Recommended Posts

Fabio Pinca - entrevista

1798870_813046872100363_4680785504101702964_n.jpg?oh=4f951fefe803fee8036ae6bf56670570&oe=55355954

http://www.muaythaidireto.com/2014/12/fabio-pinca.html

Entrevista exclusiva do Muay Thai Direto ao incrível nakmuay françês Fabio Pinca.

Aos aficionados do Muay Thai apresento-vos o meu ultimo trabalho, espero que gostem. Este é um grande lutador é dos melhores do mundo e está no topo a muitos anos e é possivelmente o lutador que mais admiro da sua geração, devido a sua história/carreira, grande técnica e uma atitude impressionante no ringue.

Edited by franxxisco

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguém me explica porquê agr os videos do youtube não colam mais direto e aparece tudo direito como antigamente, no media eu colo o url do youtube e nunca mais aparece a janela do video aqui, alguém da moderação me ajuda aí?

Franxxisco, é só vc tirar a letra "s" do https: que vem no link do you tube, o restante vc faz igual.

Sacou? Olha a prova ae embaixo!

Edited by snickt

Share this post


Link to post
Share on other sites

War HL Fight

JWP vs Marco Pique

"John Wayne Parr a lutar no seu evento CMT contra o Marco Pique em mais uma grande guerra e um show de striking.

JWP gostava de assistir ao striking no UFC por isso recriou o seu evento de Muay Thai numa jaula e com luvas de mma.

Não é o Muay Thai tradicional como entendem, mas o nível das lutas é muito alto e entusiasmante no CMT e sempre com bons cards, ou não fosse o australiano a tratar de tudo.

Em breve sai a nossa entrevista, fiquem ligados".

Fonte Muay Thai Direto: https://www.facebook.com/fanpageMuaythai

Share this post


Link to post
Share on other sites

Entrevista John Wayne Parr

1654395_10152220666799573_1195628954_n.jpg

Entrevista neste link: http://www.muaythaidireto.com/2015/01/john-wayne-parr.html

O grande campeão JWP concedeu-nos uma entrevista espectacular. É um lutador muito experiente com mais de 100 combates, 10 vezes campeão do mundo, lutou sempre contra os melhores tailandeses e estrangeiros seja em Muay Thai ou regras de k1 e os seus combates são muito emocionantes.

Devido ao seu estilo é conhecido como o "Pistoleiro/Gunslinger porque dispara golpes muito fortes de boxe num ritmo desenfreado.

Espero que quem nos segue fique a conhecer melhor JWP porque vale a pena por tudo o que fez e continua a fazer no Muay Thai.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se for na Tailândia é muita pequena, nos anos 90 a era dourada do Muay Thai havia mais público, melhores lutadores em minha opinião e melhor bolsa do que hoje, alguns dos melhores tinham bolsas de 4.000 dólares em média ou um pc mais.

Hoje em dia recebem uns 2.000 dólares os melhores na Tailândia, claro que este valor é dividido entre atleta e campo/ginasio e treinador, o normal esses são os valores totais da bolsa.

Num evento no Ocidente um craque não sei quanquanto recebe, mas sei que a estrela Fábio Pinca só luta actualmente por 15.000 euros, o desporto continua a pagar muito mal, mas em muay thai pesos leves e ocidentais duvido que alguém receba mais que o Francês, já o Buakaw ouvi falar que só luta por 50.000 dólares, mas é o super stastar né.

o legal é que os thais lutam em média 2 vzs por mês e tem os bonus e a % de apostas e o bahts convertidos em dolares devem dar um pouco de conforto pro atleta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim essa história das graduações me irrita muito. Já me esquivei de dois exames na minha academia, dando desculpa mesmo, mas o pessoal pergunta todo dia quando vou me graduar, para conseguir o meu sonhado "kruang" vermelho e branco. pssssssss, se eu quisesse ficar dando golpes no ar e ganhar um pedaço de pano colorido eu tinha ido treinar tae kwon do...

Nas últimas duas semanas estive treinando com um cara experiente, treina há 10 anos, tive ótimos treinos...E esse cara, adulto, cobra criada, estava em intensa preparação para o seu exame de graduação, focado mesmo....tudo para ganhar o seu "kruang" azul, depois de passar meia hora dando 25 chutes saltados-rodados no saco, fazer sequência nos aparadores com base trocada, 500 abdominais e um sparring leve de 8 minutos....respeito os caras e não vou dizer nada pra não estragar o prazer dos outros, mas na minha opinião isso é ridículo.

