CIPIÃO

Membros
  • Content Count

    283
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About CIPIÃO

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Sim, é uma excelente perspectiva. O único ponto que me indago: se ele atacasse o UFC teria a mesma repercussão, o mesmo impacto? Digo isso porque, na minha perspectiva, no máximo, o Dana faria algum comentário pejorativo sobre a situação. Mas retribuindo o "favor" do Aldo, como pode-se observar, a luta parece sempre ser trazida à superfície novamente. Será que focando no UFC ao exigir uma luta importante, por exemplo, o resultado seria melhor?
  2. Marlon está fazendo o papel dele, afinal essas provocações partirão do ex campeão: o Aldo capitalizou a mídia de uma maneira ímpar com suas declarações após a luta, ainda que perdendo. O Marlon apenas está fazendo o mesmo jogo meta-luta.
  3. Jogou de maneira desleal, ainda que tenha seguido as regras. Perdeu a luta, ainda que moralmente. O adversário deveria ter sido punido e a luta deveria ter prosseguido.
  4. Esse negócio de quem ganhou não tem achismo. O critério é objetivo. Os números da luta falam por si. Tinha que entrar com recurso contra esse resultado. No mais concordo com a revanche: Jones tentando recuperar o título que pertence a Reyes.
  5. Esse negócio de quem ganhou não tem achismo. O critério é objetivo. Os números da luta falam por si. Tinha que entrar com recurso contra esse resultado. No mais concordo com a revanche: Jones tentando recuperar o título que pertence a Reyes.
  6. CIPIÃO

    [UFC 247] Jon Jones (c) x Dominick Reyes

    Sim! Quis enaltecer sua análise e complemento com meu comentário anterior. Concordo em todos os pontos por vc destacados, inclusive agora, quanto às armas do Reyes. Muito perspicaz! Logo mais veremos o que o destino reserva à luta.
  7. CIPIÃO

    PBP - UFC 247 - Jones x Reyes - Shevchenko x Chookagian

    Acredito que pra ganhar do Jones, Reyes tem que botar pressão no primeiro round. Não pode ter respeito nenhum pelo adversário (que é um monstro), senão vai ser engolido com o passar da luta. Estou com o colega, com a sensação de Reyes esta noite. Zebra, mesmo.
  8. CIPIÃO

    [UFC 247] Jon Jones (c) x Dominick Reyes

    De fato! Os conners são diferenciais importantes que simplesmente nem considerei na minha análise. Certamente a adaptação do Jones ao longo da luta deve-se preponderantemente a isso! Como vc citou, contra Lyoto, mesmo, ele veio outro no segundo round.
  9. CIPIÃO

    [UFC 247] Jon Jones (c) x Dominick Reyes

    Vejo o Jones com o diferencial de adaptação muito forte. No primeiro e no segundo round, vejo o Jones como um grande lutador, mas não é nesse tempo que ele mostra-se o campeão que é. Acredito que leve esse tempo pra ele se adaptar ao jogo do adversário e é aí que ele se mostra de fato como o lutador extraordinário que é. Ele assimila o jogo do adversário e depois o engole, via de regra. Há exceções, claro, como o páreo duro que foi contra Gustavson e contra o próprio Marreta. Se eu fosse apostar em Reyes, ele teria que se mostrar impecável num primeiro round, tão substancialmente, que marque a cadência de jogo até o fim do embate. O problema é mostrar-se tão agressivo diante de um adversário tão monstruoso que inconscientemente declina-se ao respeito o que dá espaço ao Jones para a adaptação e consequente imposição de seu jogo. Vou dar uma de doido, só pra contrariar e vou apostar num nocaute do Reyes no primeiro round. mesmo porque, se não for assim, não vejo como ser.
  10. De tanto mal gosto quanto falar de holocausto na Polônia. Na moral, isso pra mim, já seria motivo suficiente pra uma demissão e pronto. Gente assim não faz falta em lugar algum.
  11. Pedir, ele pede o que quiser. Até porque, tá solicitando uma luta com o cara que perdeu, Kkkkkkk Bom, tá colocando o nome dele em voga
  12. Certíssimo. Acho deselegante do Aldo não aceitar a derrota. Isso é deslegitimar a adversário, ainda mais numa luta tão equilibrada quanto a deles. Esse choro do Aldo não leva a lugar algum, apenas ao desgaste de sua imagem, ao meu ver.
  13. Achei a análise lúcida sem ser desrespeitosa com a Jéssica. Por sinal, como a própria Jéssica já afirmou, a hora é de analisar e evoluir. Não duvido elas se enfrentarem novamente no octógono. E espero que a próxima a brasileira vença merecidamente, tal como o foi essa derrota.