Eder Jofre55

PBP - UFC 247 - Jones x Reyes - Shevchenko x Chookagian

Recommended Posts

34 minutos atrás, bigby disse:

Qual a lógica? Depois daquela ainda enfrentou o weidman e foi o próprio Jones que escolheu ele como desafiante

Eu só quis dizer q se nao fosse o garfo contra o oezdemir a carreira dele teria outro roteiro msm

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, junior-sjc disse:

Pra mim, esse papo não tem sentido nenhum. 

A luta é contada por rounds. Não tem essa se ganhou por pouco ou por muito. O Reyes ganhou 3 a 2. O pior foi o juiz dando 4 a 1 Jones. 

Eu torço para o Jones, sempre. Gosto das lutas dele e tal. Mas cara, é indiscutível que ele perdeu a luta.

Escrito não tem mesmo. Mas na prática é o que acontece na maioria das vezes.

Share this post


Link to post
Share on other sites
22 minutos atrás, junior-sjc disse:

Pra mim, esse papo não tem sentido nenhum. 

A luta é contada por rounds. Não tem essa se ganhou por pouco ou por muito. O Reyes ganhou 3 a 2. O pior foi o juiz dando 4 a 1 Jones. 

Eu torço para o Jones, sempre. Gosto das lutas dele e tal. Mas cara, é indiscutível que ele perdeu a luta.

Excelente post

Também acho por aí

Lembrando que a culpa não é o Jones

A culpa é dos juízes

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, dmaradei disse:

Cara, não vou ficar discutindo um assunto com vc que tem uma definição totalmente subjetiva. E não fiz um comentário parcial, esqueci de verdade da luta do Tibau, mas mantenho minha opinião. Veja, uma luta como essa do Jones abre pouco espaço pra opinião, especialmente quando revista. São fatos, números. Mas quando se trata de goat, a coisa muda, cabe interpretação. Por exemplo, pra mim importa muito, além do número de vitórias, o perrengue que o cara passa. A 1 vitória do AS contra Sonen por exemplo tá lá, vitória dele, indiscutível, mas na minha visão aquilo sugou muito do seu legado, tomou atropelo por 4 rounds e meio. Analisando JJ x Khabib, temos;

1. Cartel - JJ com sobra

2. Danos não sofridos - Khabib com sobra

3. Doping pesa contra JJ

4. JJ tem um NC e, quer queira quer não, uma derrota.

5. Jones é mais completo, no seu auge dava mais show e suas lutas eram melhores de assistir do que as do russo.

6. Não acho justo contar defesas de cinturão, isso por si só não quer dizer nada. Aí vc pega uma categoria rasa em que um Smith da vida disputa cinturão, sacanagem, né.

Enfim, se o russo vai ser grande candidado a goat ou não, pra mim essa resposta vem em abril. Independentemente de resultado oficial da luta, quero ver o desempenho dele. Em todo caso, pra mim goat só deveria ser analisado após o cara se aposentar.

 

O tema goat é bem subjetivo. Mexe muito com a paixão do cara que está analisando.

Pra mim, o goat é o Anderson, porque eu trago pra mim o critério "show", que é igualmente subjetivo como tantos outros critérios, inclusive adversários que o cara enfrentou.

Aliás, se fosse pela dificuldade imposta pelos adversários, pra mim a carreira mais impressionante seria a do Aldo, que tirou da frente uma lista de Wrestlers da pesada, que vinham com o antídoto jorrando da agulha.

Se formos olhar os números, e muita gente vai usar esse critério também, o Jones é indiscutível o maior. O cara defendeu a cinta muitas vezes. Está com uma mira na testa há muitos anos. 

O Khabib ainda está invicto, mas a sua carreira ainda não é tão impressionante, já que não varreu ainda a divisão. Tem caras muito fortes pra brigar por essa cinta ainda.a já o Jones, já vai ultrapassando talvez terceira geração e desafiantes ao seu título.

Mas de novo,é tudo subjetivo, pois depende daquilo o que é mais importante para o analista.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, junior-sjc said:

O tema goat é bem subjetivo. Mexe muito com a paixão do cara que está analisando.

Pra mim, o goat é o Anderson, porque eu trago pra mim o critério "show", que é igualmente subjetivo como tantos outros critérios, inclusive adversários que o cara enfrentou.

Aliás, se fosse pela dificuldade imposta pelos adversários, pra mim a carreira mais impressionante seria a do Aldo, que tirou da frente uma lista de Wrestlers da pesada, que vinham com o antídoto jorrando da agulha.

Se formos olhar os números, e muita gente vai usar esse critério também, o Jones é indiscutível o maior. O cara defendeu a cinta muitas vezes. Está com uma mira na testa há muitos anos. 

O Khabib ainda está invicto, mas a sua carreira ainda não é tão impressionante, já que não varreu ainda a divisão. Tem caras muito fortes pra brigar por essa cinta ainda.a já o Jones, já vai ultrapassando talvez terceira geração e desafiantes ao seu título.

Mas de novo,é tudo subjetivo, pois depende daquilo o que é mais importante para o analista.