Acho a questão da graduação muito pessoal, eu mesmo pratiquei o Muay thai durante algum tempo antes de pegar minha graduação, treinei o Muay thai tradicional e hoje treino o que muitos chamam de moderno que nada mais é que o muay thai com estilo holandês que na verdade foi o estilo que eu comecei e hoje retornei, só depois de pegar minha graduação entendi a real importância da graduação, sempre pratiquei por puro prazer e nunca vislumbrei uma graduação, sempre via os caras muito mais graduados (ja que eu não tinha nenhuma) e pensava eu sou melhor que esse cara, e realmente era, agora graduado pensa na injustiça na disputa de um campeonato amador, eu com mais de anos disputar com um cara com 6 meses de treino. Entenderam onde eu quero chegar? a nossa arte querendo ou não é muito agressiva e muito forte, outro dia vi um caso em que uma menina faleceu apos um desses campeonatos pois a concorrente dela era muito mais experiente que ela apesar da mesma graduação, se com um sistema de nivelamento dos atletas acontece isso imagina se não existisse nenhum critério.

em fim tentar comparar o nosso MT com o tailandês é loucura, la o esporte é praticado desde a infância assim como acontece com o futebol no brasil, aqui precisamos de uma separação de classes para poder organizar os eventos esportivos para que se possa nivelar os atletas, só acho que isso devia ser mais criterioso, como as federações lucram a cada troca de graduação dificilmente eles pulam uma graduação, ou seja uma pessoa que tem 5 anos de treino mais nunca graduou resolveu disputar campeonato e graduou pela primeira vez, ele vai receber o primeiro nivel do praijed e vai disputar com o cara que tem 6 meses.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim essa história das graduações me irrita muito. Já me esquivei de dois exames na minha academia, dando desculpa mesmo, mas o pessoal pergunta todo dia quando vou me graduar, para conseguir o meu sonhado "kruang" vermelho e branco. pssssssss, se eu quisesse ficar dando golpes no ar e ganhar um pedaço de pano colorido eu tinha ido treinar tae kwon do...

Nas últimas duas semanas estive treinando com um cara experiente, treina há 10 anos, tive ótimos treinos...E esse cara, adulto, cobra criada, estava em intensa preparação para o seu exame de graduação, focado mesmo....tudo para ganhar o seu "kruang" azul, depois de passar meia hora dando 25 chutes saltados-rodados no saco, fazer sequência nos aparadores com base trocada, 500 abdominais e um sparring leve de 8 minutos....respeito os caras e não vou dizer nada pra não estragar o prazer dos outros, mas na minha opinião isso é ridículo.

Partilho da mesma opinião que vc meu caro, mas fui vencido ahahaha, faço muay thai a 8 anos e me esquivei muito de várias graduações, mas percebi que quero dar aula, talvez, em um futuro... Então percebi que terei que ter mesmo um Kruang preto, pois não estou na Tailândia, estou no Brasil.

Acho a questão da graduação muito pessoal, eu mesmo pratiquei o Muay thai durante algum tempo antes de pegar minha graduação, treinei o Muay thai tradicional e hoje treino o que muitos chamam de moderno que nada mais é que o muay thai com estilo holandês que na verdade foi o estilo que eu comecei e hoje retornei, só depois de pegar minha graduação entendi a real importância da graduação, sempre pratiquei por puro prazer e nunca vislumbrei uma graduação, sempre via os caras muito mais graduados (ja que eu não tinha nenhuma) e pensava eu sou melhor que esse cara, e realmente era, agora graduado pensa na injustiça na disputa de um campeonato amador, eu com mais de anos disputar com um cara com 6 meses de treino. Entenderam onde eu quero chegar? a nossa arte querendo ou não é muito agressiva e muito forte, outro dia vi um caso em que uma menina faleceu apos um desses campeonatos pois a concorrente dela era muito mais experiente que ela apesar da mesma graduação, se com um sistema de nivelamento dos atletas acontece isso imagina se não existisse nenhum critério.

em fim tentar comparar o nosso MT com o tailandês é loucura, la o esporte é praticado desde a infância assim como acontece com o futebol no brasil, aqui precisamos de uma separação de classes para poder organizar os eventos esportivos para que se possa nivelar os atletas, só acho que isso devia ser mais criterioso, como as federações lucram a cada troca de graduação dificilmente eles pulam uma graduação, ou seja uma pessoa que tem 5 anos de treino mais nunca graduou resolveu disputar campeonato e graduou pela primeira vez, ele vai receber o primeiro nivel do praijed e vai disputar com o cara que tem 6 meses.

