SgtBlackStar

Membros
  • Content Count

    382
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by SgtBlackStar

  1. Yoel Romero adverte Paulo ‘Borrachinha’ sobre provocações: “Não estou aqui para brincar” Yoel Romero e Paulo ‘Borrachinha’ se enfrentam no próximo sábado (17) – Diego Ribas Após uma longa espera e várias trocas de farpas entre os atletas, o confronto entre Yoel Romero e Paulo ‘Borrachinha’ Costa acontece no próximo sábado, pelo UFC 241, em Anaheim (EUA). Em conversa com a imprensa no ‘media day’ desta quinta-feira (15), com presença da reportagem da Ag. Fight, o cubano afirmou que, apesar das provocações, não encara o combate contra o brasileiro como algo pessoal. Entretanto, o lutador deixou claro que não está para brincadeiras. O esperado embate entre os pesos-médios (84 kg) foi especulado para ocorrer em três ocasiões, porém sempre encontrava um empecilho para a sua realização. Além de lesões de ambos os lutadores, o brasileiro teve um problema com a USADA (agência antidoping americana), que demorou a ser resolvido. Durante o período de espera pelo combate, os atletas se provocaram diversas vezes. Porém, de acordo com Romero, nada foi levado para o pessoal, mas o ex-wrestler fez questão de ‘aconselhar’ o rival a não ultrapassar os limites do esporte. “Eu não entendo o que ele fala, não presto atenção nele. Para mim, não é uma luta pessoal, mas se ele quer levar para esse lado eu só tenho um conselho: tenha cuidado. Eu não sou jovem, não estou aqui para brincar. Então, tenha cuidado com o que você deseja. Odeio guerras, mas quando você ultrapassa o limite é diferente. Não está mais dentro do esporte”, declarou o medalhista de prata na Olimpíada de Sydney. O brasileiro deu indícios de que, em caso de vitória, gostaria de viajar para a Austrália e acompanhar a disputa pelo cinturão da categoria entre Robert Whittaker e Israel Adesanya, que está marcada para o dia 5 de outubro. Questionado se pensa em fazer o mesmo caso garanta o resultado positivo, Romero debochou do planejamento antecipado do oponente e contou que pretende tirar férias com a família. “Não, irmão. Após a luta eu vou relaxar com a minha família, jogar futebol com meus filhos, viajar de férias. Mas, no momento, eu apenas foco no sábado, no meu objetivo de vencê-lo. Por que você faria planos de viajar para a Austrália? Ele pode até ir assistir a luta, mas o mais importante é em que posição ele vai estar lá”, concluiu o cubano radicado nos Estados Unidos. Veterano do Ultimate, Yoel Romero teve problemas para bater o peso em suas duas últimas lutas, contra Luke Rockhold e Robert Whittaker, respectivamente. Em seu cartel no MMA profissional, o atleta da ‘American Top Team’ acumula 13 vitórias e três derrotas. Seu adversário no evento do próximo sábado, Paulo ‘Borrachinha’ Costa, está invicto após 12 combates na carreira, sendo 11 triunfos por nocaute e um por finalização. https://agfight.com.br/yoel-romero-adverte-paulo-borrachinha-sobre-provocacoes-nao-estou-aqui-para-brincar/
  2. Após encarada com Romero, ‘Borrachinha’ manda mensagem para campeão do UFC Yoel Romero e Paulo Borrachinha duelam no UFC 241, nos EUA – Diego Ribas As encaradas realizadas após o ‘media day’, cerimônia que aconteceu nesta quinta-feira (15) em Anaheim (EUA), foram calmas e não apresentaram nenhuma polêmica. Até porque, o icônico encrenqueiro Nate Diaz não compareceu ao encontro com os fãs. Desta forma, o brasileiro Paulo ‘Borrachinha’ garantiu sua posição de destaque. Após posar para fotos com o cubano, tanto em posição de encarada como posando lado a lado, o invicto lutador de 28 anos ainda teve tempo para chamar o cubano e, sorridente, mandar uma mensagem ao pé do ouvido. O teor da conversa-relâmpago foi na verdade uma mensagem tanto para o rival quanto para Dana White, presidente do show, que media os encontros. “Estarei na primeira fila em Melbourne (para ver a luta entre Robert Whittaker e Israel Adesanya, que vale o cinturão do evento)”, posição essa que, claro, cabe a quem vencer a luta deste sábado. Terceira luta em ordem de importância na noite, Borrachinha vs Romero será realizada após quase um ano de expectativas. Neste período, o duelo foi marcado e cancelado em três ocasiões e contou inclusive com algumas provocações via imprensa por parte dos competidores. https://agfight.com.br/apos-encarada-com-romero-borrachinha-manda-mensagem-para-campeao-do-ufc/
  3. Raphael Assunção recusa mudar postura por chance pelo título do UFC Raphael Assunção é o atual número 3 do ranking entre os galos – Leandro Bernardes Vindo de derrota para Marlon Moraes em fevereiro deste ano, Raphael Assunção encara Cory Sandhagen no próximo sábado (17), pelo UFC 241, em Anaheim (EUA). Apesar do revés em seu último combate, o peso-galo (61 kg) afirmou, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, que segue focado em busca de uma chance pelo cinturão da categoria. O brasileiro, que compete pelo Ultimate desde 2011, sempre esteve entre os principais atletas da categoria. Contudo, até hoje não conseguiu a tão sonhada disputa pelo título dos galos. Ciente da exigência cada vez maior do esporte por lutadores que saibam lidar com a promoção de suas lutas e carreiras, Raphael explicou os motivos de não ter mudado sua postura serena desde o início de sua trajetória. “O cinturão sempre foi a minha meta, mas algumas complicações na categoria