Sign in to follow this  
NEGO DÁGUA

Quem foi o Melhor stricker na história do MMA?

Recommended Posts

1 hora atrás, Luiz Melo disse:

Não acho não- de maneira alguma. É melhor pq tem mais feitos. Olhando por esse lado, sim, ele é muito maior. Mas em termos de perícia, acho o Conor muito melhor. Já vi coisas horrorsas do Overrem no UFc- umas trocas de bases estranhas, baixando a cabeça  e mandando uns socos feiosos. Acho até q ele é mais sólido que o Conor- o que no final das contas pode ser entendido como melhor, mas ele n teve perícia máxima em um recurso da luta em pé como o Conor- talvez só nas joelhadas. 

É que existe um overeem com postura ortodoxa de kickboxer que vai ali até a luta contra o Rotwell onde ele é nocauteado pela terceira vez em 5 lutas no ufc, sendo que só a primeira contra o Lesnar ele tava no veneno, e as outras já veio meio broxa menor.

Pós Rotwell ele engata 4 vitórias seguidas "struve, Nelson, cigano, arlovski, e vai pro ts contra o stip mas essa engatada dele foram todas no novo estilo montado pelo greg Jackson já que ele foi pra Jackson winters já na luta do struve, e ele sai da postura de kickboxer pra postura de karatd com o braço direito estendido e a mão aberta bem parecido com o lyoto e com aquele jogo de corrida "literalmente corrida" lateral, e o greg dizia que esse estilo de karate pouparia mais gás dele por questão de postura pois soltaria menos golpe, e a corrida lateral evitaria golpes que ele claramente sentia pelo queixo. 

E podemos dizer que deu certo pois ele engatou 4 vitórias assim, quase nocauteia o stip, depois oscila entre vitórias e derrotas sempre contra grandes nomes e sempre oferecendo riscos em pé mas sempre nessa postura de karate, E SIM, NESSA POSTURA DE KARATE ELE SOLTAVA VARIOS MATA COBRA FEIO que se for comparar com o Conor da até dó. 

Mas o contexto dessa comparação é do overeem no Auge, e aquele peso pesado assustador e amedrontador e confiante foi até a luta do Lesnar apenas, e aquele overeem era um striker melhor que o Conor, embora meu argumento mais pra cima você vai ver que eu argumento que o Conor É um striker maior que o overeem, mas o overeem do auge era melhor e mais completo. Não por acaso aquele alistair foi campeão do K1.

Edited by JOAO MIR JJ

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Luiz Melo disse:

Mas isso n tem a ver com ser melhor necessariamente- o kicboxing é uma luta de choque, caras explosivos e de mão pesada terão vantagem, naturalmente. Vc n vai ver um Lyoto da vida tendo sucesso nunca, ou um Thompson no kickboxing- já no MMA a coisa fica mais equilibrada pra quem é habilidoso e n é naturalmente explosivo que  é o caso do Conor. N tem como contestar que o Overrem foi melhor pq os feitos estão ao seu lado, mas em matéria de técnica, pra mim, no MMA, n da pra comparar. 

Andy Hug mandou muito bem no K-1, assim como o Francisco Filho, entre outros lutadores oriundos da luta em pé que não são kickboxers.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Luiz Melo disse:

Sim, concordo.  Penso o seguinte: por um lado ele foi extremamente técnico, sim- a criatividade, o time, o momento de fazer cada coisa, os golpes que selecionava- não tem como dizer que não havia perícia ali- td o que ele fez denotava técnica- mas por outro, olhando mais atentamente, não acho que as execuções fossem finas como a de alguns caras-  e, n há problema algum nisso-  é muito melhor não ser extremamente polido e ter os feitos do Anderson do que ser ultra técnico, ser cheio de recursos e fazer coisas  complexas  como um O'maley, um Thompson e um Gane da vida, e n ser ngm no MMA. Ao meu ver, o  Anderson foi mais habilidoso e criativo do que super técnico- era uma coisa mais freestyle. 

