Scolfield

Membros
  • Content Count

    1820
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Scolfield

Recent Profile Visitors

16285 profile views
  1. A reabertura de estabelecimentos econômicos nos EUA teve um efeito reverso do que pretendiam as autoridades. Os casos de coronavírus estão subindo de forma alarmante em muitos estados, incluindo Arizona, Flórida e Oklahoma, alguns dos primeiros a retirarem as restrições. Já se começa a discutir um recuo na abertura e novas restrições para conter a propagação do vírus. Primeira grande liga esportiva a retomar as atividades, o UFC já começa a se planejar para o caso de novas ordens de isolamento social ou quarentena nos EUA. - Eu disse a vocês que estou sempre pensando no que vem em seguida. E uma das partes mais frustrantes desse negócio todo é que (...) há quatro meses eu podia te dizer tudo sobre este negócio, para onde vai, o que vai acontecer, (mas) não sei agora. Tudo o que fazemos é sentar, fazer estratégias e tentar planejar. E estou planejando para um segundo fechamento, como se fosse acontecer de novo - contou o presidente do Ultimate, Dana White, em coletiva de imprensa na sexta-feira, após a pesagem do "UFC: Blaydes x Volkov". Planejar para o pior cenário não é novidade para White. O dirigente comparou a situação ao treinamento dos próprios lutadores. - Estou sempre pensando no pior, na pior coisa que possa (acontecer). Quando você ouve (lutadores) falando de seus treinos, eles se colocam nas piores posições possíveis. É assim que eu vejo este negócio também. Qual a pior posição em que podemos estar? E meu principal objetivo é que não quero dispensar nenhum dos meus empregados, e não quero que os lutadores fiquem inativos e não possam competir - explicou. O presidente ainda enviou um recado aos lutadores para aproveitarem as oportunidades de lutar no atual momento. Por outro lado, acabou servindo um argumento de por que os atletas devem brigar pelas melhores bolsas possíveis. - Quando você é um atleta profissional, você tem uma janela de oportunidade muito pequena, uma porção de tempo muito limitada. A gente fala de toda essa m*** de dinheiro que está rolando agora... Todo mundo acha que isto é uma carreira. Isto não é uma carreira. É uma oportunidade. Qualquer coisa pode acontecer a qualquer momento. Seu joelho pode estourar. Suas costas. Isso, aquilo. COVID-19, quem diabos sabe o que vem em seguida? - concluiu. https://globoesporte.globo.com/combate/noticia/dana-white-ja-planeja-como-fazer-eventos-do-ufc-se-houver-nova-quarentena-nos-eua.ghtml
  2. Embalada por três vitórias consecutivas no UFC, a peso-palha Amanda Ribas vai ao peso-mosca para enfim enfrentar Paige VanZant. O duelo está marcado para o dia 11 de julho, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi. Em conversa com o PVT, a mineira de Varginha analisou o desafio e explicou a subida pontual de categoria. “O UFC me apareceu com essa proposta no 57kg. Aceitei porque eu quero me arriscar mesmo, para ver como vai ser. Quem sabe no futuro eu possa lutar na categoria até 57kg. Eu tinha meio que um medo, pensava que seria pequena. Mas vi umas lutas e vi que eu não sou tão baixa e nem tão mais leve (que as lutadoras da categoria”, revelou a brasileira. Além de Amanda Ribas x Paige VanZant, o UFC 251 ainda abriga outras lutas decisivas para o Brasil dentro da organização, como as disputas de cinturão entre Kamaru Usman e Gilbert Durinho, pelos médios, e José Aldo e Petr Yan, pelos galos; e a revanche entre Jéssica Andrade e Rose Namajunas. Amanda Ribas deu seu palpite para cada um destes duelos.