e algumas lesões me impediram de chegar perto do meu objetivo. Já pensei em ter uma postura mais agressiva e polêmica, mas eu não consigo me ver desse jeito. Eu não fiz aulas de teatro ou de oratória para me expressar assim. Sou a mesma pessoa desde o início, mantenho a minha postura. Não vou conseguir aderir ao trash talking, não combina com a minha personalidade. O que eu posso fazer é tentar acrescentar uma efetividade maior no meu estilo de luta”, declarou. Ainda que não tenha mudado sua postura fora do octógono, Raphael afirmou que uma boa apresentação diante de Cory Sandhagen pode colocá-lo novamente perto do seu objetivo. Mesmo que tenha perdido sua última luta para o compatriota Marlon Moraes, o pernambucano parece focado apenas em conquistar o título da divisão dos galos. “Apesar de ter perdido meu último combate, o foco continua no título. A derrota só me motivou mais. Sempre parece ter algo me impedindo de chegar perto do meu objetivo, mas o foco continua no cinturão. Vou fazer o necessário para vencer o Sandhagen, que é um grande oponente, para me aproximar novamente do title shot. Mesmo que eu não tenha modificado a minha forma de agir e me expressar, eu acredito que uma boa apresentação possa me credenciar para uma disputa em breve”, contou. Caso o planejamento se cumpra, mais uma barreira se apresentará ao brasileiro. O campeão da categoria, Henry Cejudo, está fora de combate até o ano que vem após passar por uma cirurgia no ombro. Além disso, o americano também é o detentor do cinturão peso-mosca (57 kg) e talvez precise conciliar as defesas dos dois títulos. Sobre a possibilidade da sua divisão ficar estagnada, Raphael contou que espera um posicionamento forte da organização para que os atletas não sejam prejudicados. “Espero que a categoria não fique parada. Apesar do Cejudo ser um grande atleta, espero que o UFC não deixe isso acontecer. Travar toda a projeção dos galos só por causa dele. Não podemos ficar parados. Se ele não dá conta, alguma outra solução vai precisar existir”, concluiu. Raphael Assunção, de 37 anos, possui em seu cartel profissional 27 vitórias e apenas seis derrotas. Integrante do plantel de lutadores do Ultimate desde 2011, o pernambucano ocupa atualmente a terceira posição no ranking da sua categoria. O jovem americano Cory Sandhagen, de 27 anos, acumula 11 triunfos em 12 confrontos no MMA. Sua única derrota veio pelas mãos de Jamall Emmers em fevereiro de 2017, pelo evento LFA. https://agfight.com.br/raphael-assuncao-recusa-mudar-postura-por-chance-pelo-titulo-do-ufc/
  4. Acusado de assassinato, lutador de MMA pode pegar pena de morte A vida de Cedric Marks, atleta de MMA, pode estar literalmente com os dias contados. Isso porque promotores da Justiça do Texas planejam pedir sua pena de morte. Isso porque o lutador americano é acusado no assassinato de duas pessoas que foram encontradas em uma cova em Oklahoma (EUA). De acordo com o procurador distrital Henry Garza, o Gabinete de ‘Bell County‘ entrou com uma notificação formal para pedir a pena de morte do peso-médio (84 kg). A informação é foi dada em primeira mão pelo site ‘Temple Daily Telegram‘. As vítimas do crime são dois amigos, Michael Swearingin, de 32 anos, e Jenna Scott, de 28 – esta última era ex-namorada de Cedric. De acordo com os investigadores do caso, os jovens foram mortos no dia 3 de janeiro em uma residência no Texas. O lutador de 45 anos, acusado de ter praticado o delito, se declarou inocente. A namorada atual de Marks, Maya Maxwell, também enfrenta acusações no caso. A parceira do atleta americano afirmou que estava presente na casa em que as vítimas foram mortas e também quando seus corpos foram enterrados, em Oklahoma – de acordo com um depoimento do processo. Em fevereiro deste ano, Cedric causou outro alvoroço. O lutador estava sendo transferido de um complexo penitenciário para outro em um furgão, mas fugiu no meio do caminho. O acusado só foi capturado novamente pelos policiais nove horas depois da fuga. https://agfight.com.br/acusado-de-assassinato-lutador-de-mma-pode-pegar-pena-de-morte-entenda/
  5. Teve a morte no marido dela também. Que foi encontrado enforcado, se suicidou, isso mexe com a cabeça de qualquer um também. Lembrando que ela tem um filho pequeno com o falecido marido, que teve que criar depois do ocorrido. Além do mais, ele era o treinador dela. http://www.espn.com.br/noticia/381840_brasileiro-marido-de-lutadora-do-ufc-morre-enforcado-nos-eua https://ndmais.com.br/esportes/marido-de-lutadora-do-ufc-brasileiro-comete-suicidio-nos-eua/
  6. ‘Sugar’ Ray Leonard opina sobre segunda luta entre Floyd e Paquiao: “Tem que ser feita” Dois dos maiores pugilistas da história, Floyd Mayweather Jr. e Manny Pacquiao já se enfrentaram em 2015, naquela que ficou conhecida como a ‘Luta do Século’. E desde então, o apelo para um segundo embate entre os dois é grande, e não somente dos fãs. Multicampeão e lenda viva do boxe, ‘Sugar’ Ray Leoanard também demonstrou interesse em assistir uma revanche entre o americano e o filipino. Durante entrevista ao site ‘TMZ Sports’, o campeão olímpico em Montreal, 1976, e detentor do cinturão mundial de cinco categorias de peso distintas enquanto profissional revelou que a idade avançada de Floyd e Pacquiao não afetaria o interesse dos torcedores pelo confronto. “Sim, gostaria de assistir. Dois caras na faixa dos 40 anos. Quando