O khabib que se cuide se o Machicken lutar contra ele novamente se for para decisão dos juízes vão dar o Connor como vencedor. JJ perdeu para o Marreta e para o Reyes está ganhando só no garfo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É incrível como tem gente com dificuldade de separar uma coisa da outra. Fica falando sobre o Jones ser GOAT, sobre "haters" etc. Eu acho que nos números e feitos o Jones é indiscutivelmente o maior nome da história do MMA (e concordo com o post acima que fala da subjetividade para se falar em um GOAT claro), mas e daí? O Pelé, o Jordan e o Ali nunca foram derrotados? O fato é que ele perdeu claramente esta luta.

Sobre quem fala que o Jones vai fazer ajustes e ganhar a revanche, sinceramente, acho que essa é uma torcida desprovida de razão. Usar os confrontos contra o Gustafsson como exemplo é um equívoco, porque foram mais de 5 anos entre uma luta e outra, e o Gustafsson caiu muito. Tanto que na luta seguinte à segunda derrota para o Jones, o Gustafsson perdeu para o Smith de um jeito pior ainda.

O fato é que o Jones vem tendo dificuldade em todas as suas lutas. Contra o Smith disseram que "ele parecia sem sangue nos olhos, só administrou". Contra o Marreta inventaram isso de que ele "quis se testar na trocação". Agora estão achando que o Reyes supreendeu e que é diferenciado. Pois eu acho apenas que é o Jones humanizado, e enfrentando lutadores mais altos e rápidos do que estava habituado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, junior-sjc disse:

O tema goat é bem subjetivo. Mexe muito com a paixão do cara que está analisando.

Pra mim, o goat é o Anderson, porque eu trago pra mim o critério "show", que é igualmente subjetivo como tantos outros critérios, inclusive adversários que o cara enfrentou.

Aliás, se fosse pela dificuldade imposta pelos adversários, pra mim a carreira mais impressionante seria a do Aldo, que tirou da frente uma lista de Wrestlers da pesada, que vinham com o antídoto jorrando da agulha.

Se formos olhar os números, e muita gente vai usar esse critério também, o Jones é indiscutível o maior. O cara defendeu a cinta muitas vezes. Está com uma mira na testa há muitos anos. 

O Khabib ainda está invicto, mas a sua carreira ainda não é tão impressionante, já que não varreu ainda a divisão. Tem caras muito fortes pra brigar por essa cinta ainda.a já o Jones, já vai ultrapassando talvez terceira geração e desafiantes ao seu título.

Mas de novo,é tudo subjetivo, pois depende daquilo o que é mais importante para o analista.

perfeito

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, junior-sjc disse:

O tema goat é bem subjetivo. Mexe muito com a paixão do cara que está analisando.

Pra mim, o goat é o Anderson, porque eu trago pra mim o critério "show", que é igualmente subjetivo como tantos outros critérios, inclusive adversários que o cara enfrentou.

Aliás, se fosse pela dificuldade imposta pelos adversários, pra mim a carreira mais impressionante seria a do Aldo, que tirou da frente uma lista de Wrestlers da pesada, que vinham com o antídoto jorrando da agulha.

Se formos olhar os números, e muita gente vai usar esse critério também, o Jones é indiscutível o maior. O cara defendeu a cinta muitas vezes. Está com uma mira na testa há muitos anos. 

O Khabib ainda está invicto, mas a sua carreira ainda não é tão impressionante, já que não varreu ainda a divisão. Tem caras muito fortes pra brigar por essa cinta ainda.a já o Jones, já vai ultrapassando talvez terceira geração e desafiantes ao seu título.

Mas de novo,é tudo subjetivo, pois depende daquilo o que é mais importante para o analista.

Concordo. Na minha opinião GOAT é o Anderson, seguido por Jones. 

khabib tem que comer muito feijão ainda pra entrar nessa lista. 

Com relação a luta...achei beeemmm apertada, não vejo que a decisão a favor do Jones seja um garfo absoluto. Reyes sendo encurralado nos últimos 2R pesou muito. 

Edited by Milden79

Share this post


Link to post
Share on other sites
22 horas atrás, UDL disse:

E onde está escrita essa tal regra de vencer de forma "convicente"? queria ver o documento.

Outra pergunta, supondo que esta fosse o critério, Reyes venceu de forma convincente, foi melhor ao longo do maior tempo da luta, inclusive chegou bem mais perto de finalizar balançando o Jones mais de uma vez(critério usado no PRIDE). 

O que acontece é que os juízes do MMA não foram treinados para arbitrar em MMA, às vezes não prestam atenção numa luta, e realmente NÃO SABEMOS pressões extra-ringue.

O que vejo com muita frequência é uma mentalidade de conformismo entre as pessoas, é uma mentalidade de achar justificativas para decisões tomadas em altos escalões.

A história por si só demonstra que o desafiante precisa ser convincente, e não é só no MMA, é no Boxe tb.

J.Jones ganhou o 2°, 4° e 5° rounds.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 2/10/2020 at 1:09 PM, MMAniako disse:

A história por si só demonstra que o desafiante precisa ser convincente, e não é só no MMA, é no Boxe tb.

