Luiz Melo

Membros
  • Content Count

    1511
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Luiz Melo

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. O cara descredita ao máximo o feito do vencedor dando a entender que somente condições expcionais permitiriam a derrota. O subtexto desse falatório todo é : em condições normais, estando bem, pra alguém do meu nível, a derrota é inconcebível, é impossível. Essa postura é muito perigosa. Acho que está apostando mais alto do que pode pagar- ta indo pra o tudo ou nada. Imagine esse cara-- arrotando tanto talento e com essas desculpas bizarras -sendo tirado pra nada pelo Whitaker: vai restar o que ? O personagem vai resistir ?
  2. Ou talvez ele n leve jeito pra coisa mesmo. Esperamos que não seja o caso- mas é uma possibilidade. Thompson e Gatelum foram pra o UFC com 5 lutas profissionais no cartel; o Cejudo com 6, e o Velasquez, mais incrível ainda, com apenas 2 lutas. Então, talvez n seja a praia dele. Ou não, né ?Pode ser que isso dê uma chacoalhada e ele melhore.
  3. Supere isso, bicho. Parece que falei de alguém de sua família e que vc guarda um rancor. Que chatice, vey... Seu rei não é o meu. Apenas aceite.
  4. Sim. Mas o importante é que, contra o GSP, n defendeu meia queda. É como querer invocar o argumento do Gathje e seu grande wrestling defensivo - que vc tanto questionava antes da luta com o russo - e, na prática, o cara sucumbir à primeira investida e sair pior que o Barboza e o Conor. Nem o RDA contra o Usman foi colocado pra baixo com aquela facilidade. O Fitch tbm foi colocado pra baixo fácil pelo GSP- derrubado e controlado. O que estou querendo dizer é que, diferente do Canadense, que tinha um jogo de segurança que por anos foi imparável, o Usman, mesmo sendo o mais forte da divisão e condecorado como poucos na modalidade( naquela divisão) já começou encontrando resistência em seu carro chefe. GSP só foi encarar alguém efetivamente em condições de contê-lo em sua última luta na divisão. Por anos foi monólogo. O que o Usman, em trés defesas, lidou duas vezes- péssimos casamentos - o canadense só conheceu na penúltima luta da carreira. Então, é evidente que os níveis de dificuldade das diferentes categorias ou épocas são distintos. Cormier, por ex, a despeito da bagagem no wrestling, n encontra adversários plenamente receptivos ao seu jogo como ocorre com o Khabib. O cara foi obrigado a trocar 11 rounds com um Golden Gloves pq n conseguiu segurá-lo no chão. Da mesma forma, o Cejudo teve que tirar leite de pedra sendo obrigado a trocar com um Marlon bem mais forte e que, enquanto tinha gás, negou facilmente todas as quedas. Se por um lado isso engrandece os feitos do GSP; por outro, mostra que alguns caras tiveram vida mais difícil. Não estou querendo dizer que o Usman é potencialmente maior, que vai ser mais relevante ou melhor. Apenas questiono a ideia de que não existe safra pior - com jogos mais favoráveis pra determinados atletas- que a outra.
  5. O ponto não é esse. O argumento é que nível no geral aumenta e fica cada vez mais difícil de se destacar na mesma proporção que os de antes- qualquer que seja a área ficou tudo bem mais difícil e competitivo- no MMA; vingar num negócio; estourar no youtube, futebol, no JJ. É difícil ser excepcional hj- o sarrafo subiu demais. Fedor fazia o que queria com os caras no chão; hj, cara que não é nem top 40 da divisão troca chão e sobrevive a campeão mundial de jj - e ainda finaliza; Cara que nunca disputou nada no pano, não se intimida em fazer chão com o Jacaré; finaliza o Charles etc. Dou muito valor ao pioneirismo e a façanha das lendas, quem pavimentou o caminho merece todo crédito do mundo ; mas seja sincero, era mais fácil o Royce lutar com um cara com uma luva de boxe numa mão e a outra mão limpa- alguém que nem sabia o q era jiu jitsu -, ou o Durinho encarar um Usman da vida? Como falei antes: com o nível que a galera está hj- e o tamanho- o MMA não comporta domínios soberbos. Não espere que o cara defenda a cinta 10, 11 vezes, pq não vai rolar.
