Sign in to follow this  
FlavioRJ

UFC 253 Countdown: Adesanya vs Costa

Recommended Posts

3 horas atrás, MMS disse:

Espero que seja boa, mas há possibilidade de não ser. O que faz o Israel ser um trocador de sucesso no mma é justamente porque ele faz o que outros não fazem: trabalha com golpes únicos ou poucas combinações. Isso lhe permite ficar "leve" para girar e sair ileso. Costuma dar saída muito bem para traz, fazendo o giro ou trocando de base, isso foi percebido nas lutas anteriores. No entanto, uma  questão diferente de outros é que, diferente de Whittaker por exemplo, o Borracha não costuma ser lutador de se estender, já que luta com a cabeça fora da linha central, carregando mais peso na perna traseira. Apesar do mito popular, o Borracha costuma não ser um caçador que tenta pegar o oponente, mas sim um cercador. O grande problema dele nesse ponto é que como ele tem a base na perna de fora com a cabeça fora da linha central isso prejudica quando o oponente gira ou da a passado por lado de fora dele; obriga-o a ter que mudar a base , colocar o tronco ombo a ombro mais ao estilo peek-a-boo, para ficar mais leve e com alcança mais rápido do cruzado de esquerda para "plantar" o adversário. Isso foi um grande problema contra o Hall que tem boa movimentação para o lado de fora. "Quebrando" sua base de costume acaba tirando potência dos golpes dele e prejudica para fazer sua famosa blitz.  Para mim o que o Borracha deveria é aproveitar que o Israel gosta, às vezes, de trocar de base e fazer trapping holandês (não se se fará com ele) pegando o adversário pelo ângulo de fora, e tentar "melar" o jogo.  Contra o Hall o Borracha só foi se acertar quando fez isso. Tentar se utilizar de manipulação das mãos, braços, corpo, puxar, empurrar etc. Cormier se utilizou disso bem na luta contra o Miocic, um cara que caminha muito melhor que ele. Isso quebra o balanço e linha de raciocínio do footwork um pouco, facilitando para que ele possa coloca-lo de costas pra grade, seu local favorito. O problema é que para isso você precisa estar com um gás excelente, o que pode não ser o caso. Infelizmente, não vi ninguém que treinou com ele que está acostumado a lutar assim.  

Interessante alguns elementos que trouxe

Eu acho que a luta, por mais que ela possa ter muitos momentos de pouca ação, com a distância e movimentação sendo a maior protagonista, será boa, os momentos de ação compensarão mesmo quem não gosta desse jogo de xadrez da distância e movimentação. Não vejo como sendo uma luta monótona do início ao fim, não tem jeito, ou o campeão vai ser acertado ou o brasileiro vai se expor e ser acertado. Na pior das hipóteses, mesmo com uma luta mais 'monótona de ação', acho que o brasileiro vai par o tudo ou nada nos últimos rounds e vamos ter um desfecho com mais ação.

Eu não sei se entendi bem a coisa dos golpes únicos, pq a grande maioria dos atletas do mma soltam golpes únicos, soltos, ou poucas combinações. Acredito que trabalhar mais com golpes retos, como ele faz, sem 'descansar' o peso nos calcanhares, deixando as pontas dos pés ativas permite essa leveza que citou. O próprio borracinha solta muito golpes únicos, acho que inclusive é o por isso que ele mantém mais o peso na perna de trás como bem observou, pra soltar esses golpes com mais potência. Mas isso faz com que, por ele não ser um lutador evasivo, deixe a movimentação dele ainda mais travada. E isso permite a chegada de tronco pra trás, o que acho que é um problema, pq ele repete muito as mesmas defesas.

O seria especificamente esse "trapping holandês"? Não sei se entendi bem e não conheço o termo, fui até ver a luta do Hall para tentar entender, mas não reconheci. hehe

Essas minúcias de movimentação, de fugir da mão forte do brasileiro, saindo para 'fora' da mão forte, ou fora do alcance dela, e se mover mais mais leveza, acredito que o Israel tenha de sobra, mas não vi o Hall fazendo isso de "sair para fora" na luta entre eles enquanto o Hall estava melhor. A não ser que eu esteja confundi o que quis dizer com "pra fora". Fui até rever a luta, vi o Hall se mantendo melhor por se movimentar melhor e o Borrachinha ser bem plantado e com falhas defensivas, só andando em linha reta, mais plantado e com o tronco parado. Às vezes que o Hall foi punido foi quando parou de se movimentar e ficou contra a grade parado. Sentiu bem a mão ali na primeira blitz do 1R, começou a denunciar golpes baixos que pegaram de raspão pra ganhar tempo de recuperar, eu acho, mas claramente perdeu a potência dos golpes e movimentação pioraram muito depois, ficando mais estático e sendo mais atingido. Pra mim os golpes estavam entrando por falta de movimentação de tronco do brasileiro, e melhor movimentação do Hall, mas não para fora da mão forte, ele se movimentou muito mais para dentro da mão forte. Não acho que o Hall tenha uma movimentação tão boa, tanto que quanto o brasileiro apertou um pouco mais ele já ficou de costas pra grade e parou, aceitou ficar ali. 

