Tabelião Prachedes

Na onda de Khabib, Fedor afirma que ring girls deveriam se vestir ‘de forma mais decente

Recommended Posts

Deixem as meninas trabalharem.

Já é tradicional, não faz mal a ninguém, as mulheres vão por que querem, ganham dinheiro, status, notoriedade, ou seja, mais dinheiro. 

Gira a economia... quem não gosta não olha e vida que segue.

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, Ralf Logan disse:

falou besteira.

existiam sim revistas pra mulheres, a G Magazine no Brasil e a Playgirl nos EUA

e mulheres olham homens sem camisa sim... a diferença é que homem faz questão de se manifestar e mulher guarda a opinião pra ela mesma

 

Exato, mas é difícil colocar na cabeça dos brasileiros que homens e mulheres devem ser tratados de forna igual. 
 

O Brasil é um país muito atrasado, machista e preconceituoso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nenhuma mulher é obrigada a subir em um ring de roupas mínimas, diferente do islamismo que obriga as mulheres a se vestirem de um jeito e as tratam como cidadãs de segunda categoria.

Khabib podia ter se aposentado e ficado calado, só tem falado bosta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, Ralf Logan disse:

falou besteira.

existiam sim revistas pra mulheres, a G Magazine no Brasil e a Playgirl nos EUA

e mulheres olham homens sem camisa sim... a diferença é que homem faz questão de se manifestar e mulher guarda a opinião pra ela mesma

 

G Magazine é voltada para o público gay, o próprio Frota falou isso, essa playgirl deve vender pouco para mulheres, a maioria deve ser gay que compra.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Andrey disse:

Exato, mas é difícil colocar na cabeça dos brasileiros que homens e mulheres devem ser tratados de forna igual. 
 

O Brasil é um país muito atrasado, machista e preconceituoso.

Tratadas de forma igual só na teoria, na prática mulher só quer igualdade nas coisas boas, nas coisas ruins elas tiram o corpo fora, como fazer trabalho braçal, trocar pneu, mudar a anilha de lugar. Se é igualdade, tem que ser plena, igualdade só nas coisas boas e jogando as coisas ruins nas costas do homem é hipocrisia, é o que acontece quase sempre.

Edited by Tabelião Prachedes

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Tabelião Prachedes disse:

Tratadas de forma igual só na teoria, na prática mulher só quer igualdade nas coisas boas, nas coisas ruins elas tiram o corpo fora, como fazer trabalho braçal, trocar pneu, mudar a anilha de lugar. Se é igualdade, tem que ser plena, igualdade só nas coisas boas e jogando as coisas ruins nas costas do homem é hipocrisia, é o que acontece quase sempre.

Amigo, têm mulheres que são fortes fisicamente e dirigem caminhões, fazem trabalhos braçais, etc. Existem caras com carcaça de grilo que não sabem trocar de carro.

 

Você está generalizando e toda generalização é burra.

Edited by Andrey

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Andrey disse:

Amigo, têm mulheres que são fortes fisicamente e dirigem caminhões, fazem trabalhos braçais, etc. Existem caras com carcaça de grilo que não sabem trocar de carro.

 

Você está generalizando e toda generalização é burra.

E vc tá pegando exceções e jogando como se fosse regra.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 9/28/2021 at 11:28 AM, Tabelião Prachedes disse:

E vc tá pegando exceções e jogando como se fosse regra.

Como se fosse regra? Eu dei exemplos de como não se pode generalizar. Esqueceu de tomar o remedinho?

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 9/28/2021 at 7:53 AM, Moicano79 said:

Nenhuma mulher é obrigada a subir em um ring de roupas mínimas, diferente do islamismo que obriga as mulheres a se vestirem de um jeito e as tratam como cidadãs de segunda categoria.

Khabib podia ter se aposentado e ficado calado, só tem falado bosta.

