Sign in to follow this  
josuel

Professor que expulsou falso faixa-preta de academia nos EUA conta sua

Recommended Posts

Tatame Rio de Janeiro28/06/2015 21:00

Professor que expulsou falso faixa-preta de academia nos EUA conta sua versão da história

0387134_360x240.38709677419354.jpg

Ruben Alvarez foi criticado por parte da comunidade do Jiu-Jitsu (Foto reprodução Facebook)

A polêmica envolvendo o professor Ruben Alvarez, que expulsou um aluno falso faixa-preta de sua academia, nos Estados Unidos, ganhou mais um capítulo (veja o vídeo). Após o brasileiro Roberto Cyborg, mestre de Ruben, vir a público comentar o caso, chegou a vez do próprio Ruben falar.

Em entrevista à Danny Segura, no último sábado (27), Ruben contou sua versão de história e detalhou os fatos do ocorrido, que lhe rendeu algumas críticas - boas e ruins - da comunidade do Jiu-Jitsu.

Confira abaixo:

"Ele entrou na minha academia há cerca de dois meses, não tenho muita certeza. Assim que ele chegou eu o recepcionei como todos os outros, dei as boas-vindas... Ele não treinava, ficava apenas observando, mas cada um tem o seu estilo, às vezes ele estava se ambientando antes, eu pensei. Então me falaram que ele tinha lutado Vale Tudo, era faixa preta do Jorge Patino Macaco. Eu fiquei feliz. Pensei: 'É isso, mais um grande faixa preta treinando na Black House'. Sou muito fã do Macaco, me lembro dele da escola antiga.

Então conversamos, ele é mais velho, me disse que não podia rolar pois tinha machucado as costas. Não vi problema naquilo, combinamos dele praticar apenas os fundamentos. Foi aí que dois dias atrás (na sexta-feira, 26), ele me aparece para a aula com uma faixa preta novinha em folha, mas amarrada de forma completamente errada. Eu achei estranho, mas relevei... Depois foram ocorrendo uma séria de situações que só deixaram as coisas mais estranhas. Ele não sabia nenhum movimento, nenhum golpe, nada... Comecei a desconfiar e fui checando com meus alunos e amigos, e descobri que ele realmente não era faixa preta. Chegou em um ponto que eu não consegui ficar quieto e fui cobrá-lo, que é quando começa o vídeo.

Eu trabalhei muito duro para conquistar essa faixa preta em volta da minha cintura. Sacrifiquei relacionamentos, meu corpo, família... Então esse cara chega aqui e acha que é assim. Sei que sou um professor, preciso me manter tranquilo, mas esse é o tipo de coisa que me tira completamente do sério. A razão pelo qual eu postei o vídeo é a seguinte. Esse cara se dizia um faixa-preta. E se ele resolve abrir uma academia? Ou ensinar técnicas de defesa para a polícia? Pessoas falsas precisam ser punidas, e quem é verdadeiro precisa saber quem é falso".

Edited by josuel

Share this post


Link to post
Share on other sites

Admitiu que saiu do sério, mas não se retratou com a arte suave, que deveria dar cabeça fria ao praticante mais graduado. Não agiu como um faixa preta na vida, já que poderia ter queimado o próprio filme ao invés do filme do mentiroso. Sabedoria é a maior das artes e ela não existe sem humildade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só mostrou o amadorismo de sua equipe que aceita qualquer um, só por dizer que e aluno de alguém conhecido.

Edited by didigo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Admitiu que saiu do sério, mas não se retratou com a arte suave, que deveria dar cabeça fria ao praticante mais graduado. Não agiu como um faixa preta na vida, já que poderia ter queimado o próprio filme ao invés do filme do mentiroso. Sabedoria é a maior das artes e ela não existe sem humildade.

poderia mas não queimou. Então não deve ser levada em conta uma possibilidade q não se realizou.

Vitimar quem está errado não ajuda em nada. Só atrapalha e dá força a um charlatão.

Quem está certo é o professor Ruben Alvarez, faixa preta de verdade. Força p ele!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só mostrou o amadorismo de sua equipe que aceita qualquer um, só por dizer que e aluno de alguém conhecido.