O grande ponto aqui  é que, ter feito o que fez, da forma que fez,  exerceu um efeito emocional muito grande nos fãs e criou uma  espécie de argumento de autoridade que além de alimentar   leituras enviesadas nos  dessensibilizou em relação ao que é bom hj em dia- acho que olhamos com  extrema boa fé td o q eu ele fez,  enquanto  somos  reticentes e  muito pouco responsivos às qualidades  dos caras do presente- quase sempre rola um: n vi nada demais, n achei isso td rsrs.  A coisa acaba n sendo muito isonômica- e acho que isso tem um dedinho de torcida. Parte do meu esforço é enxergar qualidade em quem tem independe da autoridade dos feitos.  Td isso, ao meu ver, é sintomático de um outro problema- um saudosismo implícito que funciona quase como um compromisso ideológico- e que torna o debate ainda menos justo.

Penso assim: n é possível que, com cada vez mais pessoas entrando no esporte- a modalidade se tornou mais rentável e isso aumentou os incentivos pra  o ingresso- ngm numa janela de 17 anos consiga rivalizar em técnica ou superar um cara do passado- isso n faz muito sentido, ao meu ver- é evidente que grandes lendas serão superadas tecnicamente- é o curso natural de qualquer esporte.

Muitos se apegam aos feitos que jamais serão reproduzidos, e esse fiel da balança no debate sobre quem é o maior- e até concordo que seja assim- mas n podemos deixar levar em conta que as dificuldades da era seguinte tendem a ser maiores que as da anterior; ex: foi mais mais fácil reinar na época do Royce que na do Fedor, assim como foi mais difícil pra o Miocic e por aí vai  . Então, o que o Royce,  Anderson e alguns outros caras fizeram n será repetido ou superado não pq eles são os mais espetaculares da história, mas pq o esporte atual n permite esse nível de domínio. Olha a vida difícil que tem o Charles, o Demian; o Adesanya agora com o Poatan. 

Vou responder baseado nos parágrafos:

1° - concordo quanto existirem, hoje, golpes e transições em pé mais finas e ajustadas do que as que o Anderson Silva fazia, concordando também quanto aos nomes que você citou, Sean O'Malley, Stephen Thompson e outros, porém aí entra a questão da efetividade e resultados, e isso precisa ser englobado, Spider é superior aos demais;

2° - concordo em tudo, há de se dar o braço a torcer, o tempo vai passando, temos que assumir/aceitar que nomes mais técnicos estão aparecendo;

3° - idem ao 2°;

4° - aqui já discordo, não foi "mais fácil" reinar nos tempos passados, Royce foi em seu tempo, o que talvez Jon Jones seja hoje, o nome do momento, e isso não é demérito nenhum, o Gracie apresentava o que era possível naquela época, e sobressaiu. O que Royce fez, outros nomes fizeram ao longo dos tempos, citando os tops das épocas, Mark Coleman, Mark Kerr, Frank Shamrock, Igor Vovchanchin, Kazushi Sakuraba, Minotauro, Crocop, Wand, Matt Hughes, BJ Penn, GSP, Shogun, Fedor Emelianenko e etc. Não dá pra simplesmente dizer que "era mais fácil", o nível de qualquer esporte vai sendo superado, devido a treinamentos e qualidade dos atletas, seria justo dizer que o Pelé reinou em um tempo onde era mais fácil, ou André Agassi, George Foreman e Tiger Woods?

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 horas atrás, Rucci disse:

Shogun é um típico brawler, Lyoto é um striker muito técnico sim, mas ambos tem estatura de peso médio. Contra esses caras o Jones sobra como Striker, mas todos os caras que tinham um frame ao menos próximo do dele e eram bons strikers deram problemas em pé. Pra mim as proezas dele como striker não são derivadas de técnica impecável mas de utilizar bem suas valências físicas em uma categoria que levou muito tempo para apresentar caras com o mesmo frame dele.
Mas e despeito disso, seria insano não citá-lo no top 10, mas ele não tem como ser o primeiro da lista se o critério de escolha for técnico.

Concordo com você que ele faz valer muito bem à sua estatura, mas penso que contra ele, reside também o fato do jogo dele ser muito estudado, muitos anos de reinado.

Difícil, por isso, se manter muito tempo ganhando e, além disso,  atropelando todos.

Lembro do Aldo, muita gente estudando o jogo, longo tempo de defesa de título e seu jogo acabou ficando burocrático.

Vi o Ruas falando dias atrás que o jogo para ganhar do Jones, é chutar as pernas dele.

O Marreta foi nesse caminho e chegou perto.

Edited by Jaison79

Share this post


Link to post
Share on other sites
51 minutos atrás, Jaison79 disse:

Concordo com você que ele faz valer muito bem à sua estatura, mas penso que contra ele, reside também o fato do jogo dele ser muito estudado, muitos anos de reinado.

