junior-sjc

Membros
  • Content Count

    2717
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About junior-sjc

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Clássico Confronto de estilos, mas acho que a Joana vai continuar trocar a chinesa também. A Zhang se for esperta cola na Joana e não deixa ela jogar. Faz grade e tents botar a Joana no chão. A Zhang não é uma exímia jiu Jiteira mas a Joana já mostrou que de chão sabe muito pouco.
  2. Fato. O connor não luta mais nos penas. Ele é grande demais e tem muito lastro fisico pra bater aquele peso insano de novo. O Max consegue porque tem um clássico de grilo. Nós leves o Connor bate muito duro é o Max não. Vimos na luta contra o Poirier que na verdade ele sentiu bastante as mãos do Poirier. O volume de jogo estava lá, mas a cada golpe que o Poirier acertava, o dano era meio que multiplicado por 2 hahah O Max também sente um pouco de dificuldades quando o adversário tem envergadura parecida. Aquela mão da frente, que ele usa para medir a distância, não funciona tão bem. Eu apostaria outra vez no irlandês, desde que este estivesse em forma e lutando regularmente
  3. Eu não entendo esse tipo de coisa. O Max é um trocador. Tem chão ruim ou nulo (isso aliás foi visto na primeira luta entre eles) e muita gente ainda diz que, quando fica ruim, tem que levar para o chão, como muitos aqui disseram que o Whittaker devia ter levado o Adesanya. Fazer isso é um atestado de morte. É se entregar de vez na luta. O próprio Connor tentou isso contra o Diaz e agradecería imensamente se o Holloway fizesse o mesmo. Ainda bem que não é você que está no corner deles hahahaha Brincadeiras a parte, respeito, mas não concordo Abraço
  4. junior-sjc

    McGregor planeja fazer 3 lutas em 2020

    Eu acho que a próxima luta vai sempre depender de como acabou a anterior. Se o Connor vence o Cerrone, vai pedir o cara que estiver na boca da cinta. Se vence, luta pela cinta em no máximo 4 meses. Se perde de cara para o Cerrone, não vai continuar com o plano, pois desportivamente não vai mais fazer sentido. O connor gosta de grana, mas eu acho que ele já deve estar sentindo falta de ser o queridinho do evento e deve ter uma chama competitiva acesa dentro dele ainda
  5. junior-sjc

    Um novo Connor surgindo?

