Sign in to follow this  
pipo

Marlon Moraes tenta 'recomeço', revela que passará por cirurgia e admite receio de ser cortado

Recommended Posts

UFC: Marlon Moraes diz que tenta 'recomeço', revela que passará por cirurgia e admite receio de ser cortado: 'Alerta ligado'

 
play
Demian Maia comenta sobre pedido de revanche e a despedida de Anderson Silva: 'Triste, mas não é culpa de ninguém' (1:52)

 

No UFC desde 2017, Marlon Moraes chegou na liga carregado de expectativas, por ser campeão peso-galo (61 kg) do WSOF. Porém, após três anos de franquia, o brasileiro agora vive pela primeira vez uma situação delicada. O atleta natural de Nova Friburgo (RJ) acumula duas derrotas seguidas, fato que não acontecia na sua carreira desde 2011. Por isso, o competidor tomou uma decisão importante para retomar a boa fase.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Marlon Moraes revelou que na próxima terça-feira (12) vai passar por uma cirurgia no ombro direito, local que tem lhe incomodado em suas últimas apresentações. O lutador contou que está tranquilo sobre esse procedimento cirúrgico, pois já passou por algo parecido no ombro esquerdo há uns anos. Após passar pela operação, o peso galo destacou sua confiança que vai poder tirar esse tempo de recuperação para colocar sua carreira nos eixos novamente.

 

“Vou fazer uma pequena cirurgia no ombro direito, algo que venho carregando há um tempo. É aproveitar esse tempo para me recuperar e voltar 100%. Acredito que fique umas oito semanas de recuperação. É a hora de consertar isso, ter o tempo correto de recuperação e alinhar a cabeça ao corpo”, afirmou o ‘Magic’, emendando.

“A alma está a mesma, nunca vou falar não para desafio algum, mas agora é a hora de dar uma sentada, descansada desses treinos duros para recomeçar. Recomeçar com a cabeça e o corpo bom. Realmente a ideia é recomeçar, com esse espírito de ficar bem para voltar com tudo. Foi meu primeiro ano sem vitórias desde que me mudei para os Estados Unidos, fui derrotado duas vezes, então é a hora de levantar. Já fiz isso uma vez e vou repetir”, completou o atleta que tem cinco triunfos e quatro reveses no UFC.

Apesar de ressaltar a importância de tirar um tempo longe das competições, Marlon Moraes tem consciência que não está em uma boa fase e, por isso, precisa voltar a vencer o quanto antes para se manter vivo no UFC. O brasileiro admitiu que tem receio de ser cortado pela organização, mas reforçou sua crença que vai dar a volta por cima.

“Estou em uma fase decisiva na minha carreira, onde passei por várias situações. É agora ou nunca. É voltar a vencer e mostrar meu valor. Todo mundo sabe o que posso mostrar, mas claro que o sinal de alerta está ligado. No UFC ele sempre está ligado, agora com duas derrota está mais acesso ainda. É a hora de voltar com tudo”, explicou.

No MMA profissional desde 2007, Marlon Moraes soma 23 vitórias, oito derrotas e um empate em sua carreira. O lutador, que já lutou pelo cinturão do peso-galo do UFC em 2019, perdeu três vezes por nocaute nas últimas quatro lutas que disputou (Henry Cejudo, Cory Sandhagen e Rob Font), vencendo apenas José Aldo, em duelo que aconteceu em dezembro de 2019, por decisão dividida dos jurados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Situação complicada essa do Marlon, chegou com um bom Hype, pois era dominante do antigo WSOF, porém está 5-4 no evento sendo nocauteado em 3 das últimas 4 lutas, até a vitória sobre o Aldo foi contestada por muitos, Enfim a situação é delicada, talvez não seja cortado agora, mas se perder novamente não vejo porque que o UFC o seguraria.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O cara se perdeu com uma vitoria, ele voltou bem melhor contra o aldo e depois disso o gas ficou bem pior...

Ele foi mapeado, precisa se reinventar... Deveria pegar uns caras debaixo da tabela para criar um jogo novo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu pensei que o Marlon ia ter grandes conquistas mas me enganei.