Difícil, por isso, se manter muito tempo ganhando e, além disso,  atropelando todos.

Lembro do Aldo, muita gente estudando o jogo, longo tempo de defesa de título e seu jogo acabou ficando burocrático.

Vi o Ruas falando dias atrás que o jogo para ganhar do Jones, é chutar as pernas dele.

O Marreta foi nesse caminho e chegou perto.

outra valência grande do Jones em pé  é o medo de ser quedado ja que no chão ele sempre foi muito mais contundente e perigoso doq em pé

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, bigby disse:

outra valência grande do Jones em pé  é o medo de ser quedado ja que no chão ele sempre foi muito mais contundente e perigoso doq em pé

O homem é um fenômeno: Joelhada, chute, pisão no joelho,  jogo de distância excelente, sai do clinch com cotovelada giratória e de frente. Queda e segura queda como quer. Se levar pro solo  e ele cair por cima, é cotovelada e soco para todos os lados, um apavoro!

Além disso tem queixo, gás, envergadura e joga bem na grade.

Olha, se ele lutar sério e fazer os camping sem droga e álcool ( o que, inclusive, acho que ele nunca fez), vai continuar quebrando todo mundo por muito tempo, isso, obviamente, se ele não encerrar a carreira antes ou a polícia pará-lo.

 

Edited by Jaison79

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, Raphael Rezende disse:

Vou responder baseado nos parágrafos:

1° - concordo quanto existirem, hoje, golpes e transições em pé mais finas e ajustadas do que as que o Anderson Silva fazia, concordando também quanto aos nomes que você citou, Sean O'Malley, Stephen Thompson e outros, porém aí entra a questão da efetividade e resultados, e isso precisa ser englobado, Spider é superior aos demais;

2° - concordo em tudo, há de se dar o braço a torcer, o tempo vai passando, temos que assumir/aceitar que nomes mais técnicos estão aparecendo;

3° - idem ao 2°;

4° - aqui já discordo, não foi "mais fácil" reinar nos tempos passados, Royce foi em seu tempo, o que talvez Jon Jones seja hoje, o nome do momento, e isso não é demérito nenhum, o Gracie apresentava o que era possível naquela época, e sobressaiu. O que Royce fez, outros nomes fizeram ao longo dos tempos, citando os tops das épocas, Mark Coleman, Mark Kerr, Frank Shamrock, Igor Vovchanchin, Kazushi Sakuraba, Minotauro, Crocop, Wand, Matt Hughes, BJ Penn, GSP, Shogun, Fedor Emelianenko e etc. Não dá pra simplesmente dizer que "era mais fácil", o nível de qualquer esporte vai sendo superado, devido a treinamentos e qualidade dos atletas, seria justo dizer que o Pelé reinou em um tempo onde era mais fácil, ou André Agassi, George Foreman e Tiger Woods?

 

 

 

Ainda não esqueci, viu? kk Vou responder o último ponto com calma. Vc levantou ótimos pontos. Mais tarde apareço. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, Jaison79 disse:

Concordo com você que ele faz valer muito bem à sua estatura, mas penso que contra ele, reside também o fato do jogo dele ser muito estudado, muitos anos de reinado.

Difícil, por isso, se manter muito tempo ganhando e, além disso,  atropelando todos.

Lembro do Aldo, muita gente estudando o jogo, longo tempo de defesa de título e seu jogo acabou ficando burocrático.

Vi o Ruas falando dias atrás que o jogo para ganhar do Jones, é chutar as pernas dele.

O Marreta foi nesse caminho e chegou perto.

Então, mas eu cito o Aldo até para exemplificar isso que você falou de jogo mapeado. Aldo enfrentou muitos caras maiores que ele em seu reinado e mesmo depois de perder a cinta. Nesse quesito ele só perdeu para o Conor (que era um peso leve usando da discrepância física para varrer os penas e tem envergadura de peso médio, além de um contragolpe perigosíssimo), Max que o venceu no gás e volume, e Volko que vem logo atrás dele como maior peso pena e venceu a luta na base da amarração.
Nesse ponto eu acho que não dá para ignorar o contexto. Jones, como o Conor, reinou nos meio pesados enquanto não havia ninguém maior ou igual a ele em termos físicos. Quando encontrou esses caras fez sempre guerras, algumas que muitos argumentam que ele só venceu na decisão por ser o campeão.
É por isso que, pra mim, a despeito de ter derrotas no currículo, os feitos do Aldo ou do Anderson como strikers são mais impressionantes. A oposição era mais variada e compatível.
Anderson fez 4 lutas como meio pesado, das quais venceu 3 por nocaute no primeiro round. A única derrota que teve nessa categoria foi para o Cormier que se preparou num camp completo para enfrentar o Jones, enquanto o Spider vinha de uma cirurgia de retirada da vesícula e com menos de uma semana para se preparar. Ele foi louco de aceitar aquela luta, mas ainda assim fez o gordinho fazer careta com um chute de esquerda que o fez literalmente amarrar a luta inteira para vencer na decisão.

