Sign in to follow this  
jon jones

Quem é o maior peso pesado brasileiro da história do MMA?

Recommended Posts

Historicamente foi o Minotauro, mas como atleta acredito que foi o Cigano. 
Na minha opinião, com ambos no auge, Cigano bateria o Minotauro. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 6/24/2020 at 6:25 PM, jon jones disse:

Os 3 maiores pesos pesados brasileiros da história do MMA sem dúvida são Rodrigo Minotauro, Júnior Cigano e Fabrício Werdum. Mas quem é o maior entre eles? São 3 lutadores com histórias em certo ponto semelhantes, ambos têm grandes vitórias no cartel e grandes conquistas. 

Rodrigo Minotauro: 1 camapeão do pride, campeão interino do pride e UFC, tem como maiores vitórias as lutas contra: Jeremy Horn, Mark Coleman, Heath Herring 3x, dan henderson, ricco rodriguez, cro cop, sergei Kharitonov, fabricio Werdum, josh barnett, tim sylvia, randy couture e brendan schaub.

Cigano: campeão do UFC com 1 defesa bem sucedida: venceu Werdum, Struve, , cro cop, Napão, roy nelson, shane carwin, cain velasquez, frank mir, mark hunt, stipe miocic, ben rotwell, blagoy ivanov e derrick lewis. 

Werdum: campeão interino e linear do UFC: venceu: napao 2x, overeem, alexander emelianenko, brandon vera, antonio pezao, fedor emelianenko, roy nelson, minotauro, travis brownie 2x, mark hunt e cain velasquez. 

Currículos invejáveis, Cigano teve uma das trajetórias mais duras de um desafiante antes de chegar a um cinturão nos pesados. Quem acham que pode levar o "título" de maior peso pesado brasileiro da história do MMA?

Passa Regua..

____________x

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Garfield disse:

No caso do minotauro não. O interino ainda não tinha sido banalizado. Couture tava em disputa judicial contra o ufc.

E depois o minota bateu o couture tem um peso maior

No caso do Minotauro foi pior ainda, o interino dele não serviu de nada. Pela lógica da definição, ele como campeão interino deveria disputar o linear, o que não aconteceu. Uma das maiores sacanagens que o UFC fez com um lutador.

No mais, sei do carinho que a galera tem pelo Minota, até pela sua história de vida, mas falar que ele vencer o Couture tem mais peso do que o Werdum vencer o maior peso pesado da história que estava invicto há 10 anos é difícil de aceitar. Podem falar que o Minota foi o maior, totalmente aceitável, mas falar dessa vitória em especial fica difícil.

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 horas atrás, Ominöser disse:

O que Curitiba tem haver com o papo? Você só se apegou nessa Vitória do Cigano em cima do Werdum.

Acho o Werdum melhor pesado. Vale lembrar que as performances do Cigano também não estão nenhum espetáculo. Some à isso a idade do Werdum e tempo parado.

Tem sim, Rafael Cordeiro treinando o Werdum

 

Cigano vs Carwin foi lindo, Cigano vs Hunt.

Cigano vs Cro Cop ali era um menino que era iniciante no MMA contra um monstro sagrado, ele tem sim performance espetaculares

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, NEGO DÁGUA disse:

Tem sim, Rafael Cordeiro treinando o Werdum

 

Cigano vs Carwin foi lindo, Cigano vs Hunt.

Cigano vs Cro Cop ali era um menino que era iniciante no MMA contra um monstro sagrado, ele tem sim performance espetaculares

Que argumento estranho meu amigo, você foi o único que comentou sobre eu ser Curitiba para defender seu ponto de vista hehehe. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Ominöser disse:

No caso do Minotauro foi pior ainda, o interino dele não serviu de nada. Pela lógica da definição, ele como campeão interino deveria disputar o linear, o que não aconteceu. Uma das maiores sacanagens que o UFC fez com um lutador.