eu tinha 40 anos eu também voltei (à ativa), não lembro contra quem foi, e nem me importa (risos). Mas é interessante, porque você está em um estágio diferente da sua vida, espiritualmente, fisicamente, mentalmente. Pode ser uma grande luta. Resumindo: tem que ser feita. De um modo meio doido, mas sim (o esporte precisa dessa revanche). Por mais que eles já estejam com uma certa idade, as pessoas vão assistir. (Paquiao) estava fenomenal, fantástico (na última luta)”, opinou Sugar Ray. Os rumores de uma possível revanche entre Mayweather e Manny aumentaram depois que o pugilista filipino venceu a sensação da nova geração e até então invicto, Keith Thurman. Mesmo ao 40 anos, Pacquiao realizou uma performance em alto nível. Resta saber agora se o falastrão americano está disposto a deixar a aposentadoria de lado para enfrentar seu rival em uma segunda oportunidade. http://agfight.com.br/sugar-ray-leonard-opina-sobre-segunda-luta-entre-floyd-e-paquiao-tem-que-ser-feita/
  7. ‘Cyborg’ comemora fim da “era UFC” e se diz ansiosa sobre futuro em outro evento 6 de agosto de 2019 Sem categoria Cyborg está livre para assinar com um outro evento – Fábio Oberlaender Após Dana White, presidente do UFC, deixar claro que não renovaria seu contrato, Cris ‘Cyborg’ usou suas redes sociais para comemorar o fim da sua trajetória no Ultimate. Em publicação na sua conta oficial no aplicativo ‘Instagram’, a ex-campeã peso-pena (66 kg) afirmou que está ansiosa para os próximos desafios na carreira e que em breve terá novidades para os fãs (veja abaixo ou clique aqui). Bellator e PFL são alguns dos eventos que devem se interessar na contratação da brasileira. Cris respondeu ao comentário de um seguidor que a questionou sobre a revanche contra a atual dona do cinturão Amanda Nunes, que a nocauteou em dezembro de 2018. Na resposta, ‘Cyborg’ explicou que a rival queria lhe dar o direito de disputar o título somente após dois anos. Além disso, de acordo com a peso-pena, o Ultimate oferecia um novo contrato longo, porém por achar sua divisão esvaziada e ter medo de “ficar na geladeira”, ela solicitou uma renovação contratual com apenas mais um combate previsto. “Não queria morrer minha marca no UFC, como eles fazem com todos os atletas que batem de frente com eles por seus direitos. Optei (por) ver as oportunidades que tenho e quero estar em um evento em que possa lutar mais vezes no ano, e que me tratem como um ser humano, sem preconceito à minha pessoa. Ter respeito ao meu trabalho”, escreveu. “Quem sabe no futuro podemos fazer a revanche (com Amanda). O futuro a Deus pertence. O problema é que o Dana tem uma raiva inexplicável contra a minha pessoa, e ele sabe o quanto vou ser importante em outro evento”, completou. Com o relacionamento com Dana White desgastado há alguns anos, Cris entrou no octógono no dia 27 de julho deste ano para cumprir seu último compromisso do contrato. Contra Felicia Spencer, a paranaense venceu por decisão unânime e voltou a pedir um segundo confronto contra Amanda Nunes. A revanche contra a compatriota foi um grande motivo de discussão entre a lutadora e o cartola. White afirmou várias vezes que a atleta da ‘Chute Boxe’ estaria com medo da ‘Leoa’. Por sua vez, ‘Cyborg’ o chamou de mentiroso e disse que tudo não passava de uma tentativa de manchar sua imagem. A gota d’água que pôs fim à história da ex-campeã na organização parece ter sido um vídeo editado de forma equivocada pela equipe de produção de conteúdo da brasileira, pelo qual ela se desculpou posteriormente. Depois deste episódio, o dirigente, visivelmente irritado, declarou que Cris estava livre e que ele não exerceria o seu direito de igualar qualquer proposta que a lutadora venha a receber de outro evento. Scott Coker, presidente do Bellator, já se mostrou entusiasmado com a possibilidade de contratar Cris ‘Cyborg’, com quem trabalhou durante a passagem de ambos pelo extinto Strikeforce. O PFL, que está investindo na carreira da ex-judoca campeã mundial e olímpica Kayla Harrison, também pode ser uma opção para o futuro da paranaense. https://agfight.com.br/cyborg-comemora-fim-da-era-ufc-e-se-diz-ansiosa-sobre-futuro-em-outro-evento/
  8. Estreante no UFC, Rodolfo Vieira admite que não está totalmente adaptado ao MMA 7 de agosto de 2019 Diego Ribas, em Las Vegas (EUA) Sem categoria O peso-médio (84 kg) Rodolfo Vieira faz sua estreia no Ultimate contra Oskar Piechota no próximo sábado (10), pelo UFC Uruguai. O multicampeão do jiu-jitsu migrou para o MMA profissional há pouco mais de dois anos e fará apenas o seu sexto combate no novo esporte. