André Filho

Amanda Nunes e Demian Maia são os dois únicos brasileiros premiados no "Oscar do MMA"

Recommended Posts

"Leoa" é eleita a "Lutadora do ano", e veterano leva a "Finalização do ano". Weili Zhang recebe quatro indicações e fatura a "Luta do ano". Adesanya, Masvidal e Douglas Lima são destaques

Por Combate.com — Las Vegas (EUA)

28/12/2020 14h00  Atualizado há um minuto

 

 
Amanda Nunes foi eleita a melhor lutadora do mundo no Oscar do MMA — Foto: Jason Silva

Amanda Nunes foi eleita a melhor lutadora do mundo no Oscar do MMA — Foto: Jason Silva

A 12ª edição da tradicional premiação do "Oscar do MMA", promovida pela revista americana "Fighters Only", aconteceu no último fim de semana, em Las Vegas. Em uma cerimônia realizada online, sem a presença de personalidades e dos indicados, e apresentada pelo ator sueco Dolph Lundgren - que viveu o icônico "Ivan Drago" em "Rocky IV" - dois brasileiros foram premiados: Amanda Nunes foi eleita pela terceira vez a "Lutadora do ano" (já havia ganhado o prêmio em 2016 e 2018) e Demian Maia teve a "Finalização do ano".

O maior destaque, no entanto, ficou com Israel Adesanya, que foi eleito o "Lutador do ano" e o "Atleta não-americano do ano" e ainda foi indicado para "Luta do ano" por seu duelo contra Kelvin Gastelum no UFC 236. Jorge Masvidal também recebeu dois prêmios: o de "Nocaute do ano", sobre Ben Askren no UFC 239, e o de "Destaque do ano".

 
Demian Maia "apaga" Ben Askren no UFC Singapura com a "Finalização do Ano" — Foto: Getty Images

Demian Maia "apaga" Ben Askren no UFC Singapura com a "Finalização do Ano" — Foto: Getty Images

A chinesa Weili Zhang, campeã peso-palha do UFC, recebeu nada menos que quatro indicações, e acabou sendo premiada, juntamente com a polonesa Joanna Jedrzejczyk, com a "Luta do ano" no UFC 248. Além de Amanda Nunes e Demian Maia, o Brasil teve outra cinco indicações no evento: Cris Cyborg ("Lutadora do ano"), Douglas Lima ("Lutador do ano" e "Nocaute do ano), Gilbert Durinho ("Destaque do ano") e Jhenny Andrade ("Ring girl do ano"). Vale lembrar que o período válido para as indicações foi de 1 de janeiro de 2019 a 30 de junho de 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Weili Zhang teve quatro indicações e faturou a "Luta do Ano" com Joanna Jedrzejczyk. Duelo aconteceu no UFC 248 — Foto: Getty Images

Weili Zhang teve quatro indicações e faturou a "Luta do Ano" com Joanna Jedrzejczyk. Duelo aconteceu no UFC 248 — Foto: Getty Images

 

O destaque negativo da premiação ficou para Ben Askren, que viu dois algozes - Jorge Masvidal e Demian Maia - faturarem os prêmios de "Nocaute do ano" e "Finalização do ano" com suas vitórias sobre ele.

Israel Adesanya foi escolhido o "Lutador do ano" e o "Atleta não-americano(a) do ano" — Foto: Getty Images

Israel Adesanya foi escolhido o "Lutador do ano" e o "Atleta não-americano(a) do ano" — Foto: Getty Images

Confira todos os premiados e indicados:

Lutador do ano: Israel Adesanya
Outros indicados - Henry Cejudo, Justin Gaethje, Douglas Lima e Jorge Masvidal

Douglas Lima recebeu duas indicações no Oscar do MMA: "Lutador do ano" e "Nocaute do ano" — Foto: Divulgação / Bellator

Douglas Lima recebeu duas indicações no Oscar do MMA: "Lutador do ano" e "Nocaute do ano" — Foto: Divulgação / Bellator

Lutadora do ano: Amanda Nunes
Outros indicados - Cris Cyborg, Kayla Harrison, Valentina Shevchenko e Weili Zhang

Destaque do ano: Jorge Masvidal
Outros indicados - Gilbert Durinho, Alexander Volkanovski, Weili Zhang e Petr Yan

Atleta não-americano(a) do ano: Israel Adesanya
Outros indicados - Aung La N Sang, Valentina Shevchenko, Kamaru Usman e Weili Zhang

 

Luta do ano: Weili Zhang x Joanna Jedrzejczyk (UFC 248)
Outros indicados - Israel Adesanya x Kelvin Gastelum (UFC 236), Josh Emmett x Shane Burgos (UFC Blaydes x Volkov), Dustin Poirier x Dan Hooker (UFC Poirier x Hooker) e Kamaru Usman x Colby Covington (UFC 245)

Nocaute de Jorge Masvidal sobre Ben Askren em 5s no UFC 239 foi eleito o melhor do ano — Foto: Getty Images

