Sartori

Atletas
  • Content Count

    5585
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Sartori

  • Birthday 03/11/1984

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Brasília

Recent Profile Visitors

12902 profile views
  1. Pelo tempo parado lutou consciente maior parte do tempo buscando controlar, no geral boa volta do Moicano, tirando o 3 round que o corner comentou para tomar cuidado com a troca franca no começo do round e ele já entrou indo para troca franca kkkk, acho que foi aquele lado " competidor" que não querer ficar levando atraso e se impor.
  2. Se acontecer Poatan só tem a ganhar com uma luta dessas, maior risco/beneficio que o UFC já deu a alguém nos últimos anos, talvez na historia sendo sincero, 3 cinturões é algo não só inédito como improvável que acontecerá novamente na historia do esporte, precisa de uma combinação absurda de resultados, sorte e momento. Sobre a luta em si, quem luta sabe que peso faz uma diferença do inferno, até um chute baixo de um cara de 15/20 kg a mais que o seu só na inercia do movimento arranca sua perna fora etc, mas pelo nível técnico em cima e até mesmo estilos acredito que o Poatan tem boas chances de encaixar golpes sim, como falei melhor oportunidade da historia.
  3. Esse final e o jeito que o Rampage cai foi muito emblemático
  4. A primeira foi um murrão, depois quando leva uma tacada de baseball na cabeça ou uma facada no bucho quando achar um mais maldito que ele vão ficar chamando de tragédia. Não exatamente relacionado a essa situação, mas o mundo está cada vez mais desordenado e desonrado, cada vez mais se prega a " não agressão" em todos os sentidos ao mesmo tempo que a depreciação de valores básicos se decompõem, eu sinto que minha geração foi a " ultima" que esses valores ainda estavam fortes na maioria das criações que convivi pelo menos, lembro uma situação que eu não tinha nem 12 anos e via primos mais novos aproveitando de sua " posição" de criança para meterem o louco fazendo choradeira ou ser desrespeitosos com os tios / pessoas mais velhas como até mesmo mandar tomar no cu ou qualquer coisa do tipo, eu ia lá com 12 anos sem ninguém mandar ou falar e metia o cascudo eu mesmo com força moderada e quando a advertência verbal não funcionava, um dos meus primos estava com esse comportamento e foi tentar ser desrespeitoso me chamando de filha da puta, ai já viram né.... sacudi ele no estabulo e falei que toda vez que falasse merda desse tipo ia ser arrastado no chão. No final das contas um " receio das consequências" ajuda a criar bastante caráter sim quando o individuo não respeita pelos motivos certos e foram incapazes de transmitir autoridade sem o usar da ferramenta...
  5. Pois é, boa luta e vou deixar de ganhar quase 4x na aposta que fiz no Luque, o nível dessa odd estava completamente desbalanceada
  6. O Sakuraba seria a representação plena do BMF, maluco peitou os dirigentes que sem dó nem piedade começaram a jogar ele para o " sacrificio" e mesmo assim ele caiu para dentro contra caras de categorias bem mais fortes, cheio dos produtos e assim vai, cabuloso demais e tudo isso ainda sem ter estilo de vida de atleta etc kkkk . Já falei em varios posts quando ele é citado, boas quedas, trocação versátil para época, sabia chutar, chão bom, finalizador oportunista e destemido, aguentava porrada/ coração como quase ninguém e assim vai varias qualidades excelentes para um lutador ter, se tivesse lutado " só na sua categoria" e jogado o jogo do evento teria tido possivelmente a maior historia do pride.
  7. Com essa lista fica " desenhado" o que o Connor representa para o UFC, isso porque nem entra nesse rank a luta dele no Boxe.
  8. Eu não sou o maior dos conhecedores da historia do AS, mas para mim o filme ficou um pouco confuso e faltando detalhes para quem já conhecia alguma coisa da historia dele, por exemplo a ordem das lutas e importância delas, apareceu ele indo direto do japão para o UFC praticamente como se tivesse sido o grande salto da carreira dele, mas não tem o episodio que ele estava querendo parar de lutar e o Minotauro que chamou já pré UFC? A estreia dele no torneio não foram 2 lutas? Ou foram 3 de fato? E algumas outras nuances nesse sentido, fiquei em duvida sobre essa parada da academia queimada também etc. Curioso é que até no filme o AS é meio " ruim" nas entrevistas kkkkkkk, acho que hoje em dia nos podcasts etc ele tem mandado melhor na forma de se comunicar, com menos pressão também e perguntas menos engessadas talvez, dava para ver que ele não curtia muito na época, No mais achei a série " ok" para quem não conhece a historia dele, para quem conhece acho que achamos ela meio pobre de bons detalhes etc e gosto pessoal meu achei um pouco " teen"
  9. Pessoal peço para que não me citem nessas tretas, mesmo que eventualmente alguém argumente de forma mais ácida e possa eventualmente respingar em mim eu tomarei minha parte se achar que cabe. Me intrometendo um pouco, acredito que essas tretas de forum hoje em dia podiam ser evitadas de forma simples, se possuem animosidade entre os membros, se ignorem e segue o barco. abraço PS: Eu não sou tão multicampeão assim também não! vlw