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, o lutador revelou ainda não estar totalmente adaptado à nova modalidade e disse que conversas com colegas que passaram pela mesma transição o tranquilizaram. O carioca se aposentou das competições no jiu-jitsu em 2016 após uma carreira extremamente bem sucedida com diversos títulos, incluindo mundiais e pan-americanos, além de um triunfo na edição de 2015 do ADCC (principal competição de grappling do mundo). Invicto desde que iniciou sua trajetória no MMA, o ‘Caçador de Faixas Pretas’ admitiu que, apesar de ainda enfrentar dificuldades na nova profissão, encontrou na experiência de outros lutadores o conforto para seguir evoluindo com calma. “Senti bastante dificuldade nessa transição. Na verdade, ainda sinto. Estava muito mais familiarizado com o jiu-jitsu e eu só treino MMA há três anos. Mas a cada dia eu aprendo algo novo, tento evoluir. Já conversei com o Demian Maia e com o Ronaldo ‘Jacaré’ e eles me falaram que passaram pela mesma situação. De se assustar com os socos, não conseguir impor o jogo de chão sempre. Ainda fico muito nervoso antes das lutas, porém isso tudo se resolve com a experiência”, explicou. Vindo de uma geração do jiu-jitsu que conseguia boas premiações financeiras competindo, Rodolfo chega ao UFC em um momento de ‘vacas não tão gordas’. Desde a oficialização da Reebok, empresa de material esportivo, como patrocinadora e fornecedora exclusiva do Ultimate, a maioria dos atletas perdeu a renda de patrocínios com outras marcas. No entanto, o brasileiro afirmou que não pensou na parte financeira ao assinar com a organização e que o que o motivou foi um desejo pessoal de se provar como atleta. “Eu não migrei para esse esporte visando o dinheiro. Até porque hoje para ganhar dinheiro no MMA leva certo tempo. Saí do jiu-jitsu em uma fase boa financeiramente falando e entrei no MMA nessa fase ruim, desde a mudança nas regras do UFC com relação a patrocínios. Mas não aceitei por causa do dinheiro. Lutar no Ultimate era o meu sonho desde o início. Mesmo que me pagassem duas vezes menos, eu aceitaria. Quero me testar e provar que posso ser um bom lutador de MMA”, declarou à Ag. Fight. Com vários exemplos de lutadores que trocaram o jiu-jitsu pelo MMA, incluindo o início de tudo com a família Gracie, Rodolfo citou as principais referências em quem se espelha. Um deles, Ronaldo ‘Jacaré’, é hoje seu companheiro de treinos. E, segundo o peso-médio, ainda tem muito a lhe ensinar, especialmente na parte de trocação. “Admiro vários lutadores que fizeram essa transição. Me espelho muito no Demian Maia, Fabrício Werdum. Inclusive, brinquei com o Werdum há uns dias, dizendo que queria imitá-lo, já que ele ganhou o mundial de jiu-jitsu, o ADCC e foi campeão no UFC também. Além do ‘Jacaré’, que hoje treina comigo. É um privilégio treinar com ele. É um cara que está anos-luz na minha frente no MMA. No chão eu ainda consigo fazer frente, mas em pé ele está em um nível muito acima do meu, tenho consciência que preciso aprender muito com ele”, admitiu. Seu adversário na estreia perdeu a invencibilidade na carreira ao ser derrotado por Gerald Meerschaert, em julho do ano passado. Focado no combate, Rodolfo enumerou as qualidades do rival, que tem três lutas pelo Ultimate. Ciente de sua inexperiência no novo esporte, o brasileiro afirmou não ter pressa quanto a encarar possíveis adversários ranqueados em caso de resultado positivo no próximo sábado. “O adversário é mais experiente, não me deram moleza. Tem um bom jogo de chão, já competiu no ADCC. Não é qualquer um que luta lá, tem que ter um bom nível de grappling. Mas, pelo cartel, ele demonstra ser versátil, já que finalizou e nocauteou em cinco oportunidades. Mas acredito que eu o vença por finalização. E aí é só esperar o Ultimate mandar o próximo oponente. Tenho consciência de que sou um dos mais inexperientes do evento. Portanto, não tenho pressa para encarar os tops. Quem eles me enviarem eu vou enfrentar”, concluiu. Invicto em cinco combates na sua carreira no MMA profissional, Rodolfo Vieira venceu por finalização em quatro oportunidades. O outro triunfo saiu por nocaute técnico contra Alexander Neufang pelo ‘ACB 82’, em março de 2018. Oskar Piechota possui em seu cartel 11 vitórias e apenas uma derrota, justamente sua última aparição no octógono mais famoso do mundo. https://agfight.com.br/estreante-no-ufc-rodolfo-vieira-admite-que-nao-esta-totalmente-adaptado-ao-mma/
  9. Kayla Harrison desafia Cris ‘Cyborg’: “Vou bater nela se ela vier para o PFL” Após carreira condecorada no judô, Kayla Harrison compete no MMA pelo ‘PFL’-Ryan Loco/PFL Com Cris ‘Cyborg’ livre no mercado após Dana White, presidente do UFC, afirmar que não igualaria nenhuma proposta que viesse de outro evento, os rumores sobre o seu futuro já começam a surgir. Depois de Scott Coker, mandachuva do Bellator, demonstrar interesse, foi a vez de Kayla Harrison, uma das estrelas do PFL, animar-se com a possibilidade de enfrentar a brasileira pela sua organização. Harrison, ex-judoca campeã mundial e olímpica, estreou no MMA profissional há pouco mais de um ano e segue invicta após cinco combates. Com o passado glorioso na arte marcial japonesa da atleta, o PFL espera repetir a receita de sucesso utilizada pelo Ultimate com Ronda Rousey, sua ex-companheira na seleção americana. Ao site ‘TMZ Sports’, a lutadora afirmou que ‘Cyborg’ teria benefícios em sua organização que nenhuma outra poderia oferecer. “Eu acho que ela se encaixaria bem no PFL. A categoria é até 70 kg, então ela não teria que quase morrer para bater o peso como ela faz lutando até 66 kg. Além disso, não tem ninguém nos outros eventos que possa ameaçá-la. Eu vou bater nela se ela vier para o PFL e eu não acho que tenha outra organização que possa oferecer uma rival assim”, explicou a bicampeã olímpica no judô. A entidade criou uma divisão especialmente para Harrison competir no torneio. Ciente da sua importância e da visibilidade que um combate contra ‘Cyborg’ traria para o PFL, a americana se mostrou confiante na vitória caso o confronto aconteça. Para corroborar esse pensamento, Kayla relembrou seus momentos de glória no antigo