Luiz Melo

Membros
  • Content Count

    1425
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Luiz Melo

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Será que o Kevin Holland vai subir de vez? Esse cara é perigosíssimo em pé. É esguio, envergadura gigante, mas bate pesado; a mão é boa e o timing é acima da média. Ho nele. Mas n sei se vinga na divisão de cima. Talvez n tenha força suficiente pra rivalizar com a galera. Marreta atropelou. Sei não...
  2. Ele deu os 3 tapinhas levando porrada. Isso é triste.
  3. Aproveitando o gancho... Acho que tem a ver com a estrutura atarracada ddo atleta: pescoço curto, linha de ombro e trapézio alta em relação à cabeça ; acho que essa configuração traz muita estabilidade pra cabeça - que balança balança menos que o normal qd recebe o impacto. Basta observar que caras Gastelum, Nelson, Romero, Cormier, Hendo, Cejudo, Lineker: biotipos similares e todos aguentam muita porrada. Mas independente de fenótipo, alguns caras pescoçudos rsrs, destoam da regra e aguentam muita porrada. É o caso do Felder, Nate, Nick, JJ, Zumbi, Yair, Holloway, Ferguson. Acho que tem a ver com uma força inata no complexo muscular que envolve o pescoço - a musculatura dessa região sendo mais rígida, a estabilização do crânio é maior. Note que a cabeça deles n balança violentamente qd são acertados. Por outro lado, todos nocautes mais brutais ou Kds, a cabeça balança muito, independente da violência do golpe - a cabeça balançou: já era. Mesmo aquele soquinho do Bader no Fedor ( que ele nem viu a mão) a cabeç do russo balançou muito. A propósito : a absorção do JJ é das mais sinistras que já vi A forma que ele assimilou aquele upper do Reyes foi bizarra. Por outro lado, no caso do Glover, é impressionante como td que recebe a cabeça chacoalha demais - independente de idade ( dobrou as pernas um cruzadinho safado de um Maldonado completamente morto; JJ já tinha arrancado o protetor bucal umas 3x qd lutaram) Claro que tem a ver com o fato de não perceber a mão chegando - o Glover quase nunca vê - e é esse golpe com potencial de nocautear, já que é o que chacolha a cabeça com mais violência. Mas digamos que alguns caras tem a cabeça " menos fixa" que outros.
  4. É provável. Chegou nos 109kg, mas ta com uma gordurinha - dá pra peceber pelo abdomen - e o músculo ta bem cheio - ta retido( glicogênio, água...) O Miocic bate esse peso seco- independe de glicogênio( ele cheião como o JJ está, bateria os 120) Não é água e glicogênio, é músculo consolidado, a estrutura física é outra. Em teoria, JJ vai ficar atrás em força. Claro que n é uma lei absoluta. Só na hora da luta pra saber.
  5. kkkk Essa galera é hilária kkk JJ não derrubou pq temeu a mão kkkk Aí o Glover sente a mão, bambeia, e o que é que ele faz ? Coloca pra baixo um cara com defesas de queda nula .
  6. Acho que o JJ venceria em pé devido à abordagem de luta em pé Anderson. Além da diferença grande de explosão. Anderson poderia tirar um coelho da cartola, mas mesmo assim, seria muito improvável que derrubasse com uma só um cara que aguentou a mão do Rampage, Reyes, Marreta, Glover, Lyoto, Rashad, Gustafsson e Cormier. Acho que o Anderson n contava com o necessário pra vencer em pé. Explico: O estilo que parece funcionar numa luta em pé contra o JJ é: explosão, mão pesada e ativa pra se fazer respeitar, desinibição, volume de golpes e chutes variados e violentos. Reyes e Marreta fizeram algo nessa linha. O Gustafsson contava com uma mão extremamente ativa. O Anderson não possuía esse nível de fúria e volume. O ritmo de suas lutas e a agressividade que caras como Okami, Franklin e afins exigiram, destoa completamente daquilo que foi eficaz contra JJ. Não da pra comparar uma luta com o Okami, com o ritmo que o Cormier, Reyes, Marreta impuseram. Anderson nunca precisou apertar o passo nesse nível. Outra coisa: Ele n era pegador, nem muito explosivo, sua praia era o contragolpe - abordagem que não acredito que seria eficiente.
  7. Os dois arregaram. Mas acho que a do Anderson foi mais feia. Era ele quem desafiava o GSP insistentemente enquanto negava a luta com o JJ. "- GSP é a luta a se fazer. - E o JJ ? - JJ é meu irmão mais novo. To velho. O mesmo aconteceu qd ventilaram a luta com o Shogun. E o Shogun disse que lutaria sem problemas. Isso era ridículo. Chegava a ser "desrespeitoso" com o GSP. Ele nitidamente subestimava o canadense. GSP nitidamente arregou pra o Anderson e pra o Whitaker, mas se manteve coerente durante todo o tempo. N subia, e permanecia calado - n ficava sugerindo lutas esdrúxulas. Pedir o Cung Lee aposentado, revanche com o Franklin, dizer q o Munhoz, super luta com o Bisping. Resumindo : Os dois arregaram, mas o Anderson foi mais cara de pau.
  8. O pior é que até o Brad Tavares se mostrou mais competitivo - tentou algo, atacou, acertou umas mãos. Já o Borrachinha foi completamente inócuo. Acho que foi a luta mais fácil do Adesanya no UFC. Foi muito desigual.
