junior-sjc

Membros
  • Content Count

    2915
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About junior-sjc

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Eu estou achando que o Usman vai ora fazer frade com o Masvidal. Vai cançar o BMF na grade e pontuar ali. O Masvidal oferece muito mais perigo que o Colby na trocação, e o Colby deu trabalho. Mas o Usman é um lutador inteligente. Não vai entrar na bobeira de trocar limpo com o Masvidal
  2. Verdade viu! Uma pena, um lutador tão marcante como o DC, ainda que na minha opinião não esteja entre os 10 maiores do esporte, mas ainda sim é relevante, ficar marcado mais por ter perdido para o Goat, o que é perfeitamente normal, do que pelos seus feitos, que foram grandes também.
  3. Desculpem a falta de educação, mas Puta que Pariu que zica do pântano cavernosa!
  4. Verdade, se for pra correr risco, que corra contra o Ferguson de uma vez. Se vencer fica na boca do TS, se perder, pega o Felder ou Hooker e começa a caminhada outra vez. O problema é que como o Charles já está há um tempo sem lutar, e os caras a frente, ou já lutaram, ou estão esperando para morder a melhor parte do filé, está com cara de que o Charles vai acabar não pegando nenhum dos top 5. Ferguson, Poirier e Hooker vêm de verdadeiras guerras e devem ter pego um belo afastamento, isso joga a luta do Charles contra um deles lá pra frente. Sobrou o Felder mesmo. Diego Ferreira ou Iaquinta, que vem de 3 derrotas em 4 lutas, não são negócio para o Charles nesse momento. Está pintando um cenário parecido com aquele que o Jacaré pegou lá atrás nos médios e acabou nunca disputando a cinta.
  5. Eu também acho que não tem nada a ver essa discussão. Se fosse tão fácil assim subir e prevalecer no peso de cima, os grandes campeões o teriam feito. Jones, Anderson, GSP, Aldo. O Holloway sentiu muito a mão do próprio Poirier quando lutaram, isso porque os caras já haviam lutado inclusive no peso de baixo. Agora imagina um meio-médio natural, como Usman contra o Khabib. É mais ou menos a mesma diferença de pujança entre Anderson e Jones, por exemplo. O próprio Sonnen, depois que perdeu para o Jones naquela luta pela cinta, falou que o Jones é bem mais forte que o Anderson. Que quando o Jones veio pra cima dele e o derrubou, ele sentiu claramente a diferença de peso e força. Por isso essa discussão é meio sem fundamento. Um cara que conseguiu subir bem, e aí é um caso a ser discutido, é o MC Gregor. O cara que lutou nos penas e já venceu caras dos meio-medios. Mas o MC Gregor era um cara enorme nos penas e grande nos leves. Nos meio médios ele fica pequeno, mas dá pra pegar uns caras com jogo bom e vencer.
  6. Como assim trocação do Usman sofrível? Ele é bem melhor que o Khabib. Não dá nem pra comparar. Usman tem um arsenal bem razoável, combina, tem golpes retos bons, chuta bem. O Khabib não apresenta nada disso, embora tenha evoluído bastante nos últimos anos.
  7. É verdade, mas isso, infelizmente, é parte da "profissionalização" e até mesmo da evolução de qualquer esporte. Temos visto isso acontecer no futebol também. Os jogadores atuais são extremamente pragmáticos e, se não podem igualar na técnica, igualam uma partida na base da pujança físicae. Quase sempre 1 a 0 é visto como goleada. Até por isso os Gracies abominam o JJ esportivo, porque não tem mais nada a ver com aquilo que foi passado por eles. No JJ esportivo o que vale é pontuar. As vezes você passa a guarda e deixa o adversário repor de novo uma meia guarda, só pra poder passar e ganhar os pontos outra vez. Isso é puro pragmatismo e saber jogar com o livro de regras debaixo do braço, mas tira realmente a emoção do esporte. A tendência é piorar. O Volkanoviski é um cara que luta com o livro de regras debaixo do braço. Passa a luta inteira jogando chutes baixos pra pontuar e não se arrisca em nenhum momento da luta. Ganha por pontos em lutas extremamente monótonas e chatas. Nesses casos eu até dou razão para o Dana White. Como ele vai abrir a carteira pra pagar salários mais altos se esses caras não vendem nada? Você é um exemplo disso e eu entendo suas dores, e até digo que sofro do mesmo mal. Eu não consigo mais pagar ppv para ver campeões como Volkanoviski, Adesanya, Usman e Jones.
  8. Mas eu também vejo assim. O boxe do Cigano não é dos mais vistosos mesmo. Eu, que treino de maneira amadora, já vejo na academia caras com movimentação bem mais interessantes, mas beleza. O Cigano é um lutador de MMA. Mas a movimentação e leveza que ele trazia nos meio pesados eram um diferencial que hoje não se vê mais. E aí ele ficou a mercê de mais mais duras que a dele. Fora o psicológico e queixo que foram para caindo