Falou tudo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 9/28/2021 at 7:53 AM, Moicano79 disse:

Nenhuma mulher é obrigada a subir em um ring de roupas mínimas, diferente do islamismo que obriga as mulheres a se vestirem de um jeito e as tratam como cidadãs de segunda categoria.

Khabib podia ter se aposentado e ficado calado, só tem falado bosta.

Só os países que usam a lei da religião como lei de estado que ocorre essa obrigação. Em outros locais muitas usam por identidade cultural e pq aprenderam, não por serem obrigadas e punidas se não usarem. Essa obrigação não ocorre em muitas países de maioria da população seguindo o islã. O problema não é o islamismo, mas a mistura lei de religião e lei de estado, religião e estado e/ou o fundamentalismo. Pq se forem fundamentalistas, todas as religiões abraâmicas legitimam o machismo. Isso vale para cristianismo, judaísmo e islamismo.

A merda é o fundamentalismo, seja de qual religião for. Quando as pessoas entenderam que religião é do mundo privado e não constituição, já ajuda bem.  

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Só os países que usam a lei da religião como lei de estado que ocorre essa obrigação. Em outros locais muitas usam por identidade cultural e pq aprenderam, não por serem obrigadas e punidas se não usarem. Essa obrigação não ocorre em muitas países de maioria da população seguindo o islã. O problema não é o islamismo, mas a mistura lei de religião e lei de estado, religião e estado e/ou o fundamentalismo. Pq se forem fundamentalistas, todas as religiões abraâmicas legitimam o machismo. Isso vale para cristianismo, judaísmo e islamismo.

A merda é o fundamentalismo, seja de qual religião for. Quando as pessoas entenderam que religião é do mundo privado e não constituição, já ajuda bem.  

A roupa é só um exemplo. Nem queira comparar a figura da mulher no mundo Ocidental juidaico-cristão com o papel da mulher em países de origem muçulmana ou do oriente. 

Aqui não falo nem do termo da moda que é machismo. Falo mesmo em serem tratadas como cidadãs de segunda categoria mesmo.

Lógico que sempre vai ter um idiota ou um corpo de imbecis falando bobagens sobre mulheres ou praticando atos contra elas, maa isso nao significa que terá guarida  tanto do Estado quanto pela sociedade juidaico-cristã.

Veja que sobre o que é ou não ser machista, passa por uma visão muito mais pessoal, onde não há um consenso, do que um termo fechado. O que é pra uns não é para outros.

Por fim, querer comparar a cultura do cristianismo e judaísmo com o islã é de uma simplicidade intelectual grotesca. Normalmente quem o faz são os que se dizem de esquerda.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 10/2/2021 at 7:33 AM, Moicano79 disse:

A roupa é só um exemplo. Nem queira comparar a figura da mulher no mundo Ocidental juidaico-cristão com o papel da mulher em países de origem muçulmana ou do oriente. 

Aqui não falo nem do termo da moda que é machismo. Falo mesmo em serem tratadas como cidadãs de segunda categoria mesmo.

Lógico que sempre vai ter um idiota ou um corpo de imbecis falando bobagens sobre mulheres ou praticando atos contra elas, maa isso nao significa que terá guarida  tanto do Estado quanto pela sociedade juidaico-cristã.

Veja que sobre o que é ou não ser machista, passa por uma visão muito mais pessoal, onde não há um consenso, do que um termo fechado. O que é pra uns não é para outros.

Por fim, querer comparar a cultura do cristianismo e judaísmo com o islã é de uma simplicidade intelectual grotesca. Normalmente quem o faz são os que se dizem de esquerda.

Me referi especificamente as leis religiosas, não ao que chamou de "sociedades cristã-judaica" que é muito mais complexo.

Machismo é um conceito objeto de estudos de áreas de conhecimento, não uma opinião e interpretação pessoal.

