Sign in to follow this  
pipo

À porta: 5 lutadores (e mais alguns) que poderiam chegar ao UFC com vitórias em maio

Recommended Posts

 

 

 
 
On-The-Doorstep-May-2022.jpeg?w=1000&h=600&crop=1
Rei Nolan 
 
11 de maio de 2022 08:00 ET
 

Todo campeão da história do MMA começou em algum lugar.

Para aqueles que chegam ao estágio mais alto, a jornada começa muito antes de calçar as luvas do UFC, Bellator ou PFL. Os lutadores da era moderna progridem nas fileiras regionais com a esperança de alcançar os maiores elogios. Muitos vão tentar, poucos vão conseguir.

Este mês, cinco lutadores à beira de alcançar grande notoriedade na promoção – um pela segunda vez – retornam ao cage para o que poderia ser sua luta de trampolim. Existem dezenas de lutadores perto de dar o salto nas próximas semanas, mas esses cinco são particularmente exemplares.

  • A campeã peso-palha do Invicta FC já abriu caminho para a viralidade na internet. Agora ela procura garantir seu lugar em uma grande lista promocional com uma defesa de título.
  • Desafiando as dificuldades da vida desde tenra idade, um brasileiro está ansioso para capitalizar sua primeira grande oportunidade na LFA – e utilizar sua plataforma para divulgar uma condição rara da pele.
  • O campeão peso galo do CFFC teve altos e baixos a caminho do cinturão, mas pretende mostrar aos chefões do UFC que o produto final vale a espera.
  • Um ex-jogador da Arena Football League começou no MMA um pouco mais tarde do que a maioria, mas está em ritmo acelerado com uma taxa de finalização perfeita – algo que ele espera que o UFC reconheça.
  •  Se você está procurando uma sucata, não procure mais do que o lutador nascido e criado na Geórgia querendo um acordo com o UFC contra um ex-campeão do WSOF no Unified MMA 45.

Emily Ducote

emily-ducote-janaisa-morandin-invicta-fc

Record: 10-6
Idade: 28
Classe de peso: Peso  palha Altura:  5'2″ Local de nascimento:  San Jose, Califórnia. Próxima luta: Quarta-feira contra Alesha Zappitella (9-3) no Invicta 47 em Kansas City, Kansas. ( YouTube )

 

Antecedentes : Uma lutadora da Universidade de Oklahoma City, Emily Ducotevoltou sua atenção para as artes marciais mistas após a conclusão de sua carreira universitária. Ao longo de sua carreira amadora e profissional, Ducote obteve sucesso com 115 libras. No entanto, quando o Bellator, uma promoção que não tem divisão peso-palha, veio à tona, Ducote achou a oportunidade boa demais para deixar passar – mesmo que ela tivesse que disputar uma categoria de peso. Ao longo de seu mandato de oito lutas no Bellator, Ducote foi 4-4. No Bellator 186, em novembro de 2017, Ducote desafiou o então campeão Ilima-Lei Macfarlane pelo título. Ela perdeu por finalização no segundo round. Desde que seu mandato no Bellator chegou ao fim em 2018, Ducote caiu de volta para o peso-palha, onde foi 4-1, incluindo três vitórias na Invicta – incluindo um candidato a Nocaute do Ano em sua luta mais recente,um violento chute na cabeça da ex-lutadora do UFC Danielle Taylor.

The Skinny : Claro, o recorde de Ducote não se destaca no papel, mas veja com quem ela lutou. Ela tem um currículo tão bom quanto qualquer outra novata no MMA feminino e só perdeu para nomes notáveis. Ela é jovem, excitante e experiente. Ela esteve em grandes lutas por grandes promoções, então sua mentalidade é mais forte do que a maioria. Seu sucesso recente chamou a atenção do UFC, que entrou em contato com Ducote para uma oportunidade de curto prazo. No entanto, a logística não deu certo. Isso é um bom sinal. Então você dá um nocaute ridículo e viral em cima disso? Honestamente, é uma pena que o UFC não tenha chamado. Não tenho certeza do que eles estão exatamente esperando, mas outra vitória provavelmente a levará ao topo e ao elenco – ou é o que aconteceria em um mundo justo, pelo menos.