  3. Depois de ver a notícia publicada no combate.com dando conta de que Mike Tyson recusou a proposta de 18 milhões de dólares para enfrentá-lo, Wanderlei Silva falou hoje com o PVT. “Eu entendo totalmente o Tyson. Na posição dele enfrentar o cachorro louco sem luvas pra que? É muito mais interessante pegar o Holyfield, velhinho caindo aos pedaços, do que pegar o Wanderlei Silva, 10 anos mais novo na mão seca e querendo mostrar serviço. O Tyson foi esperto. Se bem que por 18 milhões e bateria nele e no Belfort na mesma noite “, nos disse Wanderlei voltando suas armas ao maior desafeto. “Já que o Tyson não quis e eu me animei com essa volta do Dida com o Buakaw e estou querendo lutar de novo, quero ir atrás das minhas desavenças e a minha principal é esse playboy folgado, que mandou uma mensagem no instagram para o meu empresário entrar em contato. Hoje já falei com o meu empresário. Só espero que ele não quebre a mão novamente. Aliás, esta quebrada de mão no TUF Brasil foi a maior mentira da história Vou mandar duas bandagens pra ele”, ironizou Wanderlei, que ainda fez questão de mandar uma mensagem direta para o desafeto. “Safado, ordinário, vê se pára de correr e se não for lutar, cala a boca”. https://portaldovaletudo.com.br/wanderlei-por-18-milhoes-eu-bateria-no-tyson-e-no-belfort-na-mesma-noite/
  4. Amanda Nunes entrou no octógono com um protetor bucal cuja inscrição exibia o nome da filha, Raegan. E foi para a pequena, que tem previsão de nascimento para setembro, que a baiana dedicou a vitória sobre Felicia Spencer, sábado, no UFC 250, em Las Vegas (EUA), em sua primeira defesa de cinturão do peso-pena. Noiva de Nina Ansaroff, que mesmo grávida esteve no córner do combate principal do evento, Amanda Nunes dedicou o triunfo à filha, no duelo que marcou a conquista de um feito: a baiana se tornou a primeira atleta da história do UFC a defender dois cinturões da companhia simultaneamente. - Estou falando o tempo todo nas minhas entrevistas. Eu estava com cinco córneres, porque a Raegan estava comigo. Quero mostrar para ela e falar: "Você estava lá com a mamãe nesse momento tão maravilhoso na minha vida". Foi muto gratificante. Nina falou que ela estava chutando o tempo todo, parecia que estava na luta junto comigo (risos) - contou ao Combate.com. Após mais uma vitória no Ultimate - a "Leoa" não perde no octógono desde 2014 -, Amanda Nunes evita falar dos planos profissionais. Ela anseia por um tempo de descanso para curtir a família e a chegada de Raegan. - Eu vou sair por aí, sem lenço, sem documento. O que acontece em Vegas, fica em Vegas (risos). Vou descansar, dar atenção à Nina, porque gravidez não é fácil. Sou marinheira de primeira viagem. Vou tirar um bom descanso antes de pensar em uma próxima oponente. É bom para o UFC colocar as meninas para lutarem e vermos a próxima desafiante. Acostumada a bater nomes conhecidos do MMA feminino, como Cris Cyborg, Ronda Rousey, Holly Holm e Valentina Shevchenko, Amanda Nunes valorizou o "coração" de Felicia Spencer, a menos laureada das rivais e a única que aguentou cinco rounds com a baiana. - Eu sabia que ela era duríssima. Era a oponente que eu queria para acabar com essa história de que não chego bem ao quinto round. Estou muito feliz, é um momento maravilhoso, não tenho palavras para descrever. Hoje eu fechei um ciclo, sou a melhor de todos os tempos. Estou provando a cada dia. Estou orgulhosa de mim, da minha academia e dos meus treinadores. Foram anos de dedicação. Hoje parecia uma orquestra, eu escutava tudo que eles falavam, foi