Sign in to follow this  
Ultimate Fighter

Ex-campeão do UFC questiona atletas que se aposentam de forma invicta do MMA

Recommended Posts

Ex-campeão do UFC questiona atletas que se aposentam de forma invicta do MMA

 

Imagem

Veterano do MMA, Dominick Cruz já viveu de tudo um pouco no esporte. O americano conheceu a glória de ser campeão do peso-galo (61 kg) durante anos, mas conviveu com constantes lesões por um longo período. Agora, o ex-campeão da categoria do UFC, que atua como lutador e comentarista, opinou sobre os atletas que só conhecem o lado bom da história e decidem se aposentar da modalidade sem passar por qualquer tipo de sofrimento.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Cruz relembrou dos momentos de angústia que atravessou em sua trajetória, porém garantiu que passar por essa experiência o fortaleceu em âmbito pessoal e profissional. Vale lembrar que, em duas oportunidades, o americano sofreu graves lesões nos joelhos, que o fizeram perder anos de carreira. Na primeira delas, ‘The Dominator’ ficou afastado no período entre 2011 e 2014 e, na segunda, de 2016 até 2020. Mesmo aos 36 anos, idade avançada para praticar esportes de combate, o veterano segue ativo.

É bem verdade que Cruz não apresenta o desempenho e resultados de outrora no octógono, porém, ao menos, é competitivo. De qualquer forma, o veterano garantiu que não se arrepende das decisões que tomou em sua carreira. Pelo contrário, ‘The Dominator’ contou que ficaria arrependido em se aposentar na primeira grave lesão que teve. Sendo assim, o ex-campeão do UFC não perdoou os atletas que saem de cena invictos, como Khabib Nurmagomedov. O motivo é simples, pois, de acordo com o americano, a derrota é necessária para o processo de amadurecimento e evolução de qualquer lutador profissional.

“Todos me abandonaram, nada dava certo, eu estava deprimido. Tive que encontrar uma maneira de fazer a diferença para sair do meu próprio caminho. Vejo este esporte de um estado de espírito completamente diferente hoje em dia, porque tive que reescrever minhas crenças conforme ganhei e perdi. Essa é uma das razões pelas quais estou aqui. Nunca senti tanta perda em dois anos da minha vida. Para voltar e vencer novamente depois de sentir aquela derrota, não há compreensão de si mesmo assim. Qualquer atleta que deixou o esporte invicto, eu questiono. Você está realmente invicto ou não se desafiou o máximo que poderia? E se você fez isso, como seria do outro lado?”, declarou o ex-campeão do UFC, antes de completar.

“Eu entendo, você está invicto, mas está invicto ou poderia apenas ter pressionado um pouco mais para chegar ao próximo nível e obter aquela perda? Então volte, se recupere da perda com uma vitória e veja qual é o seu próximo nível, sua próxima evolução na vida. Não se trata apenas de ganhar, perder e ser perfeito. Nada na vida é isso. Você não pode evitar a derrota, você não pode evitar a dor, você não pode se esquivar de nada disso. Então, qual é o ponto? Você pode muito bem ir direto ao ponto. A questão é: quando acontecer, o que você vai fazer? Você vai simplesmente desistir, dizer que está aposentado e desistir ou vai voltar a montar o cavalo e ver o que mais você pode fazer? Tive a sorte de ter essa experiência e ainda estou nessa jornada. Veremos o que vem a seguir”, concluiu.

Dominick Cruz, de 36 anos, estreou no esporte em 2005, disputou 26 lutas, venceu 23 e perdeu três vezes. Apesar do impressionante registro, o veterano ficou afastado durante boa parte de sua carreira por conta das constantes lesões. Mesmo assim, o ex-campeão do peso-galo do UFC é apontado por parte da comunidade do MMA como o melhor lutador da história da categoria. Atualmente, ‘The Dominator’ se encontra em décimo lugar no ranking da divisão e possui vitórias marcantes sobre Brian Bowles, Casey Kenney, Demetrious Johnson, Ian McCall, Joseph Benavidez (duas vezes), TJ Dillashaw e Urijah Faber (duas vezes).


https://agfight.com/ufc/ex-campeao-do-u ... ta-do-mma/
 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com ele. Tiro o chapéu para o Adesanya! No auge da invencibilidade subiu de categoria na mesma epoca que lançou a ideia, sem mimimi, tomou um sacode e voltou a lutar com a mesma áurea de invicto. 

Edited by Castor troy

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não é possível agradar a todos… o cara que se aposenta invicto é covarde e o cara que insiste em continuar lutando está manchando o cartel e o legado!

É como na natureza, os leões macho vivem bem menos que no cativeiro pois precisam defender sua “alcateia” de outros leões mais jovens que vem desafia-los e querem tomar sua “alcateia”…. Chega num momento que o Leão abandona a alcateia ou morre em combate

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Castor troy disse:

Concordo com ele. Tiro o chapéu para o Adesanya! No auge da invencibilidade subiu de categoria na mesma epoca que lançou a ideia, sem mimimi, tomou um sacode e voltou a lutar com a mesma áurea de invicto. 