Em suas próprias palavras : “Definitivamente me considero uma atleta de alto nível. Eu mereço estar competindo com atletas de alto nível. Onde quer que você esteja, você pode estar lutando contra pessoas realmente incríveis e de alto nível fora do UFC. Sinto que sempre tenho essas lutas duras e melhoro a cada vez. Não estou preocupado com isso. Não peço brigas. me ofereceram. Me ofereceram lutas duras, oponentes duros. Muitos deles estão no UFC agora.

“Sinto que as cartas não se alinharam para mim, não por falta de habilidade. É porque a porta ainda não abriu. Mas no que diz respeito à habilidade, sim, acho que sou uma atleta de alto nível e definitivamente posso competir com muitas dessas garotas.”

 

Melquizael Costa

279895679_711599423312079_77909620004281

Imagem via Melquizael Costa

Recorde: 17-4
Idade: 25 Categoria de
peso: Leve Altura: 5'10″ Naturalidade: Porto de Moz, Pará, Brasil Próxima luta: Sexta-feira contra Italo Gomes (10-2) no LFA 132 no Rio de Janeiro ( UFC Fight Passe )

 

Antecedentes : Melquizael Costa cresceu no Brasil. O que começou como uma infância típica deu um pivô quando Costa começou a apresentar sinais de vitiligo, uma rara descoloração da pele. A condição não era compreendida na época, então veio a discriminação. Os pais não queriam que seus filhos brincassem com ele, pois achavam que ele tinha lepra. Na academia de MMA, porém, Costa se sentiu igual. O que começou como um hobby para construir autodefesa rapidamente se tornou uma carreira idealista. Ele se apaixonou e a jornada começou.

O Magro: Integrante da Chute Boxe, sob o comando do técnico João Emilio, Costa lutou bem e lutou com frequência. Nos últimos oito anos, ele competiu 21 vezes como profissional. Ele atualmente monta uma sequência de cinco vitórias consecutivas em seu primeiro evento principal da LFA. Todos nós conhecemos o palco e os holofotes que vem com a LFA, a principal liga de alimentação do UFC e do Bellator. Caso ele derrube (ou nocauteie) o companheiro de topo Italo Gomes, ele é alguém que as grandes promoções devem querer. Ele tem uma personalidade divertida e estilo de luta. Talvez ele pareça um pouco diferente, por causa de seu vitiligo – mas ele será o primeiro a dizer, ele é capaz de se destacar na mente das pessoas por causa disso. Se todos fossem iguais no mundo do MMA, as coisas seriam chatas. Ele tem a oportunidade de plataforma vitiligo para fins de aceitação enquanto também vive um sonho.

Em suas próprias palavras : “Sempre tive que superar muito para chegar onde estou. A cidade que eu morava, eram três dias de barco (viagem) da capital do meu estado. Desde então, venho perseverando e levando essa energia com meu irmão e tentando me colocar em um nível alto. Hoje, sinto-me bastante confiante nas minhas capacidades. Eu olho para cada show do UFC. Eu não sinto falta de um. Eu olho para todos os caras da minha divisão, tanto os leves quanto os penas.”

“Você acabou de ver meu companheiro de equipe Joanderson Tubarāo (Brito). Aquele soco com que ele nocauteou Andre Fili, eu tomo isso todos os dias – e eu sobrevivi. Então eu sei que posso entrar lá e competir com os caras. Eu me olho agora e me vejo entre os cinco primeiros das divisões de penas e leves. Eu sei que tenho que dar um passo de cada vez e é isso que tenho agora. Eu tenho essa luta com LFA. Já sinto que posso estar lá e espero um dia estar lá.”

“… Gosto de dizer que sou imprevisível. Acho que me supero em todos os lugares. Você vai ver no meu histórico, eu tenho cinco vitórias por nocaute, seis vitórias por finalização, seis vitórias por decisão. Eu posso fazer tudo. Eu tiro coisas do nada. Você vai me ver de repente dar um chute giratório para trás ou algo que ninguém nunca viu, ou alguma submissão maluca. Tenho tudo no meu arsenal e acho que é isso que me diferencia dos outros lutadores.”

