oxeboxing

ONE on TNT I

Recommended Posts

Agora, NEGO DÁGUA disse:

Achei que o professor  adoptou  algo como trabalhar boxena curta  tailandês  geralmente  não  faz isso pelo cotovelo  ,já  vii o gancho e aberto e estranho pq jogam na longa..

Mas também  já  vi Anuant ( não  se escrevi assim) joga boxe excelente  é  o chamado thai matt que pega de mão  e low kick.

Dizem  que o tailandês  ta bem aberto ultimamente a modernidade 

Tem escolas tailandesas muito boas de mão, outras de cotovelo, outras de chute, clinch e por aí vai...o Rodtang consegue mixar muito bem as 8 armas, tem um excelente condicionamento físico e é showman, pacote completo pra ser uma estrela. Já teve vários tailandeses inclusive ao longo da história que foram campeões mundiais de Boxe.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse não pude assistir estava trabalhando. 

Agora uma coisa é inegável a presença dos ex atletas do UFC faz uma diferença enorme, esse evento teve muita repercussão. 

Durante os períodos mais críticos da pandemia o One além de ter dado uma pausa ficou um bom tempo focado em eventos menores na Tailândia com ênfase no muay thai, não faz muito tempo no retorno dos grandes cards de MMA fez um evento bem grande com 3 disputas de cinturão e com duas das maiores estrelas do evento perdendo a cinta pela via rápida, esse card foi praticamente ignorado no ocidente. 

Hoje com os dois ex UFC e principalmente com o resultado das lutas teve uma repercussão muito grande, pela derrota do DJ por KO e aquele final da luta do Alvarez muita gente linkou com Yan x Aljamain. 

No mais, um dos últimos grandes foi kozado, dos maiores da história agora só falta o Jones cair babando. 

Adriano foi impecável, vitória enorme e finalmente passa a ser reconhecido.

Muito gente comparando Alvarez x Lapicus com Yan x Aljamain, eu sinceramente acho que são duas situações completamente diferentes.

Concordo com a maioria, praticamente todo mundo considera que o Alvarez foi prejudicado e deveria ter vencido por TKO, diferente do Aljamaica que surpreendido pela joelhada o Lapicus se posicionou para os golpes acertarem a parte de trás da cabeça, não estava conseguindo sair e estava sentindo os golpes legais atrás da orelha, virou a cabeça pra ser atingido na parte de trás e depois fez o showzinho.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Tanta coisa construtiva possível para se comentar do evento, não entendo para que fazer um comentário provocativo a outros foristas. Com frequência faz esse mesmo tipo de comentário em outros tópicos. Não precisa provocar outros foristas para provar qualquer coisa que queira ressaltar. Estou falando na boa mesmo.

É um ponto de vista a meu respeito aceitável e posso me conter nos próximos.

Mas faça igual e tente ver pelo meu lado ao escrever:

Eu ressaltando esse papo de segunda divisão estou enaltecendo o evento! Mostrando que além da ótima promoção, tem lutadores de primeiro nível. Imagino que tenha suas politicagens mas é um evento que só de não ter uma Reebok ou Venum monopolizando o patrocínio, já mostra mais respeito aos atletas.

Combinamos o seguinte, toda vez que alguém vir com esse papo furado de segunda divisão, responda como respondeu a essas pessoas. Assim como na última luta do Pittbull que o cara venceu super bem e tinha gente dizendo que ele pra provar que era bom deveria ir pra primeira divisão.

Nessa ocasião eu não te vi falando que haviam coisas construtivas a serem ditas ao invés de diminuir o feito do cara.

 

Então sim, enquanto houver esse papo de menosprezo a outros eventos e atletas, sempre que um deles calar a boca da galera fazendo como o Moraes fez com o DJ que era top p4p no UFC, eu vou lembra-los que primeira e segunda divisão só tem na cabeça de vcs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, André Filho disse:

O problema que basta termos uma opinião diferente, para vir um e dizer que tal pessoa não entende nada de MMA, sendo que aqui é um fórum e são justamente as opiniões diversas que mantém esse espaço ativo.

