All Activity

This stream auto-updates     

  1. Past hour
  2. Também não conhecia, vi um ou outro vídeo dela, me pareceram bons. Legal ver uma mulher falando com propriedade sobre o esporte, representatividade sempre abrange mais o público do esporte. Quanto mais gente assistindo melhor.
  3. Hahaha Obrigado! Espero que o do fds compense.
  4. Achei bacana a iniciativa dela! Qnto mais grupos de pessoas o mma conseguir atingir o fã só tende a ganhar.
  5. Today
  6. Corrigindo, a do boteco na esquina
  7. Qual luta vale a pena assistir? Sem chance este horário na Quarta. Não conhecia este Olhar na luta, pesquisei aqui e vi o vídeo dela falando da luta do Warley. Não vi a luta mas pelo que eu percebi ela faz uma narração da luta basicamente e fala do histórico recente do atleta (que provavelmente ela viu o pessoal do Combate falando). É interessante do ponto de vista de ser uma mulher, pode trazer até mais o público feminino que gosta e muitas vezes tem receio de se expor, tem que tirar o chapéu pelo pioneirismo do trabalho dela, mas como análise eu não consegui enxergar valor. Um tempo atrás até discutimos aqui que ninguém aqui nunca tinha visto uma mulher aqui, pelo menos não se identificando, frequento aqui desde 2004 e pelo menos eu nunca vi e tenho certeza que tem muitas usuárias que apenas visualizam, ou até que comentam mas usam um nome de usuário masculino. Acho isto ruim para o esporte, já tem vários anos que as mulheres ganharam espaço no lugar mais dificil deste esporte que é lá dentro do octogono, porque não aqui?
  8. Vamos conversar, sem dúvidas. Lá no outro tópico você tá elevando demais o nível da discussão sobre os estilos do Boxe (tópico da parte das artes marciais isoladas, caso alguém queira acompanhar). Realmente o treino é bem o estilo que eu imaginava quando você falou a origem dele. Eu treinei muito assim no meu início (1996 - 1998), antes de eu me mudar pra Curitiba na metade de 1998. Treinei na antiga Academia Naja, que foi a primeira academia de Boxe Tailandês do Rio de Janeiro. Lá tinha clinch e cotovelo, até porque o Flavio Molina (primeiro proprietário da academia e precursor da arte no RJ) aprendeu brevemente com o Nelio Naja, mas já era consagrado no TKD quando conheceu o Naja, então tinha muito esta influência dos treinos do TKD, de fazer drill, de não usar tanto manopla e aparador, mas já era um misto um pouco mais pro lado do Thai e quando cheguei em Curitiba vi já uma realidade mais da influência direta do Naja (que tbm vinha de outras artes mas que teve contato com a arte mais na fonte e foi mais para este lado) e o treino era manopla, aparador, saco, sombra e luva (pouquissimo drill, apenas a parte de clinch mais neste aspecto). Treinei durante um tempo que morei em São Paulo Kickboxing com uma galera do Karate Seiwakai mas isto já é outra história, o que importa é que como vivi de forma mais intensa 3 realidades bem distintas, além das minhas 2 viagens curtas para a Tailândia, hoje eu consigo enxergar o quanto isto influencia nos estilos e na realidade do treino. A sua mentalidade de faixa branca é rara, é o que todo faixa preta deveria ter e propagar, que no fundo é o grande aprendizado da arte marcial. Compartilha conosco os aprendizados e na medida do possível vou tentar te ajudar.
  9. Outra aula! Realmente a russa é a que eu vejo mais aderência e os resultados nos últimos anos comprovam isto (com potencial de ser muito maior). O Petr Yan talvez seja um bom exemplo, além da origem no boxe russo ele treina regularmente na Tailândia na Tiger Muay Thai, assim como outros atletas russos e é a mesma academia que a Valentina vai frequentemente tbm, são patrocinados - para você que quer estudar isto vale acompanhar eles no Youtube, mostra muitos bastidores de treino, técnicas passadas pelos tailandeses e demais instrutores deles lá. Eles são bem midiáticos mas tem um treino de extrema qualidade tbm, assim como na Evolve em Cingapura que importa os tailandeses e os brasileiros para dar treino lá. A mexicana eu lembrei do menino que lutou agora com o Deivesson e a americana o uso no mma é amplamente difundido também. Em relação ao ponto da cubana, infelizmente pelo regime deles temos poucos exemplos no mundo do mma e quanto à questão da base e da aplicação para o Muay Thai/Kickboxing voltado para mma realmente poderia ser um impeditivo mas tudo é uma questão de adaptação também, de pegar os pontos positivos e adaptar os possíveis negativos. Talvez agora você aprendendo Kickboxing a gente possa se aprofundar nesta discussão que tá muito rica e quem sabe abrirmos esta discussão para os estilos de luta em pé de maneira geral - mesmo na Tailândia tem diversos estilos lá dentro do país, já estive lá 2x e viajando pelo país e estudando as diferenças vi que as diferenças são enormes. Já tivemos discussões ricas de Karate, TKD, Muay Thai, Kickboxing Holandes, Kickboxing Japonês, Brazilian Muay Thai, etc e confesso que é o meu tema favorito e por isto estou tentando fomentar esta parte de Boxe que sempre foi uma curiosidade minha e acredito que de outros membros aqui do forum também. @NEGO DÁGUA se você lembrar de algum outro usuário que possa contribuir aqui e que eu não tenha citado quota eles, é tanto nome que eu com certeza esqueci de alguém.
  10. Ele é irmão do Umar, mais novo, claro que vem lutando num nível baixo, mas individualmente já se mostrou bem diferenciado também, é basicamente o mesmo jogo do Umar
  11. Nem sei de quem está falando mas a pergunta é: - E QUEM ACHOU?
  12. Mano, perdi o UFC. Que horário doido. Bom que tem um bom no sábado.
  13. Pessoal não entrando na polarização. Parabéns galera!
  14. Yesterday
  15. Não conhecia essa garota. Fui ver pelo seu comentário. Gostei dela. Bem que ela podia fazer um cadastro por aqui. Fora que é bem bonita...O q sempre ajuda né
  16. Quais lutas vale a pena assistir, por favor?
  17. Isso pra citar apenas mobilidade. Mais músculos também tendem a consumir mais oxigênio, o que significa uma chance maior de esvaziar o tanque mais rápido. Não confunda fisiculturismo com apenas ter uma compleição atlética.
  18. Sobre a tua afirmação, tem um vídeo muito interessante no youtube que compara um ginasta tentando fazer o treino de um bodybuilder e vice versa. saca só:
  19. Tmbm n curto o diretasso. Só vejo sexto round e pvt/confraria. Eu n vejo, mas as vezes curto o vídeo da mina do Olhar na luta pra incentivar o trabalho mesmo.
  20. Cite 5 exemplos no top 10. Vou repetir: Para um pesado, ele se movimenta muito bem.
  21. chiesa aparentemente ingou o colby covington, pelo menos fez alguma coisa
  22. achei tbm...uma cara de "tá bom, tá bom, boa luta, agora senta lá cláudia"
  23. chiesa sendo vaiado, boa demonstração do que foi a luta
  1. Load more activity