Da'Mon Blackshear

bellator-249-damon-blackshear-mike-kimbe

Record: 11-4
Idade: 27 Categoria de
peso: Galo Altura: 5'10” Local de nascimento: Philadelphia Próxima luta: 14 de maio contra Josh Smith (11-7) no CFFC 108 em Bensalem, Penn. ( Passe de luta do UFC )

 

Antecedentes : Claro, seu pai era um boxeador profissional. Mas para Da'Mon Blackshear , seu bairro enquanto crescia foi o que o influenciou para a luta. Blackshear teve sucesso nas ruas e imaginou que isso se traduziria na gaiola. Desde os 11 anos, tem sido seu sonho alcançar as alturas mais altas do mundo do MMA. As brigas de rua foram suas primeiras experiências, mas o jiu-jitsu foi sua primeira aula organizada. A luta livre do ensino médio seguiu logo depois, seguida pela participação no programa nacional sem fins lucrativos “Beat the Streets”. Ele se enraizou no mundo do grappling, algo que mantém com ele quando se aproxima de sua 16ª luta profissional.

The Skinny : Desde os primeiros dias de sua carreira profissional, Blackshear tem sido o cara disposto a entrar e lutar contra qualquer um. Mesmo quando estava em desvantagem de experiência, ele entrava em território inimigo para tentar destronar o favorito local. Isso significava que as coisas não eram totalmente fáceis. Ele perdia às vezes. Mas ele enfrentou alguns desafios úteis ao longo do caminho, incluindo derrotas para Pat Sabatini e Kris Moutinho, além de uma vitória sobre o atual peso leve do UFC, Nikolas Motta. Uma mudança semi-recente para Jackson Wink em Albuquerque, NM, despertou a consistência de Blackshear, que venceu cinco de seis, incluindo uma luta pelo título do CFFC em sua partida mais recente em novembro. Se ele ainda não está no radar do UFC, mais um “W” deve resolver.

Em suas próprias palavras : “(Minha melhora recente) é por causa da mudança de academia e apenas crescendo. Estou ficando mais maduro. Acho que essas são as maiores mudanças.

“… A luta é pelo CFFC. Um dos antigos donos do cinturão, Aljamain Sterling, é o campeão do UFC. Dana White colocou cartazes na última vez que lutei, dizendo que os campeões do CFFC, eles se saem bem. Não tenho dúvidas de que deveria ter olhos olhando para mim. … Absolutamente, absolutamente, sinto que sou um dos melhores lutadores do mundo agora, antes mesmo de ter o dinheiro e as comodidades e todas as outras coisas que vêm com estar no UFC – antes de chegar ao nível acima. Sinto que onde estou agora, posso competir com os melhores.

 

Kris Vereen

kris-vereen-cffc-may-2022.jpg?w=640

Record: 5-0
Idade: 32
Categoria de peso: Welterweight Altura: 5'11” Local de nascimento: Enid, Okla. Próxima luta: 21 de maio vs. TBA no B2 Fighting Series em Oklahoma City, Oklahoma.

 

Antecedentes : Um jogador de futebol universitário da East Central University em Ada, Oklahoma, Kris Vereen tentou entrar na CFL e desembarcou na Arena Football League. Depois de algumas semanas, ele foi cortado. Para expandir seus horizontes aléticos, ele entrou em uma academia de MMA. Seu amigo Kelvin Rayford o desafiou para uma aula de judô. Vereen admite que ele era arrogante, mas rapidamente comeu uma torta humilde enquanto um adolescente o jogava de um lado para o outro. Competições ou brigas não estavam na agenda, mas as oportunidades se apresentaram e sua trajetória de vida mudou. Eventualmente, ele se encontrou com o ex-UFC Mark De La Rosa e o resto foi história.

