Sign in to follow this  
Matrix_AP

(5+) Melhores lutas do primeiro semestre

Recommended Posts

(5+) Melhores lutas do primeiro semestre

Por Fernando Zanchetta | Casca Grossa – qua, 6 de jul de 2011 10:32 BRT

Não foi tarefa fácil fazer esta lista. A quantidade de combates de potencial na primeira metade do ano foi grande, cada um com peculiaridades e características distintas. Pedi ajuda pelo Twitter (obrigado a todo mundo que participou!), e fui pelo consenso. Aí estão as cinco melhores.

Nick Diaz x Paul Daley - Strikeforce

Valeu o cinturão dos meio-médios (até 77kg) do evento e colocou frente a frente dois dos lutadores mais explosivos do esporte. Tudo foi decidido em um primeiro assalto repleto de viradas e reviravoltas de tirar o fôlego. Com ímpeto frenético, o desafiante Daley começou melhor e fez prevalecer o ótimo trabalho de impor o jogo em pé.

O raçudo Diaz, detentor do título, se defendeu como pôde. Quando começou atacar, o fez com contundência extrema. O oponente recuou, caiu, mas não desistiu. Daley novamente se recuperou e acuou pra valer o campeão, antes de finalmente ser nocauteado com socos.

José Aldo x Mark Hominick — UFC 129

Aldo estreou pela organização de Dana White já credenciado com o título dos penas (até 66kg), herdado do WEC (World Extreme Cagefighting), evento que foi totalmente incorporado ao UFC no ano passado. Frente ao público recorde de 55 mil pessoas no Canadá, o lutador local Hominick mostrou ser osso duro de roer nos cinco rounds disputados.

O brasileiro mostrou a obediência tática e agressividade de sempre na luta em pé, com sequências de socos e chutes demolidores nas pernas, além de surpreender ao aplicar quedas e ground and pound (ataques com o adversário caído) com eficiência. Assim, causou um dos hematomas mais bizarros da história do MMA na testa de Hominick. No fim, Aldo cansou e o oponente cresceu no combate, mas não fez o suficiente para tirar o cinturão do atleta manauara radicado no Rio de Janeiro, que levou a melhor na decisão unânime.

Cheick Kongo x Pat Barry — UFC Live 4

Aqui, um dos resultados mais inusitados. Logo no primeiro assalto, Barry conectou um cruzado de direita que mandou Kongo a knockdwon. O castigo continuou com mais golpes no chão.

Cheick conseguiu se levantar mas levou outra bomba e desmoronou novamente. Semi-nocauteado, colocou-se de pé mais uma vez e aproveitou o ímpeto do adversário (que partia para cima sem parar) para aplicar uma sequência cruzado/upper que desmontou Berry e decretou uma das viradas mais impressionantes na história das lutas.

Frank Edgar x Gray Maynard — UFC 125

A revanche entre os leves (até 70kg) surpreendeu muitos pelo clima pré-luta de pouco apelo de marketing, tônica característica entre os pragmáticos lutadores. No octógono, porém, o papo foi outro, e a ação foi extrema.

O campeão Edgar literalmente foi surrado logo no primeiro assalto e levado a knockdown, mas demonstrou garra sobrehumana para se manter em pé e equiparar vantagens gradativamente no decorrer dos cinco rounds regulamentares. No fim, foi decretado empate. O terceiro embate estava agendado para maio, mas teve de ser adiado por causa de lesão em ambos os lutadores e deve acontecer ainda no segundo semestre.

Dominick Cruz x Urijah Faber — UFC 132

Muitos puristas torceram o nariz quando a luta entre os galos (até 61kg) foi definida como principal da noite. Mas as rusgas entre os atletas, que vinha desde a época em que se enfrentaram pelo WEC (vitória de Faber por finalização), em 2007, se acentuou ainda mais na nova organização, com troca de farpas e declarações pouco simpáticas. O combate foi dinâmico, disputado ao extremo e provou por a+b que os pesos mais leves têm capacidade de encabeçar qualquer evento do Ultimate. Tanto que faturaram o prêmio de melhor luta da noite.

Com o padrão calculado e incansável característico, Cruz (detentor do cinturão) conseguiu impor volume de luta mais eficiente durante os cinco rounds. No fim, manteve o cinturão e venceu o tira-teima contra o rival.

Menções honrosas: Diego Sanchez x Martin Kampmann (UFC Live), Edson Barboza x Anthony Njokuani (UFC 128), Paricky Freire x Rob McCullough (Bellator 36).

Edited by Matrix_AP

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dominick Cruz x Urijah Faber não merecia estar nessa lista aí...a luta foi normal com 5 rounds.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pode cre brother, bacana o artigo, as lutas foram muito bem escolhidas inclusive as menções honrosas. Parabens!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não achei grandas coisas também a luta do Cruz com o Faber.

As outras foram muito boas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Particularmente achei interessante a luta do Charles com o Miller.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dominick Cruz x Urijah Faber não merecia estar nessa lista aí...a luta foi normal com 5 rounds.

Verdade.

No mais, concordo com o resto da lista.

Poderiam fazer uma lista dos top 5 nocautes do ano também.

Lyoto estaria bem cotado para entrar na lista, vide KO no couture.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei muito da luta do Cigano contra o Carwin. Ninguém imaginava que o Cigano teria total domínio contra o americano.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tbm colocaria a luta do Lyoto x Couture no lugar do Faber x Cruz.

O resto excelente!

Tá maluco, cara? A única coisa de interessante que aconteceu na luta do Lyoto foi o nocaute.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Posso até estar equivocado, mas eu li uma materia muito parecida no meu iphone (tenho o aplicativo do MMA Torch), inclusive com as mesmas lutas.

Do mais, boa materia, utiliza bons argumentos para justificar as escolhas.

Abs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Saulojiujitsu

A do Congo lidera na minha opinião, parabéns pro Juiz, foi perfeito, deveria ganhar um premio pela melhor atuação ate agora no UFC!

31ae5_2.gif

Edited by Saulojiujitsu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Diaz vs Daley pra mim foi a melhor do ano. gostei muito de Dave Herman vs Jon Olav Einemo também e nem foi citada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Saulojiujitsu

Tá maluco, cara? A única coisa de interessante que aconteceu na luta do Lyoto foi o nocaute.

Randy+Couture+vs.+Lyoto+Machida+1.gif

Randy+Couture+vs.+Lyoto+Machida+3.gif

Edited by Saulojiujitsu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this