CIPIÃO

Membros
  • Content Count

    289
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by CIPIÃO

  1. Acredito que o Spider fez uma manobra inteligente. É uma luta que dará muito dinheiro e fecharia, independente do resultado com a aposentadoria. A diferença de envergadura favorável ao Spider é facilmente equilibrada pela diferença de idade entre ambos os lutadores. E ainda assim, apostaria no McGregor, De toda forma eu, pessoalmente, gostaria de ver essa disputa.
  2. Argumentar que a responsabilidade de parar a luta é do próprio lutador, não considero um bom argumento. Os atletas estão sob adrenalina e furor da luta. Por essa razão há pessoas que zelam por eles, como o juiz e seus respectivos corners que, por sinal, durante a luta a observam de fora e possuem uma visão mais ampla do que está ocorrendo..
  3. O investimento do Maranhão em educação é referência para todo o país.
  4. O que me intriga foi o Zulu ter aceito. Provavelmente ele achava que venceria. Ou será que havia outras variáveis?
  5. Sinceramente, apenas a última luta entre eles, apenas. Os achei em pé de igualdade.
  6. Ele foi um lutador incrível e muito bem assessorado por seus técnicos. Tem status de GOAT e irá entrar sempre que essa discussão for evocada, e com razão. Mas diante do cenário atual, não vejo o mesmo acrescentando nada às lutas em si. Na luta contra o Reyes vi o resultado tendencioso. Há lutadores parelhos ao mesmo, como o Marreta e o Reyes. Acrescentando isso à vida desregrada do mesmo. O paternalismo do UFC em relação a ele e ao McGregor é vergonhoso. Por mim, deveriam tirar ele da competição até isso se resolver. Claro que ele não deve ser descartado como lixo. Não é isso que defendo. Mas tira o cinturão desse cara, urgente e coloca ele pra lutar quando assim for possível, mas jamais pelo cinturão. Esse ciclo de bobagens fora do octógono sempre vai se repetir. Chances já foram dadas aos montes. Assim nega-se esse protecionismo todo a ele, ao mesmo tempo que não lhe priva de lutar. devo ter falado muita bobagem, mas pra mim artes marciais não combina com esse tipo de postura, ainda mais se relacionar à imagem de um campeão, figura de referência ao esporte.
  7. Sim, é uma excelente perspectiva. O único ponto que me indago: se ele atacasse o UFC teria a mesma repercussão, o mesmo impacto? Digo isso porque, na minha perspectiva, no máximo, o Dana faria algum comentário pejorativo sobre a situação. Mas retribuindo o "favor" do Aldo, como pode-se observar, a luta parece sempre ser trazida à superfície novamente. Será que focando no UFC ao exigir uma luta importante, por exemplo, o resultado seria melhor?
  8. Marlon está fazendo o papel dele, afinal essas provocações partirão do ex campeão: o Aldo capitalizou a mídia de uma maneira ímpar com suas declarações após a luta, ainda que perdendo. O Marlon apenas está fazendo o mesmo jogo meta-luta.
  9. Jogou de maneira desleal, ainda que tenha seguido as regras. Perdeu a luta, ainda que moralmente. O adversário deveria ter sido punido e a luta deveria ter prosseguido.
  10. Esse negócio de quem ganhou não tem achismo. O critério é objetivo. Os números da luta falam por si. Tinha que entrar com recurso contra esse resultado. No mais concordo com a revanche: Jones tentando recuperar o título que pertence a Reyes.
  11. Esse negócio de quem ganhou não tem achismo. O critério é objetivo. Os números da luta falam por si. Tinha que entrar com recurso contra esse resultado. No mais concordo com a revanche: Jones tentando recuperar o título que pertence a Reyes.
  12. Sim! Quis enaltecer sua análise e complemento com meu comentário anterior. Concordo em todos os pontos por vc destacados, inclusive agora, quanto às armas do Reyes. Muito perspicaz! Logo mais veremos o que o destino reserva à luta.
  13. Acredito que pra ganhar do Jones, Reyes tem que botar pressão no primeiro round. Não pode ter respeito nenhum pelo adversário (que é um monstro), senão vai ser engolido com o passar da luta. Estou com o colega, com a sensação de Reyes esta noite. Zebra, mesmo.
  14. De fato! Os conners são diferenciais importantes que simplesmente nem considerei na minha análise. Certamente a adaptação do Jones ao longo da luta deve-se preponderantemente a isso! Como vc citou, contra Lyoto, mesmo, ele veio outro no segundo round.
  15. Vejo o Jones com o diferencial de adaptação muito forte. No primeiro e no segundo round, vejo o Jones como um grande lutador, mas não é nesse tempo que ele mostra-se o campeão que é. Acredito que leve esse tempo pra ele se adaptar ao jogo do adversário e é aí que ele se mostra de fato como o lutador extraordinário que é. Ele assimila o jogo do adversário e depois o engole, via de regra. Há exceções, claro, como o páreo duro que foi contra Gustavson e contra o próprio Marreta. Se eu fosse apostar em Reyes, ele teria que se mostrar impecável num primeiro round, tão substancialmente, que marque a cadência de jogo até o fim do embate. O problema é mostrar-se tão agressivo diante de um adversário tão monstruoso que inconscientemente declina-se ao respeito o que dá espaço ao Jones para a adaptação e consequente imposição de seu jogo. Vou dar uma de doido, só pra contrariar e vou apostar num nocaute do Reyes no primeiro round. mesmo porque, se não for assim, não vejo como ser.
  16. De tanto mal gosto quanto falar de holocausto na Polônia. Na moral, isso pra mim, já seria motivo suficiente pra uma demissão e pronto. Gente assim não faz falta em lugar algum.
  17. Pedir, ele pede o que quiser. Até porque, tá solicitando uma luta com o cara que perdeu, Kkkkkkk Bom, tá colocando o nome dele em voga
  18. Certíssimo. Acho deselegante do Aldo não aceitar a derrota. Isso é deslegitimar a adversário, ainda mais numa luta tão equilibrada quanto a deles. Esse choro do Aldo não leva a lugar algum, apenas ao desgaste de sua imagem, ao meu ver.
  19. Achei a análise lúcida sem ser desrespeitosa com a Jéssica. Por sinal, como a própria Jéssica já afirmou, a hora é de analisar e evoluir. Não duvido elas se enfrentarem novamente no octógono. E espero que a próxima a brasileira vença merecidamente, tal como o foi essa derrota.
  20. Desculpe, mas, como falei, a luta que vi foi do Marreta. E anda frisei que dados e estatísticas podem me convencer do contrário. Esse é o mal do brasileiro: interpretação de texto zero.
  21. Gostei demais da luta e da postura do marreta, mas não compactuo com o resultado. Essa conversa de que o nome pesa ou que precisa para tirar um título de um campeão de ser extremamente contundente tem outro nome: garfo. Se lutou melhor tem que ganhar. E, a não ser que as estatísticas me apresentem números objetivos que eu estou errado, Marreta ganhou.