Foda isso.

A gente que fala o que quer temos que aceitar quando falam algo contrário.

Share this post


Link to post
Share on other sites
34 minutos atrás, Silverchair disse:

É um ponto de vista a meu respeito aceitável e posso me conter nos próximos.

Mas faça igual e tente ver pelo meu lado ao escrever:

Eu ressaltando esse papo de segunda divisão estou enaltecendo o evento! Mostrando que além da ótima promoção, tem lutadores de primeiro nível. Imagino que tenha suas politicagens mas é um evento que só de não ter uma Reebok ou Venum monopolizando o patrocínio, já mostra mais respeito aos atletas.

Combinamos o seguinte, toda vez que alguém vir com esse papo furado de segunda divisão, responda como respondeu a essas pessoas. Assim como na última luta do Pittbull que o cara venceu super bem e tinha gente dizendo que ele pra provar que era bom deveria ir pra primeira divisão.

Nessa ocasião eu não te vi falando que haviam coisas construtivas a serem ditas ao invés de diminuir o feito do cara.

Então sim, enquanto houver esse papo de menosprezo a outros eventos e atletas, sempre que um deles calar a boca da galera fazendo como o Moraes fez com o DJ que era top p4p no UFC, eu vou lembra-los que primeira e segunda divisão só tem na cabeça de vcs.

Ok, amigo, continue com essa postura, se acha que provocar quem pensa de outra forma é a melhor forma para o fórum de mostrar seu ponto, vai fundo. Não vou entrar nessa questão de novo que já demonstrou seu nível de discernimento nelas. Abs. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Eu andei vendo uns eventos do Glory há mais tempo e não me animou muito, mas não acompanho. As últimas lutas que vi foram do Poatan e de lutas que tinha nos eventos dele. Eu acredito que o jogo de pernas, seja movimentando ou se posicionando, como um dos principais fatores 'científico' das lutas de trocação, no kickboxing os caras usam muito pouco, e tendem a abusar dos bloqueios e trocação mais franca, isso me incomoda muito. haha  

Depende  essa luta de thai do One  foge ou elas fogem a toda dinâmica  das lutas de Thai quase nenhum jogo de perna é  punido ate como fugir da luta ou falta de postura no evento  rola uma adaptação  a regra.

Sobre o kickboxing hj rola uma certa influência  thai na parada muito lugar se deixou  de ser " muay thai" pra virar muay thai  de verdade so que se continuou lutando kickboxing  e isso  tendi a prejudicar  o jogo ou ate mesmo  uma certa deficiência no boxe não  adianta  todo atleta de trocacao  tem ir treinar boxe pra pegar o jeito da parada ,não  que no MMA  não  vai dar mas na trocacao  ate buakaw foi atrás. 

MMA  Jose  aldo era mais matador mais  no Wec mas no UFC  veja melhora do boxe depois decaiu tudo..

Rafael  Cordeiro  totalmente  diferente  hj em dia a parte de mão  o qual ele fiz que estudou nos eua e no inicio ele ate terceirizava essa parte depois englobou isso e ficou excelente .

Uma coisa que eu notei e veja a evolução  do kickboxing  nacional  maia em São  Paulo  os caras  lá  pegaram  uma identidade  do kick nacional  o nosso Brazilian  thai e misturaram  com estilp europeu mas todos competiram  no boxe em São  Paulo  repare Micheletti,Cesinha,Poatan todos tem um jogo de perna diferente. 

O europeu ou holandês  tem mania de tres mão  e im chute ns coxa e espera a resposta por isso se tinha a cultura  do calejar essa parada vem fo kyokushin  que influência  muito o kickboxing  da holanda .

Já  na Itália paia forte no kickboxing pouco falado  não  sei porque tem o George  Petroskian campeão  do one mais ganhoi em todas as organizações  ate o k2 Max  com apenas 21 anos ele se move o tempp todo é  o melhor peso por peso do mundo  quase 150 lutas e 2 derrotas apenas, o italiano salvo engano veio de linha mais full Contact influência  do shotokan mais tkd e fluido  a parada. 