No mais, sei do carinho que a galera tem pelo Minota, até pela sua história de vida, mas falar que ele vencer o Couture tem mais peso do que o Werdum vencer o maior peso pesado da história que estava invicto há 10 anos é difícil de aceitar. Podem falar que o Minota foi o maior, totalmente aceitável, mas falar dessa vitória em especial fica difícil.

Ah não. Vitoria sobre o fedor foi o maior feito de um brasileiro pesado.

Tirando o timbo que odeia o werdum todo mundo deve concordar.

Mas o interino do ufc foi uma conquista importante e na epoca teve peso de linear quase. Quase não existia interino na época.

O cigano foi o ronaldinho gaucho dos pesados melhor auge mas como sorte conta tbm ele deu azar de logo aparecer um cain.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Ominöser disse:

Que argumento estranho meu amigo, você foi o único que comentou sobre eu ser Curitiba para defender seu ponto de vista hehehe. 

Não pô não leve pro lado pessoal eu apenas noto que vc quando algum lutador tem alguma ligação com Curitiba vc tem uma predileção por ele em relação a outros o que é natural até.

Eu era assim com boxe só a Bahia era realmente boa depois sou não hj sou isento

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, NEGO DÁGUA disse:

Não pô não leve pro lado pessoal eu apenas noto que vc quando algum lutador tem alguma ligação com Curitiba vc tem uma predileção por ele em relação a outros o que é natural até.

Eu era assim com boxe só a Bahia era realmente boa depois sou não hj sou isento

Nem todos, tem muita gente bosta por aqui também. 

Eu me criei nas academias aqui, CB, Noguchi, Muay Thai Dream Team, entre outras. Graduado pelo mestre Rafael, acho ele um treinador fantástico além de ótima pessoa. Difícil não torcer por seus atletas e por vários outros atletas que saíram de Curitiba, afinal, o Brasil sempre era o eixo Rio/SP, e vir uma cidade que por muitos é tida como provinciana de povo antipático e quebrar esse eixo é muito bom, motivo de orgulho.

Mas existem vários lutadores que prefiro também em detrimento de atletas daqui de Curitiba ou de outros lugares do Brasil. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Garfield disse:

Ah não. Vitoria sobre o fedor foi o maior feito de um brasileiro pesado.

Tirando o timbo que odeia o werdum todo mundo deve concordar.

Mas o interino do ufc foi uma conquista importante e na epoca teve peso de linear quase. Quase não existia interino na época.

O cigano foi o ronaldinho gaucho dos pesados melhor auge mas como sorte conta tbm ele deu azar de logo aparecer um cain.

Concordo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Werdum, Cigano e Minotauro, sendo esse último mais pela história mesmo. Nunca achei que levar porrada a luta inteira e conseguir uma finalização depois disso fosse lá muito impressionante quando era a rotina. Galera curte ver essas guerras, mas pra mim o cara completo entra e sai do octógono com o mínimo de dano possível. Werdum, ainda que tenha mais derrotas que o Cigano, sofreu menos danos dentro do octógono e saiu de ser unidimensional para ser um cara com jogo bem equilibrado em pé e chão fora de série, tendo vencido nomes com mais história e feitos no MMA. Cigano, assim como Werdum, também pegou um nível de competição mais profissional do que o Minotauro, embora tenha herdado dele a insistência em estratégias que repetidamente não obtiveram sucesso. Muitos podem não gostar do Werdum pela sua personalidade mas o fato é que, dos três, ele foi o único a obter sucesso em corrigir algumas falhas de seu jogo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 horas atrás, Axiotis disse:

Considero Minota campeão do UFC. Uma coisa é aquele cara que ganha de bandeja um title shot pro interino e acaba ganhando outra é o cara do nível do Minota ganhar.

Pra mim é como achar que Cormier nunca foi campeão meio pesado, afinal, Jones ganhou dele... depois saiu por merda e DC ganhou a cinta pra depois ser chutado por Jones quando voltou.

E eu como não gosto do DC, digo que ele não foi campeão. 

