Eder Jofre55

Askren exalta joelhada que o nocauteou e diz compreender golpes “extras”

Recommended Posts

Askren exalta joelhada que o nocauteou e diz compreender golpes “extras”

Diego Ribas

Ben Askren passou os últimos três meses provocando Jorge Masvidal em relação ao duelo que teriam no UFC 239. Pois o dia 6 de julho chegou e ‘Funky’ colheu o que plantou da maneira mais brutal: sendo nocauteado em 5 segundos, um recorde para o UFC. E, na primeira entrevista depois do confronto, ele elogiou o rival pelo feito.

Além de ter sido acertado em cheio pela joelhada relâmpago, Askren ainda levou golpes quando já estava apagado por ‘Gamebred’. A atitude de Masvidal chegou a ser criticada nas redes sociais, o que foi ironizado pelo atleta. E mesmo Ben não criticou o adversário.

“Não gosto de Jorge, mas foi uma ótima joelhada voadora. Ele a acertou de maneira rápida e explosiva. Ele conseguiu um bom tempo de voo e, obviamente, conectou o golpe no lugar certo. Estou vendo as pessoas dizendo que Jorge teve sorte. Aquilo não é sorte, cara. Vai acontecer 100 de 100 vezes? Definitivamente não. Mas acertar uma joelhada como aquela requer muita habilidosa. Eu não poderia ter feito nada”, falou, em entrevista ao programa ‘Ariel Helwani’s MMA Show’.

“Eu o antagonizei, foi de propósito. Eu estava primeiro tentando fazê-lo aceitar a luta. Depois, deixá-lo irritado. Sobre aqueles socos extras, está tudo bem. É o que provavelmente deveria ser esperado em um cenário como aquele”, completou.

A derrota de Askren foi a primeira de sua carreira. Profissional desde 2009, o wrestler americano tinha 20 lutas de invencibilidade até cair diante de Masvidal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Achei a atitude do Ben Askren muito louvável. Não deu desculpas, reconheceu o mérito do oponente. Sabe que mesmo os golpes desferidos após e joelhada, também fazem parte do jogo. Assim, com respeito à opinião de todos, fico vendo algumas criticas sobre a conduta do Masvidal. Quem nunca subiu num ringue, num tatame, nunca competiu, nunca lutou, nunca saiu na porrada, não tem noção da adrenalina envolvida. Não tem noção de memória muscular. Analisar luta por vídeo, atrás de um teclado de computador e ou smartphone sem estas experiências é uma coisa. Os dois estão ali para subjugar um ao outro por meio de golpes contundentes ou finalizações. O arbitro está ali para conduzir a luta e PRESERVAR a integridade física do atleta. Cabe a ele interromper a luta. Não acho que excessos devam ser praticados, mas o tempo de análise e reação de um lutador tem que ser muito rápido. A luta durou só 5 segundos. 5 SEGUNDOS!!!! Nenhum dos dois tinha baixado a adrenalina ainda.  Foi rápido e inesperado demais para todos, lutadores, arbitro, comentaristas, público.  Não condeno o Masvidal por conta desse fato, acho que ele agiu no reflexo da adrenalina alta. Mesmo sendo atletas profissionais, não são máquinas. Possuem sentimentos e reações. Tanto que o próprio Ben Askren entendeu isso pela entrevista. Como exemplo de que tal função, de parar a luta é dever do arbitro, analisemos a luta dele contra o Robbie Lawler. Após aquela queda cinematográfica, Lawler desferiu uma sequência absurda de golpes. O arbitro não parou a luta. Se eu fosse arbitro naquela luta, talvez tivesse parado. Mas o Ben Askren aguentou a pressão e conseguiu ainda vencer a luta. Outra exemplo. Valentina e Pedrita. Valentina espancou a Pedrita. O arbitro demorou demais a parar a luta. Valentina foi desleal??? Não. Então amigos, acho que fair-play é devido e deve ser praticado, mas há questões e casos que não podem ser ignorados. Criticar sempre é mais fácil que tentar entender. E se exceder de igual sorte também o é.

Share this post


Link to post
Share on other sites

porra cara atitude bacana tomara q o Askren ainda devolva essa derrota de alguma forma... o mundo da voltas... vao querer ver essa luta novamente...

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Blade XxX disse:

Putzz, gostei da entrevista dele. Foi muito sincero! Sabe que mereceu apesar que foi desnecessário. 

Fala, Blade... o Askren não disse que sabe que mereceu. Ele disse que é compreensível a atitude naquela situação. São duas coisas distintas, pela adrenalina, etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho q ele falou isso mais pra não parecer chorão já que o Masvidal o destruiu em 5 segundos e qualquer coisa q ele reclamasse ia dar pano pra manga pra zoação. Creio q ele está tentando não parecer chateado para minimizar o bullying nas redes sociais e tentar se recuperar mais rapidamente do choque sofrido, diferentemente do José Aldo q ficou remoendo aquela derrota por 13 segundos, sempre se mostrando mto afetado e ai realmente demorou mto pra mente dele aceitar. Acho q o Askren tá fazendo contenção de danos e posando de 'nada me afeta'.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse sabe o que está fazendo no cage. Essas coisas acontecem. 