Mas a escola francesa é  muito solta veja esse cara

Sr isso não  jogo de perna.

Vc não  deixa de estar certo em algumas colocações  .

Certa vez vi uma crítica  que hj o kickboxing  ta jab+low kick vc não  vet mais lutas  empolgantes. 

Tendência  quando isa muita tática  a luta  tende ficar um tanto robótica. 

Exemplo sou um estudante de boxe e na Bahia é  uma escola que se preza muito por golpes retos mão  esquerda  livre  e direira perfurando  isso se deve pontuação sistema de pontuacao do amador fora que certa época  se moldou isso no boxe mundial  um tema que amplamente  debatia com o mestre @masterblaster hj com advento da escola  Russa com excelente  colocações  tanto no amador  quanto no profissional  cruzados com a mão  de trás  voltaram com força  e sequência  de dois cruzados esquerda  e direita usadas por um ou outro lutador  como Adesanya. 

Então  é  isso talvez seja falta de ver mais lutas  e também  não  se deve cobrar  um cara do kickboxing  lutar boxe como o Canelo ou Chocoltito, muda muito  a base do boxe é  bem destruída  mas essa  base vc bloquea nada de chute nem tira ou bloqueia. 

E por ai vai 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
26 minutos atrás, NEGO DÁGUA disse:

Depende  essa luta de thai do One  foge ou elas fogem a toda dinâmica  das lutas de Thai quase nenhum jogo de perna é  punido ate como fugir da luta ou falta de postura no evento  rola uma adaptação  a regra.

(...)

Então  é  isso talvez seja falta de ver mais lutas  e também  não  se deve cobrar  um cara do kickboxing  lutar boxe como o Canelo ou Chocoltito, muda muito  a base do boxe é  bem destruída  mas essa  base vc bloquea nada de chute nem tira ou bloqueia. 

E por ai vai 

 

 

Com certeza tem exceções, mas eu acho que de forma geral ainda impera o bloqueio como principal arma defensiva, principalmente pela dinâmica da luta e regras. O George Petroskian é um gênio, sempre paro para assistir, tem muitos kickboxers que eu gosto de assistir, mas quando pegava para ver um evento, via mais esse excesso de bloqueio, por isso não me apetece muito assistir eventos inteiros e muitas lutas me incomodam esse aspecto.

Eu treinei thai há pouco mais de dez anos, em uma escola que bebia direto da fonte do kickboxing holandês, na época eu via muito, em especial vídeos do k-1 max e gp, depois eu fui acompanhando mais esporadicamente alguns nomes que eu já conhecia e outros que começavam a se destacar. Mas sempre gostei mais da trocação adaptada a situação mais realista, como o MMA, por ex, onde pode quedar e levar pro chão a qualquer momento. 

Mas com certeza tem muitos lutadores diferenciados e o jogo de pernas e posicionamentos é adaptado a realidade do kickboxing, claro, não foi minha intenção resumir o kickboxing a bloqueio, mas tendo a achar que é o predominante, até pq como vc bem disse, precisa de bloquear para ter uma maior troca de golpes, a dinâmica da luta por conta das regras tende a induzir a isso. Mas eu acho que uma luta mais realista, a trocação mais racional e segura (formas que eu admiro mais) seria mais no estilo do karate e boxe na longa distância do que de uma trocação mais franca na média ou curta mais plantado, até pq a guarda de mão crua ou usando os cotovelos tampa muito menos que a possível de se fazer com luva de boxe. Acho que por isso tendo a não gostar muito.

Mesmo no boxe eu não gosto de lutador que faz muito isso, como o Canelo, por ex, que abusa dos bloqueios e de bater plantado se valendo da pujança física, não atoa o Floyd deu uma aula nele, principalmente por causa do jogo de pernas. Pessoal fala que era pq o Canela era jovem, mas pra mim o Canelo de qualquer época seria tirado pra nada ali, o diferencial do mexicano é contra quem aceita parar para trocar golpes. 