J.Jones ganhou o 2°, 4° e 5° rounds.

não teria tanta certeza, realmente muitas lutas onde o cinturão muda de mãos terminam por nocaute ou finalização, mas acho que isso se deve mais o que é preciso pra superar o campeão do que um regulamento, prova disso são lutas por decisão que mudaram o cinturão, por exemplo Rampage vs Griffin(não foi nenhum massacre do Griffin), Lawler vs Hendricks, Volkanovski vs Holloway e algumas outras. Ok, e até beleza se você acha aceitável ter ido pro Jones,a questão é mais a forma que foi pontuada e o despreparo total da comissão, por ser formada no Boxe, onde não tem sistema de corrida(típico do Muay Thai e Kickboxing), o sistema de corrida é mais apropriado pro MMA, o que muda o camp dos lutadores tbm.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 2/9/2020 at 1:25 PM, Ominöser disse:

Ele já está passando alguns apertos e pra muitos perdeu do Marreta e agora do Reyes. Imagine nos pesados? Eu acho que ele não sobe por comodismo e medo de perder a "invencibilidade".

Eu acho mano que ele tem condições de ser ate campeão, mas pra mim o que falta a ele e motivação, apesar de achar que agora ele deve vim mordido depois dessa luta, um cara como o Jones me lembra o Ronaldinho, ganhou tudo muito cedo, achar motivação pra seguir treinando igual quando nao tinha nada e muito dificil

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Paulo wand disse:

Eu acho mano que ele tem condições de ser ate campeão, mas pra mim o que falta a ele e motivação, apesar de achar que agora ele deve vim mordido depois dessa luta, um cara como o Jones me lembra o Ronaldinho, ganhou tudo muito cedo, achar motivação pra seguir treinando igual quando nao tinha nada e muito dificil

Chance tem, pois é um lutador fantástico, mas nos pesados a pegada é outra, os lutadores são maiores e maia pesados dos que ele enfrenta na LHW.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 2/9/2020 at 11:16 AM, Cesar_Rasec disse:

 

Não foi knockdown, foi um desequilíbrio. Aí você tá falando com emoção. Mesmo porque foi no primeiro round que aconteceu isso aí. Mas a questão que eu mais quis enfatizar foi sobre o que pode ter passado na cabeça dos juízes, com base no que passou na minha (talvez tenha sido algo semelhante). Por isso disse que eu precisava rever a luta, pra ter uma análise muito melhor e mais ponderada. 

E o round que mais gerou polêmica foi o segundo, sim.

Aqui estão as papeletas oficiais. Dois juízes deram o segundo round para o Jones.

https://www.google.com.br/amp/s/www.essentiallysports.com/robbery-jon-jones-vs-dominick-reyes-official-scorecard-and-fight-stats-ufc-247/amp/

No sherdog marcaram 48x47 para o Jones. Adivinha quais rounds deram para o americano? 2 - 4 - 5. 

https://m.sherdog.com/news/news/UFC-247-Jones-vs-Reyes-PlaybyPlay-Results-Round-Scoring-169847#jon-jones-dominick-reyes

Então a polêmica gira em torno desse round. Esquecendo o absurdo 49-46, talvez a gente deva considerar 1-3 Reyes, 4-5 Jones, para revermos o segundo round e discutirmos a respeito dele apenas.

Não, não tô falando com emoção, errei sim o round em que aconteceu, mas ele tomou um golpe no corpo e foi ao chão. A mesma coisa aconteceu com o Marreta na luta anterior e foi considerada Knock Down, aliás, falando em mesmo cenário e julgamentos diferentes, o Lattif grudou o Lewis no solo por mais de metade de dois rounds em uma luta que mal teve golpes e perdeu. Jones deu duas quedas sem efetividade em que o desafiante levantou, nos dois rounds que todo mundo concorda que ele levou e ganhou a luta apesar de ter tomado muito mais golpes significativos e golpes em geral durante 3/5 da luta. Numa boa, uma vitória para ele é simplesmente indefensável. Ele pode ser o goat, se você quiser relevar os repetidos casos de dopping, mas vencedor dessa luta contra o Reyes ele não foi, ao menos não moralmente já que a cinta foi roubada do desafiante pelos juízes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Revi a luta ontem. Pelas regras da comissão do texas não foi garfo. Jones andou pra frente o tempo todo. Isso pesava bem.

Mas os melhores golpes foram do reys. Um round muito parelho. Reyes que volte com mais gás para revanche e jogue com mais volume e lute bem ao menos 4 rounds.

Veremos o jones que lutou contra o comier na revanche.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Garfield disse:

Revi a luta ontem. Pelas regras da comissão do texas não foi garfo. Jones andou pra frente o tempo todo. Isso pesava bem.

Mas os melhores golpes foram do reys. Um round muito parelho. Reyes que volte com mais gás para revanche e jogue com mais volume e lute bem ao menos 4 rounds.

Veremos o jones que lutou contra o comier na revanche.

aí o reyes tá feito, Jones tava perdendo cara minuto daquela luta até achar o chute 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now