Não se deve ter vergonha de ser nocauteado! Faz parte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, SRFT disse:

Achei a atitude do Ben Askren muito louvável. Não deu desculpas, reconheceu o mérito do oponente. Sabe que mesmo os golpes desferidos após e joelhada, também fazem parte do jogo. Assim, com respeito à opinião de todos, fico vendo algumas criticas sobre a conduta do Masvidal. Quem nunca subiu num ringue, num tatame, nunca competiu, nunca lutou, nunca saiu na porrada, não tem noção da adrenalina envolvida. Não tem noção de memória muscular. Analisar luta por vídeo, atrás de um teclado de computador e ou smartphone sem estas experiências é uma coisa. Os dois estão ali para subjugar um ao outro por meio de golpes contundentes ou finalizações. O arbitro está ali para conduzir a luta e PRESERVAR a integridade física do atleta. Cabe a ele interromper a luta. Não acho que excessos devam ser praticados, mas o tempo de análise e reação de um lutador tem que ser muito rápido. A luta durou só 5 segundos. 5 SEGUNDOS!!!! Nenhum dos dois tinha baixado a adrenalina ainda.  Foi rápido e inesperado demais para todos, lutadores, arbitro, comentaristas, público.  Não condeno o Masvidal por conta desse fato, acho que ele agiu no reflexo da adrenalina alta. Mesmo sendo atletas profissionais, não são máquinas. Possuem sentimentos e reações. Tanto que o próprio Ben Askren entendeu isso pela entrevista. Como exemplo de que tal função, de parar a luta é dever do arbitro, analisemos a luta dele contra o Robbie Lawler. Após aquela queda cinematográfica, Lawler desferiu uma sequência absurda de golpes. O arbitro não parou a luta. Se eu fosse arbitro naquela luta, talvez tivesse parado. Mas o Ben Askren aguentou a pressão e conseguiu ainda vencer a luta. Outra exemplo. Valentina e Pedrita. Valentina espancou a Pedrita. O arbitro demorou demais a parar a luta. Valentina foi desleal??? Não. Então amigos, acho que fair-play é devido e deve ser praticado, mas há questões e casos que não podem ser ignorados. Criticar sempre é mais fácil que tentar entender. E se exceder de igual sorte também o é.

Bom texto! Bem isso, ótima comparação.

Tem atletas como o Lyoto, por exemplo, que conseguem canalizar bem a adrenalina, isso varia do lutador e tempo de luta.

Pelo conjunto da obra não dá para julgar o Mavidal, por tudo que foi carregado para dentro do cage. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Eder Jofre55 disse:

Askren exalta joelhada que o nocauteou e diz compreender golpes “extras”

Diego Ribas

Ben Askren passou os últimos três meses provocando Jorge Masvidal em relação ao duelo que teriam no UFC 239. Pois o dia 6 de julho chegou e ‘Funky’ colheu o que plantou da maneira mais brutal: sendo nocauteado em 5 segundos, um recorde para o UFC. E, na primeira entrevista depois do confronto, ele elogiou o rival pelo feito.

Além de ter sido acertado em cheio pela joelhada relâmpago, Askren ainda levou golpes quando já estava apagado por ‘Gamebred’. A atitude de Masvidal chegou a ser criticada nas redes sociais, o que foi ironizado pelo atleta. E mesmo Ben não criticou o adversário.

“Não gosto de Jorge, mas foi uma ótima joelhada voadora. Ele a acertou de maneira rápida e explosiva. Ele conseguiu um bom tempo de voo e, obviamente, conectou o golpe no lugar certo. Estou vendo as pessoas dizendo que Jorge teve sorte. Aquilo não é sorte, cara. Vai acontecer 100 de 100 vezes? Definitivamente não. Mas acertar uma joelhada como aquela requer muita habilidosa. Eu não poderia ter feito nada”, falou, em entrevista ao programa ‘Ariel Helwani’s MMA Show’.

“Eu o antagonizei, foi de propósito. Eu estava primeiro tentando fazê-lo aceitar a luta. Depois, deixá-lo irritado. Sobre aqueles socos extras, está tudo bem. É o que provavelmente deveria ser esperado em um cenário como aquele”, completou.

A derrota de Askren foi a primeira de sua carreira. Profissional desde 2009, o wrestler americano tinha 20 lutas de invencibilidade até cair diante de Masvidal.

Postura excelente!!!! Sem mimimi nem papo torto, mandou bem demais o Ben Askren.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ninguém tem um ego tao inflado como lutadores" eu sou o melhor do mundo" quantas vezes ouvimos isso?, mas com certeza e constrangedor ser nocauteado , principalmente dessa forma, por isso que lutadores depois do nocaute voltam com tudo querendo dar o troco, faz parte, ninguém e invicto em tantas lutas como ele ficou, nao é nenhum Ze mane, mas que agora a bola vai baixar vai, e levando em consideração que depois de um nocaute desse, nego volta com medo de levar outro

Share this post


Link to post
Share on other sites

É raro ver um cara que levou um nocaute brutal e relâmpago não tentar apagar o mérito do adversário. 

Se fosse outros lutadores aí, viriam coisas como "não teve luta", "foi sorte" etc.

Tá faltando papo reto como o do Askren. Apesar de eu não curtir o estilo de luta dele,  espero que volte bem. Cabra homem!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sou um dos que reprovaram a atitude do Masvidal.

Continuo achando que aquilo foi desnecessário.

O cara foi extremamente profissional para acertar a joelhada voadora e deveria também ser profissional para evitar os golpes extras.

De qualquer forma, parabéns ao Askren.

Mostrou que é de fato um guerreiro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now