Eu tendo a pensar que em qualquer luta vc deve tomar o mínimo de golpe possível, e bloquear é levar o golpe, deve ser o último recurso. Para a indústria do entretenimento isso é uma bosta, pq a galera quer ver é a porrada estancando mesmo, e para isso o bloqueio é o melhor de ser o primeiro recurso, não atoa muitas regras de pontuação induzem essa trocação mais franca. Mas por conta dessa minha visão, acabo não gostando tanto dessa dinâmica. 

 

*PS: para se fazer justiça, o mexicano melhorou bem a parte defensiva dele, mas o que falei ainda é um aspecto dominante dele, a meu ver. A defesa dele é mais na esquiva que na perna.

Edited by Daniel Mendoza
acréscimo do "PS"

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, NEGO DÁGUA said:

Tailandês  é  um povo peculiar como sua luta.

O muay thai é vuma luta  técnica  porem  não  se engane no biotipo dos tailandês os maiores  lutam de 75 não  tem pesados os pessdps são  gringos ,porem a força  é  surreal é  um treinamento  com base científica  quase nula muita repetição  corrida em excesso ,treinamento  na base da barra e flexão  mas não  como um karate que se tem uma dinâmica.

 Cada camping tem um seu uns não  prezam por técnica  já  vi thai falar, chute é  pra se acertar mas é  tanta repetição  o time e força  ficam absurdos mas deve ser algo do biótipo  tailandês  ,fiz seminário  em Sergipe   uma vez a escola lá  de thai é  a melhor di Nordeste e um caea de lá  com 50 lutas batia no aparador  forte  que doeu meu ante braço  porem eu não  tem costume  de segurar hj melhorei ..mas era um cara levinho 60  ou 65quilos e me falou que tava longe da força  dos tailandêses principalmente  no clinch

 

 

Exatamente mano, viu o ThaiVlog do Tigrão? 50 vídeos dele na Tailândia mostrando em detalhes toda a preparação dos caras, ele falou que os caras mais leves eram muito mais fortes que ele e Tigrão pesa 100kg.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Daniel Mendoza disse:

Com certeza tem exceções, mas eu acho que de forma geral ainda impera o bloqueio como principal arma defensiva, principalmente pela dinâmica da luta e regras. O George Petroskian é um gênio, sempre paro para assistir, tem muitos kickboxers que eu gosto de assistir, mas quando pegava para ver um evento, via mais esse excesso de bloqueio, por isso não me apetece muito assistir eventos inteiros e muitas lutas me incomodam esse aspecto.

Eu treinei thai há pouco mais de dez anos, em uma escola que bebia direto da fonte do kickboxing holandês, na época eu via muito, em especial vídeos do k-1 max e gp, depois eu fui acompanhando mais esporadicamente alguns nomes que eu já conhecia e outros que começavam a se destacar. Mas sempre gostei mais da trocação adaptada a situação mais realista, como o MMA, por ex, onde pode quedar e levar pro chão a qualquer momento. 

Mas com certeza tem muitos lutadores diferenciados e o jogo de pernas e posicionamentos é adaptado a realidade do kickboxing, claro, não foi minha intenção resumir o kickboxing a bloqueio, mas tendo a achar que é o predominante, até pq como vc bem disse, precisa de bloquear para ter uma maior troca de golpes, a dinâmica da luta por conta das regras tende a induzir a isso. Mas eu acho que uma luta mais realista, a trocação mais racional e segura (formas que eu admiro mais) seria mais no estilo do karate e boxe na longa distância do que de uma trocação mais franca na média ou curta mais plantado, até pq a guarda de mão crua ou usando os cotovelos tampa muito menos que a possível de se fazer com luva de boxe. Acho que por isso tendo a não gostar muito.