  6. É pq é a lógica de todo esporte, de toda e qualquer área da vida, na verdade, é a de progresso e evolução com o passar do tempo - são raríssimas as exceções. Pega uma competição de ginástica olímpica dos anos 50 e pega uma de agora; uma partida de futebol de 54; os recordes das maratonas, dos 100 metros rasos. Veja a competitividade dos times na Europa hj em dia- como a coisa está bem mais distribuída e competitiva; as seleções etc. Hj ta td bem mais difícil que há dez, quinze anos atrás, e daqui a vinte anos, estará ainda mais.
  7. Rapaz, sei não, hein ? O Thiago Alves não defendia meia queda; Imagine, hj, um cara que não defende meia queda encarando o Usman; o Nick Diaz tbm era sofrível no fundamento. O Hardy foi derrubado facilmente em todos os rounds; Condit era um boneco de pano. O Fitch tbm foi derrubado e controlado no chão. O que tinha chão pra fazer frente - n tinha wrestling e a trocação era horrenda; o Kosheck tbm foi derrubado de todas as formas. O único cara em condições de endurecer no wrestling e desenvolver melhor a luta em pé, entregou a luta mais dura da carreira do canadense -e muitos viram vitória do Hendricks. Curiosamente, depois dessa, o dono da bola não quis mais brincar. Agora, veja o Usman: pegou um wrestler encardido de gás infinitos nas primeiras defesas ( aquele casamento que foi tão desfavorável pra o Canadense apenas no fim da carreira- o Usman já pegou ) um jiu jitteiro melhor que o Shields, extremamente explosivo e com duas bigornas nas mãos- tbm já pegou. Segurou o grappler quase imparável do Demian. Enfim... Não estou dizendo que o Usman é maior- seria uma heresia- mas acho que a galera de hj tem trazido lutas mais duras que a de antes.
  8. Mas o GSP tbm chegou a passar perrengue em pé. N acho que seja demérito. Além do mais, o fato de haver quem rivalize pode ser enxergado de uma outra maneira : mostra que a distância entre o campeão e os desafiantes é muito menor do que já foi um dia. Concluí-se, então, que o nível de todo mundo aumentou, e que o MMA é incompatível com tiradas pra nada e n mais permite reinados soberbos- exceto o Khabib.
  9. Penso igual. A dita "estratégia" foi basicamente uma mão dura nos primeiros segundos de luta ( o Usman começa mais lento e vai lendo o combate aos poucos.) O Durinho foi extremamente feliz em acertar um soco no pior contexto possível pra o nigeriano - em cheio na orelha/ouvido, justo na passada; ele já estava meio desequilibrado e levou aquela bordoada numa das piores regiões da cabeça - muitos teriam dormido. Mas a verdade mesmo é que, tirando o perigo da mão pesada lançada com toda força no início, em termos de estratégia e dificuldade imposta, na prática, o Durinho n apresentou muita coisa; tanto é que, ainda no primeiro round, do meio pro fim, começou engolir uma uma série de golpes, e no segundo já começou o monólogo. Outra coisa : O jeito que o Durinho caiu e sentiu os golpes do Usman me faz pensar que talvez sua assimalação n seja compatível com o punch dos caras grandes da divisão. Até pq, olhando bem, nessa categoria, até então, ele só tinha batido. Claro que o cansaço deve ser levado em consideração- o atleta n trava o maxilar, a cabeça fica "em falso" e os golpes a fazem balançar mais que o normal. Mas n sei n... Fiquei com a impressão de que o queixo n é dos mais confiáveis. E o cara caiu muito feio pra Hooker. Sei n...
  10. N acho q seja isso. Pra mim, é o seguinte : o cara tem que dar td que tem logo no primeiro round pra se impor ou tentar nocautear- se n der, já começa levando atraso em pé ou sendo amarrado na grade. O ritmo é muito frenético e insustentável a longo prazo. Finda arrefecendo ainda no segundo e caindo no terceiro. É basicamente o q acontece com todo mundo q encara o JJ- de Rashad a Reyes, todos começeram grandões no primeiro round e terminaram no salve-se quem puder. Enquanto o campeão n precisa operar no máximo pra controlar a luta e vencer os rounds, o desafiante tem q dar td de si. Ou supera por muito na brutalidade pra derrrubar logo de cara, ou a conta n vai fechar nunca.