The Skinny : Invicto em 5-0, Vereen teve sete lutas profissionais, incluindo duas no contest. Ele tem 32 anos, o que é mais velho para seu nível de experiência, mas é importante lembrar que ele trouxe um nível incomum de atletismo para o MMA como jogador de futebol universitário e profissional. Até agora, ele provou ser um finalizador – com uma taxa de 100 por cento de terminar lutas dentro da distância. Se ele for lá e cuidar dos negócios no B2 Fighting Series, ele parece ser um candidato perfeito para o Dana White's Contender Series. Pode ser cedo demais? Pode ser. Ele poderia estar à frente de onde os críticos pensam que ele está? Absolutamente. Que melhor medida do que ir contra outro grande prospecto com um acordo com o UFC em jogo?

Em suas próprias palavras : “Absolutamente, acho que serei alguém no radar deles (com outra vitória). Estou pronto para isso. Sete meses depois, muitos lutadores estão chateados. Eles não brigaram. Eles estão no sofá, comendo batatas fritas. Eu não, cara. Eu estava na academia com meus companheiros de equipe preparando-os para as lutas, ficando cada vez melhores. Se eu tiver essa oportunidade, conseguirei essa finalização e sou abençoado, então sim senhor, acho que estou nesse radar.”

“… Sinto que preciso de algum trabalho, mas não estou contente. Qualquer luta que eu venço, sinto que quero melhorar. Eu sou o tipo de cara que vai descobrir quando eu chegar lá. É fazer ou quebrar. Ou você vai subir ou não vai. É uma daquelas coisas ali. Vou descobrir quando chegar a esse ponto na minha vida. Vou descobrir se estou pronto para isso. Acho que vou ser. Eu tenho os treinadores. Eu tenho o sistema de suporte atrás de mim. Mas apenas uma maneira de descobrir: entrar nesse octógono.”

“… Sou humilde e realista. O que isso significa é que eu não sou o cara que fala besteira nas redes sociais. Eu não sou o cara que vai ficar na cara do outro cara na pesagem. Eu mostro respeito a todos os oponentes. Depois de pesar, trago meu oponente Pedialytes e lanches. Eu sou um cara legal. Eu realmente sou. Eu não acredito em nada disso. Acredito que apertamos as mãos. Nós vamos lutar a próxima luta. Que vença o melhor lutador. Quando faço um post de luta, sempre digo: 'Ganhar, perder ou empatar, independentemente de você ver um novo eu'”.

 

Robert Hale

Robert-Hale.jpeg?w=640

Record: 11-5
Idade: 29 Categoria de
peso: Welterweight Altura: 5'11” Local de nascimento: Columbus, Ga. Próxima luta: 27 de maio contra Ryan Ford (23-5) no Unified MMA 45 em Enoch, Alberta, Canadá ( UFC Passe de Luta )

 

Antecedentes : Robert Hale seguiu uma carreira no futebol universitário, mas as coisas não deram certo. Ele se voltou para a vida normal de estudante depois disso, que foi quando conheceu o Strikeforce, depois o “The Ultimate Fighter”, a 17ª temporada com os treinadores Jon Jones e Chael Sonnen. Lá ele viu um lutador do seu pescoço da floresta, Clint Hester, que passou a ter um punhado de lutas no UFC. Por sugestão do pai, Hale decidiu dar uma chance ao MMA. E que melhor maneira de fazer isso do que se encontrar com o próprio Hester na X3 Sports? Então foi isso que Hale fez.

The Skinny : De sua carreira amadora, passando por sua estreia profissional em junho de 2017, até os dias atuais, Hale ganhou e perdeu. Por tudo isso, no entanto, Hale tem marchado a longo prazo para a frente e para cima. As perdas foram experiências de aprendizado. Mesmo quando derrotado, ele geralmente se afastava de uma luta dando um show divertido para os fãs. Agora, estabelecido no meio-médio, Hale admite que ainda está juntando todas as facetas – mas a consistência finalmente o encontrou. Aquilo é enorme. Se ele for e derrubar um ex-campeão do WSOF com 23 vitórias profissionais, Ryan Ford, no Unified MMA 45, Hale certamente deve, no mínimo, ser convocado para o Dana White's Contender Series neste verão.