Mesmo no boxe eu não gosto de lutador que faz muito isso, como o Canelo, por ex, que abusa dos bloqueios e de bater plantado se valendo da pujança física, não atoa o Floyd deu uma aula nele, principalmente por causa do jogo de pernas. Pessoal fala que era pq o Canela era jovem, mas pra mim o Canelo de qualquer época seria tirado pra nada ali, o diferencial do mexicano é contra quem aceita parar para trocar golpes.

Eu tendo a pensar que em qualquer luta vc deve tomar o mínimo de golpe possível, e bloquear é levar o golpe, deve ser o último recurso. Para a indústria do entretenimento isso é uma bosta, pq a galera quer ver é a porrada estancando mesmo, e para isso o bloqueio é o melhor de ser o primeiro recurso, não atoa muitas regras de pontuação induzem essa trocação mais franca. Mas por conta dessa minha visão, acabo não gostando tanto dessa dinâmica. 

Uma coisa é fato - menor esforço e máxima  eficiência é a beleza da defesa pessoal, da arte marcial. Bater sem apanhar mas em um esporte profissional com dinheiro, pontuação e em alto nível com lutadores equiparados isto é muito difícil. Realmente o jogo de pernas, as esquivas e vc colocar a arma certa no timing e na precisão é a beleza da luta em pé. Veja as técnicas de Muay Boran que tem no YouTube da Tiger Muay Thai, movimentos simples e efetivos pensados em um contexto de batalha antiga. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Com certeza tem exceções, mas eu acho que de forma geral ainda impera o bloqueio como principal arma defensiva, principalmente pela dinâmica da luta e regras. O George Petroskian é um gênio, sempre paro para assistir, tem muitos kickboxers que eu gosto de assistir, mas quando pegava para ver um evento, via mais esse excesso de bloqueio, por isso não me apetece muito assistir eventos inteiros e muitas lutas me incomodam esse aspecto.

Eu treinei thai há pouco mais de dez anos, em uma escola que bebia direto da fonte do kickboxing holandês, na época eu via muito, em especial vídeos do k-1 max e gp, depois eu fui acompanhando mais esporadicamente alguns nomes que eu já conhecia e outros que começavam a se destacar. Mas sempre gostei mais da trocação adaptada a situação mais realista, como o MMA, por ex, onde pode quedar e levar pro chão a qualquer momento. 

Mas com certeza tem muitos lutadores diferenciados e o jogo de pernas e posicionamentos é adaptado a realidade do kickboxing, claro, não foi minha intenção resumir o kickboxing a bloqueio, mas tendo a achar que é o predominante, até pq como vc bem disse, precisa de bloquear para ter uma maior troca de golpes, a dinâmica da luta por conta das regras tende a induzir a isso. Mas eu acho que uma luta mais realista, a trocação mais racional e segura (formas que eu admiro mais) seria mais no estilo do karate e boxe na longa distância do que de uma trocação mais franca na média ou curta mais plantado, até pq a guarda de mão crua ou usando os cotovelos tampa muito menos que a possível de se fazer com luva de boxe. Acho que por isso tendo a não gostar muito.

Mesmo no boxe eu não gosto de lutador que faz muito isso, como o Canelo, por ex, que abusa dos bloqueios e de bater plantado se valendo da pujança física, não atoa o Floyd deu uma aula nele, principalmente por causa do jogo de pernas. Pessoal fala que era pq o Canela era jovem, mas pra mim o Canelo de qualquer época seria tirado pra nada ali, o diferencial do mexicano é contra quem aceita parar para trocar golpes. 

Eu tendo a pensar que em qualquer luta vc deve tomar o mínimo de golpe possível, e bloquear é levar o golpe, deve ser o último recurso. Para a indústria do entretenimento isso é uma bosta, pq a galera quer ver é a porrada estancando mesmo, e para isso o bloqueio é o melhor de ser o primeiro recurso, não atoa muitas regras de pontuação induzem essa trocação mais franca. Mas por conta dessa minha visão, acabo não gostando tanto dessa dinâmica. 

