William™

Membros
  • Content Count

    1
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About William™

  1. Boa tarde. @PedroCage, comecei a práticar BJJ há mês e meio, contudo compreendo o que você quer dizer. Academias boas realmente estão difíceis, moro em cidade pequena, por sorte, encontrei uma academia boa (o professor morou e treinou no exterior por volta de 11 anos), lá o treino teoricamente seria de hora e meia, mas, sempre ultrapassa, chegando as vezes próximo a 2 horas. Nosso treino consiste em aquecimento, condicionamento físico, técnica nova, revisão de técnicas passadas anteriormente e rola, é normal o inicio esquecermos os golpes, eu mesmo tenho muita dificuldade para lembrar, porém conforme vou rolando, sinto que a cada dia de treino tenho mais facilidades no rola para lembrar as técnicas, acredito que seja porque sempre temos revisão das técnicas. Agora fico pensativo, o mesmo relato que você fez, meu professor já contou em uma conversa, na maioria dos alunos que chegam de outras academias apresentam dificuldades semelhantes. A questão que ficou para mim é a seguinte: onde está a falha, no aluno ou no professor? Assim como há professores bons e ruins, também há esses dois lados da moeda com os alunos, confesso que com ouvindo o que meu professor conta e com seu relato, pelo menos no meu ponto de vista, há de se pensar, na qualidade da formação do professores e em seus objetivos. Será que eles receberam algo meia boca e repassam o conhecimento como receberam, ou se são bons, mas, só pensam no lucro? não sei onde você mora, mas, onde moro já encontrei academia com apenas uma hora de aula por treino, dando mais horas de aulas, logo se lucra mais. Também há de se pensar no aluno, será que o aluno está realmente se esforçando ou só espera pelo professor? será que está sendo assíduo nas aulas? Já vi caso de pessoas começando não perdendo um treino e algum tempo depois, aparecem 1x semana, diferente da musculação, quanto mais treinamos, mais aperfeiçoamos. Também concordo com o @lamarck, repetição é peça chave, sempre trabalhamos bastante repetição dos golpes, e sempre procuramos aplicar nos rolas do dia as técnicas passadas e revisadas. Para finalizar a dica que posso dar, caso possível for, chegue(m) mais cedo ao tatame e se tiver como, chame algum colega de treino e fale com ele para revisarem os golpes, faça umas repetições de um lado e depois de outro, ou até mesmo em casa, imagine um adversário e aplique a técnica "nele", agora o principal é nunca depender só do professor.