esporte. “É claro que eu quero essa luta! Quanto mais pressão, melhor eu me apresento. Eu brilho mais sob as luzes. Tem uma razão para eu ter duas medalhas de ouro nas Olimpíadas, não é coincidência. Eu amo o holofote, amo a pressão”, declarou. A brasileira compete no MMA profissional desde 2005. Em sua carreira se notabilizou pela potência de seus golpes e estilo de luta focado na trocação, que lhe garantiram 17 nocautes em 21 lutas. Porém, nem mesmo o poder de fogo da paranaense parece assustar a ex-judoca, que afirmou não estar impressionada com a sua técnica na luta em pé. “Eu não diria que ela tem um striking incrível. Ela é grande, forte, poderosa, mas não movimenta a cabeça. Sempre vem reta. Ela é definitivamente uma brigadora”, concluiu. Cris ‘Cyborg’ venceu Felicia Spencer na sua última luta pelo antigo contrato com o UFC. Em sua carreira, a brasileira conquistou o cinturão no Strikeforce, Invicta FC e no Ultimate. Kayla Harrison possui, além do bicampeonato olímpico, uma medalha de ouro no Campeonato Mundial de judô. Dos cinco triunfos no MMA, a americana nocauteou e finalizou suas adversárias duas vezes cada, tendo também uma vitória na decisão dos juízes. https://agfight.com.br/kayla-harrison-desafia-cris-cyborg-vou-bater-nela-se-ela-vier-para-o-pfl/
  10. “Mate ele”: Kamaru Usman afirma receber mensagens de ódio a Colby Covington Kamaru Usman se tornou o primeiro campeão africano do UFC – Rigel Salazar Colby Covington está longe de ser uma unanimidade. Sua personalidade e declarações ácidas dividem opiniões de membros da imprensa e também dos amantes do esporte, como declarou Kamaru Usman recentemente. Atual campeão dos meio-médios (77 kg) do UFC e provável próximo rival de ‘Chaos’, o nigeriano revelou que recebe diariamente inúmeras mensagens de ódio dos fãs de MMA direcionadas ao ex-campeão interino da divisão. No último sábado (3), Colby dominou completamente Robbie Lawler e deu sequência à sua invencibilidade que já dura sete lutas. Com o triunfo, o especialista em wrestling se credenciou para uma disputa de título – mesmo que ainda de forma não oficial. Afinal de contas, Dana White havia declarado que caso Covington saísse vitorioso do UFC Newark, ele seria o próximo desafiante da categoria até 77 kg. “Eu tenho deletado mensagens nos últimos dois dias no meu Instagram. Deletando, deletando, deletando – milhares de mensagens. Pessoas dizendo: ‘Cara, você tem que matar esse cara’. Não é tipo: ‘Vença ele’. É mais como: ‘Mate ele, mate ele por nós. Quero que ele fique pior que o Askren ficou’”, contou Usman, antes de celebrar a chance de colocar as mãos no americano futuramente. “As pessoas têm intenções maliciosas para esse cara, e eu me incluo nisso. Sou abençoado de ter sido escolhido para ir lá e fazer isso. Como um todo, ele é um completo idiota, sejamos honestos. As coisas que ele fala fazem com que as pessoas queiram socá-lo na cara – e estou falando de mulheres, crianças e vovós, não somente lutadores”, completou, em entrevista ao site ‘TMZ Sports’. Além de expor parte da opinião dos fãs, Kamaru aproveitou para ironizar algumas declarações reincidentes do americano – que afirma se considerar o campeão do UFC até hoje. De acordo com o nigeriano, Covington está com medo do que está por vir, e disse que gostaria de medir forças com o desafeto ainda em 2019. “Ele não consegue curtir. Ele se autodenomina ‘Campeão do Povo’, mas não consegue lidar com as pessoas, porque todo mundo que bater nele. Ele tem que andar com seguranças em todo lugar que vai porque os fãs querem fazer mal a ele, e não porque eles o amam”, opinou ‘The Nigerian Nightmare’, antes de alfinetar seu desafeto. “Senhor Covington, você fala demais, mas nós sabemos que essa não era a luta que você queria. Você não queria encarar a realidade que está vindo. Vai acontecer, a não ser que você invente outra coisa, vai rolar agora. Então por favor, não faça nada estúpido. Mantenha-se saudável, e vamos fazer isso acontecer antes do final do ano”, concluiu o campeão do Ultimate. https://agfight.com.br/mate-ele-kamaru-usman-afirma-receber-mensagens-de-odio-a-colby-covington/
  11. Dana White planeja lançamento de evento de boxe do UFC para outubro 7 de agosto de 2019 Sem categoria Após um longo período de flerte, Dana White finalmente parece estar disposto a apostar suas fichas também no boxe. O presidente do Ultimate revelou que pretende contar com um evento da nobre arte vinculado com o UFC através de uma parceria com a Zuffa – empresa conveniada que geria o Ultimate antes da compra pela WME-IMG. E o prazo para o projeto sair do papel é curto, daqui a dois meses, em outubro. O anúncio foi feito pelo próprio mandachuva durante uma entrevista para o canal oficial do Ultimate no ‘Youtube’ (veja abaixo ou clique aqui). O novo projeto provavelmente terá sede no ‘UFC Apex’, recentemente inaugurado. O complexo renovado da liga conta com uma grande infraestrutura e atualmente serve como a casa oficial do reality show ‘Contender Series’. “Eu contratei um cara para vir e cuidar da parte do boxe. Na verdade, aqui do lado do meu escritório – a construção está acontecendo nesse momento. Estamos construindo escritórios e uma sede e tudo que precisamos para isso começar a funcionar em outubro. Espero ter o ‘Zuffa Boxing’ funcionando inteiramente em outubro”, previu o chefão do UFC. Ainda não há informação de quais boxeadores farão parte do evento desde sua inauguração. Também ainda não foi anunciada qual emissora será responsável por transmitir o Zuffa Boxing no UFC. https://agfight.com.br/dana-white-planeja-estreia-de-evento-de-boxe-do-ufc-para-outubro/