Ms referi a fundamentalismo religioso, e não a totalidade cultural. Na época em que as religiões crista e judaica detinham o poder no Ocidente, é não havia separados entre religião e "estado", as mulheres não eram tratadas diferente. Idade média da vida ou como eram tratadas na época de cristo, por exemplo, por exemplo.  De se que cor* era o cabelo de Maria? Você não sabe, ngm sabe, ela tampava* o cabelo como as mulheres muçulmanas hoje. Na era eram fundamentalistas e misturavam lei religiosa com o "estado" e a "justiça". Eles eram judeus, como bem sabe.

Acho que está claro o que eu escrevi na msg que respondeu. Acredito que interpretou o que eu escrevi com uma simplicidade intelectual grotesca. 

Mostra que acredito que nem* vale a pena a discussão, em especial pq já levou a discussão para um lado político, que não convém, só faria tumultuar o fórum.

Sugiro que falemos de luta, que é melhor.

Um abraço.

 

Edited by Daniel Mendoza
Correções de palavras sinalizadas com *

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 10/3/2021 at 3:03 PM, Daniel Mendoza disse:

Me referi especificamente as leis religiosas, não ao que chamou de "sociedades cristã-judaica" que é muito mais complexo.

Machismo é um conceito objeto de estudos de áreas de conhecimento, não uma opinião e interpretação pessoal.

Ms referi a fundamentalismo religioso, e não a totalidade cultural. Na época em que as religiões crista e judaica detinham o poder no Ocidente, é não havia separados entre religião e "estado", as mulheres não eram tratadas diferente. Idade média da vida ou como eram tratadas na época de cristo, por exemplo, por exemplo.  De se que cor* era o cabelo de Maria? Você não sabe, ngm sabe, ela tampava* o cabelo como as mulheres muçulmanas hoje. Na era eram fundamentalistas e misturavam lei religiosa com o "estado" e a "justiça". Eles eram judeus, como bem sabe.

Acho que está claro o que eu escrevi na msg que respondeu. Acredito que interpretou o que eu escrevi com uma simplicidade intelectual grotesca. 

Mostra que acredito que nem* vale a pena a discussão, em especial pq já levou a discussão para um lado político, que não convém, só faria tumultuar o fórum.

Sugiro que falemos de luta, que é melhor.

Um abraço.

 

Concordo em falarmos soh de luta mesmo mey amigo... Esse assunto é muito complexo. Abraços. Te respeito como forista aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 9/27/2021 at 5:16 PM, Ralf Logan disse:

os eventos são de madrugada...

explicar pro filho pequeno o porquê de um ser humano ta espancando o outro tudo bem? as vezes rolam fraturas e cortes profundos com sangramento abundante.

o ideal mesmo é botar o filho pequeno pra dormir e deixar os eventos pros adultos... quando o filho for maiorzinho fica bem mais facil de explicar as duas coisas

Sua incapacidade de entender ironia é digna de nota. Ainda assim, sua analogia revela o tamanho da sua limitação intelectual. Num evento de luta é esperado que pessoas se machuquem e agridam as outras, já mulheres usando trajes mínimos não tem qualquer relação com a luta em si. 

Ainda, eu não sei de onde você tirou que a G Magazine é voltada para o público feminino. A revista foi criada e pensa para o público gay masculino. A maioria esmagadora das revistas com nudez masculina são voltadas para este público e não para o feminino. É simplesmente um fato inegável que homens são mais estimulados e estão mais propensos a consumir um produto envolto em nudez visual do que mulheres. Pesquise um pouco antes de vir falar tamanha besteira. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 9/23/2021 at 7:24 PM, Daniel Mendoza disse:

Claro que faz. Hoje em dia muitas mulheres assistem o esporte. Não achamos apelo sexual pq não nos sentimos atraídos por homens, as mulheres ou quem se sente atraído por homens com certeza acham atrativo os corpos dos atletas aparecendo, assim como nós achamos as de atletas femininas de outro esportes que usam um uniforme que mostra muito o corpo delas e as mulheres vendo esse mesmo esporte feminino não.  