 

*PS: para se fazer justiça, o mexicano melhorou bem a parte defensiva dele, mas o que falei ainda é um aspecto dominante dele, a meu ver. A defesa dele é mais na esquiva que na perna.

Perfeito sobre o Canelo nada haver idade boxeadores de alto nível  estão  prontos  aos 22 anos aos 20 eu parei de treinar pq entendi que não  era pra mim depous vi que  é  1% das pessoas  chegam  nesse estágio e voltei .

Tem boxeadores  que evoluem tarde  mas Floyd no auge o canelo é  feito de saco de pancada ali é  a ciência  da luta  .

Sobre esse mix de karatê + boxe concordo  isso numa briga pq esse conceito  di Hélio  gracie é jiu jitsu vc vence um gigante. 

Pega um Floyd  de 42 anos e poem com maromba de 23 anos como esses ai qye vejo cara o tirando um pau na surpresa  esquece  o Floyd brinca com ele  .

Ou seja qualquer  lutador  de alto gabarito vc dando fã espaço  e tire o fator surpresa da briga a não  ser um encaixe que pode ocorrer o lutador  espanca um gigante.

Uma época  eu um bosta  já  quebrei um maromba porque ficava  como nada de seu boxe do nada , eu um dia falei" venha testar sem perder amizade bunsa mole..bom ele teve que se remendar depois.. lógico  ele poderia  pegar  um mero praticante  que nem eu espancar mas já  faço  uma certa  resistência  a um cara grande e ajuda nao sou pequeno também,talvez se eu fosse um cara de 60 quilos  ..mas tenho 85 .

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Ok, amigo, continue com essa postura, se acha que provocar quem pensa de outra forma é a melhor forma para o fórum de mostrar seu ponto, vai fundo. Não vou entrar nessa questão de novo que já demonstrou seu nível de discernimento nelas. Abs. 

Hum, certo. Bom, quem veio com esse papo de segunda divisão não fui eu mas vou ficar de boa.

Vou esperar Charles x Chandler... Caso o Charles vença, veremos quantas "provocações" vão rolar do tipo "Tá vendo, é segunda divisão mesmo" e aí veremos se vc vai dizer algo pra galera.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, Daniel Mendoza said:

Com certeza tem exceções, mas eu acho que de forma geral ainda impera o bloqueio como principal arma defensiva, principalmente pela dinâmica da luta e regras. O George Petroskian é um gênio, sempre paro para assistir, tem muitos kickboxers que eu gosto de assistir, mas quando pegava para ver um evento, via mais esse excesso de bloqueio, por isso não me apetece muito assistir eventos inteiros e muitas lutas me incomodam esse aspecto.

Eu treinei thai há pouco mais de dez anos, em uma escola que bebia direto da fonte do kickboxing holandês, na época eu via muito, em especial vídeos do k-1 max e gp, depois eu fui acompanhando mais esporadicamente alguns nomes que eu já conhecia e outros que começavam a se destacar. Mas sempre gostei mais da trocação adaptada a situação mais realista, como o MMA, por ex, onde pode quedar e levar pro chão a qualquer momento. 

Mas com certeza tem muitos lutadores diferenciados e o jogo de pernas e posicionamentos é adaptado a realidade do kickboxing, claro, não foi minha intenção resumir o kickboxing a bloqueio, mas tendo a achar que é o predominante, até pq como vc bem disse, precisa de bloquear para ter uma maior troca de golpes, a dinâmica da luta por conta das regras tende a induzir a isso. Mas eu acho que uma luta mais realista, a trocação mais racional e segura (formas que eu admiro mais) seria mais no estilo do karate e boxe na longa distância do que de uma trocação mais franca na média ou curta mais plantado, até pq a guarda de mão crua ou usando os cotovelos tampa muito menos que a possível de se fazer com luva de boxe. Acho que por isso tendo a não gostar muito.