Quer se reiventar?? Foca no wrestling que nem o Glovão anda fazendo. 

É um arroz com feijão mas pra quem tá na corda bamba funciona. 

Só tem que ter cuidado pra não ser pego na finalização por algum jiujiteiro.

Na última luta ele até tentou derrubar mas tá muito sem jeito. Tem que treinar bem mais essa modalidade que pra mim é essencial.

E tentar explodir

Edited by Biano Mandí

Share this post


Link to post
Share on other sites

Colocava muita fé nele quando ele chegou no UFC mas ok, fases ruins acontecem, tem tudo pra dar a volta por cima se quiser. Excelente Muay Thai mas como comentaram seu jogo foi mapeado, precisa afiar novas armas e começar a surpreender os adversários. De repente um Boxe mais bem trabalhado, um Wrestling pra pontuar e cair por cima pra garantir um round, pequenos ajustes.

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Lucas Timbó disse:

Acho que a mudança de equipe afetou o Marlon. Tava com Mark Henry e Cachorrão há tempos, daí mudou pra ATT e caiu de rendimento

Tb acho

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutos atrás, Lucas Timbó disse:

Acho que a mudança de equipe afetou o Marlon. Tava com Mark Henry e Cachorrão há tempos, daí mudou pra ATT e caiu de rendimento

Concordo com vc Timbó, o Boxe do Marlon também sofreu déficit depois que saiu da equipe do mark henry, tinha o Edgar em seu corner e tal.

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, pipo disse:

Tb acho

Pipi vc que nordestino igual a mim.

As vezes  eu pelo menos endeusa camping galáctico. 

Academias cheias de sparring,diveraos treinadores  etc.

Já  vi camping galáctico  que na verdade  era uma merda, sem comando e atenção  uma estrela a poyca idade faxia endeusa caras ns verdade  eram  bem meia bocas.

Marlon tinha tudo boxe , jiu jitsu etc ou era pouco mas a equipe encaixava  na dele ou as necessidades  dele.

Tanto ele e o edson foram pra o local errado. Cara de Sapato evoluiu o que lá?

Cigano nem se fala.

Pezao só  fez engordar que nem um porco. 

Marcos Maluco evoluiu o que lá?

Único  lugar que eu vejo Assim  que deve ter uma avaliação  e abordagem diferente  é  kings 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 minutos atrás, NEGO DÁGUA disse:

Pipi vc que nordestino igual a mim.

As vezes  eu pelo menos endeusa camping galáctico. 

Academias cheias de sparring,diveraos treinadores  etc.

Já  vi camping galáctico  que na verdade  era uma merda, sem comando e atenção  uma estrela a poyca idade faxia endeusa caras ns verdade  eram  bem meia bocas.

Marlon tinha tudo boxe , jiu jitsu etc ou era pouco mas a equipe encaixava  na dele ou as necessidades  dele.

Tanto ele e o edson foram pra o local errado. Cara de Sapato evoluiu o que lá?

Cigano nem se fala.

Pezao só  fez engordar que nem um porco. 

Marcos Maluco evoluiu o que lá?

Único  lugar que eu vejo Assim  que deve ter uma avaliação  e abordagem diferente  é  kings 

 

 

Muitas vezes um atleta deixa uma equipe "pequena" onde tem um foco maior em seus treinos e vai para uma ATT da vida ser a milésima prioridade. Outro dia vi o Patrício Pittbull falando em um podcast que, quando chegou na team Nogueira o foco dos treinos eram para os atletas do UFC e os demais ficavam de "lado". Enfim voltou para Natal, montou a própria academia e os resultados estão aí.

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 minutos atrás, NEGO DÁGUA disse:

Pipi vc que nordestino igual a mim.

As vezes  eu pelo menos endeusa camping galáctico. 

Academias cheias de sparring,diveraos treinadores  etc.

Já  vi camping galáctico  que na verdade  era uma merda, sem comando e atenção  uma estrela a poyca idade faxia endeusa caras ns verdade  eram  bem meia bocas.