Sem dúvida o borrachinha precisa atrapalhar aquela mão da frente do Israel, segurar como ele fez com o Hall ela seria uma boa opção. Mas não acho que o Israel vai aceitar que ele segure, por ex, e o jab e movimentação do campeão são muito melhores que a do Hall, né. E com a questão do gás, e do Israel projetar muito uma distância falsa, acho que ele vai fazer o borracinha cansar bem. Mas essas saídas da grade ou de clinchs acho que serão os momentos de maior risco para o campeão, pq a mão do brasileiro é pesada demais, um golpe pode fazer o movimentos de pernas do campeão cair bem e ficar mais suscetível a próximos.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 9/23/2020 at 12:05 AM, Rucci disse:

Te falar que sobre o wrestling eu acho que funcionaria melhor para ele uma sequência oposta ao que você disse. Adesanya tira a cabeça do raio de alcance dos oponentes curvando o corpo completamente para trás. Fez isso várias vezes com o Whitaker, mas este estava muito preocupado em mostrar que era o melhor striker. Acredito que a melhor forma de encontrar o nigeriano seria fintar uma blitz e quando ele se curvar para tirar a cabeça do caminho mergulhar numa queda pinçando uma das pernas com um gancho e aproveitando o movimento dele para derrubá-lo.

Em pé creio que os chutes no corpo desferidos pelo brasileiro são uma arma perigosa, talvez a única que ele consiga usar para infligir algum dano se essa for a dinâmica da luta.

A equipe do Borrachinha tem dois wrestlers gabaritados, o Cejudo esteve lá junto com o Albarracin em parte do camp. Não duvido que tenham ventilado um caminho mais fácil para a vitória do Brasileiro, resta saber se ele vai resistir a fazer o clássico concurso de macheza e usar a cabeça.

Se o Borrachinha mostrar o de sempre eu vejo chance quase 0 dele arrumar alguma coisa em pé.

Minha torcida nessa é pelo campeão, vou com a técnica sempre acima da força bruta.


Eu tendo a achar que o Adesanya vai se defender usando majoritariamente o jogo de pernas, borrachinha não dá blitz no meio do octógono, uma finta de golpe, com o campeão indo pra longe, ele não alcançaria a perna, isso faaia com que eu tenda a achar que ele não consiga usar esse recurso. Acho que entrar pra uma queda mesmo pode ser mais efetivo, mas talvez mais pra frente da luta, quando o Israel já estiver mais confiante da distância e usando menos as pernas, mais o movimento de tronco para contra golpear e fazer o brasileiro errar, possa funcionar. Mas tendo a achar que o brasileiro já não estará com gás para tentar queda de forma que não o deixe morto de vez nesse momento do combate. Os chutes no corpo sem dúvida podem fazer dano se pegaram, difícil vai ser o Israel parar na distância do chute. De resto estou contigo, fico até receoso de até onde a minha predileção pela técnica não pode estar interferindo na leitura e deixando passar algo. Por isso é sempre bom ouvir os colegas e trocar essa leituras. 

Também acho que a tendência é ele não arrumar muita coisa se mostrar o mesmo de sempre, aí será chance nos primeiros rounds de entrar uma mão boa de encontro ou em um erro do campeão, e se isso não ocorrer, baile no resto. Ao contrário do que disseram sobre 'não contar muito' a experiência anterior do Israel, uma outra coisa que acho que é bem válido ressaltar, que o @NEGO DÁGUA trouxe muito bem, é que o jogo do Israel no MMA é MUITO próximo do mesmo que ele fazia no Kickboxing, praticamente o mesmo. Ele consegue usar os mesmos elementos. Muitos quando fazem essa transição não conseguem pelas regras, o jogo dele no kickboxing era o que, na minha opinião, para strikers no MMA é o mais adaptável. Junto a vantagem física. Então assim, toda a estrada dele do kickboxing pesa muito, em especial em uma luta que possivelmente será praticamente usando elementos de kickboxing. Mas acho que em 5 rounds, se o brasileiro não for afoito, em algum momento vai conseguir encurralar e bater. Mas acho que o Israel tem elementos para travar o brasileiro nesses momentos, que se ele lutar bem, não serão muitos.