Nocaute de Jorge Masvidal sobre Ben Askren em 5s no UFC 239 foi eleito o melhor do ano — Foto: Getty Images

Nocaute do ano: Jorge Masvidal sobre Ben Askren (UFC 239)
Outros indicados - Cody Garbrandt sobre Raphael Assunção (UFC 250), Douglas Lima sobre Michael Page (Bellator 221), Sean O'Malley sobre Eddie Wineland (UFC 250) e Anthony Pettis sobre Stephen Thompson (UFC Thompson x Pettis)

Finalização do ano: Demian Maia sobre Ben Askren (UFC Maia x Askren)
Outros indicados - Misha Cirkunov sobre Jimmy Crute (UFC Cerrone x Gaethje), Aviv Gozali sobre Eduard Muravitsky (Bellator 225), Bryce Mitchell sobre Matt Sayles (UFC Overeem x Rozenstruik) e Brent Primus sobre Tim Wilde (Bellator Europe 2)

Virada do ano: Stipe Miocic contra Daniel Cormier (UFC 241)
Outros indicados - Eddie Alvarez contra Eduard Folayang (ONE Championship 99), Cody Garbrandt (carreira), Peter Queally contra Ryan Scope (Bellator Europe 4) e Jairzinho Rozenstruik contra Alistair Overeem (UFC Overeem x Rozenstruik)

Surpresa do ano: Alexander Volkanovski contra Max Holloway (UFC 245)
Outros indicados - Kai Asakura contra Kyoji Horiguchi (Rizin FF 18), Henry Corrales contra Aaron Pico (Bellator 214), Timofey Nastyukhin contra Eddie Alvarez (ONE Championship 92) e Khama Worthy contra Devonte Smith (UFC 241)

 

Técnico do ano: Trevor Wittman
Outros indicados - Eric Albarracin, Eugene Bareman, Mike Brown e Sayif Saud

Preparador físico do ano: Phil Daru
Outros indicados - Andre Hicks, George Lockhart, Bo Sandoval e Sunz Singh

Academia do ano: American Top Team
Outros indicados - American Kickboxing Academy, Elevation Fight Team, Fortis MMA e Sanford MMA

Árbitro do ano: Herb Dean
Outros indicados - Mike Beltran, Marc Goddard, Jason Herzog e Frank Trigg

Ring girl do ano: Brittney Palmer
Outros indicados - Jhenny Andrade, Carly Baker, Louise McKie e Mercedes Terrell

Líder do ano: Dana White
Outros indicados - Scott Coker (Bellator), Martin Lewandowski (KSW), Nobuyuki Sakakibara (Rizin FF) e Densign White (IMMAF)

Evento do ano: UFC
Outros indicados - Bellator, KSW, ONE Championship e PFL

Personalidade do ano: Joe Rogan
Outros indicados - Jon Anik, John McCarthy, The Schmo e Chael Sonnen

Comentarista do ano: Daniel Cormier
Outros indicados - Michael Bisping, Robin Black, Paul Felder e Dan Hardy

Programa de MMA do ano: The Joe Rogan Experience
Outros indicados - Anatomy of a Fighter, Ariel Helwani's MMA Show, Dana White's Contender Series e UFC Embedded

Veículo de imprensa do ano: ESPN
Outros indicados - The Athletic, The Mac Life, MMA Junkie e Sherdog

Jornalista do ano - Ariel Helwani
Outros indicados - Mike Bohn, Gareth Davies, John Morgan e Brett Okamoto

Espírito de luta do ano - Dustin Poirier (Good Fight Foundation)
Outros indicados - Walt Harris (Retorno ao MMA), Robbie Lawler (Como lidar com a derrota), Conor McGregor (PPE donation) e Justin Wren (Fight for the Forgotten)

Fonte:https://globoesporte.globo.com/combate/noticia/amanda-nunes-e-demian-maia-sao-os-dois-unicos-brasileiros-premiados-no-oscar-do-mma.ghtml

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 horas atrás, Lucas Timbó disse:

Melhor treinador foi o Eugene Bareman, disparado. O que ele vem fazendo com Adesanya e Volkanovski é absurdo 

Esse cara está ensinando esses dois a ganharem com o livro de regras debaixo do braço. Não está errado, mas a verdade é que são os dois campeões mais chatos de assistir que esse esporte já teve.

A pior luta de cinturão da história deste esporte foi, sem dúvida, Adesanya vs Romero. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, junior-sjc disse:

Esse cara está ensinando esses dois a ganharem com o livro de regras debaixo do braço. Não está errado, mas a verdade é que são os dois campeões mais chatos de assistir que esse esporte já teve.

A pior luta de cinturão da história deste esporte foi, sem dúvida, Adesanya vs Romero. 

Que isso, junior, você julgar a carreira do adesanya por uma luta é absurdo. Se tem uma coisa que ele não é é nunca foi é chato de assistir. Pegou pesado demais nesse comentário.

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Que isso, junior, você julgar a carreira do adesanya por uma luta é absurdo. Se tem uma coisa que ele não é é nunca foi é chato de assistir. Pegou pesado demais nesse comentário.

