Eder Jofre55

‘Nerd do MMA’, ‘Durinho’ destaca lado estudioso e se vê no melhor momento da carreira

Recommended Posts

‘Nerd do MMA’, ‘Durinho’ destaca lado estudioso e se vê no melhor momento da carreira

Carlos Antunes

 

Em agosto deste ano, Gilbert ‘Durinho’ anunciou que subiria da categoria dos leves (70 kg) para os meio-médios (77 kg), ao aceitar um duelo de última hora para encarar e vencer Alexey Kunchenko, no UFC Uruguai. Desde então, o brasileiro já acumulou mais um triunfo, dessa vez sobre Gunnar Nelson, na Dinamarca, no último sábado (28). Com duas grandes apresentações na nova divisão, o atleta tem consciência que agora vive sua melhor fase da carreira.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o peso-meio-médio afirmou que essa mudança de categoria foi essencial para a evolução no seu jogo, principalmente por poder focar mais na questão estratégica. Com 33 anos e no Ultimate desde 2014, o atleta tupiniquim destacou que parte do grande momento em que está na franquia atualmente também deve-se ao aprendizado de anos treinando ao lado do ex-campeão do UFC, Vitor Belfort.

“Essa subida de categoria me deixou mais tranquilo, consciente lutando, bem durante o treino, durante a semana. Não preciso me estressar com isso (perda de peso) e me deixou melhor para prestar atenção nos detalhes da luta. Agora é meu melhor momento (da carreira no MMA), mas o melhor mesmo está para chegar”, disse o lutador, complementando sobre a importância do lado estudioso para seu sucesso.

“Estou ficando mais experiente. Aprendi muito na época do Vitor (Belfort) e venho aprendendo com minhas vitórias, derrotas. Estou estudando mais. Estou virando um nerd do MMA. De sábado até hoje, já vi minha luta umas 20 vezes. Coisas que fiz errado e não posso fazer mais. Muita gente fala que aprende na derrota, mas por que tenho que aprender só na derrota? O erro está sempre ali, mas quando a gente ganha, tem a euforia, a animação e não se presta atenção no erro. Agora estou analisando mais, tampando os buracos. Não estou precisando perder para evoluir”.

Com duas vitórias seguidas nos meio-médios, ‘Durinho’ já mira voos mais altos dentro da categoria. Acostumado a ter pouco tempo de preparação para seus recentes combates, o lutador já pensa em voltar às competições antes do fim do ano e já escolheu seu adversário. Trata-se de Neil Magny, que recentemente recebeu uma suspensão pela USADA (agência antidoping americana), mas que conseguiu provar sua inocência e está livre para voltar a lutar.

“O Magny já está pronto para lutar. É um bom jogo para mim, um cara conhecido. Gosto do que ele apresenta e me colocaria lá em cima. Acho que é uma luta que faz sentido, porque ele está parado, eu sou um cara novo na categoria, fazendo boas atuações. É um nome que me interessa bastante”, afirmou.

Treino é treino e jogo é jogo. Essa é uma frase conhecida no meio do futebol, para diferenciar casos em ambas situações. Para ‘Durinho’, este ditado também pode ser implementado no MMA, principalmente no seu caso. Em dois meses, sem um tempo longo de treinamento, o atleta atuou em dois eventos e conseguiu vitórias. Para ele, o fator “ritmo de luta” faz uma diferença contra atletas que se preparam por meses para um duelo.

“Tempo de treino muita gente tem, mas tempo no octagon é diferente. Tem aquele nervosismo esperando a luta, estar no card principal, lutar três rounds. Isso faz muita diferença. A evolução é maior. Pretendo continuar com isso. Graças a Deus estou sem lesão e semana que vem estou pronto para treinar de novo”, finalizou.

No MMA desde 2012, Gilbert ‘Durinho’ acumula 17 vitórias e apenas três derrotas em seu cartel. No UFC, o lutador está desde 2014, com o recorde de 10 triunfos e três reveses. O brasileiro está invicto há quatro combates.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sempre achei o Durinho um bom lutador, mas acho que algumas pessoas tinham o julgamento sobre ele contaminado pelo fato de ser amigo do Belfort, e ficavam depreciando o cara, colocando-o como se fosse uma espécie de "Feijão" do Belfort. Só que o Gilbert realmente é talentoso, jiu-jitsu fino, e mostra estar sempre em constante evolução. E, com essa entrevista, dá pra entender o porque, pois mostra coisa que uma quantidade enorme de atletas infelizmente não possuem: Q.I.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Durinho nunca me encheu os olhos como lutador mas é nítido que evoluiu muito nas ultimas lutas ,está trocando melhor ,sabendo dosar o gás ,melhorou o repertório de quedas e se a luta for para o chão tem um jj afiado ,pegou duas lutas com pouco tempo pra treinar e venceu ambas ,essa ultima contra um cara que já figurou como promessa ao título e que é luta dura pra qualquer um na categoria !

Outra coisa que eu achei legal é que disse que viu a luta umas vinte vezes pra aprender com os erros cometidos ,não é preciso perder pra enxergar onde errou e já quer lutar de novo pra aproveitar o ritmo ,além de ter pedido um adversário que faz todo sentido e que eu acho que casa bem o jogo ,parabéns e que continue nessa vibe!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa cabeça boa o Alex Cowboy deveria ter.... o cara eh um talento mesmo, na minha opinao e nao uma enganação como fenômeno capixaba!

Boa cabeça, esforçado Mas mesmo assim, não vejo chegando a um TS

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Mucado disse:

Essa cabeça boa o Alex Cowboy deveria ter.... o cara eh um talento mesmo, na minha opinao e nao uma enganação como fenômeno capixaba!

Boa cabeça, esforçado Mas mesmo assim, não vejo chegando a um TS

Bem lembrado ,também vejo talento no Alex ,mas é muito burro lutando ,quando enfrentou o Gunnar Nelson eu jurava que ele iria ganhar com certa facilidade até ,se usasse a envergadura pra controlar a distância e minar o gás do adversário com chutes e cotovelos quando o Gunnar se aproximasse pra tentar quedar já teria meio caminho andado ,ao invés disso ele foi pra cima se desgastou tentando derrubar ou provar que era melhor grappler que o adversário !

Durinho controlou a distância ,soltou a mão e mesclou com chutes na base ,foi derrubado no fim do primeiro round e já partiu pra pegar a perna ,não dando tempo do Nelson ajustar a montada e soltar o ground and pound ,em nenhum momento do resto da luta deixou o adversário ficar confortável no que ele faz melhor ,excelente apresentação !

O Cowboy brasileiro precisa urgente de uma academia boa e o mais importante ,rever seu jogo ,estudar o adversário e não gastar ''bala" a toa ,como vem fazendo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Durinho é muito bom lutador o foda que ele ficou pequeno para a categoria vai ter que compensar com muita velocidade e técnica e usar mais o excelente jiujitsu  contra os adversários. O duro vai ser quando enfrentar os wrestling da categoria só dureza.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Grata surpresa, realmente.   O complicado pra um cara do nível de chão q ele tem é q acaba virando um striker a menos q coloque um jogue de quedas mto forte ao seu arsenal.  Surpreendeu com um muay-thai bem soltinho contra um karateca de maior envergadura.  E Gunnar por mais q tenha um ótimo nível de chão perto do Durinho parece um garoto.   Durinho tbm é um cara mto malandro (no bom sentido da palavra).  Sabe se expressar e casar suas lutas.  Já pediu Magny e tem grandes chances de jogar o americano p fora do UFC. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now