Rappa Hemp

Membros
  • Content Count

    3998
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Rappa Hemp

Previous Fields

  • Cidade:
    Porto Alegre

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

8013 profile views
  1. Nunca vi ele dando tanto chute baixo como nessa luta. Das duas uma: ou é mentirosa ou é burro
  2. Acho ele superestimado em pé. Tem habilidades, mas não sustenta a uma pressão de alguém com jogo mais alinhado. Ele figura facilmente entre o top 15 do UFC, mas não sei sobreviveria a um Till, Cannonier, Vettori, Hermansson e até o mala do Borrachinha. O MMA muda mto o nível em poucos anos. Ele reinou numa era q tinha ótimos lutadores, mas com outro perfil. Lyoto, Jacaré, Weidman, Bisping eram jogos q encaixavam mais com o estilo do Rockhold (bom tecnicamente nas duas áreas). Mas ele quase se complicou com Branch q já é um striker de jogo mais alinhado. Romero era o único da sua era q lembra o perfil desses atuais já mencionados. Caras q pegam pesado em pé e não são simples de dominá-los no chão.
  3. Colby estava levando a luta por pontos, mas o nocaute foi brutal. Uma das piores lesões q um lutador pode receber (tirando as fraturas acidentais). São meses se alimentando de canudinho. Perde peso. A volta aos treinos já é demorada e a suspensão é gigante. O castigo de Usman foi diário ao Colby, pois a recuperação é extremamente lenta e dolorosa. A lataria fica destruída por um tempo. Fora o $$ perdido já q Colby voltaria a lutar quase 12 meses depois.
  4. Já tem canal no youtube de entrevistas e outros investimentos. Desde a volta do doping dá p ver q ele ficou relaxado com carreira. Gordo e lento em pé. Tomou um atraso do Oleinik q é um striker meia-boca. Acho q no caso do Werdum ele luta tb pelo $$. Não é um McGregor, mas tb não é um zé. Contra o Gustafsson por exemplo, ele faturou $340k, isso é quase R$ 2Mi. PFL não deve tá pagando mto menos q isso, não. Sabemos q esses eventos até cobrem a bolsa de ex UFC's p usá-los como isca p audiência.
  5. Tb acho q é por aí. Faltou vontade mesmo e é uma pena. De todos os grandes nomes do Pride o Arona era o q tinha o estilo mais fácil de se adaptar ao UFC. Bom estrategista, sabia a hora de quedar e por cima castigava. Como pesava 90kgs era provável q lutasse ali nos médios, mas até na LHW poderia ter feito barulho entre 2007 a 2011, antes do surgimento de Jon Jones.
  6. Fato! E quem traz uma visibilidade como essa ao esporte merece sim todo o reconhecimento. Ame ou odeie o cara coloca o MMA nas manchetes. Desde a aposentadoria de Floyd não há atleta de combate com tanta popularidade. Nos últimos 12 meses foi atleta com maior faturamento. Na frente de Messi, CR7, Lebron James e cia.
  7. Massa! O cara era um fenômeno realmente. Mesmo com menos envergadura pra categoria, tinha uma explosão fora do normal.
  8. Infelizmente tenho q concordar. Não consigo ver uma forma do brasileiro ganhar isso a não ser numa bobeada do Poirier no chão. Mas entra nesses 20% aí. Poirier é mto mais lutador em pé do q Chandler
  9. É incrível acompanhar a evolução do Durinho luta após luta. Um cara com baita QI de luta e q evoluiu demais em pé. Vencer Thompson não é p qlquer um.
  10. Luta com Diaz tem q ser 5 rounds. Deveria ser uma obrigação contratual. Tomara q role.
  11. Desculpa, cara, mas em termos de análise do negócio como um todo tu dá umas derrapadas violentas. Primeiro diz q o caso do Conor mesmo perdendo ter poder no UFC é algo a ser estudado. E não tem nada de estudo aí. Lei do mercado: ele é o maior vendedor da história do evento por óbvio dá mais retorno a empresa e vai ser priorizado. Quanto ao elenco, é outro ponto óbvio. Um evento com McGregor vende mais e por consequência tem mais audiência. Todo lutador na classe média ali do UFC q ainda não consegue encabeçar eventos sonha em lutar num evento em q a luta principal seja dele. Maior audiência, maior visibilidade etc. Além disso, se a empresa perde o maior vendedor, aquele q atrai audiência do fã casual, isso significa menos lucro e mais dificuldades em grandes promoções. Olha a merda q fizeram no próximo evento numerado. Não tinha uma estrela p encabeçar o evento. Ngannou, Jon Jones fora de cena. Tiveram q criar um cinturão interino p promover na sombra do atual campeão (o cara q o derrotou vs. o invicto q o batia nos treinos). Se reclamam dos baixos valores, tu acha q com a saída de Conor algo vai mudar? Que o dinheiro q ele ganha será repartido? Não, pô. UFC pode perder mais ainda em audiência. Sem Khabib, Jones, McGregor, GSP, Rousey, Lesnar. São raros os nomes q conseguem atrair o fã casual pra comprar um PPV ou gerar mto engajamento em um evento. Tu não fecha duas mãos contando nesses quase 20 anos de UFC.
  12. Conor é o atleta que mais faturou dinheiro nos últimos 12 meses. Tá na frente de CR7, Messi, Lebron etc. Não tem mto o q estudar, não. Ele vende. Atrai clique, atenção. A saída de cena de McGregor é péssimo p UFC e p todo elenco.
  13. Mas convenhamos hein, Edwards tava aplicando uma surra no Nate q poucos no UFC deram. O próprio Conor penou.
  14. Isso é um ciclo q no final a culpa é do próprio Dana/UFC - Promove mais money-fights do q lutas pelo cinturão - Há um evento numerado onde o único campeão q atrairia vendas disponível se recusa a lutar - corrigi o erro com um outro erro ao criar esse interino sem sentido O cinturão fica cada vez mais desvalorizado. A saída seria criar uma premiação absurda p qm pegasse a cinta. Ver um Poirier esnobar a chance de ser campeão p forrar o bolso contra McGregor é triste.
  15. Deu pena do Demian na última luta. Não dá mais mesmo. Fico a luta inteira tentando um single leg telegrafado e sendo castigado em pé. Os adversário sabem q não há ameaça em pé e lutam na segunda marcha, só castigando e evitando as tentativas de quedas frustradas.