Sign in to follow this  
Eder Jofre55

Dillashaw revela lesões em camp e explica porque não desistiu de encarar Sandhagen

Recommended Posts

Dillashaw revela lesões em camp e explica porque não desistiu de encarar Sandhagen

Diego Ribas

Vindo de um hiato de mais de dois anos, devido à suspensão por doping que precisou cumprir, TJ Dillashaw retornou à ação no último sábado (24), com uma vitória sobre Cory Sandhagen, por decisão dividida dos juízes, na luta principal do UFC Vegas 32. Durante grande parte do combate, o ex-campeão peso-galo (61 kg) precisou lidar com uma lesão no joelho esquerdo, sofrida ainda no primeiro round, mas este não foi o único obstáculo pelo qual o veterano precisou passar.

Em conversa com os jornalistas durante a coletiva de imprensa pós-evento, Dillashaw revelou ter tido uma preparação conturbada, especialmente no que diz respeito à sua saúde. De acordo com o americano, várias lesões o atormentaram durante seu camp, e em diferentes partes do corpo. Ainda assim, o veterano descartou que tenha pensado na possibilidade de se retirar novamente da luta e justificou citando o longo período afastado do esporte.

Vale lembrar que, inicialmente, o duelo entre Dillashaw e Sandhagen estava marcado para acontecer no dia 8 de maio, mas precisou ser adiado por conta de um corte sofrido pelo ex-campeão durante seus treinamentos de preparação.

“Eu tive um camp muito, muito, muito duro. Eu não consegui nem fazer sparring durante todo esse camp. O primeiro camp que eu fiz, já que nós deveríamos lutar dia 8 de maio, transcorreu tranquilo, tirando o corte. Eu pude fazer sparring. Meu corte estava melhorando. No segundo camp, eu não consegui me manter saudável. A primeira lesão foi um nervo comprimido no meu pé. Até dois dias atrás, eu tinha que treinar de sapato. Isso é a pior coisa com que eu poderia estar lidando”, contou Dillashaw, antes de continuar.

“Eu rompi meu MCL (ligamento medial colateral) no meu joelho direito. Eu machuquei meu ombro esquerdo também. O camp inteiro. Foi um camp muito duro. Eu, obviamente, não queria falar sobre isso. Eu não queria dar nenhuma desculpa. Eu só precisava entrar lá. Já tinha tempo para c*** (que não lutava). Não tinha a menor chance de eu me retirar da luta”, finalizou.

Ex-campeão peso-galo do Ultimate, TJ Dillashaw foi suspenso por dois anos pela USADA (agência americana antidoping) após ser flagrado com substâncias proibidas em seu organismo em exames antidoping realizados antes e depois de sua luta contra Henry Cejudo, em janeiro de 2019, válida pelo cinturão peso-mosca (57 kg) do UFC. Além do afastamento do esporte, o americano também perdeu o título dos galos em decorrência da infração.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A duvida é se o manual está sendo  usado na versão winner ou se estivesse sem as lesões teria vencido por nocaute ou finalização ...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Seja como for, não curto essas declarações de lesão depois da luta, mesmo quando o cara ganha. Se perde e fala da lesão é ainda pior, mas ganhar e falar me dá a impressão de estar menosprezando o cara que ele venceu, meio que assim: "olha, eu estava com lesão, mas isso não me impediu de ganhar do cara". Se estivesse 100%, teria estuprado meu adversário!". Foda!

E detalhe: na minha opinião o TJ perdeu essa luta, mas vida que segue!

Edited by Odorico

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 7/26/2021 at 10:08 PM, Eder Jofre55 disse:

A duvida é se o manual está sendo  usado na versão winner ou se estivesse sem as lesões teria vencido por nocaute ou finalização ...

O Manual Team Nogueira, na nova versão, tem o capítulo chamado “desculpas para vitórias não-convicentes”

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, eu acredito que mesmo se estivesse (se é que não estava) saudável, o transcorrer da luta seria bem parecido. TJ tem falhas no seu boxe, principalmente na parte defensiva, uma vez que confia quase que 100% no seu jogo de pernas. Foi vazado pelo Cody e pelo Cejudo, assim como foi pelo Sandhagen, que respeitou demais o TJ. Achei que ele desacelerou demais nos 3 últimos rounds, embora na minha opinião tenha feito o suficiente pra vencer: tocou e não foi tocado. Acabou a luta praticamente sem danos, enquanto TJ estava com o rosto desfigurado e sem andar.

Pra mim o resultado era claro. Foi um belo de um garfo. Um bateu, o outro apanhou.

Acredito q o TJ seja o mesmo lutador, mas a categoria evoluiu demais. Yan e Sandhagen são os melhores e inevitavelmente vão acabar disputando a cinta

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this