  12. Única brasileira medalhista olímpica no boxe, Adriana Araújo disputa título latino do CMB Adriana conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Londres – Divulgação/Boxing For You A medalhista olímpica Adriana Araújo enfrenta no próximo domingo (11) a argentina Yamila Abellaneda, valendo o título latino do Conselho Mundial de Boxe na categoria superleves (63,5 kg). O confronto será o evento principal da sexta edição do Boxing For You, a ser realizada na Arena de Lutas, em São Paulo (SP). A baiana conquistou o bronze na Olimpíada de Londres, em 2012, consagrando-se como a primeira e única brasileira a lograr uma medalha na modalidade. Após um imbróglio com a confederação de boxe nacional, que, segundo a lutadora a boicotou esportiva e financeiramente, a boxeadora migrou para a versão profissional do esporte. Desde a transição, a atleta de 37 anos segue invicta com três triunfos, sendo o último deles por nocaute contra Elaine Albuquerque, na quinta edição do Boxing For You. Sua adversária, Yamila Abellaneda, tem 25 anos e nasceu na Argentina. Em seu cartel como profissional, a pugilista possui seis vitórias, sendo a metade por nocaute, em nove combates. Em má fase, a atleta acumula três derrotas em suas últimas quatro lutas. A sexta edição do Boxing For You será transmitida pelos canais SporTV, FoxSports, BandSports, além da opção via streaming pelo DAZN. O evento acontece neste domingo (11) na cidade de São Paulo. Confira o card da sexta edição do Boxing For You: Superleves (até 63,5 Kg) Adriana Araújo vs Yamila Abellaneda Supergalo (até 55,34 Kg) Robenílson de Jesus vs Robinson Laviñanza Superpena (até 58,97 Kg) Eduardo Costa ‘Pará’ vs Roger Guterres Pesado (Ilimitado) Igor Adiel vs Marcelo ‘Brasília’ Cruz Meio-Médio (até 66,68 Kg) Fernando ‘Black’ da Silva vs Pedro Henrique de Oliveira ‘Mazzaropi’ Supergalo (até 55,34 Kg) Jeans Alves Carvalho vs Nathan Ramatis Leve (61,23 kg) | Juscelino Pantoja vs Caio Calmon Viera https://agfight.com.br/unica-brasileira-medalhista-olimpica-no-boxe-adriana-araujo-disputa-titulo-latino-do-cmb/
  13. Do mais, é muito contraditório o Dana, fala do doping da Cris de tal forma, que parece que ela é uma vilã, agora! Quando é Brock Lesnar, Jon Jones e muitos outros que caiam no doping, a história é bem diferente, bate uma cegueira momentânea nele, uma falta de memória, que chega a ser engraçado.
  14. Seria maravilhoso mesmo
  15. CBMMAD anuncia curso voltado para a arbitragem; saiba mais Comandada por Rogério "Minotouro" Nogueira e Carlão Barreto, CBMMAD anuncia o lançamento de curso voltado para a arbitragem; veja os detalhes e faça sua inscrição! A Confederação Brasileira de MMA Desportivo (CBMMAD) acaba de lançar o seu primeiro curso de formação para profissionais que queiram ingressar carreira no MMA ou que já atuam na área e queiram se qualificar para buscar um crescimento profissional. O Curso de Arbitragem acontecerá nos dias 05 e 06 de Outubro, na academia Team Nogueira Recreio, no Rio de Janeiro. CBMMAD é liderada por Rogério Minotouro e também pelo ex-lutador Carlão Barreto (Foto: Divulgação) Foto: Lance! O curso será ministrado por Guilherme Bravo, árbitro da CABMMA e uma das referências do MMA Amador no mundo, sendo o primeiro membro brasileiro credenciado na IMMAF, assim como Fernando Portella, árbitro da CABMMA e uma das jovens promessas no mundo da luta. As inscrições estão abertas pelo site Sympla e o link está no Instagram oficial da Confederação: @cbmmad. O presidente da CBMMAD, Rogério Minotouro, exaltou a importância desse passo dado pela Confederação: - Esse é o primeiro curso do nosso departamento de educação e ensino. Acreditamos que só através da educação e da capacitação dos profissionais que atuam no MMA conseguiremos construir um trabalho vitorioso na base em nosso esporte. Esse é o primeiro passo de um grande trabalho que estamos construindo para o MMA brasileiro - celebrou. Vice-presidente da CBMMAD, Carlão Barreto reforçou o discurso de Minotouro: - Esse curso é de suma importância para aqueles que desejam ingressar no mundo do MMA. Sejam atletas, treinadores, jornalistas, praticantes de lutas e fãs do MMA. Nosso curso tem um conteúdo completo e diferenciado, o aluno irá mergulhar no conceito das regras, tendo uma visão diferenciada da regras de conduta do MMA Amador - destacou. O Diretor Operacional, Nelson Magalhães, explicou um pouco de como será a metodologia do curso: - Esse será um curso aberto a todos que queiram trabalhar e ajudar no dia a dia da nossa Confederação. O Curso de arbitragem será para formarmos árbitros e juízes para atuação em nossos eventos. Esses profissionais precisam ter experiência em Artes Marciais. Mas quem não tem experiência, também pode fazer o curso, pois além do conhecimento em regras, faremos toda a capacitação desses participantes, para que se tornem inspetores da nossa Confederação. É o primeiro passo para quem visa trabalhar no MMA e estamos muito felizes em abrir essa porta para todos - finalizou. https://www.terra.com.br/esportes/lance/cbmmad-anuncia-curso-voltado-para-a-arbitragem-saiba-mais,6f9ed91cac60c0e4109ce4537bc0c25f3ykk6wfy.html