Voce se deu o trabalho de ler o relato dele? Ele diz que depois do suposto faixa preta ter entrado na academia e estar treinando que ele ficou sabendo que era faixa preta do Macaco, agora falando de amadorismo por parte da equipe dele, eh serio isso? Em uma aula aberta ele deveria fazer uma triagem? Imagina voce chegando em uma cidade, ae procura uma academia de Jiu, ao entrar em contato descobre que deve esperar 15 dias pois havera jma pesquisa em sei historico... Meu amigo nao eh assim que funciona, academia aberta funciona da seguinte forma, pagou-treinou, acredito que voce deva se confudido acreditando que ele teria entrado para o time de MMA, oque nao eh verdade

Share this post


Link to post
Share on other sites

E de mais a mais sempre cobramos mais atitude por parte dos lutadores, sempre gostamos de ver os lutadores old school, eu não gosto dessa geraçao leite com pera, o professor ta certo em fazer isto!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na minha visão não há lei que obrigue um aluno a usar sua faixa real ao entrar numa academia, pois cabe ao professor a partir dos treinos iniciais avaliar o nível do aluno. Veja bem, se alguém entra numa academia dizendo ser uma faixa abaixo da real, logo isso tornar-se-á nítido e antes que algum outro aluno se machuque o professor deve subi-lo de faixa, sempre foi assim. Ou então colocar pra treinar com uns mais graduados para tomar um amasso e por tabela uma indireta, porém uma indireta didática, e não o que o esse animal "professor" fez. Ao contrário, se alguém diz ser uma faixa maior do que realmente é muito mais fácil a situação, pois ou o cara se garante mesmo e "da conta do recado" ou simplesmente seria suicídio e sinal de extrema imaturidade, cabendo menos ainda uma grosseria como essa que esse animal fez com o aluno. Basta dizer assim: "Aqui você é faixa tal, na próxima aula use sua nova faixa, e seja bem vindo."

Quantas vezes eu vi alunos novos baixarem suas faixas verdadeiras, e poucas vezes aumentarem, mas enfim serem bem recebidos e aos poucos irem se enquadrando na nova academia. O grande problema disso reside no caso desses alunos machucarem alguém, principalmente no caso de ser que usa uma graduação menor do deveria usar. O processo de ensino e a relação professor-aluno passa por situações como essas, nada incomuns, ou será que o professor só trata bem alunos já bem formados psicologicamente? É tão infantil e perigoso entrar numa nova academia se dizendo um faixa preta, que o que esse cara merecia era uma boa conversa e não essa humilhação revoltante que esse PSEUDO-PROFESSOR aluno do Cyborg fez. Se formos levar em consideração a reação do aluno de nítida submissão, vergonha e talvez susto pedindo várias vezes desculpas aí que não tem justificativa mesmo para tanta raiva.

Fica claro o destempero e revolta desse Ruben Alvarez, será que ele ficou realmente afetado assim por se sentir "desrespeitado pelos anos suados no tatame" ou foi apenas uma oportunidade pra extravasar revolta e ignorância, ou porque não gerar mídia e alimentar sua vaidade? É proporcional a resposta dele diante da situação? Será que se fosse um outro aluno um pouco mais mal educado ele não teria partido pras vias de fato? Uma ação como a dele seria compatível caso esse falso faixa preta machucasse algum aluno ou tirasse onda com os menos graduados, aí vale até dar um amasso no cara, ou até no limite da situação expulsá-lo na base da porrada e tomar as devidas providências.

Algo parecido uma vez ocorreu quando eu ainda faixa amarela. Estava num treino na Carlson Gracie levado pelo meu pai, quando meu pai assistindo fora do tatame sentado me disse algo do tipo "faz isso!". O professor famoso hoje em dia simplesmente se dirigiu ao meu pai dizendo: "Se falar novamente vou te tirar daqui." Outro professor vendo a grosseria disse em voz baixa para meu pai: " Não liga não, ele é assim mesmo." Brasileiros mais uma vez mostrando todo seu profissionalismo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal fica de mimimi de "professor pegou pesado", pegou nada ! O cara chega bancando o faixa preta, quantos desses não estão por ai dando aula ? O mínimo que ele podia ter feito era dar um esporro muito do bem dado !

Share this post


Link to post
Share on other sites

O professor nao fez nada demais... Deu um esculhacho e ponto... Nao bateu no cara, nao fez nada... Queria ver o mentiroso treinando com os graduados, ia tomar um pau... Vcs nao sabem a gana que os faixas roxa e marrom costumam recepcionar os pretas que chegam de fora...

Share this post


Link to post
Share on other sites

poderia mas não queimou. Então não deve ser levada em conta uma possibilidade q não se realizou.

Vitimar quem está errado não ajuda em nada. Só atrapalha e dá força a um charlatão.

Quem está certo é o professor Ruben Alvarez, faixa preta de verdade. Força p ele!!!

Concordo plenamente.

Não precisava de vídeo, mas não vi nada de errado na atitude. Errada foi a atitude do falcatrua.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E de mais a mais sempre cobramos mais atitude por parte dos lutadores, sempre gostamos de ver os lutadores old school, eu não gosto dessa geraçao leite com pera, o professor ta certo em fazer isto!