  9. Mas é que não existisse o Jones, Cormier seria esse cara com aura de imbativel. Se não fosse o Cormier, seria o gustafsson, e por aí vai. O que o escritor escreveu aí é a mais pura verdade. O Jones simplesmente varreu muitas gerações de lutadores e não há mais uma história pra contar. Daquele cara que vai chegar e tomar a cinta dele. O Reyes chegou na luta como sendo só mais um na fila do Jones, e isso não vende mesmo, mas não é culpa do Jones. O próprio Anderson passou por isso. A única luta que gerou alguma expectativa de alguém que pudesse derrubar o Anderson, foi Anderson x Sonnen 2. Nem mesmo o Belfort chegou com pinta de que ia destronar o spider. Só que o spider tinha uma vantagem. Como ele simplesmente triturava os adversários, jantava os caras físico e psicologicamente, lutando de maneira que ninguém lutou até então, ele tinha um potencial de vendas maior que o Jones. Jones é lenda como spider, mas luta de maneira pragmática, segura e não corre riscos. Ou seja, o conto não tem o mesmo enredo. Todo mundo sabe como a luta vai acabar, diferente do Anderson. Agora vamos ver como isso vai acabar, pois esse problema é uma via de mão dupla. O Jones não traz ppv ao UFC e o UFC, por conta disso, não quer abrir a carteira para o Jones, e aí fica esse impasse. Não está sendo mais interessante pra nenhum dos lados a essa altura e o resultado é essa negociação travada.
  10. É verdade! Mas essa eficiência que você falou passa por uma série de coisas né. É ser eficiente naquilo que você se propõe a fazer é tirar vantagem disso. A movimentação e a velocidade do Cigano eram justamente muito eficientes, principalmente nos pesados, onde os caras dão muito lentos e pesados. É aquela velha história " Em terra de cego, quem tem um olho é rei" Já o Cormier tem seu ponto forte, que é a luta agarrada, que é outro ponto onde os pesados tem dificuldades. São pouco elásticos, de costas no chão parecem tartaruga com casco pra baixo. Assim o Cormier se aproveita disso e é muito eficiente nessa área. O Cigano acabou abandonando justamente a característica na qual era o mais eficiente. Mesmo estando mais velho, eu ainda vejo o cigano mais rápido que Blaydes, por exemplo, mas as suas lutas se resumem a andar pra trás, colar as costas na grade e ficar tomando bombas lentas e limpas. Tem que sair girando, respirar, colocar os golpes e sair. Cigano ainda pode fazer isso e vencer a maioria dos pesados. Vai parar talvez ali na nata, mas d para vencer ainda.
  11. Esse tipo de problema acontece em quase todas as profissões. Eu mesmo tenho um garoto na empresa que é muito bom, mas sempre se acha menor que os outros. Tudo o que ele entrega acaba ficando abaixo do esperado, já que ele acha que, por mãos que ele tente, seu trabalho não vai ter qualidade. É questão de precisar de ajuda psicológica mesmo, entender esse fantasma e passar por cima Esse cara parece ser muito talentoso, mas com um mental tão fragilizado e vitimizado, não vai chegar no seu ponto máximo.
  12. Eu tenho a impressão que o Cigano regrediu muito na inteligência de luta. Podem ser vícios novos que ele foi pegando com o tempo. Ele, ainda que com 35 anos, é mais rápido que a maioria dos pesados, mas não usa mais essa vantagem. Vendo as lutas antigas do Cigano eu reparei que ele nunca foi um boxer muito habilidoso, mas ele sempre foi muito veloz e colocava os golpes antes que o adversário. Aquela guarda baixa sempre esteve ali, como buraco no seu jogo, mas o Cigano usava bem as esquivas, pendulava, girava, ou seja, usava o que tinha de melhor. E veja que velocidade, nos pesados, é a vantagem mais importante que um lutador pode ter. Os maiores pesos pesados sempre foram os mais velozes e atléticos. Nomes como Fedor, Velásquez, Miocic, Couture, são exemplos de caras que tinham muito volume e mobilidade dentre esses grandalhões. E aí de repente você para de utilizar sua grande fortaleza e fica parado na frente de caras que com uma mãozinha podem te mandar para a UTI. Não dá pra entender...
  13. Concordo com quase tudo, menos tirar os méritos da vitória do werdum dizendo que o fedor já não vinha no seu melhor. Não fosse o triângulo genial que ele encaixou, werdum seria só mais um prato para o fedor saborear. A luta inclusive começou horrível para o werdum. Já tinha tomado knock down e estava em maus lençóis quando tirou o triângulo da cartola.
  14. Maior é diferente de melhor. E também não podemos imaginar quem venceria as lutas entre eles. Não é justo. O MELHOR pra mim foi o Cigano. Ele alcançou um nível muito alto em determinado momento. O MAIOR é o Minotauro. Pela história, conquistas, por ter desbravado o começo do MMA. Monstro sagrado!
  15. Tá parecendo bolsa de valores, só especulações. Com isso, todo mundo puxa o marketing e as atenções para si. Mas sabemos que essa luta não sair