Eu estou bem curioso para ver o que o brasileiro vai trazer de estratégia e táticas no combate. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Interessante alguns elementos que trouxe

Eu acho que a luta, por mais que ela possa ter muitos momentos de pouca ação, com a distância e movimentação sendo a maior protagonista, será boa, os momentos de ação compensarão mesmo quem não gosta desse jogo de xadrez da distância e movimentação. Não vejo como sendo uma luta monótona do início ao fim, não tem jeito, ou o campeão vai ser acertado ou o brasileiro vai se expor e ser acertado. Na pior das hipóteses, mesmo com uma luta mais 'monótona de ação', acho que o brasileiro vai par o tudo ou nada nos últimos rounds e vamos ter um desfecho com mais ação.

Eu não sei se entendi bem a coisa dos golpes únicos, pq a grande maioria dos atletas do mma soltam golpes únicos, soltos, ou poucas combinações. Acredito que trabalhar mais com golpes retos, como ele faz, sem 'descansar' o peso nos calcanhares, deixando as pontas dos pés ativas permite essa leveza que citou. O próprio borracinha solta muito golpes únicos, acho que inclusive é o por isso que ele mantém mais o peso na perna de trás como bem observou, pra soltar esses golpes com mais potência. Mas isso faz com que, por ele não ser um lutador evasivo, deixe a movimentação dele ainda mais travada. E isso permite a chegada de tronco pra trás, o que acho que é um problema, pq ele repete muito as mesmas defesas.

O seria especificamente esse "trapping holandês"? Não sei se entendi bem e não conheço o termo, fui até ver a luta do Hall para tentar entender, mas não reconheci. hehe

Essas minúcias de movimentação, de fugir da mão forte do brasileiro, saindo para 'fora' da mão forte, ou fora do alcance dela, e se mover mais mais leveza, acredito que o Israel tenha de sobra, mas não vi o Hall fazendo isso de "sair para fora" na luta entre eles enquanto o Hall estava melhor. A não ser que eu esteja confundi o que quis dizer com "pra fora". Fui até rever a luta, vi o Hall se mantendo melhor por se movimentar melhor e o Borrachinha ser bem plantado e com falhas defensivas, só andando em linha reta, mais plantado e com o tronco parado. Às vezes que o Hall foi punido foi quando parou de se movimentar e ficou contra a grade parado. Sentiu bem a mão ali na primeira blitz do 1R, começou a denunciar golpes baixos que pegaram de raspão pra ganhar tempo de recuperar, eu acho, mas claramente perdeu a potência dos golpes e movimentação pioraram muito depois, ficando mais estático e sendo mais atingido. Pra mim os golpes estavam entrando por falta de movimentação de tronco do brasileiro, e melhor movimentação do Hall, mas não para fora da mão forte, ele se movimentou muito mais para dentro da mão forte. Não acho que o Hall tenha uma movimentação tão boa, tanto que quanto o brasileiro apertou um pouco mais ele já ficou de costas pra grade e parou, aceitou ficar ali. 

Sem dúvida o borrachinha precisa atrapalhar aquela mão da frente do Israel, segurar como ele fez com o Hall ela seria uma boa opção. Mas não acho que o Israel vai aceitar que ele segure, por ex, e o jab e movimentação do campeão são muito melhores que a do Hall, né. E com a questão do gás, e do Israel projetar muito uma distância falsa, acho que ele vai fazer o borracinha cansar bem. Mas essas saídas da grade ou de clinchs acho que serão os momentos de maior risco para o campeão, pq a mão do brasileiro é pesada demais, um golpe pode fazer o movimentos de pernas do campeão cair bem e ficar mais suscetível a próximos.
 

Borracha ainda não tem essa inteligência até na verdade conheço vários campeões ver boxe que não tem..

Inteligência de perna de trás com peso pra soltar a mão mais forte etc.. acho ele é muito instinto e não atrapalha vc não ver ele se concertando na manopla de força que puxavam o foda que quando vc ganha consciência de algo vc pode se frustrar pq entendi suas limitações ou sabe o que tem de fazer e não consegui .