Detesto essa geração ursinhos carinhosos.

Luta é coisa pra homem.

Tava assistindo o passando a guarda retro do 5 mundial eu estava lá! Que saudades cara, lutas de jiu jitsu em campeonato eram muito mais emocionantes. E se parecia mais com luta do que o que se vê hoje em dia...

Share this post


Link to post
Share on other sites

O professor nao fez nada demais... Deu um esculhacho e ponto... Nao bateu no cara, nao fez nada... Queria ver o mentiroso treinando com os graduados, ia tomar um pau... Vcs nao sabem a gana que os faixas roxa e marrom costumam recepcionar os pretas que chegam de fora...

Hoje em dia e assim Masina...na nossa época era tempo ruim tempo todo como dizia o wallid. E a famosa pergunta do Professor Fernandinho "preferia estar com o Maníaco do Parque????"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na minha visão não há lei que obrigue um aluno a usar sua faixa real ao entrar numa academia, pois cabe ao professor a partir dos treinos iniciais avaliar o nível do aluno. Veja bem, se alguém entra numa academia dizendo ser uma faixa abaixo da real, logo isso tornar-se-á nítido e antes que algum outro aluno se machuque o professor deve subi-lo de faixa, sempre foi assim. Ou então colocar pra treinar com uns mais graduados para tomar um amasso e por tabela uma indireta, porém uma indireta didática, e não o que o esse animal "professor" fez. Ao contrário, se alguém diz ser uma faixa maior do que realmente é muito mais fácil a situação, pois ou o cara se garante mesmo e "da conta do recado" ou simplesmente seria suicídio e sinal de extrema imaturidade, cabendo menos ainda uma grosseria como essa que esse animal fez com o aluno. Basta dizer assim: "Aqui você é faixa tal, na próxima aula use sua nova faixa, e seja bem vindo."

Quantas vezes eu vi alunos novos baixarem suas faixas verdadeiras, e poucas vezes aumentarem, mas enfim serem bem recebidos e aos poucos irem se enquadrando na nova academia. O grande problema disso reside no caso desses alunos machucarem alguém, principalmente no caso de ser que usa uma graduação menor do deveria usar. O processo de ensino e a relação professor-aluno passa por situações como essas, nada incomuns, ou será que o professor só trata bem alunos já bem formados psicologicamente? É tão infantil e perigoso entrar numa nova academia se dizendo um faixa preta, que o que esse cara merecia era uma boa conversa e não essa humilhação revoltante que esse PSEUDO-PROFESSOR aluno do Cyborg fez. Se formos levar em consideração a reação do aluno de nítida submissão, vergonha e talvez susto pedindo várias vezes desculpas aí que não tem justificativa mesmo para tanta raiva.

Fica claro o destempero e revolta desse Ruben Alvarez, será que ele ficou realmente afetado assim por se sentir "desrespeitado pelos anos suados no tatame" ou foi apenas uma oportunidade pra extravasar revolta e ignorância, ou porque não gerar mídia e alimentar sua vaidade? É proporcional a resposta dele diante da situação? Será que se fosse um outro aluno um pouco mais mal educado ele não teria partido pras vias de fato? Uma ação como a dele seria compatível caso esse falso faixa preta machucasse algum aluno ou tirasse onda com os menos graduados, aí vale até dar um amasso no cara, ou até no limite da situação expulsá-lo na base da porrada e tomar as devidas providências.

Algo parecido uma vez ocorreu quando eu ainda faixa amarela. Estava num treino na Carlson Gracie levado pelo meu pai, quando meu pai assistindo fora do tatame sentado me disse algo do tipo "faz isso!". O professor famoso hoje em dia simplesmente se dirigiu ao meu pai dizendo: "Se falar novamente vou te tirar daqui." Outro professor vendo a grosseria disse em voz baixa para meu pai: " Não liga não, ele é assim mesmo." Brasileiros mais uma vez mostrando todo seu profissionalismo...

Fala sério xara, que tu tá pensando que é pra chamar o cara de pseudo professor? Qual tua faixa?

E o professor da Carlson fez muito bem em botar teu pai no lugar dele, quem fala e o professor, a menos que teu pai também fosse preta e estivesse no tatame.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje em dia e assim Masina...na nossa época era tempo ruim tempo todo como dizia o wallid. E a famosa pergunta do Professor Fernandinho "preferia estar com o Maníaco do Parque????"

Pois é Valdez, tá tudo muito estranho... Muito mimimi, muito "com licença"... Imagina hoje em dia um professor estimulando os alunos com o shinai, como era no nosso tempo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this