Sign in to follow this  
pipo

Julianna Peña diz que Amanda será ‘maior covarde do mundo’ se não aceitar revanche pelo cinturão

Recommended Posts

 

 
 
Compartilhar
 
 
 
 
 

Julianna Peña disse que Amanda será covarde se não aceitar revanche Julianna Peña disse que Amanda será covarde se não aceitar revanche (Foto: Divulgação/UFC)

Ao derrotar Amanda Nunes em dezembro e se tornar a nova campeão peso-galo do UFC, Julianna Peña não quis saber de perder tempo e, ainda na entrevista coletiva após o UFC 269, disse que estaria disposta a conceder uma revanche imediata à brasileira. Logo depois, a própria Amanda e também Dana White, presidente do Ultimate, se mostraram favoráveis a respeito de uma nova luta.

No entanto, praticamente dois meses se passaram desde a disputa de cinturão e, pelo menos até o momento, não existe uma previsão de data para que a revanche aconteça, o que, aparentemente, vem irritando a nova campeã dos 61kg do Ultimate. Esbanjando confiança, Julianna Peña participou do podcast “The Joe Rogan Experience” e questionou se Amanda Nunes quer, realmente, uma nova luta pelo cinturão dos galos.

Tendo em vista que Amanda Nunes segue como campeã peso-pena, existe a possibilidade da brasileira defender seu título dos 66kg, o que adiaria uma possível revanche contra Julianna Peña. Ao falar sobre o assunto, Peña disse que a “Leoa” “mancharia” sua imagem no MMA se optar por outro caminho ao invés de aceitar de imediato uma nova luta contra ela.

“Alguém sugeriu falou a respeito da seguinte possibilidade: ‘E se Amanda decidir não lutar com você, e se ela decidir fazer uma luta mais fácil nos penas e se aposentar no pôr do sol’. Tipo, ela não pode fazer uma coisa dessas. Ela não pode fazer isso. Ela pareceria a maior covarde do mundo”, disse Julianna.

Atualmente com 32 anos, Julianna Peña possui um cartel de 11 vitórias e quatro derrotas no MMA profissional. A lutadora conquistou o cinturão peso-galo do UFC em dezembro do ano passado, no co-main event do UFC 269, ao derrotar Amanda Nunes por finalização (mata-leão) no segundo round. A brasileira, vale ressaltar, não perdia uma luta desde 2014.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, pipo disse:

 

 
 
Compartilhar
 
 
 
 
 

Julianna Peña disse que Amanda será covarde se não aceitar revanche Julianna Peña disse que Amanda será covarde se não aceitar revanche (Foto: Divulgação/UFC)

Ao derrotar Amanda Nunes em dezembro e se tornar a nova campeão peso-galo do UFC, Julianna Peña não quis saber de perder tempo e, ainda na entrevista coletiva após o UFC 269, disse que estaria disposta a conceder uma revanche imediata à brasileira. Logo depois, a própria Amanda e também Dana White, presidente do Ultimate, se mostraram favoráveis a respeito de uma nova luta.

No entanto, praticamente dois meses se passaram desde a disputa de cinturão e, pelo menos até o momento, não existe uma previsão de data para que a revanche aconteça, o que, aparentemente, vem irritando a nova campeã dos 61kg do Ultimate. Esbanjando confiança, Julianna Peña participou do podcast “The Joe Rogan Experience” e questionou se Amanda Nunes quer, realmente, uma nova luta pelo cinturão dos galos.

Tendo em vista que Amanda Nunes segue como campeã peso-pena, existe a possibilidade da brasileira defender seu título dos 66kg, o que adiaria uma possível revanche contra Julianna Peña. Ao falar sobre o assunto, Peña disse que a “Leoa” “mancharia” sua imagem no MMA se optar por outro caminho ao invés de aceitar de imediato uma nova luta contra ela.

“Alguém sugeriu falou a respeito da seguinte possibilidade: ‘E se Amanda decidir não lutar com você, e se ela decidir fazer uma luta mais fácil nos penas e se aposentar no pôr do sol’. Tipo, ela não pode fazer uma coisa dessas. Ela não pode fazer isso. Ela pareceria a maior covarde do mundo”, disse Julianna.

Atualmente com 32 anos, Julianna Peña possui um cartel de 11 vitórias e quatro derrotas no MMA profissional. A lutadora conquistou o cinturão peso-galo do UFC em dezembro do ano passado, no co-main event do UFC 269, ao derrotar Amanda Nunes por finalização (mata-leão) no segundo round. A brasileira, vale ressaltar, não perdia uma luta desde 2014.

