Guest Black Avenger

Anderson Silva “detona” Chute Boxe(rs)!

Recommended Posts

Isso nao é 1/3 do que a CB fazia!! Porem o Anderson não contou de quando ELE participava das covardias, e nao foram poucas vezes!!!

conta mais ai

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Black Avenger

É piada isso? Rsrsrs. Se preocupa não cara, já já a gente te explica... você vai entender a "estranheza" no ar.

What??? Amigo, não quero desvirtuar meu próprio tópico, mas pode ser mais claro? Que exatamente você chama de piada? Se for a respeito do meu banimento com outro registro já fiz questão de me explicar e protestar contra esse ato. Se for a respeito do meu tópico, quero dizer que não estou defamando ninguém, pois só estou repassando o que encontramos num livro que está sendo comercializado abertamente.

Enfim, tomara que alguém realmente me explique.

Edited by Black Avenger

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Black Avenger

Não existe quase ninguém que conheça o anderson e que fale com ele que o considere um mau caréter.

Até os que tem alguma crítica, que não gostam de alguma coisa que ele fez, fala, ou faça, não falam mal do cara nem em off. Pode criticar em algum aspecto, mas não como pessoa e nem com o caráter. Normalmente quem critica é gente que sequer viu o anderson pessoalmente, nunca foi a um simples evento ou não conhece o cara. Se baseiam em vídeos e no disse me disse de que alguém falou isso ou aquilo.

E até difícil de entender, já que normalmente se baseiam em videos, entrevistas e o anderson sempre foi alheio a isso tudo, passava pouquíssimo tempo no brasil, então é aquele tipo de coisa que a gente não entende.

Talvez seja falta de empatia mesmo. Se bem que é meio evidente que o pessoal do jiu inexplicavelmente no lance com o demian e com o tales, tomou as dores como uma ofensa pessoal à arte marcial do BJJ. O que também não tem nem explicação, já que ele é preta dos nog.

E nem precisa de muita gente pra se confirmar isso que eu citei. Tem muita gente aqui que já treinou, que ainda é lutador, treinador, trabalha na área, conhece o pessoal da área e sabem disso.

Até acho que o lance com o Demian ajudou muito. Ficou feio pra ele, e aquele atitude me revoltou tanto quando o que a CB fez com ele. No entanto, o problema maior do Anderson está relacioando a um determinado aspecto: Anderson é atleta e não celebridade, pois não sabe lidar com a mídia e não faz a mínima questão de aprender, Falo isso levando em conta o perfil de dois atletas: Wanderlei e Belfort.

Ambos, ao seu modo, aprenderam a lidar com o público e com os veículos midiáticos. Enquanto Vitor paga de bom moço e se porta com uma diplomacia exacerbada a ponto de alimentar uma certa desconfiança de seus detratorers, Wanderlei é mais popular, do povão, e foi lapidando com o passar do tempo esse perfil mais despojado. Todavia, mesmo alimentando posturas diferenciadas, ambos sabem lidar com seu público e com o meios de comunicação. O Anderson não tem esse preparo e quando tenta nunca é convincente. Sinceramente, quanto mais o tempo passa, mais eu gosto de ver o Anderson atleta (focado, calado e genial) e menos suporto o Anderson celebridade (sem graça, contraditório, e inconstante). Ele não precisaria desse segundo papel, só o show que oferece é o bastante para se ter o reconhecimento merecido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até a algum tempo atrás, se qualquer coisa fosse dita a respeito da CB, rolava puxão de orelha, suspensão ou até banimento, dependendo de quão real fosse a acusação. Como as coisas mudam né...

Posso ate estar enganado, ms a chuteboxe era parceira aki do PVT, tinha propaganda dela assim como vc ve da pretorian e koral, axo q por isso o pessoal acabava sendo banido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se essas declarações do Anderson forem verdadeiras, o que provavelmente são, mostra que a CB agia como uma máfia, lamentável.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se essas declarações do Anderson forem verdadeiras, o que provavelmente são, mostra que a CB agia como uma máfia, lamentável.

Vou ressaltar, eram outros tempos, quem fazia a "frente" era jovem demais para ter qualquer tipo de responsabilidade, acabavam tendo a cabeça feita por pessoas que os manipulvam. A CB desde sempre foi grande e o Mestrão sempre deixou as coisas rolarem soltas e ainda pilhou muita coisa errada. Na minha opinião "uma parte da CB agia como Mafia", não dá pra colocar no mesmo balaio todos os seus integrantes, mesmo naqueles tempos.

Pessoas boas fizeram coisas ruins e assim é até hoje.

