Sign in to follow this  
pipo

Bicampeão da NCAA, Austin O'Connor se volta para o MMA com estreia marcada para o Fury FC

Recommended Posts

 

Austin-OConnor-UNC-64878.jpg?w=1000&h=600&crop=1
 
 

Um dos melhores lutadores da história da UNC entra no mundo do MMA.

O bicampeão de luta livre da Divisão I da NCAA, Austin O'Connor, está calçando as luvas.

O'Connor, 25 anos, saltará direto para o ranking profissional em 9 de junho, quando enfrentar seu também estreante profissional Camden Fontenot (3-1 amador) em uma luta de peso pena no Fury FC 91 em Rosenberg, Texas.

Nascido e criado em Illinois, O'Connor se juntou à equipe de luta livre da Universidade da Carolina do Norte em 2017, após quatro vitórias consecutivas em campeonatos estaduais no ensino médio. Ele ganhou um campeonato da NCAA em 2021 com 149 libras e outro em 2023 com 157 libras. Ele também foi cinco vezes campeão do All-American e três vezes do ACC.

Por falta de uma categoria de peso ideal nas Olimpíadas, O'Connor voltou sua atenção para o MMA após seu sexto e último ano de elegibilidade.

“Eu meio que caí com um peso ruim (para as Olimpíadas). Eu era uma espécie de intermediário”, disse O'Connor recentemente à MMA Junkie Radio . “Sempre tive interesse por MMA e estava conectado com as pessoas certas e tudo mais. Eu meio que comecei a perseguir isso em vez de lutar.”

 

 

De acordo com O'Connor, ele fez com que vários setores da comunidade do MMA o procurassem para fins de treinamento e gerenciamento, de JacksonWink a Bo Nickal e Vayner Sports. No final, ele encontrou conforto sob a proteção do ex-campeão bicampeão do UFC Daniel Cormier.

“Eu senti que ele era alguém em quem eu podia confiar e que eu admirava”, disse O'Connor. “Ele é alguém que passou pela mesma coisa que eu. … Eu gosto que ele mantenha sua equipe pequena e na comunidade de wrestling.

Em preparação para sua estreia profissional no UFC Fight Pass , O'Connor fez treinamento cruzado na Valle Flow Striking (VFS) Academy em Besenville, Illinois, e na American Kickboxing Academy (AKA) em San Jose, Califórnia, enquanto também trabalhava como um treinador assistente de luta livre da Universidade de Illinois.

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu gosto quando estes caras condecorados em uma luta de origem vão para o MMA...sempre gera uma expectativa e caso se concretizem como uma realidade ajudam a elevar o nível do esporte...

A grande maioria não vinga - temos vários exemplos em todas as lutas mas os que vingam bem são os que fazem história

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
4 horas atrás, João P disse:

eu gosto quando estes caras condecorados em uma luta de origem vão para o MMA...sempre gera uma expectativa e caso se concretizem como uma realidade ajudam a elevar o nível do esporte...

A grande maioria não vinga - temos vários exemplos em todas as lutas mas os que vingam bem são os que fazem história

Não que obrigatoriamente vá virar top

mas os atletas do wrestling sempre vem fisicamente muito forte, e se tiver uma técnica muito diferenciada. é o suficiente pelo menos pra amarrar a luta e ser mediano. O cage propicia bastante esse jogo.

na minha opinião é isso que tá faltando pros brasileiros, mundo inteiro aprendeu jiu jitsu e o Brasil ainda não aprendeu wrestling. Acho que só vai melhorar quando vier alguns atletas de fora pra cá, assim como foi o jiu jitsu no mundo.

Como que vai quedar wrestler top na baiana e no inside trip kkk 

 

Edited by Goosebumps

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 horas atrás, João P disse:

eu gosto quando estes caras condecorados em uma luta de origem vão para o MMA...sempre gera uma expectativa e caso se concretizem como uma realidade ajudam a elevar o nível do esporte...

A grande maioria não vinga - temos vários exemplos em todas as lutas mas os que vingam bem são os que fazem história

 

16 horas atrás, Goosebumps disse:

Não que obrigatoriamente vá virar top

mas os atletas do wrestling sempre vem fisicamente muito forte, e se tiver uma técnica muito diferenciada. é o suficiente pelo menos pra amarrar a luta e ser mediano. O cage propicia bastante esse jogo.

na minha opinião é isso que tá faltando pros brasileiros, mundo inteiro aprendeu jiu jitsu e o Brasil ainda não aprendeu wrestling. Acho que só vai melhorar quando vier alguns atletas de fora pra cá, assim como foi o jiu jitsu no mundo.

Como que vai quedar wrestler top na baiana e no inside trip kkk 

 

sem contar o nível de treino de condicionamento, de isometria.. não existe nada igual

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 horas atrás, Goosebumps disse:

Não que obrigatoriamente vá virar top

mas os atletas do wrestling sempre vem fisicamente muito forte, e se tiver uma técnica muito diferenciada. é o suficiente pelo menos pra amarrar a luta e ser mediano. O cage propicia bastante esse jogo.

na minha opinião é isso que tá faltando pros brasileiros, mundo inteiro aprendeu jiu jitsu e o Brasil ainda não aprendeu wrestling. Acho que só vai melhorar quando vier alguns atletas de fora pra cá, assim como foi o jiu jitsu no mundo.

Como que vai quedar wrestler top na baiana e no inside trip kkk 

 

Concordo 100%. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this