    Eu também vejo assim. O trash talk funciona quando vc está atropelando. Vindo de derrota, tempo parado, sem saber como vai voltar, já não faz sentido, senão acaba ficando como o Cigano. Fala que vai atropelar, toma um atropelo e apela para as desculpas. Se ele vencer, convencer e despontar para uma próxima disputa de cinta, aí sim, ele vai voltar a fazer. Essa estratégia é tão clara como água pra mim.
  6. O ponto é que o Marreta não acha o Adesanya nem com reza da braba. O Adesanya é muito mais experimentado que o Marreta. Tem uma trocação de outro nível e controla a distância ao seu bel-prazer. O Marreta é aquele cara do One punch, esforçado, com muito coração, mas tecnicamente é muito inferior ao Adesanya. Eu ainda não consigo entender como um juiz viu que o Marreta venceu a luta contra o Jones. Essa foi uma das maiores aberrações que eu já vi no mma. E eu vejo Adesanya vs Marreta mais ou menos no mesmo enredo de Jones vs marreta
  7. Eu não consigo superestimar o Marreta como muitos desse fórum fazem. Não é aquele cara que vai dominar a luta, lutar de maneira soberana, e apenas isso contra os tops, não é o suficiente.
  8. Vc tem razão sobre a absorção de golpes do Diaz. Mas tecnicamente o Cerrone é bem melhor que o Diaz em pé. O Cerrone vai conseguir trocar com o Connor em um nível melhor. O Diaz foi trucidado mesmo na luta na qual venceu o Connor. O primeiro round foi uma aula de trocação. Na segunda o Connor dominou outra vez. O ponto é que o Diaz é um zumbi. Já o Cerrone vai trocar com mais perigo. Chuta melhor, tem alcance, boxeia bem, mas ainda assim é inferior ao mc chicken. É uma pena que o Connor seja tão babaca, ele tinha tudo pra ser o grande trocador do história e talvez até o maior lutador que já pisou em um 8. Mas se contentou com a grana e tem lutado muito pouco. Mas não o critico. Eu faria o mesmo, acho hehe
  9. Eu concordo com a análise do âmbito histórico dos "levinhos" como você mencionou. Acho que o Holloway também já bateu nos melhores da época, assim como o Aldo o fez. Então nesse ponto eu já deixo ambos empatados. O que pesa pra mim a favor do Aldo são os números. O Aldo defendeu a cinta por muito tempo. Lutou com um alvo na testa contra Wrestlers da pesada, que vinham com o antídoto jorrando da agulha, numa época em que a Usada nem existia. Ali vieram caras entupidos de tóxico. O Holloway tá pegando uma fase bem mais profissional, e ele, no alto de sua juventude, consegue uma vantagem física extraordinária ao conseguir bater esse peso. O alcance dele é uma vantagem absurda e pesa contra ele também o fato de ter perdido para o Poirier, quando enfrentou um cara da mesma estatura. Holloway é fantástico também. Pra mim está em pé de igualdade com o Aldo, e é uma questão de paladar. Para o meu, o Aldo ainda está na frente pela história, pelas batalhas, pelo tempo como campeão e pela transição que fez de uma época a outra estando nas cabeças sempre. Claro que se olharmos o Aldo de hoje, depois de tantas batalhas e já com a vida feita, vamos ter uma impressão de que o Holloway é melhor. Mas quem viu o Aldo nos tempos matadores entende o motivo pelo qual ele esteve com a coroa por tanto tempo
  10. É mas tem uma diferença física bem latente aí. O Cerrone é bem grande e bate mais pesado. Eu ainda acho o Connor favorito, mas não vai poder dar mole porque esses caras batem forte e aguentam mais. Eu por exemplo acho o Cerrone bem mais perigoso que o próprio Diaz.
  11. Eu não vi o texto original no inglês, ou talvez ele não tenha se expressado bem. O que eu entendo ali é que ele se importa mais em realizar um bom trabalho do que manter a cinta, mas save que um bom trabalho o leva direto para o title shot.
  12. Eu tenho essa mesma impressão quando vejo o Connor lutar. Ele deixa aquela esquerda engatilhada para lançar um direto ou um upper no momento certo, e usa muito a direita na frente para preparar o golpe de esquerda. Por isso acaba agredindo pouco, mas ainda assim é perigoso. A esquerda dele, seja um upper ou um direto, mesmo quando não entra do jeito que ele quer, é dura pra caramba. Basta ver como ele magoou o Diaz no primeiro round da primeira luta. Quando virou o round o Diaz parecia já ter lutado 2 horas seguidas. Estava todo ensanguentado. Mas tem o outro lado também. Se ele usasse mais volume, talvez não estaria no lugar certo toda hora. Ele golpeia menos que o grandes strikers porque caminha mais. Procura os melhores ângulos o todo o tempo. Eu gosto igualmente dos estilos dele, do thompson, do Anderson, que são todos grandes strikers, mas bem diferentes entre si. SE tivesse que escolher um deles, eu ficaria com o Anderson, pelo arsenal infinito. Mas o Connor e igualmente espetacular.
  13. O Connor bate pesado pra caramba sim, e ainda bate no lugar certo. Acho que até os caras dos leves ali, que estão no topo, o Connor e o Gaethje são os porradeiros mais sinistros. O Gaethje chuta mais, mas o Connor tem mãos bem melhores. Uma fusão dos dois seria o Goku