Último Imperador

Política, Polêmicas e afins.

Recommended Posts

7 minutos atrás, dvd1975 disse:

Que merda hein, no mais se não vir provas jamais vou acreditar que Werdum fará isso é só pra dar uma suavizada no que ocorreu.

Talvez ele faça, só para fazer uma média e não vir a ser chamado de homofóbico no futuro! 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Dacascos-CWB disse:

Coitados dos juízes de futebol. São chamados de "viado" e "filho da puta" do início ao fim do jogo.

Sem dúvidas o Século XXI é o século do mi mi mi.

Bem lembrado! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porra

Chama de viado mesmo. Qual é o problema disso?

Ofensa é, intencionalmente, definir o outro do que ele não é. Se eu chamar meu chefe (que tem extrema dificuldade em tomar decisões sem que antes se certifique de estar agradando a todos) de político, poderei ser processado pela classe?

Quanta babaquice, quanta palhaçada, quanta viadagem, quanta frescura, quanto homossexualismo ativista.

Quem levantou a questão que levou a isso merecia uma surra de cinturão pra parar com frescura.

 

Edited by Último Imperador

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Dacascos-CWB disse:

Coitados dos juízes de futebol. São chamados de "viado" e "filho da puta" do início ao fim do jogo.

Sem dúvidas o Século XXI é o século do mi mi mi.

Total. VÊ SE PODE UM ABSURDO DESSES! O CARA TER QUE SE DESCULPAR PORQUE CHAMOU O OUTRO DE MARICON!

Se fuder esses politicamente correto de MERDA.

Share this post


Link to post
Share on other sites
54 minutos atrás, Valderazzi disse:

Total. VÊ SE PODE UM ABSURDO DESSES! O CARA TER QUE SE DESCULPAR PORQUE CHAMOU O OUTRO DE MARICON!

Se fuder esses politicamente correto de MERDA.

Concordo totalmente. Absurdo total. Sem contar que maricon foi o termo menos pesado que ele usou ali, e foi o único criticado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A maior parte dos preconceitos são passados de forma não intencional, sem que tenhamos a intenção de o fazer ou a consciência que estando reproduzindo ideias preconceituosas, como debochar ou xingar alguém chamando de viado, piadas com esse teor, etc. Um cara ser viado ou maricon não é uma ofensa. Esse combate de mudança a mentalidade é tido como mimimi e chatísse por muitos, mas eu vejo como importante para a mudança de crenças sociais enraizadas, de serem tratados e vistos como iguais. Cada vez mais os movimentos sociais têm lutado por esse reconhecimento que é uma mudança cultural da forma de vermos e significados o homossexual. Desassociar da ideia de ofensa é parte do processo, UFC como uma empresa midiática não pode ignorar essa mudança da sociedade civil. As pessoas podem reclamar, mas o fato é que os tempoa estão mudando. É normal que em toda obra progressiva tenha uma onda de resposta conservadora, mas historicamente, essas mudanças de ganho de direitos e reconhecimentos sócias em democracias não retrocedem. 

Sei que minha opinião é contrária a de muitos, mas peço por favor que mantenhamos o respeito com visões divergentes.

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, masterblaster disse:

Concordo totalmente. Absurdo total. Sem contar que maricon foi o termo menos pesado que ele usou ali, e foi o único criticado.

Exatamente! Ia comentar isso Master. Quer dizer, xingou de tudo, mas mexer no politicamente correto já sofre represália imediata. Na boa, não tenho nada contra qualquer pessoa que tenha caráter. Mas para mim essas pessoas radicais são um bando de canalha. Começando a pensar e agir com extremos também, para combater esse tipo de pessoa. Tinha que fazer como naquele caso da exposição do Santander. Pessoas importantes ou em grande número deveriam se mobilizar contra o Ufc para mostrar força. Boicotar por causa desse tipo de atitude. Frisando, que não tem nada de ideológico, só essa ditadura do "correto". 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porra hoje em dia tu não pode nem dar uma intimada a moda antiga numa mesa de bar???

Nada contra os gays, não pago as contas de nenhum deles então não é da minha conta como eles levam ou deixam de levar suas vidas, mas acho que o Werdum nem tava pensando na comunidade GLBT no momento da discussão...e eu ri pacas quando ele enche a boca pra chamar o Ferguson de PAU NO CU kkkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

A maior parte dos preconceitos são passados de forma não intencional, sem que tenhamos a intenção de o fazer ou a consciência que estando reproduzindo ideias preconceituosas, como debochar ou xingar alguém chamando de viado, piadas com esse teor, etc. Um cara ser viado ou maricon não é uma ofensa. Esse combate de mudança a mentalidade é tido como mimimi e chatísse por muitos, mas eu vejo como importante para a mudança de crenças sociais enraizadas, de serem tratados e vistos como iguais. Cada vez mais os movimentos sociais têm lutado por esse reconhecimento que é uma mudança cultural da forma de vermos e significados o homossexual. Desassociar da ideia de ofensa é parte do processo, UFC como uma empresa midiática não pode ignorar essa mudança da sociedade civil. As pessoas podem reclamar, mas o fato é que os tempoa estão mudando. É normal que em toda obra progressiva tenha uma onda de resposta conservadora, mas historicamente, essas mudanças de ganho de direitos e reconhecimentos sócias em democracias não retrocedem. 

Mandou muito bem mlk. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now