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, MMS disse:

Espero que seja boa, mas há possibilidade de não ser. O que faz o Israel ser um trocador de sucesso no mma é justamente porque ele faz o que outros não fazem: trabalha com golpes únicos ou poucas combinações. Isso lhe permite ficar "leve" para girar e sair ileso. Costuma dar saída muito bem para traz, fazendo o giro ou trocando de base, isso foi percebido nas lutas anteriores. No entanto, uma  questão diferente de outros é que, diferente de Whittaker por exemplo, o Borracha não costuma ser lutador de se estender, já que luta com a cabeça fora da linha central, carregando mais peso na perna traseira. Apesar do mito popular, o Borracha costuma não ser um caçador que tenta pegar o oponente, mas sim um cercador. O grande problema dele nesse ponto é que como ele tem a base na perna de fora com a cabeça fora da linha central isso prejudica quando o oponente gira ou da a passado por lado de fora dele; obriga-o a ter que mudar a base , colocar o tronco ombo a ombro mais ao estilo peek-a-boo, para ficar mais leve e com alcança mais rápido do cruzado de esquerda para "plantar" o adversário. Isso foi um grande problema contra o Hall que tem boa movimentação para o lado de fora. "Quebrando" sua base de costume acaba tirando potência dos golpes dele e prejudica para fazer sua famosa blitz.  Para mim o que o Borracha deveria é aproveitar que o Israel gosta, às vezes, de trocar de base e fazer trapping holandês (não se se fará com ele) pegando o adversário pelo ângulo de fora, e tentar "melar" o jogo.  Contra o Hall o Borracha só foi se acertar quando fez isso. Tentar se utilizar de manipulação das mãos, braços, corpo, puxar, empurrar etc. Cormier se utilizou disso bem na luta contra o Miocic, um cara que caminha muito melhor que ele. Isso quebra o balanço e linha de raciocínio do footwork um pouco, facilitando para que ele possa coloca-lo de costas pra grade, seu local favorito. O problema é que para isso você precisa estar com um gás excelente, o que pode não ser o caso. Infelizmente, não vi ninguém que treinou com ele que está acostumado a lutar assim.  

Pô muito interessante e inteligente na verdade eu imaginei aqui como é essa movimentação pra fora do hall que quebrou a base do Borracha.

Isso é caminhar pra costas da mão da frente saindo de uma linha de ataque?

Pô vc tem visões legais .

Share this post


Link to post
Share on other sites

"vc nunca colocou um quimono nesse corpo magrelo seu.." ?

Realmente o Adesanya não parece ter 1.93 de altura

 

Edited by FlavioRJ

Share this post


Link to post
Share on other sites

o Brasileiro não vai mudar seu jogo. Não adianta acharmos que ele vai entrar pra derrubar, ou trabalhar no clinch, etc...

ele vai pra morte. Sempre jogou assim e não vai fugir das origens

 

só espero que não se frustre e morra no gás.. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, NEGO DÁGUA disse:

Borracha ainda não tem essa inteligência até na verdade conheço vários campeões ver boxe que não tem..

Inteligência de perna de trás com peso pra soltar a mão mais forte etc.. acho ele é muito instinto e não atrapalha vc não ver ele se concertando na manopla de força que puxavam o foda que quando vc ganha consciência de algo vc pode se frustrar pq entendi suas limitações ou sabe o que tem de fazer e não consegui .

 

Mas ele não precisa "saber" para aplicar por isso. Basta ter sido treinado hehe Eu vejo inteligência de um lutador como capacidade de executar e saber se valer de suas capacidades físicas. Inclusive a consciência dos próprios limites hehe 

A parte mais teórica e analítica, a correção na manopla, por ex, é obrigação dos técnicos, não necessariamente do atleta.

É ótimo quando o atleta tem tbm, mas vejo a inteligência nesse caso sendo mais física do que analítica.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma coisa que eu não comentei e que acho bem provável, é que o campeão explore golpes no corpo do borrachinha pra apressar a falta de gás do brasileiro e abrir a guarda dele. E que mine as pernas piorar a movimentação ofensiva dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Borracha dando faixa branca ao Israel; ele dando faixada no borracha. Foi hilário. 

E tipo; Israel vc vai ter que fazer chão....

Foi muito feliz o borracha nessa trolagem.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Daniel Mendoza disse:

 

Os caras levantando a hipótese do Borrachinha fazer wrestling, grappling, claro que não vão falar do gás dele que é zoado. Esse é o problema da mídia br, nunca vão expor os pontos negativos 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutos atrás, Lucas Timbó disse:

Os caras levantando a hipótese do Borrachinha fazer wrestling, grappling, claro que não vão falar do gás dele que é zoado. (...)

Me espantou o Mestre Vinicio Antony falar que o gás dele é muito bom, mas ele se referia a um treino que ele presenciou, pelo que eu entendi. É totalmente possível que no treino o gás do Borrachinha seja muito melhor do que na luta. Mas acaba que é uma afirmação esquisita, né hehe Depois ele começou a ser mais coerente como que a gente vê nas lutas. Apesar de não me agradar algumas de suas posturas, gosto sempre de parar para ouvir as análises dele. Ele se expressa bem. Não adianta para o ouvinte escutar alguém que sabe muito, mas que não saber transmitir o que sabe.