Edited by Rucci

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Rucci disse:

Então, mas eu cito o Aldo até para exemplificar isso que você falou de jogo mapeado. Aldo enfrentou muitos caras maiores que ele em seu reinado e mesmo depois de perder a cinta. Nesse quesito ele só perdeu para o Conor (que era um peso leve usando da discrepância física para varrer os penas e tem envergadura de peso médio, além de um contragolpe perigosíssimo), Max que o venceu no gás e volume, e Volko que vem logo atrás dele como maior peso pena e venceu a luta na base da amarração.
Nesse ponto eu acho que não dá para ignorar o contexto. Jones, como o Conor, reinou nos meio pesados enquanto não havia ninguém maior ou igual a ele em termos físicos. Quando encontrou esses caras fez sempre guerras, algumas que muitos argumentam que ele só venceu na decisão por ser o campeão.
É por isso que, pra mim, a despeito de ter derrotas no currículo, os feitos do Aldo ou do Anderson como strikers são mais impressionantes. A oposição era mais variada e compatível.
Anderson fez 4 lutas como meio pesado, das quais venceu 3 por nocaute no primeiro round. A única derrota que teve nessa categoria foi para o Cormier que se preparou num camp completo para enfrentar o Jones, enquanto o Spider vinha de uma cirurgia de retirada da vesícula e com menos de uma semana para se preparar. Ele foi louco de aceitar aquela luta, mas ainda assim fez o gordinho fazer careta com um chute de esquerda que o fez literalmente amarrar a luta inteira para vencer na decisão.

Quem são esses caras muito maiores que o Aldo enfrentou e ganhou enquanto estava com a cinta ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, JOAO MIR JJ disse:

Quem são esses caras muito maiores que o Aldo enfrentou e ganhou enquanto estava com a cinta ?

Mark Hominick, Ricardo Lamas, Cub Swanson, Zumbi Coreano e Kenny Florian. Esses cinco caras eram maiores que o Aldo durante o período em que ele foi campeão do WEC/UFC. Depois de perder a cinta ele ainda pegou o Jeremy Stephens e o Moicano como peso pena e no galo venceu o Marlon Vera que, ainda que seja um galo, tem vantagem de envergadura (ele tem alcance de pernas maior que o do Miocic, pra tu ter idéia). Todos esses caras tinham no mínimo vantagem de estatura e vários deles também de envergadura, além dele ter enfrentado outros caras com jogos muito variados. É reconhecido como um dos, senão o maior, anti wrestlers do UFC.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Rucci disse:

Então, mas eu cito o Aldo até para exemplificar isso que você falou de jogo mapeado. Aldo enfrentou muitos caras maiores que ele em seu reinado e mesmo depois de perder a cinta. Nesse quesito ele só perdeu para o Conor (que era um peso leve usando da discrepância física para varrer os penas e tem envergadura de peso médio, além de um contragolpe perigosíssimo), Max que o venceu no gás e volume, e Volko que vem logo atrás dele como maior peso pena e venceu a luta na base da amarração.
Nesse ponto eu acho que não dá para ignorar o contexto. Jones, como o Conor, reinou nos meio pesados enquanto não havia ninguém maior ou igual a ele em termos físicos. Quando encontrou esses caras fez sempre guerras, algumas que muitos argumentam que ele só venceu na decisão por ser o campeão.
É por isso que, pra mim, a despeito de ter derrotas no currículo, os feitos do Aldo ou do Anderson como strikers são mais impressionantes. A oposição era mais variada e compatível.
Anderson fez 4 lutas como meio pesado, das quais venceu 3 por nocaute no primeiro round. A única derrota que teve nessa categoria foi para o Cormier que se preparou num camp completo para enfrentar o Jones, enquanto o Spider vinha de uma cirurgia de retirada da vesícula e com menos de uma semana para se preparar. Ele foi louco de aceitar aquela luta, mas ainda assim fez o gordinho fazer careta com um chute de esquerda que o fez literalmente amarrar a luta inteira para vencer na decisão.