Para ajudar a entender um pouco o pq da CB não gostar de outras academias é o seguinte(antes de tudo quero deixar claro que não sou dono da verdade, tenho histórias vivenciadas e ouvidas mas que após 20 anos tornan-se muitas vezes fragmentos): O mercado de segurança para shows e eventos em Curitba era dominado, se não me falha a memória, pela CB e os Capoeiristas, quem é da antiga vai lembrar daqueles corredores formados por rapazes fortes de camisa preta com uma estrelona branca, bastão nas mãos, portando-se com arrogância na entrada de shows e eventos. Bem, o fato de novas academias abrirem com bons soldados em seus quadros interfiria neste bussines e isso foi "um dos fatores" que motivaram muitas destas tretas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Galera, sou das antigas e, por isso, posso dar uma opinião razoável a respeito de determinada questão levantada. Obviamente, não tenho a pretensão de mudar a opinião de ninguém, assim como meu discurso não pode e não deve ser visto como uma verdade suprema. Mas vamos lá:

1- Antes de entrar p/ a moderação, eu tinha a impressão de que a CB era protegida aqui, o que me deixava irritado, pq NUNCA fui fã da equipe e NUNCA curti nenhum de seus integrantes, com exceção do Anderson Silva e do Shogun. No entanto, eu ficava na minha e postava normalmente.

2- Quando entrei p/ a moderação, comecei a perceber com muito mais clareza que havia posts excessivamente agressivos e até ofensivos não apenas contra a CB, mas também contra a BTT, a Ruas Vale Tudo, aos Gracie etc.

3- Quem foi punido, suspenso, banido etc, o foi justamente pelo excesso e desrespeito, e não por não curtir determinada equipe ou atleta. Quem criticava sem haterismo, sem perseguição desnecessária jamais foi suspenso ou banido. Eu sou a prova viva disso: antes de ser moderador, fui usuário comum por 3 anos e nunca deixei de criticar o que achava errado, mas também nunca deixei de elogiar o que achava correto.

4- Quanto ao Black Avenger, não há o que comentar.

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A galera pode conhecer um pouco da Grande mestre Edmar do Anjos pelas palavras do próprio Rafael neste link:

http://forum.portaldovt.com.br/forum/index.php?showtopic=105490

Aqui uma parte:

1 - Antes de qualquer coisa, vamos lembrar seu primeiro contato com as Artes Marciais?

Meu primeiro contato com as artes marciais foi através do meu vizinho, um dos mais famosos professores de Taekwondo de Curitiba, chamado Daniel Lee, que tinha uma legião de campeões. Comecei me aplicando diariamente e foi lá que conheci Digenes Assahida, graduado casca grossa que ganhava todos os campeonatos e, na academia, ele era o cara. Depois de anos, seria um dos melhores lutadores de Muay Thai do Brasil e ‘parceirão’ de treino. Havia um amigo meu que treinava na Chute Boxe e me convidou para, um dia, dar um treino lá. Fui e fiquei chocado, era uma galera de calça preta com estrelas na perna dando joelhadas no clinch, não tive duvida: 'mãe quero treinar isso'. Meu professor era Edmar dos Anjos, fera brava que, com 70 kilos, era o Anderson da época e batia em todo mundo, não tinha perdão, era muito bom de boxe e usava muito bem os cotovelos e joelho. Edmar foi o primeiro representante da academia a ganhar uma competição internacional, em Los Angeles, dentro de uma comunidade Tailandesa, isso em 1991.

2 - O porquê de se decidir a dedicar uma vida ao Muay Thai?

Logo que Edimar decidiu montar seu próprio time, mestre Rudimar me convocou para a missão de substituí-lo dentro da academia, não só nas aulas, mas também nas competições em que a academia participava. Realmente foi uma grande honra para mim, pois depois disso, comecei a treinar com os profissionais da época e foi, com certeza, a hora em que meu Muay Thai evoluiu muito.

Tem também está entrevista:

http://www.maniamma.com.br/sem-categoria/2011/04/entrevista-com-edmar-dos-anjos/

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest LucasMuayThai

A galera pode conhecer um pouco da Grande mestre Edmar do Anjos pelas palavras do próprio Rafael neste link:

http://forum.portaldovt.com.br/forum/index.php?showtopic=105490

Aqui uma parte:

1 - Antes de qualquer coisa, vamos lembrar seu primeiro contato com as Artes Marciais?