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Cesar_Rasec disse:

Olha a análise completa do Vinicio. O Alonso perguntou o que ele faria se fosse treinador de cada um deles.

Primeiro ele diz que o Borrachinha se movimenta mal. Que se ele fosse o treinador do Adesanya falaria pra explorar os chutes baixos pra piorar mais ainda a movimentação do brasileiro. Também diz que o nigeriano deveria usar os jabs cada vez que o Borrachinha pisasse pra golpear.

Dai chega a vez dele falar como se fosse treinador do desafiante. O Vinicio já começa sendo sincero (Aos 16:40) dizendo que o Borrachinha não tem muitos recursos pra surpreender. Que o que deveria fazer é esperar pra tirar a previsibilidade do cenário elaborado pelo Adesanya. Que o nigeriano poderia ficar impaciente por ser um contra-golpeador e ter que tomar alguma iniciativa. Aí ele poderia tentar golpear ou colocar pra baixo. Ele ainda diz que indo pra cima de forma agressiva não vai conseguir derrubar. E aos 20:40 ele fala que o Adesanya é bom no wrestling, tem excelência no Muay Thai e não tem jiu jitsu.

Ou seja, o que ficou subentendido é que na visão dele o Borrachinha quase não tem recurso pra vencer em pé. Ele foi só elogios ao Adesanya (falou inclusive que o campeão tem poder de nocaute). É como se na cabeça dele a única chance do brasileiro (ou a maior delas) seria levando pro chão onde o Adesanya é fraco (e ainda assim ele diz que o cara é bom de wrestling).

Tanto que no final o Alonso pergunta quem o Vinicio acha que vai ganhar e ele diz que é o Adesanya por pontos, ou se o Borrachinha for afoito pra cima, o nigeriano pode ainda conseguir o nocaute.

Não sei qual entrevista você viu, pois nessa levantaram muito mais a bola do Adesanya e o Vinicio foi muito mais enfático ao apontar o ponto negativo do brasileiro. 

Eu adoro as análises do Vinicio, o cara manja demais de estratégia e striking. Mas ele diz, por exemplo, que o Romero venceu o Adesanya, em contrapartida não comenta nada sobre Romero x Borrachinha, onde inclusive a mídia especializada ficou dividida, metade deu vitória pro cubano (e eu achei que o Israel venceu claramente ali). Daí ele afirma que se o Romero tivesse feito wrestling, provavelmente teria tido mais sucesso. Ora, a gente sabe que apesar de ser medalhista olímpico, Romero nunca adaptou com tanta maestria seu jogo de wrestling pro MMA, ficando mais conhecido pelo punch do que qualquer coisa. E acho que isso se deve principalmente ao fator gás e idade, pro cara fazer esse jogo ala Khabib e Usman, tem que ter um gás anormal mesmo, coisa que o Romero também não tem

Daí ele afirma que se o brasileiro botar pra baixo, é "sacode", depois fala do vigor físico do Borrachinha, mas em momento algum cita que pra isso precisa de gás. Alonso diz que foi muito bom esse ponto do wrestling, daí compara com o Romero, que o Borrachinha poderia fazer esse mix, mas novamente não entra na questão do gás. 

Não adianta o cara ter o melhor wrestling, muay thai, jiu-jitsu, punch, técnica, se não tiver gás. Zabit é prova disso, o cara tecnicamente é fantástico, mas chega no terceiro round e claramente cai de rendimento por conta do gás. E eu vejo isso como o principal problema do Borrachinha mas que ninguém tá abordando, no segundo round contra o Romero ficou claro que ele já não tinha a mesma potência pra bater e encurralar, no terceiro tava de boca aberta e levando jab. É muito músculo e muito peso pra cortar, o corpo vai cobrar isso em algum momento da luta. É uma luta de 5 rounds, pode ter focado mais nesse ponto, mas eu acredito que gás não se conserta assim, é algo que já se nasce mesmo. E hoje, com a USADA, fica mais difícil ainda do cara buscar ter um rendimento maior com sucos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Engraçado o pessoal falando que o Adesanya não tem punch, o nigeriano é um dos recordistas em knockdown na história do UFC, borrachinha nem aparece na lista. Se contar em uma única luta ele fica em segundo lugar. 

Falam muito da precisão do nigeriano mas o brasileiro em números é um Striker consideravelmente mais preciso que o campeão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this