perfeito. - É melhorar para ficar bem em todas as áreas, ficar confortável. Isso é o MMA, você não pode ser boa só em uma coisa. É preciso estar bem para executar a estratégia. Ela é faixa-preta de jiu-jítsu, e eu também. Gosto do grappling, treino muito wrestling com Conan Silveira, Mike Brown e Parrumpinha. Hoje eu provei que sou melhor do que qualquer faixa-preta que colocam na minha frente. UFC 250 6 de junho de 2020, em Las Vegas (EUA) CARD PRINCIPAL: Amanda Nunes venceu Felicia Spencer por decisão unânime (50-44, 50-44 e 50-45) Cody Garbrandt venceu Raphael Assunção por nocaute aos 4m59s do R2 Aljamain Sterling venceu Cory Sandhagen por finalização a 1m28s do R1 Neil Magny venceu Anthony Rocco Martin por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28) Sean O'Malley venceu Eddie Wineland por nocaute a 1m54s do R1 CARD PRELIMINAR: Alex Caceres venceu Chase Hooper por decisão unânime (triplo 30-27) Ian Heinisch venceu Gerald Meerschaert por nocaute técnico a 1m14s do R1 Cody Stamann venceu Brian Kelleher por decisão unânime (triplo 30-27) Maki Pitolo venceu Charles Byrd por nocaute técnico a 1m10s do R2 Alex Perez venceu Jussier Formiga por nocaute técnico aos 4m06s do R1 Devin Clark venceu Alonzo Menifield por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28) Herbert Burns venceu Evan Dunham por finalização a 1m20s do R1 https://globoesporte.globo.com/combate/noticia/amanda-nunes-dedica-vitoria-a-filha-exalta-resistencia-de-spencer-e-enaltece-feito-fechei-um-ciclo.ghtml
  5. A luta dele com o Mark Kerr foi histórica! Foi uma das primeiras que vi na vida, passou na Band. Muito guerreiro!
  6. Discordo. A audiencia do UFC é sempre boa e mais do que dobra a audiencia da Globo no horário. Acho que deve ser grana mesmo, basta ver o tanto de demissões e reduções de sálarios na Globo. UFC deve ter crescido o olho e os caras não quiseram. Só não sei se o contrato do UFC com o Combate atrapalha muito pra ir pra outro canal aberto, senao outros canais poderiam ir atrás
  7. Wanderlei é o cara! Qualquer homenagem é mais do que merecida!
  8. O vídeo é antigo, mas saiu no canal do pvt hoje, então acho que não é segundona. É o Arona falando do Jon Jones um tempao atrás, e muita coisa que ele falou se concretizou. Agora que o Jones pegou experiência ficou mais complicado mesmo. Já desisti de ver o Arona voltar, mas seria irado ele ter lutado uns anos no UFC depois que o Pride acabou. Pena que nao foi
  9. Muito boa a entrevista. Ele deu muitos detalhes sobre a luta, as lesões e tudo mais. Ta bem articulado, falando bem. Ta de parabens! Valeu PVT
  10. ótima resenha. O Pederneiras é um dos melhores treinadores do mundo e é um cara sem meias palavras ou mimimi
  11. Pelo que eu saiba, a Globo não renovou com o UFC
  12. Bacana! Acho que é isso, Jones muito favorito, mas Marreta já tem todos os méritos do mundo por sair de onde saiu e chegar a uma disputa de título com um dos maiores da história
  13. Mas ali vai poder tomar uns produtos pra se recuperar melhor, prevenir lesões, etc. Apesar do pro-wrestling ser fake, o desgaste é grande e causa muitas lesões, mas certamente terá uma qualidade de vida melhor sem a USADA por lá.
  14. Eu acho que não é papo, não. Acho que ela acredita mesmo nisso. Não que ela acredite que venceria homens, mas que considera seus feitos maiores do que os dos caras. Ela se acha muito, está no direito pelos feitos que conquistou, mas uma declaração como essa volta contra ela no dia que a casa cair... duvido que não vão lembrar disso pra dar uma gastada nela...