  9. Acho que vc se equivoca quando toma o lutador como algo estanque, como se ele se mantivesse parado no tempo- refém de suas limitações. O Bisping menos competitivo do passado nada serve ao argumento de a categoria se tornou mais fraca. O atleta é passível de evolução. Pra alguns o amadurecimento ocorre com o tempo. Outros realmente estacionam ou declinam. Eu não poderia concluir que os leves de hj são mais fracos que os penas de 7 anos atrás pq o Charles de antes n arrumava nada na antiga categoria. Não Temos inúmeros exemplos de atletas que eram irregulares e em seguida vingaram- e nem por as categorias regrediram. Olha a lista: Lawler, Holloway, Blawchowicz, Amanda, Cejudo, RDA, Whitaker, Miocic, Marreta etc Outra coisa: Mesmo tendo melhorado, se no passado o Inglês encarou todas as pedreiras possíveis e foi derrotado algumas vezes, seu título foi quase " por acaso" - o universo conspirou a favor e rolou um alinhamento de astros como poucas vezes se viu. Bisping não encarou praticamente nenhum top : Mousassi, Weidman, Romero, Jacaré, Brunson, Lyoto. ( Assim como o AS tbm não pegou ngm dessa lista.) E de quebra, entrou de última hora como substituto- sendo a terceira opção - O Jacaré recusou a luta. O inglês tinha vencido o Thales na decisão divida, bateu o Anderson numa luta parelha, e foi único topou lutar com 3 semanas de camping. Não faz muito sentido comparar trajetórias tão distintas--Bisping foi um campeão de ocasião e isso não depõe contra a categoria. Por último : Eu rejeito essa linha de explicação que sempre se centra nos demérito do derrotado e não nos créditos vencedor- salvo em casos extremos - o que não era o caso. Não adoto essa abordagem. Bisping lutou sem um olho, Anderson pós lesão não era mais o mesmo e é isso. A igualdade ideal nunca existirá e a desculpa da assimetria das condições sempre poderá ser sacada pra justificar a derrota. Por ex, o Forrest foi nocauteado duas vezes no camping antes da luta com o Anderson, e é sabido por todos que a síndrome do segundo impacto inviabiliza completamente a prática de qualquer esporte - ainda mais levar soco e chute na cara. Pois bem, o americano simplesmente caiu com todos os golpes que recebeu. Isso nunca foi levantado por ngm. Posso dizer que o Forrest não era o mais mesmo. Que o Conor só perdeu pra o Khabib pq tava há muito tempo parado. Enfim... Acho improdutivo e sem muito sentido tentar identificar quem sofreu mais no intuito de minimizar o resultado da luta. O Bisping nunca foi um cara espetacular( todos concordamos), mas se tem algo meritório em sua carreira, foi o fato de, fora do auge, ter batido o Anderson - tbm fora do auge - e o Luke - tendo aceitado a luta com 3 semanas.
  10. O Bisping nunca foi O cara. E é fato que o GSP só subiu por se tratar dele. Isso nem está em questão. O grande problema aqui é o duplo padrão do argumento. "Bisping é mediano e o feito do GSP não foi tão significativo assim. Bisping só bateu o Anderson pq o mesmo não estava no auge. Só que o Inglês lutou com apenas um olho, vencendo o Anderson em seu carro chefe. Enquanto o Anderson em decadência perdeu pra o Bisping - que embora estivesse embalado, fisicamente tbm estava nas últimas, e nem deveria estar lutando ; GSP - tbm fora do auge - há 4 anos parado, voltou se testando em uma categoria nova, e venceu " Se o Bisping é assim tão tosco, por extensão, perceba que o Aranha tbm acaba sendo diminuído. Por isso, o mais sensato a se fazer é dar aos créditos tanto ao Bispo qt ao GSP.
  11. O mesmo Bisping que venceu o Anderson, numa luta toda travada em pé. Aí sacam aquele velho coringa: a conveniente desculpa do auge. Só que, o mesmo Bisping, num heroísmo sem paralalo, trocou porrada com um olho só por anos. GSP estava há 4 anos parado, e se experimentou numa categoria nova- n há cenário mais desfavorável que esse. A diferença é que ele foi lá e venceu.
  12. Mas o Bisping lutou com um olho só por anos- isso equilibra as condições e resolve essa disputa de quem sofreu mais rs. Tudo que vc falou sobre o GSP é verdade, mas acho q n dá pra descreditar os feitos do Bispo - atleta sólido e consistente, e que mesmo n sendo uma Brastemp, historicamente, sempre esteve entre os melhores da divisão.
  13. Mas o AS e Luke perderam pra ele. Acho que não era essa moleza que vc está tentando pintar. Até pq, na luta, o canadense tava levando atraso em pé no segundo round até encontrar aquela mão . Então, a ideia de que o Bisping era um frangaço, nem de longe reflete a realidade da luta entre os dois. Claro que, por um alinhamento de astros, calhou de n ter pego algumas pedreiras que muito provavelmente o venceriam. Tbm é fato que o GSP só subiu pq o campeão era o inglês- um atleta menos físico que os demais e que o jogo casava. Mas n tem como diminuir o fato de que ele venceu o LUke e o Aranha com um olho só. "- Mas o Anderson n estava no auge." Um olho, cara. Nada pode ser mais foda que isso.
  14. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/06/anderson-silva-entre-os-pesados-preparador-fisico-diz-que-e-possivel.html