Mas como gosto do Minota, uso DC pra dizer que ele foi campeão.

Então DC só é campeão pra dizer que Minota é campeão.

E mesmo sendo quase a mesma coisa, eu não acho DC campeão e acho Minota campeão.

Isso é forista raiz kkkkkkkkkkkkkk

Pelo menos tu é sincero. huahuahua
Pra fechar meu comentário anterior, obviamente que todo mundo vai privilegiar aquilo que acha mais importante, seja o lutador em si ou a estratégia geral de cada um. É como a questão sobre quem é o GOAT, cada um tem o seu.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Lucas Timbó disse:

O fator principal foi o seguinte: o jogo não casava e o Miocic nocauteou. Fim. 

O bombeiro e um dos melhores peso pesado dos últimos cinco anos  contra o Overeem, Ngannou e o próprio Cormier na última luta e diferenciado na questão estratégia de luta tbm.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Rucci disse:

Werdum, Cigano e Minotauro, sendo esse último mais pela história mesmo. Nunca achei que levar porrada a luta inteira e conseguir uma finalização depois disso fosse lá muito impressionante quando era a rotina. Galera curte ver essas guerras, mas pra mim o cara completo entra e sai do octógono com o mínimo de dano possível. Werdum, ainda que tenha mais derrotas que o Cigano, sofreu menos danos dentro do octógono e saiu de ser unidimensional para ser um cara com jogo bem equilibrado em pé e chão fora de série, tendo vencido nomes com mais história e feitos no MMA. Cigano, assim como Werdum, também pegou um nível de competição mais profissional do que o Minotauro, embora tenha herdado dele a insistência em estratégias que repetidamente não obtiveram sucesso. Muitos podem não gostar do Werdum pela sua personalidade mas o fato é que, dos três, ele foi o único a obter sucesso em corrigir algumas falhas de seu jogo.

Hoje, vemos muitos lutadores saírem com poucos danos de uma luta, verdade... Porém, parou pra pensar que lutas como Minotauro Vs Bob Sapp, Fábio Gurgel Vs Mark Kerr e Murilo Bustamante Vs Tom Erikson ficaram pra trás? 

Víamos confrontos sem limite de peso, sem luva, valendo cabeçada, pisões... Hoje, muita coisa mudou, creio que aquelas batalhas ficarão cada vez mais no passado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 horas atrás, jon jones disse:

 

campeão interino é campeão vc querendo ou não.

Pra mim o Interino funciona assim: Se o cara ganha o interino e depois unifica o reinado dele como interino vale como reinado de campeão linear, se o cara ganha o interino e perde a unificação, o reinado de interino vale como de campeão interino. Mas tem uns casos mais extremos, como o Barão por exemplo que defendeu interino 3 vezes para ser promovido a linear. Em casos de ausência longa do linear e defesas seguidas de um título interino também acho que dá para considerar o interino como o campeão de fato por fazer o que o campeão deveria estar fazendo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Raphael Rezende disse:

Hoje, vemos muitos lutadores saírem com poucos danos de uma luta, verdade... Porém, parou pra pensar que lutas como Minotauro Vs Bob Sapp, Fábio Gurgel Vs Mark Kerr e Murilo Bustamante Vs Tom Erikson ficaram pra trás? 

Víamos confrontos sem limite de peso, sem luva, valendo cabeçada, pisões... Hoje, muita coisa mudou, creio que aquelas batalhas ficarão cada vez mais no passado.

É por isso que, apesar da história, eu não considero o Minotauro o maior pesado brasileiro. Nível de competição era outro e ele chegou todo zoado no UFC justamente porque seu estilo de luta não era nada eficiente. Finalizou um monte de lendas no pride, mas ao custo da própria saúde enquanto absorvia muito dano. Cigano, se for ver, foi pelo mesmo caminho depois da derrota para o Cain. Não corrigiu falhas graves em seu jogo e dos três foi o que tomou mais nocautes, sendo muitos desnecessários para um cara com o potencial dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this