Sign in to follow this  
pipo

Bruno Blindado planeja apelar da polêmica derrota no UFC Atlantic City para Chris Weidman

Recommended Posts

 

Silva sente que o árbitro e a comissão ficaram do lado injusto de Weidman depois que uma série de olhares levaram à sua derrota no confronto em Nova Jersey.


 
 

UFC Fight Night: Weidman x SilvaFoto de Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

 

Bruno Silva quer mudar o desfecho da luta contra Chris Weidman... de novo.

Weidman foi inicialmente premiado com uma vitória por nocaute técnico no terceiro round sobre Silva no confronto do UFC Atlantic City. Mas quando os oficiais revisaram a agitação final, foi difícil ignorar duas (conte, duas!) cutucadas nos olhos que Weidman desferiu, levando ao colapso de Silva na tela.

Então o resultado foi alterado: a luta foi mandada para o placar, com Weidman vencendo por decisão técnica unânime por 30-27x3.

Ainda não está tudo bem, segundo Bruno Silva, que afirma que vai entrar com recurso na comissão de Nova Jersey.

 

 

“O árbitro foi bizarro”, disse Silva em entrevista ao MMA Fighting. “Ele estragou tudo e depois estragou tudo ainda por cima. O mínimo que eles poderiam fazer é não haver competição. Sem chance. Ele colocou o dedo dentro do meu olho!”

“Achamos que é difícil para Chris Weidman aceitar uma revanche, mas o no-contest seria justo. Vamos ver o que o UFC faz. Eu só quero que as coisas sejam feitas da maneira certa, da maneira justa. Eu fui lá e lutei e você não viu nenhuma maldade da minha parte.”

Silva ainda não entende por que a luta não foi considerada no contest.


“Achei que eles iriam decidir que não havia competição”, disse ele. “Mas então ele disse que foi uma vitória unânime. Eu não entendi. Ele me cutucou no olho no segundo round, me cutucou no terceiro, e ainda é uma vitória por decisão unânime para ele?”

Embora Silva não tenha dito que Weidman o cutucou de propósito, ele acusou “The All American” de lutar com os dedos estendidos, o que por si só é contra as regras.

 

“Chris Weidman agiu de má fé”, afirmou Silva. “Está dito [pelo árbitro] no vestiário que não se pode lutar com os dedos apontados para frente, deve ser para cima ou com as mãos fechadas. Ele passou a luta inteira com o dedo apontando para o meu rosto, e ainda comemorou como se tivesse me nocauteado.”

Silva pode ter dificuldade em vencer o caso. Ele terá que passar pela comissão de Nova Jersey, que é... exatamente as pessoas que deram a decisão a Weidman na noite da luta. As chances de eles decidirem anular sua chamada (que por si só já estava anulando sua chamada inicial) são baixas.

O que é uma pena, porque Bruno Silva com certeza se sujou naquela luta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this