Em suas próprias palavras : “Estou tentando ser o maior showman que este esporte já viu. Eu posso falar bem. Eu ando bem. Eu me visto bem. Eu pareço bem. Eu executo bem. Eu tento manter tudo em um ritmo constante e tento ter certeza de que tudo está lidando e estável e alinhado da maneira apropriada.

“… Estou pronto para bater na porta por um minuto. Sinto que este é o passo certo. É aqui que vou. É a direção certa. Eu não posso esperar. Assim que eu colocar meu pé na porta, eu não vou simplesmente abrir a porta com um chute. Vou garantir que a porta permaneça aberta, não apenas para mim, mas também para meus companheiros de equipe. … (A chamada) virá, especialmente quando eu vencer Ryan Ford do jeito que vou vencê-lo. … KO no primeiro round. Sinto que um chute na cabeça ou um soco direto vão acertar.”

 

Vale a pena assistir lutadores que não entraram na lista, mas estão à beira de algo grande:

  • Garrett Armfield (7-2) – 6 de maio def. Steven Graham (10-6) por nocaute técnico no FAC 13 em Independence, Missouri ( UFC Fight Pass )
  • Don Shainis (12-3) – 6 de maio def. Cody Pfister (16-9-1) por nocaute técnico no FAC 13 em Independence, Missouri ( UFC Fight Pass )
  • Myktybek Orolbay (7-1) – 6 de maio def. Jalin Fuller (6-2) por decisão unânime no LFA 131 em Oshkosh, Wisconsin ( UFC Fight Pass
  • Daniel Argueta (8-0) – 6 de maio def. Diego Silva (14-7) por decisão dividida no LFA 131 em Oshkosh, Wisconsin ( UFC Fight Pass )
  • Anthony Canzano (7-1) – 9 de maio def. Nate Smith (6-4) no Fury FC 61 em Edinburg, Texas ( UFC Fight Pass )
  • Yasmin Castanho (5-0) – 13 de maio x Bruna Brasil (6-2-1) no LFA 132 no Rio de Janeiro, Brasil ( UFC Fight Pass )
  • Luan Luiz Lacerda (11-1) – 13 de maio vs. Marciley Alves (9-2) no LFA 132 no Rio de Janeiro, Brasil ( UFC Fight Pass )
  • Italo Gomes (10-2) – 13 de maio vs. Melky Costa (17-4) no LFA 132 no Rio de Janeiro, Brasil ( UFC Fight Pass )
  • Terrance Jean-Jacques (7-3) – 14 de maio vs Yimaz Wildman (4-1) no RUF 47 em Phoenix
  • Dariya Zheleznyakova (6-0) – 20 de maio vs. Liana Jojua (8-5) no ARES 6 em Paris ( UFC Fight Pass )
  • Aleksandr Maslov (9-1) – 20 de maio contra Szymon Bajor (23-9) no ARES 6 em Paris ( UFC Fight Pass )
  • Muslim Tulshaev (10-2) – 20 de maio contra Leonardo Damiani (10-4-1) no ARES 6 em Paris ( UFC Fight Pass )
  • Francis Marshall (5-0) – 20 de maio contra Solo Hatley Jr. (9-5) no Ring of Combat 76 em Atlantic City, NJ
  • Manuel Sousa (8-0) – 27 de maio x Felipe Maia (11-5) no CFFC 109 na Filadélfia ( UFC Fight Pass )
  • Hugo Paiva (5-0) – 27 de maio x Santo Curatolo (6-2) no CFFC 109 na Filadélfia ( UFC Fight Pass )
  • Chris Larsen (6-2) – 27 de maio vs. Rashad Coulter (9-5) no Unified MMA 45 em Enoch, Alberta, Canadá ( UFC Fight Pass )
  • Jack Becker (10-2) – 29 de maio vs. Aidan Aguilera (8-5) no Eternal MMA 66 em Perth, Austrália Ocidental, Austrália ( UFC Fight Pass )

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na torcida pela menina do Invicta que aparece com um Top escrito "Gordinha" rsrs e para o brasileiro Melzaquiel. Mas todos que estão beirando ou passaram dos 30 e ainda não entraram no UFC, precisarão fazer muito barulho...O próprio Dana um dia disse que não contrata pessoas com mais de 35...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this