  10. Ia falar algo similar, comentando que essas são as lutas que lembramos mais, mas nessa época o bicho ainda tinha um espirito de brigador e de trem desgovernado que mesmo tomando uma ou outra continuava atropelando soltando os golpes, então querendo ou não era nada tranquilo enfrentar ele, acho que principalmente depois da luta contra o crocop ai ele subia só para ganhar a bolsa e praticamente ficava esperando qualquer " desculpa" para a luta acabar logo.
  11. Devidas proporções eu tinha um "ritual" de movimentação e leitura para sentir os golpes e movimentação / postura dos oponentes, ai dentro da luta já ganhei dando "só jab", outras só dando queda, outras só dando ênfase de chute na coxa e assim vai, mas para isso acontecer você tem que na academia nos sparrings do dia a dia fazer isso também e não treinar só para " ganhar o treino" com o mesmo jogo sempre ( esse tipo de comportamento fica mais fácil de perceber no jogo de chão, onde o cara que é graduado e tem a mesma sequencia as vezes até de menos de 4 golpes durante rola mantendo assim uma década de vez de experimentar outros jogos / valências no jogo dele etc) Eu acho inclusive que tem uma nova geração de lutadores surgindo que são muito bons, mas falta essa malandragem " competitiva" de saber se portar diferente dependendo do adversário/ estilos de luta ou até mesmo saber valorizar vantagens e posições e muitas vezes perdem lutas por besteira, mas se você não tem essa experiência criar ela competindo apenas MMA é muito mais complicado uma vez que o cenário é mais complexo, os lutadores no geral já são mais aguerridos/ bons em suas academias, as luvas são menores, qualquer erro pode ser fatal, tem o contexto de que se perder a luta está " valendo a carreira" e assim vai, então é normal estar um pouco mais travado do que em competições amadoras etc Sobre os lutadores manterem os erros técnicos mesmo sendo profissionais a alguns anos eu fiz um post comentando exatamente sobre isso, o quanto o talento " natural" seja cognitivo ou físico / mental leva alguns lutadores ao sucesso mesmo sem refinar ou as vezes negligenciando a técnica e conecta com meu comentário sobre " manter o treino fazendo o que já faz sempre sem se aprofundar" porque esta ganhando etc ( principalmente antes de se tornar profissional / tier 1 digamos assim), onde essas valências por si só vão te levando ao topo.
  12. Não acompanho muito não, daqui de Brasília acompanhava mais o Guto e as vezes via algum nome ou outro, mas sem acompanhar muito, acho que o momento que mais acompanhei striking em si foi na época do k-1 max que para mim os caras eram o primor da categoria, pois eram técnicos, rápidos, explosivos, destemidos e vários estilos diferentes, era literalmente um lugar que você podia pegar muitas referencias de jogos e no geral eram mais "dinâmicos" sem ser o jogo mais parado do mauy thai tradicional e me chamava mais atenção. E acho que olhar outros lutadores é mais para isso mesmo, pegar referencias e não tentar apenas " reproduzir/imitar", luta vai muito além da técnica dos golpes em si, tem distribuição de peso corporal que é algo invisível a olho nu, tem que ver se aquela técnica casa com o jogo/postura corporal/ estilo/ "vibração" do lutador e assim vai, são muitas variáveis
  13. Pride, tenho um saudosismo absurdo dos eventos lá, era um show a parte.
  14. Acho que essa defesa que ele faz encaixa muito bem no biotipo/ posicionamento corporal/ estilo dele digamos assim, porque normalmente esse tipo de defesa pode abrir algumas brechas no jogo de MMA também ao meu ver como o cara conseguir encurtar a distancia depois da sua defesa / fazer sequencia continuada enquanto você defende desse jeito ou também saber que você não vai entrar de encontro antes do impacto ou até mesmo simultaneamente/imediatamente após o impacto na perna. Como ele é Longilíneo e usa bem sua distancia dificilmente esse chute na coxa quando soltam nele "chega junto" com a distancia das mãos do oponente, então são chutes mais "avulsos" digamos assim e pela distancia ele esta " tranquilo" para não levar sequencia de braços após fazer essa defesa e a postura dele mais " ereta" também ajuda a fazer esse tipo de resposta de forma eficiente, claramente essa técnica encaixou muito bem no estilo dele, mas eu faria uma ressalva que não acredito que necessariamente seja uma defesa " mais eficiente" que outras para todos tipos de situação / lutador, um cara mais baixo defendendo assim contra um oponente de maior envergadura pode abrir brechas por exemplo e isso que faz a luta ser tão interessante.
  15. Meu ponto de vista foi que tirando os méritos e os porquês o fato é que ao meu ver o Khabib nem de longe pode ser usado como comparativo tentando puxar um debate de suposta apatia na luta de chão, porque nem de longe ele era apático contra seus adversários nesse nível, você colocou vários pontos e alguns são pertinentes, mas ao meu ver estão sendo " super valorizados", meia guarda dar soco na cara ou ali na montada em alguns momentos igual ele fez uma vez eram 100% possíveis , ele não "quis?" não tem problema, eu como lutador entendo perfeitamente, lutou de forma conservadora e inteligente, muito bom como atleta, MAS paga o contrapeso em relação ao show e a critica sobre apatia não são tão infundadas assim, entrei mais no merito sobre comparar Khabib com uma suposta apatia.