Meu primeiro contato com as artes marciais foi através do meu vizinho, um dos mais famosos professores de Taekwondo de Curitiba, chamado Daniel Lee, que tinha uma legião de campeões. Comecei me aplicando diariamente e foi lá que conheci Digenes Assahida, graduado casca grossa que ganhava todos os campeonatos e, na academia, ele era o cara. Depois de anos, seria um dos melhores lutadores de Muay Thai do Brasil e ‘parceirão’ de treino. Havia um amigo meu que treinava na Chute Boxe e me convidou para, um dia, dar um treino lá. Fui e fiquei chocado, era uma galera de calça preta com estrelas na perna dando joelhadas no clinch, não tive duvida: 'mãe quero treinar isso'. Meu professor era Edmar dos Anjos, fera brava que, com 70 kilos, era o Anderson da época e batia em todo mundo, não tinha perdão, era muito bom de boxe e usava muito bem os cotovelos e joelho. Edmar foi o primeiro representante da academia a ganhar uma competição internacional, em Los Angeles, dentro de uma comunidade Tailandesa, isso em 1991.

2 - O porquê de se decidir a dedicar uma vida ao Muay Thai?

Logo que Edimar decidiu montar seu próprio time, mestre Rudimar me convocou para a missão de substituí-lo dentro da academia, não só nas aulas, mas também nas competições em que a academia participava. Realmente foi uma grande honra para mim, pois depois disso, comecei a treinar com os profissionais da época e foi, com certeza, a hora em que meu Muay Thai evoluiu muito.

Tem também está entrevista:

http://www.maniamma.com.br/sem-categoria/2011/04/entrevista-com-edmar-dos-anjos/

Quando vem com essa história de "grão-mestre" já fico com pé atrás.

Edited by LucasMuayThai

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto vem com essa história de "grão-mestre" já fico com pé atrás.

Opinião é que nem CÚ querido, leia o que o Rafael fala em sua entrevista no post acima e tire suas conclusões, eu particularmente não me importo com ela.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest LucasMuayThai

Opinião é que nem CÚ querido, leia o que o Rafael fala em sua entrevista no post acima e tire suas conclusões, eu particularmente não me importo com ela.

Defina "grão-mestre" de Muay Thai, por favor.

Edit: Não discuto a competência desse pessoal das antigas na trocação voltada ao MMA, mas muay thai é outro esporte.

Edited by LucasMuayThai

Share this post


Link to post
Share on other sites

Defina "grão-mestre" de Muay Thai, por favor.

Edit: Não discuto a competência desse pessoal das antigas na trocação voltada ao MMA, mas muay thai é outro esporte.

Prezado colega, frequento o PVT antes mesmo de cadastrar-me como membro, repare que em quase 10 anos postei pouquíssimas baboseiras.

Resolvi dar meu pitaco pq os acontecimentos relatados no livro do Anderson e descritos aqui foram vivenciados por mim e particularmente gostaria que alguns guerreiros tivessem o devido reconhecimento gravado na história da arte marcial curitibana e brasileira. Faço questão de não "desvirtuar" este tópico importante para mim e muitos outros que espero que apareçam por aqui. O PVT tem toda condição de esmiuçar estes causos, os protagonistas continuam por ai sãos e salvos e, hoje em dia estão fazendo a frente em bancas jurídicas, operações policiais de altíssimo nível, grandes negócios, continuam ai, com a cabeça erguida, o peito estufado e sem medo de nada nem de ninguém.

E para não te deixar na mão a definição de "grão mestre" é: Fabio Noguchi.

Abraço e bons treinos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Meu professor era Edmar dos Anjos, fera brava que, com 70 kilos, era o Anderson da época e batia em todo mundo, não tinha perdão, era muito bom de boxe e usava muito bem os cotovelos e joelho. Edmar foi o primeiro representante da academia a ganhar uma competição internacional, em Los Angeles, dentro de uma comunidade Tailandesa, isso em 1991.

Isso dito pelo próprio Rafael... Acho que o brasileiro que foi o primeiro campeão lá fora, e que era imbatível no Brasil, e que formou tanta gente boa, merece ser chamado de grande mestre, né?

No mais, seria interessante que Rudimar, Rafael e os Rua se pronunciassem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

"O mercado de segurança para shows e eventos em Curitba era dominado, se não me falha a memória, pela CB e os Capoeiristas, quem é da antiga vai lembrar daqueles corredores formados por rapazes fortes de camisa preta com uma estrelona branca, bastão nas mãos, portando-se com arrogância na entrada de shows e eventos".

O pessoal do boxe tambem fazia segurança nessa época me lembro de umas duas tretas com eles e o pessoal da C.B no antigo CIRCUS BAR.

Share this post


Link to post
Share on other sites

com todo respeito, ms q sorte este pessoal das antigas da chuteboxe teve dos gracies nao montarem academia em curitiba hein?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now