Marlon tinha tudo boxe , jiu jitsu etc ou era pouco mas a equipe encaixava  na dele ou as necessidades  dele.

Tanto ele e o edson foram pra o local errado. Cara de Sapato evoluiu o que lá?

Cigano nem se fala.

Pezao só  fez engordar que nem um porco. 

Marcos Maluco evoluiu o que lá?

Único  lugar que eu vejo Assim  que deve ter uma avaliação  e abordagem diferente  é  kings 

 

 

Moicano é outro que foi pra lá e caiu de rendimento, vive inconstante. Joanna perdeu muito do muay thai fino que tinha, ficou menos agressiva

A única lutadora que realmente evoluiu muito lá foi a Amanda mesmo, Poirier também melhorou bastante. o Yan vai fazer o camp dele na ATT pra enfrentar o Sterling, não sei se é uma boa ideia

Edited by Lucas Timbó

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Lucas Timbó disse:

Moicano é outro que foi pra lá e caiu de rendimento, vive inconstante. Joanna perdeu muito do muay thai fino que tinha, ficou menos agressiva

A única lutadora que realmente evoluiu muito lá foi a Amanda mesmo, Poirier também melhorou bastante. o Yan vai fazer o camp dele na ATT pra enfrentar o Sterling, não sei se é uma boa ideia

É uma boa discussão mas acho que não existe uma resposta correta, depende muito do momento de cada atleta em relação à todos os aspectos técnicos, físicos e psicológicos. Vão ter sempre exemplos dos dois lados. Só pra citar mais alguns exemplos da ATT olha e evolução do Marreta, da Amanda Ribas, do Lineker e olha a queda de rendimento do Cigano (idade, jogo mapeado?, desmotivação?). É muita variável pra gente restringir a discussão.

Como tudo na vida que envolve pessoas existem vantagens e desvantagens de cada modelo e vai do atleta saber aproveitar melhor cada um.

Camp galáctico: sem sombra de dúvidas a maior vantagem é o material humano para treinos e para troca de conhecimentos, imagina estar em um mesmo tatame treinando com caras do mais alto nível do Sambo, JJ, Wrestling, Judo, Boxe, Kickboxing, Muay Thai, etc mas a grande desvantagem sem sobra de dúvidas é a falta de atenção individualizada dos treinadores.

Camp menor é um espelho ao contrário, imagina a limitação de estar sempre treinando com os mesmos caras fora de camp e no camp contratar alguns sparrings parecidos com o seu adversário  (geralmente pangarés ou caras sem a menor experiência)...mas ao mesmo tempo você pode ter uma atenção individualizada dos treinadores e dependendo do seu momento isto pode ser um diferencial.

Acho que vale sempre ponderar, ter acesso a modelos diferentes, testar, aprender o que se adequa melhor a necessidade de cada profissional em cada momento.

Ex: Cigano eu acho que se daria melhor se voltasse pra Bahia...pegava uns caras bons de porrada e deitassem a porrada nele, contratava uns caras bons de grappling tbm...fazia ele passar um sufoco, fora de camp mesmo...voltar pras origens mesmo. Uma Amanda Ribas por exemplo não faz sentido nenhum ela treinar no interior de MG, sendo que ela pode treinar com a Amanda e com a Joanna no mesmo dia na ATT. Deivesson tá dando certo até agora ele montando o camp dele mas será que ele não vai esbarrar na sua própria limitação quando pegar um cara mais de nível? Já perdeu pro Formiga que fez um jgo de especialista com ele. Borrachinha aconteceu algo parecido e se ele não mudar vai continuar perdendo. Aldo pra mim esbarrou na zona de conforto, treinando Kickboxing com um garoto ao invés de estar indo no Pedro Rizzo, fazendo sparring com os puxa sacos ao invés de estar treinando com o Raoni...enfim, cada caso é um caso e acho que o atleta precisa entender isto e tomar as melhores decisões para a sua vida.

@NEGO DÁGUA @André Filho

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this