jaspion89

Membros
  • Content Count

    963
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

1 Follower

About jaspion89

Recent Profile Visitors

1151 profile views
  1. Alguém ainda cai nas ladainhas desse cara? Está mais preocupado com o seu ego do que em lutar, mas vamos ver...
  2. Luta equilibrada, não vejo superioridade de nenhum dos lados, mas se tivesse que apostar, eu iria de Chandler. Não vejo em hipótese alguma o JG triturando o Chandler, o pessoal ainda deve estar com a luta dele contra o Ferguson na cabeça.
  3. Eu admiro o AS por todos os seus feitos no UFC. Como lutador, ele merece o meu respeito e de todos daqui, nunca menosprezei suas conquistas e o seu legado para o esporte. Também não estou aqui para ficar falando dos erros do AS, todo mundo erra, e isso não é motivo pra desmerecer o cara, mas sendo um cara que veio de baixo como ele, poderia ser mais humilde como pessoa (minha opinião). Ele nasceu com um dom especial pra lutar e soube extrair o máximo do seu potencial como lutador, daí veio todas as suas conquistas pessoais, isso também é louvável e uma inspiração pra outros lutadores de gerações mais recentes, mas ele não é o único que fez isso, no próprio UFC existem outros grandes exemplos como o Ngannou, que foi morador de rua em Paris e hoje está disputando o cinturão dos pesados com o Miocic. Pra finalizar, cada caso é um caso, todos nós somos batalhadores no dia a dia, e cada pessoa busca a seu próprio bem estar pessoal, citei o exemplo do meu professor de Muai Thai pq foi um cara que me inspirou demais na minha vida, principalmente quando eu era ingrato e ficava me queixando por coisas pequenas.
  4. Eu não curto o Anderson por uma série de motivos, mas não desmereço o que ele fez no UFC, o cara é uma lenda, gostando dele ou não. Essa história dele ter sido atendente do McDonald's com 18 anos, eu acho perfeitamente normal, inclusive tive um professor de Muay Thai que trabalhava vendendo lanche na barraquinha pra complementar a sua renda, todo mundo tem suas dificuldades pessoais, acho que isso não é motivo pra glorificar ninguém.
  5. Depois de decretar que Anderson Silva jamais lutará no UFC novamente, logo após o brasileiro ser nocauteado por Uriah Hall no último sábado (31), em Las Vegas (EUA), Dana White não se furtou de comentar alguns dos momentos mais importantes da carreira do atleta. E como esperado, as tão sonhadas super lutas que nunca se tornaram realidade no octógono foram novamente assunto. Desta vez, no entanto, o presidente do evento foi direto ao ponto e garantiu que, de fato, os hipotéticos duelos de Anderson Silva contra Jon Jones e Georges St-Pierre nunca chegaram perto de acontecer. Isso porquê nenhum deles esteve disposto a mudar de categoria. "Nunca (estiveram perto de acontecer). GSP não queria essa luta. Naquele tempo, o Anderson estava em uma posição única e poderia lutar com o GSP, poderíamos ter feito um peso-casado. Ou ele poderia subir e fazer um peso-casado com o Jon Jones. Anderson não quis subir para enfrentar Jones e GSP não quis subir para enfrentar Silva", explicou o cartola, em coletiva marcada pelo seu pedido de aposentadoria para o Spider. Mas apesar do tom crítico, Dana fez questão de pregar respeito ao histórico do brasileiro na organização. Ex-campeão dos pesos-médios (84 kg), o Spider acumulou recordes e até hoje é dono da maior sequência de triunfos no octógono, com 16 no total. "Ele é um dos melhores de todos os tempos. Não posso apontar uma posição, mas o esporte continua crescendo e melhorando. Vamos ver grandes novos talentos vindos nos próximos cinco ou seis anos. Anderson é um dos melhores de todos os tempos, muitos jovens começaram no esporte vendo o Anderson Silva. Ele teve impacto imenso nessa empresa", finalizou. Aos 45 anos, Anderson foi nocauteado por Uriah Hall no quarto assalto do duelo realizado no UFC Apex, em Las Vegas. Com o resultado, o brasileiro anotou sua sétima derrota dentre suas nove últimas apresentações. Ao todo, o Spider acumula cartel com 34 triunfos, 11 reveses e um 'no contest' (sem resultado). Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/ag-fight/2020/11/01/dana-white-explica-por-que-anderson-silva-nunca-enfrentou-jones-e-gsp-no-ufc.htm
  6. O gosto que fica é que o AS não soube a hora de parar, poderia ter preservado o seu legado e sua história, após a segunda luta com Weidman era a hora, fazer uma luta de retorno de despedida pós fratura e encerrar a carreira dignamente. Acho que esse alongamento de carreira dele foi extremamente desnecessário e manchou um pouco o seu legado mas mesmo assim é uma lenda e Hall of Fame do UFC e merece todo o respeito. Morre o lutador mas vive a lenda.
  7. Achar que ele não vence o Jones é ser hater dele? até falei que na trocação ele é superior, mas não o vejo vencendo o Jones, isso é ser realista.
  8. Melhor do que perder tempo com troll. E não rebaixe a discussão com termos chulos cara, tenho certeza que você é melhor que isso. Abraço.
  9. Isso não muda o fato que ele foi surrado pelo Sonnen durante 5 rounds, usei essa luta só para exemplificar o pq eu acho que ele não venceria o Jones, que é muito maior e mais forte, e possui um bom nível de wrestler, e iria amassa-lo no GnP.
  10. Faltou explicar como ele venceria o Jones, se ele não pôde nem com o Weidman.
  11. Pô, se o Sonnen fez o que fez com o AS na primeira luta e quase o venceu, imagina se fosse o Jones? Não iria sobrar muita coisa do brasileiro.