Bem observado tbm, eu se fosse lutar, provavelmente teria que lutar não em amador ou iniciante, pq apesar de ter bastante tempo de muay thai, comecei a me graduar de fato agora... não seria justo, e na verdade esse papo rolou em uma academia que fui rever amigos que treinei junto, semana passada mesmo, de pessoas muito experientes, e que treinam a muito tempo, entrar para lutar em "estreantes".

Edited by rivvithead

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho a questão da graduação muito pessoal, eu mesmo pratiquei o Muay thai durante algum tempo antes de pegar minha graduação, treinei o Muay thai tradicional e hoje treino o que muitos chamam de moderno que nada mais é que o muay thai com estilo holandês que na verdade foi o estilo que eu comecei e hoje retornei, só depois de pegar minha graduação entendi a real importância da graduação, sempre pratiquei por puro prazer e nunca vislumbrei uma graduação, sempre via os caras muito mais graduados (ja que eu não tinha nenhuma) e pensava eu sou melhor que esse cara, e realmente era, agora graduado pensa na injustiça na disputa de um campeonato amador, eu com mais de anos disputar com um cara com 6 meses de treino. Entenderam onde eu quero chegar? a nossa arte querendo ou não é muito agressiva e muito forte, outro dia vi um caso em que uma menina faleceu apos um desses campeonatos pois a concorrente dela era muito mais experiente que ela apesar da mesma graduação, se com um sistema de nivelamento dos atletas acontece isso imagina se não existisse nenhum critério.

em fim tentar comparar o nosso MT com o tailandês é loucura, la o esporte é praticado desde a infância assim como acontece com o futebol no brasil, aqui precisamos de uma separação de classes para poder organizar os eventos esportivos para que se possa nivelar os atletas, só acho que isso devia ser mais criterioso, como as federações lucram a cada troca de graduação dificilmente eles pulam uma graduação, ou seja uma pessoa que tem 5 anos de treino mais nunca graduou resolveu disputar campeonato e graduou pela primeira vez, ele vai receber o primeiro nivel do praijed e vai disputar com o cara que tem 6 meses.

Para resolver isso é muito simples, basta ter pessoas honestas no esporte.

Porém no contexto brasileiro a sua ponderação é muito pertinente. Praticamente só tem picareta neste meio, ninguém está nem um pouquinho preocupado com os caras que estão ali lutando. Depende unicamente do treinador - é ele que vai nas reuniões com o organizador do evento e que fala sobre os seus lutadores. Se ele esconder o jogo sobre um dos seus, pode conseguir uma lutinha fácil contra um novato da outra academia.

E os caras fazem isso mesmo, mentem sobre o peso, a idade, o nível de experiência... E do jeito que funcionam os exames, aquele pedaço de pano não significa nada. Tem muito cara graduado, que treinou pra fazer o exame. Não para aprender a lutar. Os caras aprendem a dar 50 chutes diferentes, golpes rodados, parece um helicóptero batendo saco...mas não sabem como preparar um golpe, dosar a energia, se movimentar num ringue...aí pode ser graduado que periga apanhar feio mesmo assim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ressuscitando este grande tópico, vou postar aqui algumas das grandes lutas que aconteceram desde que o muay thai voltou, em novembro (as lutas foram suspensas em outubro devido ao funeral do Rei da Tailândia)

O lutador do ano do Raja em 2016 e vencedor do prêmio dos jornalistas de esporte de 2016, Puenkon (vermelho) contra Pichichai (azul):

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Algumas lutas sensacionais esta semana:

 

Chatploy (vermelho) vs. Chokdee (azul) - Pelo título 112 lbs do Raja. Chatploy defendendo o cinturão; Chokdee subindo de peso.

 

 

Edited by regular john

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now