Eu acho que ele é pragmático demais. Luta com o livro de regras debaixo do braço, corre da luta. Quando o adversário avança ele sai correndo. Chega a ser bizarro.

Não dá pra falar que é errado. Ele vence com isso. Está invicto. Mas eu não paro para assistir as suas lutas. É melhor ir ver o filme do Pelé. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 minutos atrás, junior-sjc disse:

Eu acho que ele é pragmático demais. Luta com o livro de regras debaixo do braço, corre da luta. Quando o adversário avança ele sai correndo. Chega a ser bizarro.

Não dá pra falar que é errado. Ele vence com isso. Está invicto. Mas eu não paro para assistir as suas lutas. É melhor ir ver o filme do Pelé. 

São 9 lutas no UFC, dentre as 9, 4 nocautes. Além disso, coloca aí as lutas contra Gastelum e Anderson que foram espetaculares. De luta ruim mesmo apenas contra o Romero, que ele fez a estratégia certinha, afinal, treinador algum vai falar pra tu ir lá e trocar porrada com o cubano, ainda mais o Adesanya tendo todas as qualidades pra anular o poder do Romero

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, junior-sjc disse:

Eu acho que ele é pragmático demais. Luta com o livro de regras debaixo do braço, corre da luta. Quando o adversário avança ele sai correndo. Chega a ser bizarro.

Não dá pra falar que é errado. Ele vence com isso. Está invicto. Mas eu não paro para assistir as suas lutas. É melhor ir ver o filme do Pelé. 

Que isso. Pra mim o cara dá show em pé, dá gosto de ver. Pra quem gosta de striking na longa distância, contra golpe, lutando de forma inteligente, com maiores ganhos sem riscos, acho um prato cheio. O cara é mestre nisso. Isso é MUITO diferente de correr da luta. E o acho bem agressivo, tem volume de golpes apesar de não ter muito Lynch. Não acho que ele cozinha luta só pelos pontos não, ele só não é imprudente, é frio. Contra o Romero foi uma exceção por estar dia te um cara perigoso, explosivo, com muito punch e centrado em esperar e contra golpear apenas. De resto foram ótimas ou boas lutas. A luta com Romero foi ponto fora da curva. Não acho que se sustente o que fala não. Achei até estranho você insistir.

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Que isso. Pra mim o cara dá show em pé, dá gosto de ver. Pra quem gosta de striking na longa distância, contra golpe, lutando de forma inteligente, com maiores ganhos sem riscos, acho um prato cheio. O cara é mestre nisso. Isso é MUITO diferente de correr da luta. E o acho bem agressivo, tem volume de golpes apesar de não ter muito Lynch. Não acho que ele cozinha luta só pelos pontos não, ele só não é imprudente, é frio. Contra o Romero foi uma exceção por estar dia te um cara perigoso, explosivo, com muito punch e centrado em esperar e contra golpear apenas. De resto foram ótimas ou boas lutas. A luta com Romero foi ponto fora da curva. Não acho que se sustente o que fala não. Achei até estranho você insistir.

Tb não entendi o comentário do Junior-sjc! Até achei que fosse zoeira quando li a primeira vez.
Adesanya fez uma das melhores lutas do ano contra o Gastellum, outra lutaça em que nocauteou o Whitaker, pura trocação contra o AS e ainda humilhou o Borrachinha! E de quebra ainda desafiou o JJ (de quem o AS correu a vida toda). Além disso, é um campeão ativo. Quer mas o quê?
O único ponto fora da curva foi a luta contra o Romero mesmo, mas de resto acho as lutas do cara legais de assistir (até o momento).

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 12/28/2020 at 4:44 PM, Castor troy disse:

Charlinho deveria ter entrado tmbm.

 

Justin vs Ferguson n foi indicado a luta do ano? Olokooo

Voce leu a reportagem? Vale lembrar que o período válido para as indicações foi de 1 de janeiro de 2019 a 30 de junho de 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus. Se o 2 semestre tivesse sido considerado o Deivesson e o Charles teriam sido citados.

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Odorico disse:

Tb não entendi o comentário do Junior-sjc! Até achei que fosse zoeira quando li a primeira vez.
Adesanya fez uma das melhores lutas do ano contra o Gastellum, outra lutaça em que nocauteou o Whitaker, pura trocação contra o AS e ainda humilhou o Borrachinha! E de quebra ainda desafiou o JJ (de quem o AS correu a vida toda). Além disso, é um campeão ativo. Quer mas o quê?
O único ponto fora da curva foi a luta contra o Romero mesmo, mas de resto acho as lutas do cara legais de assistir (até o momento).

Ah vai ver eu sou um hater cego do cara.

Ele é talentoso sim. Um striker fabuloso, aliás. Mas é um corredor. Pra mim, o estilo dele é frio igual ao do Lyoto, de quem eu sou fã, diga-se de passagem. Mas ambos não me deixam empolgados para assisti-los.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now