coisas.

Meu caro Daniel,

Continuo no aguardo desses vários xingamentos que não ofendem uma classe, um segmento específico. Desculpe, mas o xingamento é feito justamente para marcar alguém por uma característica considerada ruim por alguma parcela da sociedade (esteja certa ou errada), a exemplo de orientação sexual, religião, cor/raça, deficiência física, mental etc. É assim, infelizmente, que as ofensas funcionam. Viado somente é xingamento porque uma parte da sociedade entende que isso é indigno e se sente ofendida se for chamada de viado. Eu não sou sociólogo, mas é como as coisas me parecem.

Até um singelo "cara de melão" pode ter um terceiro se ofendendo se essa pessoa tiver um rosto que lembra a forma de um melão.

No mais, você não deu a entender qualquer preconceito contra religião, isso está claro, mas deu a entender que alguns preconceitos são mais intoleráveis do que outros, com o que não concordo. É tudo ruim. E se pensar assim leva à necessidade de "super humanos", eu sinto muito, mas é o seu próprio raciocínio que leva a isso, quando ele se dirige contra qualquer forma de preconceito, e não apenas em face daquelas que têm maior apoio ideológico.

Abraços,

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Songa disse:

Tem os posts do Daniel Mendoza explicando direitinho se você não entendeu o por que disso. É chato? É, mas esse tipo de coisa tem que ocorrer. Por mim a retratação que o Werdum fez já era suficiente, mesmo não tendo sido a intenção dele ser preconceituoso. 

Eu entendi os posts sim, mas continuo não concordando. 

Tão fazendo muita polêmica em cima de nada, o cara folgou e tomou esculacho, só isso. 

Aí isso já é motivo pra saírem em defesa dos gays, escreverem textões "pra conscientizar a galera " e tal. 

Mas na real é uma puta tempestade em copo de água, que a patrulha do politicamente correto  adora, pq serve de motivo pra vir querer educar os outros e ao mesmo tempo mostrarem como são pessoas evoluídas e desprovidos de preconceito. Só que não. 

Não vcs não estão educando nem conscientizando ninguém, apenas estão usando esse ocorrido pra vir com discursinho moralista. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao li todos os comentários pois muitos mimimis... só digo uma coisa, tudo começou a dar errado qd o merthiolate parou de arder... grande bosta chamar alguem de maricon... aveeeeee

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Barbas disse:

Meu caro Daniel,

Continuo no aguardo desses vários xingamentos que não ofendem uma classe, um segmento específico. Desculpe, mas o xingamento é feito justamente para marcar alguém por uma característica considerada ruim por alguma parcela da sociedade (esteja certa ou errada), a exemplo de orientação sexual, religião, cor/raça, deficiência física, mental etc. É assim, infelizmente, que as ofensas funcionam. Viado somente é xingamento porque uma parte da sociedade entende que isso é indigno e se sente ofendida se for chamada de viado. Eu não sou sociólogo, mas é como as coisas me parecem.

Até um singelo "cara de melão" pode ter um terceiro se ofendendo se essa pessoa tiver um rosto que lembra a forma de um melão.

No mais, você não deu a entender qualquer preconceito contra religião, isso está claro, mas deu a entender que alguns preconceitos são mais intoleráveis do que outros, com o que não concordo. É tudo ruim. E se pensar assim leva à necessidade de "super humanos", eu sinto muito, mas é o seu próprio raciocínio que leva a isso, quando ele se dirige contra qualquer forma de preconceito, e não apenas em face daquelas que têm maior apoio ideológico.

Abraços,

 

Não acho que um seja mais aceitável que outro, e nem que meu raciocínio leve a ele. Colo eu disse, me coloquei mal, e não acho que nenhum preconceito seja mais aceitável que outro. Só que não existe pessoa isenta de todas e que existem diferentes proporções nas ações entre os movimentos sociais, alguns mais atuantes que outros. 

Xingamentos do tipo "vai se foder, seu merda, seu bosta, comédia, verme do carai, etc., etc., tem muitos xingamentos que ofendem e diminuem a pessoa não necessariamente através de preconceitos sociais que generalizam visões pejorativas a religião, raça, etnia, gênero e deficiências. Ser preconceituoso na hora da cabeça quentes só demonstra o preconceito, xingamento não tem intrínseco a ele preconceito necessariamente.  

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 30/09/2017 at 2:22 PM, dvd1975 disse:

Tbm tô nessa com Werdum e apesar das ofensas e teve que ter muito sangue frio pra não partir pro finalmente, mas deveria ter em mente que arruinaria um evento inteiro caso partisse pra agressões físicas,  mas cu de cachorro nessa ele viajou....nunca ouvi.

Cu de cachorro é xingamento normal em Porto Alegre. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Valderazzi disse:

Cu de cachorro é xingamento normal em Porto Alegre......

Vlw, valdera aki chamamos de cu de burro, deve ter praticamente o mesmo significado.

 

Edited by dvd1975

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Songa disse:

É chato ler tantos comentários preconceituosos nesse tópico.

Songa

Para de frescura você também. Cara chato e metido a politicamente correto.

Isso aqui é um grupo sobre MMA, esporte de homens. Não sei se você percebeu, mas aqui quase todos consentem de que o mundo tá cheio de mimimi por causa de ativismo de esquerda.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 30/09/2017 at 6:15 PM, Ollie Ramone disse:

Exatamente! Ia comentar isso Master. Quer dizer, xingou de tudo, mas mexer no politicamente correto já sofre represália imediata. Na boa, não tenho nada contra qualquer pessoa que tenha caráter. Mas para mim essas pessoas radicais são um bando de canalha. Começando a pensar e agir com extremos também, para combater esse tipo de pessoa. Tinha que fazer como naquele caso da exposição do Santander. Pessoas importantes ou em grande número deveriam se mobilizar contra o Ufc para mostrar força. Boicotar por causa desse tipo de atitude. Frisando, que não tem nada de ideológico, só essa ditadura do "correto". 

Por aí mesmo, Ollie. Por outro lado, às vezes parece que a gente até tem que ter vergonha de ser heterossexual. Também respeito quem tem caráter, seja homo, hetero ou o que for. Também tenho conhecidos gays que respeito muito porque também me respeitam, não tento empurrar minha ideologia para eles e vice-versa. Respeitar é obrigação, concordar e aceitar não.

E como naquele filme "A Vila", que tinha uns monstros que eram "aqueles de quem não falamos". Ninguém podia falar deles, fazer o que eles não queriam e nem sequer pensar neles. No final eram só um bando de frustrado que se travestiam de monstros só para impor sua vontade.

Para mim esses ativistas são assim. Aliás, qualquer ativista acaba extrapolando. Daí acabam jogando contra eles mesmos porque insuflam antipatia contra o grupo que supostamente defendem.

Igual a "cura gay". Quem batizou assim foram os próprios ativistas do GLBT para desmerecer o processo. Ora, se o cidadão quiser mudar de sexo e para isso tiver que cortar umas partes ou colocar outras ele pode, mas se quiser o contrário não pode? Brincadeira, né?

Mas esse absurdo todo só para dizer que o Werdum xingou um monte e o menos pior, maricon, estava incluso no pacote e deflagrou essa insanidade toda. Tristes tempos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 29/09/2017 at 9:14 PM, Steel Bjj disse:

Faltou meter a mão na orelha, folgado pra porra esse Elcuy, c* de cachorro kkkkkkkkkkkkkk 

Cachorra kkkkkkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now