  16. Também acho que não mancha em nada. Perder faz parte.
  17. Antonina Shevchenko explica interrupção tardia do árbitro no UFC Newark e ‘cutuca’ rival Ao colocar Lucie Pudilova para ‘dormir’ no UFC Newark, no último sábado (3), Antonina Shevchenko provou que seu nível na luta agarrada é melhor do que os críticos e a própria oponente pensavam. Na coletiva de imprensa após o evento, a atleta explicou que não percebeu o desmaio da tcheca e eximiu de culpa o árbitro. Além disso, a lutadora deu a entender que a adversária deveria ter dado os ‘três tapinhas’. Com o ‘mata-leão’ muito bem encaixado no segundo assalto, Pudilova optou por tentar se defender e não desistir da luta. No entanto, a lutadora tcheca acabou ‘dormindo’ com o golpe. Sem conseguir notar a tempo, o árbitro demorou alguns segundos para intervir e declarar o combate encerrado. Ao ser perguntada sobre o atraso na paralisação, ‘La Pantera’ afirmou que o fato da adversária ter ficado em uma posição de difícil visibilidade atrapalhou a ação do juiz e aproveitou para ‘cutucar’ a rival. “Ela estava de barriga para baixo e eu por cima dela. Nós não conseguíamos ver seu rosto, eu apenas ouvia os sons que ela fazia com dificuldades para respirar. Eu não conseguia sentir se ela estava se defendendo ou apenas deitada. Acredito que o árbitro também não pôde ver porque ela estava escondida na posição. Mas ela não bateu e foi até o final. Era o que ela queria”, analisou. Shevchenko havia sido derrotada por Roxanne Modafferi, em abril deste ano, perdendo sua invencibilidade na carreira. No combate, a lutadora teve dificuldades na parte de grappling. Melhor preparada dessa vez e sabendo que a adversária poderia utilizar do seu ponto fraco para buscar a vitória, a irmã da campeã da categoria foi capaz de ter um desempenho melhor na luta agarrada, conquistando seu primeiro triunfo por finalização no MMA. “Muito feliz por ter conseguido a finalização. Com certeza eu calei os que duvidavam do meu grappling. Apesar de ser uma boa striker, ela viu meu combate anterior e focou na luta agarrada para tentar me vencer, mas esqueceu de se defender. Eu estava pronta para tudo”, concluiu. A irmã mais velha de Valentina Shevchenko, atual campeã peso-mosca (57 kg) feminino do Ultimate, possui em seu cartel profissional oito vitórias e apenas um réves. Pelo UFC, a lutadora, nascida no Quirguistão, triunfou em duas de suas três lutas. https://agfight.com.br/antonina-shevchenko-explica-interrupcao-tardia-do-arbitro-no-ufc-newark-e-cutuca-rival/
  18. Demitido do Ultimate, Carlo Pedersoli Jr. anuncia chegada ao Bellator A curta trajetória de Carlo Pedersoli Jr. no UFC chegou ao fim. Após 15 meses e três combates realizados na organização – com duas derrotas e uma vitória –, o Ultimate rompeu as ligações com o atleta, que já tem casa nova para a sequência de sua carreira. Por intermédio de suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), o meio-médio (77 kg) italiano anunciou que já fechou contrato com o Bellator. De acordo com a publicação do atleta da ‘Gloria Fight Center’, ele ainda teria mais um compromisso contratual com o UFC, mas mesmo assim foi desligado pela companhia. Pedersoli estreou na maior liga de MMA do planeta com vitória sobre Bradley Scott. Em seguida, o italiano acumulou dois reveses diante de Alex ‘Cowboy’ e Dwight Grant. “Depois de ter feito três lutas no UFC às vésperas, achei que tinha dado o suficiente para a empresa me dar outra chance na minha última luta do contrato. Mas não foi esse o caso. No entanto, recebi duas propostas de outras organizações. Uma dessas não poderia realmente recusar e, portanto, com grande entusiasmo, anuncio minha assinatura com o Bellator. O tratamento que me foi dado, em todas as esferas, foi além das minhas expectativas. Realmente me sinto valorizado como nunca antes na carreira. Estou animado para começar essa nova aventura”, escreveu o meio-médio. Apesar de confirmar que o Bellator será sua nova casa daqui em diante, Carlo não informou a data de sua estreia na nova organização. O italiano não compete desde fevereiro deste ano — seu único combate realizado nesta temporada. https://agfight.com.br/demitido-do-ultimate-carlo-pedersoli-jr-anuncia-chegada-ao-bellator/