Excelente. Assino embaixo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Rucci disse:

Então, mas eu cito o Aldo até para exemplificar isso que você falou de jogo mapeado. Aldo enfrentou muitos caras maiores que ele em seu reinado e mesmo depois de perder a cinta. Nesse quesito ele só perdeu para o Conor (que era um peso leve usando da discrepância física para varrer os penas e tem envergadura de peso médio, além de um contragolpe perigosíssimo), Max que o venceu no gás e volume, e Volko que vem logo atrás dele como maior peso pena e venceu a luta na base da amarração.
Nesse ponto eu acho que não dá para ignorar o contexto. Jones, como o Conor, reinou nos meio pesados enquanto não havia ninguém maior ou igual a ele em termos físicos. Quando encontrou esses caras fez sempre guerras, algumas que muitos argumentam que ele só venceu na decisão por ser o campeão.
É por isso que, pra mim, a despeito de ter derrotas no currículo, os feitos do Aldo ou do Anderson como strikers são mais impressionantes. A oposição era mais variada e compatível.
Anderson fez 4 lutas como meio pesado, das quais venceu 3 por nocaute no primeiro round. A única derrota que teve nessa categoria foi para o Cormier que se preparou num camp completo para enfrentar o Jones, enquanto o Spider vinha de uma cirurgia de retirada da vesícula e com menos de uma semana para se preparar. Ele foi louco de aceitar aquela luta, mas ainda assim fez o gordinho fazer careta com um chute de esquerda que o fez literalmente amarrar a luta inteira para vencer na decisão.

Por isdo lhe marco em tópicos  sobre trocação  vc é  muito fera, Excelente  post mesmo!!

Aldo parou no auge,  fica meio chato pela derrota,  mas... não importa 

Tenho uma teoria Aldo no seu auge supremo Wec era menos técnico e muito  que pós McGregor  , vc ver ele era menos refinado ,mas era um matador .

Anderson  foi algo particularmente  para mim extraordinário,  não  tem Cro Cop,Adesanya,  Poatan, Wanderlei,  Igor nem ninguém  está um degrau a cima de todos grandes  strickers os quais não  citei. 

Vc ver os feitos do cara até velho .

Hall ele estava dominando até a idade pesar na luta

Vc ver Adesanya  técnica pura na derrota. 

Cormier aquilo foi lindo. 

Tem gente diminuindo o Julio Cesar Jr que é  drogado e etc.

Eu vejo quando  vc s ganham os campeonatos  em cia de atletas ruins ninguém  fala nada né?

Eu disse para uns treinadores de boxe .

O cara com quase 50 anos pegando um ex campeão  ativo e jovem?

Jake Paul é  metade da idade e boxea muito bem, forte,  pesado e etc 

Anderson  foi um Bruce Lee moderno

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Rucci disse:

Então, mas eu cito o Aldo até para exemplificar isso que você falou de jogo mapeado. Aldo enfrentou muitos caras maiores que ele em seu reinado e mesmo depois de perder a cinta. Nesse quesito ele só perdeu para o Conor (que era um peso leve usando da discrepância física para varrer os penas e tem envergadura de peso médio, além de um contragolpe perigosíssimo), Max que o venceu no gás e volume, e Volko que vem logo atrás dele como maior peso pena e venceu a luta na base da amarração.
Nesse ponto eu acho que não dá para ignorar o contexto. Jones, como o Conor, reinou nos meio pesados enquanto não havia ninguém maior ou igual a ele em termos físicos. Quando encontrou esses caras fez sempre guerras, algumas que muitos argumentam que ele só venceu na decisão por ser o campeão.
É por isso que, pra mim, a despeito de ter derrotas no currículo, os feitos do Aldo ou do Anderson como strikers são mais impressionantes. A oposição era mais variada e compatível.
Anderson fez 4 lutas como meio pesado, das quais venceu 3 por nocaute no primeiro round. A única derrota que teve nessa categoria foi para o Cormier que se preparou num camp completo para enfrentar o Jones, enquanto o Spider vinha de uma cirurgia de retirada da vesícula e com menos de uma semana para se preparar. Ele foi louco de aceitar aquela luta, mas ainda assim fez o gordinho fazer careta com um chute de esquerda que o fez literalmente amarrar a luta inteira para vencer na decisão.