Mesmo no boxe eu não gosto de lutador que faz muito isso, como o Canelo, por ex, que abusa dos bloqueios e de bater plantado se valendo da pujança física, não atoa o Floyd deu uma aula nele, principalmente por causa do jogo de pernas. Pessoal fala que era pq o Canela era jovem, mas pra mim o Canelo de qualquer época seria tirado pra nada ali, o diferencial do mexicano é contra quem aceita parar para trocar golpes. 

Eu tendo a pensar que em qualquer luta vc deve tomar o mínimo de golpe possível, e bloquear é levar o golpe, deve ser o último recurso. Para a indústria do entretenimento isso é uma bosta, pq a galera quer ver é a porrada estancando mesmo, e para isso o bloqueio é o melhor de ser o primeiro recurso, não atoa muitas regras de pontuação induzem essa trocação mais franca. Mas por conta dessa minha visão, acabo não gostando tanto dessa dinâmica. 

 

*PS: para se fazer justiça, o mexicano melhorou bem a parte defensiva dele, mas o que falei ainda é um aspecto dominante dele, a meu ver. A defesa dele é mais na esquiva que na perna.

Legal ver uma pessoa analisando o boxe de forma fria assim. Outra coisa sobre o Canelo é que além da defesa de esquiva que é o que ele mais usa, ele também usa muito rotação de cabeça nos golpes levados no rosto pra diminuir o impacto, coisa que AS fez muito também.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, oxeboxing disse:

Legal ver uma pessoa analisando o boxe de forma fria assim. Outra coisa sobre o Canelo é que além da defesa de esquiva que é o que ele mais usa, ele também usa muito rotação de cabeça nos golpes levados no rosto pra diminuir o impacto, coisa que AS fez muito também.

Verdade, ele usa muito bem esse recurso. Ele usa recursos muito finos com o jogo de tronco, esquiva, contra golpes, até eventualmente com as pernas também, finta com os passos da media para a curta, é um lutador muito bom, acho que minha fala o simplificou e não fez justiça a ele, hehe. Mas acho que nas lutas dele ele ainda usa muito da guarda fechada para pressionar sempre se aproximando e como bloqueio na média para o meu gosto. É um jeito de lutar que seria inviável sem as luvas.

Prefiro um boxe que é adaptável a situações reais de combate, sem luva (ou muito pequena) e se levando em conta o perigo de ser clinchado/quedado/chutado se ficar muito plantado. 

Racionalmente eu gosto mais de assistir luta de luta de boxe amador que de dois lutadores muito aguerridos que ficam plantados em trocação franca, por exemplo. A segunda é mais emocionalmente, claro, mas a primeiro acho mais racional e normalmente melhor adaptável em uma situação real de luta por ter mais jogo de perna e "bate e sai".

Edited by Daniel Mendoza

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 hours ago, Daniel Mendoza said:

Verdade, ele usa muito bem esse recurso. Ele usa recursos muito finos com o jogo de tronco, esquiva, contra golpes, até eventualmente com as pernas também, finta com os passos da media para a curta, é um lutador muito bom, acho que minha fala o simplificou e não fez justiça a ele, hehe. Mas acho que nas lutas dele ele ainda usa muito da guarda fechada para pressionar sempre se aproximando e como bloqueio na média para o meu gosto. É um jeito de lutar que seria inviável sem as luvas.

Prefiro um boxe que é adaptável a situações reais de combate, sem luva (ou muito pequena) e se levando em conta o perigo de ser clinchado/quedado/chutado se ficar muito plantado. 

Racionalmente eu gosto mais de assistir luta de luta de boxe amador que de dois lutadores muito aguerridos que ficam plantados em trocação franca, por exemplo. A segunda é mais emocionalmente, claro, mas a primeiro acho mais racional e normalmente melhor adaptável em uma situação real de luta por ter mais jogo de perna e "bate e sai".

Concordo, tanto que no amador/olímpico há mais intensidade na luta, por sua duração mais curta não há a estratégia de usar rounds regenerativos, eu curto bastante. Porém confesso que na vida acompanhei mais o boxe profissional, por haver um marketing maior, mais facilidade de consumo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now