  19. Cris ‘Cyborg’ critica Joe Rogan por comentários supostamente tendenciosos em luta Cris ‘Cyborg’ está sem cotrato com o UFC desde sua última luta pelo evento – Fábio Oberlaender Mais um capítulo da novela entre Cris ‘Cyborg’ e o UFC foi adicionado na última quarta-feira (31). Em entrevista ao site ‘The Score’, a ex-campeã peso-pena (66 kg) disparou críticas aos comentários feitos por Joe Rogan durante sua última luta, contra Felicia Spencer. De acordo com a brasileira, o comentarista está de acordo com Dana White, presidente do Ultimate, para causar danos a sua marca. Para a atleta, a agenda negativa do evento contra a sua imagem pôde ser vista no último sábado (27), quando a brasileira derrotou Felicia Spencer na decisão unânime dos juízes, no Canadá. Cris afirmou que, apesar de o combate ter sido inteiramente em seu favor, Joe Rogan fez comentários, em sua opinião, tendenciosos, que levavam o telespectador a acreditar que o confronto estava equilibrado. “Se você assistir à minha última luta sem os comentários, vai ver que eu venci todos os rounds. Ela só teve uma cotovelada no início e sobreviveu o resto do tempo. Porém, Joe tentou falar que o combate foi equilibrado, que eu estava cansada. Tentou manipular as pessoas em casa. Esse não é o trabalho dele. Tem que ser profissional. Seu trabalho é comentar. Apenas faça o seu melhor sem escolher lados. Você não pode tentar manipular as pessoas e causar danos à minha marca só porque você trabalha para o UFC. Eles estão juntos nisso. Essas pessoas não são honestas”, declarou. Para corroborar essa percepção de que ambos tentam prejudicar a sua imagem há bastante tempo, a paranaense postou recentemente em sua conta oficial no aplicativo ‘Instagram’ um vídeo compilado com White e Rogan a depreciando (veja abaixo ou clique aqui). O fato de não ter recebido uma retratação sincera de ambos através dos meios de comunicação indica, segundo a lutadora, que ambos não se arrependeram. “Eles tentaram me destruir desde o início. Mas tiveram que me aceitar no UFC por causa dos meus fãs. Eles não me queriam lá. Até hoje eu recebo piadas por causa das coisas que eles disseram. Eles começaram tudo isso. Aí eles pedem desculpas pessoalmente, mas não utilizam a mídia e a imprensa, as mesmas que usaram para me difamar, para pedir perdão e consertar tudo. Eles não deletaram os vídeos até hoje, estão orgulhosos do que fizeram”, afirmou. Com todo esse imbróglio, a aluna da academia ‘Chute Boxe’ ainda não decidiu se renovará com a organização. Por contrato, Cris precisa esperar três meses antes de conversar com outro evento, porém a brasileira comentou sobre a possibilidade de assinar com outros eventos e se mostrou animada com as possíveis adversárias, em especial Julia Budd, campeã do Bellator, e Kayla Harrison, ex-campeã mundial e olímpica de judô, que luta pelo PFL. “Eu sempre estou pronta para lutar contra qualquer oponente. Eu respeito a Julia Budd, a campeã, por tudo que ela está fazendo pela nossa categoria. Seria muito legal se essa luta acontecesse. Sobre a Kayla, seria ótimo. Como ela compete em uma categoria mais pesada, eu poderia não perder tanto peso para lutar. Vamos ver como ela se sai no torneio da PFL”, concluiu Cris ‘Cyborg’. Com uma carreira extensa no MMA profissional, Cristiane Justino, a ‘Cyborg’, foi campeã do peso-pena feminino no Strikeforce, Invicta FC e UFC. Em seu cartel, a brasileira, que começou a lutar em 2005, possui 21 triunfos e apenas duas derrotas. https://agfight.com.br/cris-cyborg-critica-joe-rogan-por-comentarios-supostamente-tendenciosos-em-luta/
  20. Melissa Gatto testa positivo em segunda amostra de exame antidoping Invicta, Melissa Gatto ainda não conseguiu realizar sua estreia no UFC – Felipe Paranhos O início da caminhada de Melissa Gatto dentro do Ultimate tem sido mais conturbado do que o esperado. Contratada no início do ano, a peso-mosca (57 kg) ainda não conseguiu entrar em ação no octógono mais famoso do planeta – apesar de já ter sido escalada em duas oportunidades. Em maio, no UFC 237, a brasileira foi retirada do card com uma infecção na perna. Já em seu mais recente compromisso, a atleta da ‘Spartacus Academy’ foi flagrada no exame antidoping. O exame aconteceu em uma época fora de competição e apontou para o uso do diurético furosemida. Na ocasião, a atleta paulista estava escalada para encarar Julia Avila no UFC 239, mas foi afastada do evento após o flagra ter sido divulgado. Nesta semana, a contraprova do teste também apontou a mesma substância proibida pela USADA no sistema da lutadora. A informação foi dada em primeira mão pelo ‘MMA Fighting’. Ainda de acordo com o portal, após o novo resultado positivo, Melissa espera receber uma suspensão de um ano da agência antidoping que regula o UFC. A brasileira acredita que foi vítima de uso de suplementos contaminados, mas teria afirmado não possuir recursos financeiros para provar tal teoria – cada teste custa 500 dólares (cerca de R$ 1.900). Apesar da declaração da brasileira, a USADA ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso ou sobre uma possível suspensão que pode vir a aplicar na atleta. Em sua trajetória como profissional de MMA, Gatto segue invicta com seis vitórias e dois empates. https://agfight.com.br/melissa-gatto-testa-positivo-em-segunda-amostra-de-exame-antidoping/