Agora aguenta....

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Roizman disse:

Juliana Pena sentiu a mão da Amanda e não se assustou, tá confiante

O Sonnen já tinha cantado a bola. A Juliana é uma lutadora limitada, mas aguenta muita pancada. A Amanda gastou muita energia para nocautear e ficou sem gás no final, como acontece com ela algumas vezes.

Se a Juliana sentiu que pode aguentar a mão de novo, ela vai entrar com a mesma estratégia, ou seja, entrar no infight e no concurso de resistência. A Amanda perde de novo se aceitar essa forma de lutar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, junior-sjc disse:

O Sonnen já tinha cantado a bola. A Juliana é uma lutadora limitada, mas aguenta muita pancada. A Amanda gastou muita energia para nocautear e ficou sem gás no final, como acontece com ela algumas vezes.

Se a Juliana sentiu que pode aguentar a mão de novo, ela vai entrar com a mesma estratégia, ou seja, entrar no infight e no concurso de resistência. A Amanda perde de novo se aceitar essa forma de lutar.

Acho que se a Amanda não conseguir um nocaute rápido, deveria levar pro chão e controlar a luta. Se ela tivesse feito isso na primeira luta, onde claramente venceu o primeiro round, provavelmente não teria saído derrotada!

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Odorico disse:

Acho que se a Amanda não conseguir um nocaute rápido, deveria levar pro chão e controlar a luta. Se ela tivesse feito isso na primeira luta, onde claramente venceu o primeiro round, provavelmente não teria saído derrotada!

O problema aí é que o cardio da Amanda sempre foi uma incógnita né . Levar para o chão e tentar resolver é uma boa estratégia, mas que gasta energía.

O foda ali é que a Júlia a aguenta apanhar bastante no ground and Pound, então a Amanda teria que derrubar para finalizar. O chão da Juliana é muito ruim, sendo quer ela foi totalmente dominada pela Germaine, que não tem chão também. 

Só que a Germaine só venceu quando conseguiu a finalização. O ground and Pound não foi efetivo. A Juliana resistiu pra caramba e ainda estava ameaçando cair por cima em algum momento. Aí a Germaine achou a finalização e terminou a luta.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, junior-sjc disse:

O problema aí é que o cardio da Amanda sempre foi uma incógnita né . Levar para o chão e tentar resolver é uma boa estratégia, mas que gasta energía.

O foda ali é que a Júlia a aguenta apanhar bastante no ground and Pound, então a Amanda teria que derrubar para finalizar. O chão da Juliana é muito ruim, sendo quer ela foi totalmente dominada pela Germaine, que não tem chão também. 

Só que a Germaine só venceu quando conseguiu a finalização. O ground and Pound não foi efetivo. A Juliana resistiu pra caramba e ainda estava ameaçando cair por cima em algum momento. Aí a Germaine achou a finalização e terminou a luta.

 

Qdo se leva golpes a ponto de deixar grogue, o gás vai embora. Não é só questão de preparação física.

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, Andrey disse:

Qdo se leva golpes a ponto de deixar grogue, o gás vai embora. Não é só questão de preparação física.

Sem dúvidas. Mas esse é o ponto mesmo.

A Julianna aguenta muita pancada, e quando ela sentiu que a mão da Amanda não machucou, ela entrou no ritmo briga de caminhoneiro. Foi aí que a Amanda sucumbiu, mesclando cansaço e a mão dura da Julianna.

A estratégia pra ama da é tentar nocautear rapidamente, e se não der, bota pra baixo e faz Jiu Jitsu.

Eu acho que se inventar de botar pra baixo e fazer ground and Pound, perder de novo senão nocautear.

A Julianna vai levantar e vai ganhar a briga de caminhoneiro outra vez

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, junior-sjc disse:

Sem dúvidas. Mas esse é o ponto mesmo.

A Julianna aguenta muita pancada, e quando ela sentiu que a mão da Amanda não machucou, ela entrou no ritmo briga de caminhoneiro. Foi aí que a Amanda sucumbiu, mesclando cansaço e a mão dura da Julianna.

A estratégia pra ama da é tentar nocautear rapidamente, e se não der, bota pra baixo e faz Jiu Jitsu.

Eu acho que se inventar de botar pra baixo e fazer ground and Pound, perder de novo senão nocautear.

A Julianna vai levantar e vai ganhar a briga de caminhoneiro outra vez

Pra mim a estratégia pra Amanda é evitar a troca Franca, abusar dos chutes baixos que entravam limpos na Juliana, ir machadadando até a mesma sucumbir. Primeiro round foi totalmente diferente do segundo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this