Acho que essa questão envolvendo a estatura do Jones veio à tona em razão da Luta dele com Gustafsson.

Acho muito pouco para sustentar que o jogo dele fica vulnerável ou não é tão eficaz se igualar a envergadura.

Naquele dia, notadamente, o Jones não estava num grande dia e o jogo dele vem sendo mapeado há muito tempo.

Não vejo o Spider ou qualquer outro striker, por exemplo,  dar uma coça no Shogun como o Jones deu. Foi umas das maiores surras que eu já vi.

E olha que o Shogun é um excelente stricker! Um dos maiores de todos os tempos. Realmente a luta do Cormier como o Spider não é parâmetro pelas razões que você pontuou, mas o Spider perdeu de forma contundente para  Chris Weidman, que não arrumaria nada com o Jones.

 

Edited by Jaison79

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Jaison79 disse:

Acho que essa questão envolvendo a estatura do Jones veio à tona em razão da Luta dele com Gustafsson.

 

Acho muito pouco para sustentar que o jogo dele fica vulnerável ou não é tão eficaz se igualar a envergadura.

 

Naquele dia, notadamente, o Jones não estava num grande dia e o jogo dele vem sendo mapeado há muito tempo.

 

Não vejo o Spider ou qualquer outro striker, por exemplo,  dar uma coça no Shogun como o Jones deu. Foi umas das maiores surras que eu já vi.

 

E olha que o Shogun é um excelente stricker! Um dos maiores de todos os tempos. Realmente a luta do Cormier como o Spider não é parâmetro pelas razões que você, mas o Spider perdeu de forma contundente para  Chris Weidman, que não arrumaria nada com o Jones.

 

Gustafson, Reyes e até o Marreta que, embora fosse menor, era um cara muito explosivo e mais técnico em pé do que a média dos strikers do meio pesado, mesmo ele sendo um lutador ordinário no peso médio.
Tu não viu o que o Anderson fez com o Stephen Bonnar e o Forest Griffin, que derrotou o Shogun na estréia dele no UFC? Pra mim foi muito pior, sendo que ambos são meio pesados, ou seja, caras maiores que ele. Eu desconfio que se Anderson e Shogun lutassem em seus auges seria um mismatch total, levando em contra o jogo plantado do Shogun, acredito que ele não veria as pedradas que o derrubariam.
Pessoal aqui valoriza muito a vitória do Jones sobre o Shogun pelo lutador que ele foi no Pride, sendo que o próprio Shogun afirma que nunca se adaptou bem ao octógono, tanto que o recorde do Shogun no UFC é 11V 10D 1NC.
Por fim, Anderson perdeu seu reinado para um Wrestler quando já tinha 38 anos. Weidman provavelmente não arrumaria nada com Jones porque wrestling é a base do jogo do dele. Se você me perguntar entre ele e o Anderson quem é mais completo para o MMA eu vou te dizer sem dúvidas que o Jones é esse cara. Mas entre qual dos dois é o melhor Striker, pra mim também não resta dúvidas de que o Anderson tá no topo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutos atrás, Jaison79 disse:

Acho que essa questão envolvendo a estatura do Jones veio à tona em razão da Luta dele com Gustafsson.

Acho muito pouco para sustentar que o jogo dele fica vulnerável ou não é tão eficaz se igualar a envergadura.

Naquele dia, notadamente, o Jones não estava num grande dia e o jogo dele vem sendo mapeado há muito tempo.

Não vejo o Spider ou qualquer outro striker, por exemplo,  dar uma coça no Shogun como o Jones deu. Foi umas das maiores surras que eu já vi.

E olha que o Shogun é um excelente stricker! Um dos maiores de todos os tempos. Realmente a luta do Cormier como o Spider não é parâmetro pelas razões que você pontuou, mas o Spider perdeu de forma contundente para  Chris Weidman, que não arrumaria nada com o Jones.

 

no caso do Jones n é apenas pelo gus, teve contra o osp,  contra o  reyes... e n tem problema isso... pq se a pessoa passa a carreira sendo moldada p um jogo vai ter dificuldade quando n da p implementar, só lembrar o schilt contra caRas altos  

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this