  11. Engraçado que é meio lerdão, mas bate seco, né ? Soquinhos safados da poxa kk. Ele lento mas até que a mão é rapidinha. N coloca muita força mas td entra seco, varando a guarda. Sobre o físico: Acho que ele entrou mais cheião- retenção tbm, músculo cheio de glicogênio, uma gordurinha de leve- por isso tava mais parrudo. É o que acontece quando o cara sobe de divisão e fica esteticamente mais forte. Na verdade, é mais glicogênio dentro músculo, água, e retenção- Pq, pra ganhar músculo mesmo- aquele músculo consolidado independente de retenção- principalmente esses caras treinados( qt mais treinado, mais difícil a hipertrofia) é uma epopeia( a menos que o cara soque veneno.) Acontece que, mesmo sendo água, glicogênio e gordura, o plus que dá na força é muito grande. Por ex, o JJ, q ta mais visivelmente mais forte, se for olhar bem, da pra perceber que ta mais embaçado e gordinho.
  12. Isso. N dá pra levar essas falas tão a sério, como se portassem a verdade última. Tem que por a prova. Lembro de uma entrevista do Erick Silva em que ele narra um episódio com o Anderson. Auge da fama do Aranha, repórters, fãs- aquela aclamação; estavam os dois viajando juntos pra alguma luta, e em dado momento o Anderson manda algo próximo disso : - Veja tudo isso; o que está acontecendo comigo, tbm vai acontecer com vc em breve; vá se acostumando. E sabemos o desfecho...
  13. Mas n é existe uma fórmula matemática ou determinismo de resultado, pow. Opinião de ngm elimina o componente de incerteza que rege uma competição. N é birra com o cara. Ele tem td pra apavorar geral, caso consiga manter as lutas no alto. Mas acho que tem que aguardar. Alguns kickboxers sinistros n arrumaram nada no MMA. A mudança n é assim simples. Veja o Saki...
  14. E independente de rendimento... é a copa do mundo do MMA, né ? MMA é outra modalidade. A dinâmica da luta em pé é completamente diferente. Por ex: O Overeem, no auge, conseguiu ser surrado pelo Pezão. Saki tava tomando atraso do "incrível" Frankstein; O Spong nunca arrumou nada no MMA; Shilt etc. Acho um pouco exagerado cravar q o brasileiro seria campeão do UFC, não tendo pego nem um top 40. Pode ser; claro que n é impossível. Mas é entusiasmo demais pra mim... Ah, mas o Glover disse... Isso n deve ser tomado como uma verdade terminante. Veja só: O Anderson jurava que o Erick Silva seria o seu sucessor. O Vincício Anthony apostaria a casa no Conor " motivado". Claro que a fala de grandes nomes deve ser levada em conta. Mas n sejamos inocentes; é uma zona cinzenta onde, muitas vezes, amizade, ufanismo e torcida se combinam. Acho q tem q ter um pouco de cautela. Antes de qualquer previsão, prefiro vê-lo defendendo quedas, fazendo força na grade, lidando com a mescla etc.
  15. Não acho isso seja tão determinante assim; é grandão, mas n tem one punch; tanto é q, tirando o Marlon e o Edgar - que foram coelhos tirados da cartola, ele n nocauteou ngm. Acho q isso equilibra as coisas. O Lineker, por ex, q é um tampinha, deu muito calor em pé - que é o carro chefe do Saundhagen. O problema é q o Edgar n tem punch pra intimidar - nem nos penas nem nos galos- e oi um gole fortuito; n acho que dê pra tirar alguma conclusão. O Sanwanson tbm caiu com um golpe semelhante, contexto parecido. Luta é foda. Vantagem mesmo é o cara ser maior e ter o toque da morte, ser mais explosivo, nais forte- tipo o Ngannou, o Deivison, o Poatan.