Bem por aí

Mtos fãs romantizam o legado/invencibilidade, mas a realidade é exatamente essa q Cruz relatou.

A era UFC não permite mais essa narrativa.  No Pride ainda era possível uma turnê dos campeões batendo em lutadores freaks ou japoneses e assim alimentando a narrativa dos xx lutas/anos invencíveis etc.

Agora ou se aposenta com medo da derrota ou lida com ela como Adesanya fez.  Como Holloway tb fez contra Poirier.  Um grande lutador tb se vê nesses momentos 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vc está realmente invicto ou não se desafiou o máximo que poderia.

 

Excelente frase

 

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
45 minutos atrás, Roizman disse:

Vc está realmente invicto ou não se desafiou o máximo que poderia.

 

Excelente frase

 

 

 

 

 

 

 

Discordo. 
 

Khabib lutou 29 vezes…

 

Qual é a lógica de ser obrigado (moralmente) a lutar até perder? Esse não é o objetivo de ninguém.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Castor troy disse:

Concordo com ele. Tiro o chapéu para o Adesanya! No auge da invencibilidade subiu de categoria na mesma epoca que lançou a ideia, sem mimimi, tomou um sacode e voltou a lutar com a mesma áurea de invicto. 

Acho que tomar sacode é um exagero, dada a diferença física ele foi bem mesmo

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Andrey disse:

Discordo. 
 

Khabib lutou 29 vezes…

 

Qual é a lógica de ser obrigado (moralmente) a lutar até perder? Esse não é o objetivo de ninguém.

Pelo jeito vc é muito fã do khahib,  pois se vc reparar bem até esse seu comentário,  ninguém citou o nome do khahib, nem o ex campeão Dominick e nem os foristas, talvez o Dominick estivesse se referindo ao Rickson, que  resolveu manter o legado se aposentando invicto. 

 

Edited by Ultimate Fighter

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Ultimate Fighter disse:

Pelo jeito vc é muito fã do khahib,  pois se vc reparar bem até esse seu comentário,  ninguém citou o nome do khahib até agora, nem o ex campeão Dominick e nem os foristas, talvez o Dominick estivesse se referindo ao Rickson, que  resolveu manter o legado se aposentando invicto. 

 

Rickson parou por conta da morte do Rockson, Khabib parou por conta da morte do pai. São questões pessoais mesmo

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Ultimate Fighter disse:

Pelo jeito vc é muito fã do khahib,  pois se vc reparar bem até esse seu comentário,  ninguém citou o nome do khahib, nem o ex campeão Dominick e nem os foristas, talvez o Dominick estivesse se referindo ao Rickson, que  resolveu manter o legado se aposentando invicto. 

 

Nada a ver, Alex. Eu citei um aposentado invicto e é mais provável que o DC esteja falando dele do que do Rickson, que é da época do valetudo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Andrey disse:

Nada a ver, Alex. Eu citei um aposentado invicto e é mais provável que o DC esteja falando dele do que do Rickson, que é da época do valetudo.

Eu sei, tô brincando,  o próprio entrevistador falou do khahib pra vender a manchete. 

Mas sobre o questionamento, cada um para a hora que quiser, mas o khahib tinha esse pensamento fixo de entrar pra história,  ter um recorde de 30 a 0 varrendo a categoria, aí ele resolve parar faltando uma luta(Charles) para varrer a categoria toda e de quebra atingir sua meta de 30 a 0, ok teve a morte do pai, mas ao invés de aposentar não seria mais bonito honrar o nome do pai e tentar bater o record das 30 lutas finalizando o Charles? 

Mas cada um cada um, se ele preferiu assim, só nos resta lamentar .

Share this post


Link to post
Share on other sites
28 minutos atrás, Ultimate Fighter disse:

Eu sei, tô brincando,  o próprio entrevistador falou do khahib pra vender a manchete. 

Mas sobre o questionamento, cada um para a hora que quiser, mas o khahib tinha esse pensamento fixo de entrar pra história,  ter um recorde de 30 a 0 varrendo a categoria, aí ele resolve parar faltando uma luta(Charles) para varrer a categoria toda e de quebra atingir sua meta de 30 a 0, ok teve a morte do pai, mas ao invés de aposentar não seria mais bonito honrar o nome do pai e tentar bater o record das 30 lutas finalizando o Charles? 

Mas cada um cada um, se ele preferiu assim, só nos resta lamentar .

Tire da cabeça que ele é frouxo e que parou por medo do Charles, como vc disse  no outro tópico, irmão. Kkkkkkkkk

 

Não da de julgar alguém que parou pelo fato do pai, mentor, treinador e melhor amigo ter falecido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this