Se a justificativa base for "não expor corpos em nome da decência" pq só vale para as mulheres que estavam fazendo parte do show, mesmo que só levantando a placa? Elas são parte do show. Se essa for a justificativa, essa regra moral tem que ser coerente e valer para ambos, homens e mulheres. Não tem necessidade de lutar sem camisa hoje em dia, há blusas grudadas e tecnologia que não atrapalhariam em nada a dinâmica do trem. Muitas mulheres assistem as lutas, então que a 'decência' seja igual para todos, ou tenha consciência que achar ok um homem ficar sem camisa e um absurdo uma mulher com decote é puro machismo e não discurso de decência. 

Eu não vejo problema no atual uniforme nem dos lutadores, nem das lutadoras e nem das ring girls, estou falando sobre coerência no discurso e de não usar ele para impor regras diferentes e mais 'severas' sobre outro grupo (mulheres, no caso). Pq se o papo for "a mulher tem que se cobrir para ser decente e o homem não" é apenas imposição de poder dos homens sobre o corpo feminino transvestido de discurso de decência, é uma covardia até impor poder assim. Discurso de decência deve ser igual e valer tanto para homem como para mulher, as mesmas regras, iguais. Se não for assim e as regras pesarem muito mais para a mulher que para o homem, é machismo transvestido de discurso de "decência" ou religioso. Machismo pq o homem pode expor o corpo dele, mas a mulher não. Aí não dá. Se querem usar a "decência" como argumento, que sejam coerentes e que a regra seja para ambos. 

Por mim, deixa como está. O que acho errado é quererem cagar regras desiguais para mulheres e homens, acho isso covardia por parte dos homens, e machismo puro justificado por moralismo ou religiosidade. Se as regras forem para ambos, homens e mulheres, mesmo que eu não concordasse com as regras sugeridas, ao menos estariam sendo coerentes. 

Tem tanta coisa errada no seu post e você comete tantas falácias, que daria para fazer um guia. Sua analogia continua defeituosa porque há uma razão prática para homens lutares sem camisa. Ninguém em sã consciência defenderia que homens estão lutando sem camisa por algum ganho comercial gerado por apelo sexual. O fato de mulheres assistirem luta é um apelo a exceção da sua parte. Elas não são o público majoritário que gera renda ao esporte. Este é predominantemente masculino. Além disso, é completamente diferente alguém achar o corpo de um atleta atrativo, que está ali desempenhando uma prática esportiva, de um ring girl que não tem qualquer relação com o esporte em si, mas apenas existe para gerar apelo sexual ao público consumidor do esporte. 

Seu argumento de que um regra moral tem que ser a mesma para ambos os sexos é totalmente falsa, pois o conceito cultural de nudez para homens e mulheres não é o mesmo. Um homem sem camisa e um mulher sem sutiã não são a mesma coisa, uma vez que os seios femininos são culturalmente objeto de erotismo. Além disso, ninguém argumentou que ring girls não deveriam existir por uma questão de decência, mas porque não há necessidade e qualquer vínculo com o evento de luta. Foi você, o esquerdomacho descontruído que sentiu a necessidade de lacrar por aqui com conhecimento oriundo dos devaneios da sua cabeça. 

A suposta incoerência que você apontou é apenas um absurdo argumentativo. Seu devaneio é o seguinte: eu não posso criticar o fato de mulheres usarem roupas micro nos intervalos de uma luta porque há homens que lutam sem camisa. Sua analogia é forçada e não consegue fazer a distinção básica que eu apontei acima. Além disso, você usa palavras como "machismo" e "impor" de forma completamente equivocada. Ninguém, seja motivado por um discurso moral ou religiosa, está forçando ou impedindo mulheres de serem ring girls. Khabib e Fedor apenas expressaram sua opinião como as coisas deveriam ser. Impor algo requer uso da força. Ninguém impõe nada através de uma opinião. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now