Eder Jofre55

PBP - UFC 256 - Figueiredo x Moreno

Recommended Posts

41 minutos atrás, NEGO DÁGUA disse:

(...)

Afinal luta é  isso boxe eu acho extremamente  pratica pq é  uma evolução  da briga de rua.

Mestre Leitão  dizia  luta  livre é  excepcional  nasceu com o homem todo mundo  se agarra ele nunca disse sdr inventor e introdutor disse aue no nordeste tinha gente muito  boa que ele nem sabe como aprenderam

Já vi gente que aprendeu boxe sozinho ou com professor pessimo

 

Boxe pode ser tudo que tem soco, né, aí qualquer técnica de soco pode ser incluída como boxe, desde que alguém cerrou a mão e deu na cara do outro, foi boxe hahahaha Acho que em muitos casos rola casos que as pessoas usam o termo de luta como uma categoria de artes marciais. Acredito que o mestre leitão chamava de luta livre o grappling. Assim como podemos falar da categorias kickboxing que é qualquer luta que tenha soco e chute, não deixam de ser kickboxing. Mas tem a arte do kickbxing específica também, e difernete escolas dela. Muita gente fala do jiu jitsu e karate assim, como se fossem artes universais onde TUDO tem nela. Aí vc vê um povo nessa onda. Mas acho que rola muita narrativa falsa nas lutas, em todas as artes marciais, assim como nas histórias de todas as nações, se precisam criar histórias e narrativas heróicas e gloriosas para legitimar a existência e força dela. A história das artes marciais são cheia de mitos, quanto maior, mais legitimidade quer passar.

Mas o boxe moderno enquanto esporte, o de 'manual', o que conhecemos, que virou olímpico e chegou até nós foi o 'boxe inglês'. Que foi popularizando a medida que as luta entre os touros e cachorros foram sendo restringidas ou proibidas. No começo era um vale tudo praticamente, que a galera apostava, e as regras foram se moldando e ficando só a mão, e nesse caso teve muita influência da esgrima (que era muito racionalizada, com estudos e manuais com uso dos ângulos, forças, etc.) e da ciência natural também, passou por todo o movimento de cientificismo do século XVIII (século das luzes) e XIX, estava no olho do furacão dele. A nobreza financiava e sustentava os atletas e escolas. Acho que vale mais credibilidade que uma mera "evolução da briga de rua" que se aprende sozinho hahaha Nesse caso seria o boxe enquanto categoria, não a nobre arte, o esporte que conhecemos.

Mas concordo que foi exatamente essa mistura entre prática real, a 'brutalidade da briga' e a racionalidade teórica que fez e faz dele tão eficiente. E até hoje continua. Assim como o jiu-jitsu continua criando posições novas vc vê técnicos e escolas novas ao decorrer da história sendo criadas, usando um ou outro elemento, aperfeiçoando um jeito, atletas inventando 'jeitos' diferentes de soltar socos, de se defender, se posicionar, etc. 

Às vezes eu tenho a impressão que não existe uma real intenção de melhorar o boxe no Brasil, e sim de manter certas panelinhas e 'controle' sobre, ao invés de realmente se fazer um trabalho de base com os técnicos, para ensinar a parte científica do boxe, ensinar a galera a parte teórica, a dinâmica, a pensarem o boxe e não só repetirem o que aprendeu. Mas se lá também, só impressões por algumas mídias e coisas que fico sabedno. Conheço muito pouco do cenário nacional como um todo. Mas tem umas gerações novas aí de técnicos que eu gosto de acreditar que vão dar uma alavancada.    

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

1 hora atrás, Rucci disse:

O ITF é meio que boicotado pela Coreia do Sul. O cara que unificou os estilos marciais coreanos, Choi Hong Hi, usando o nome de Taekwondo, é uma figura controversa e, por conta da separação das Coreias, os políticos sul Coreanos não queriam influências do norte na Arte Marcial que representaria o país para o mundo. Meio que tentaram varrer ele da história do estilo, ele se exilou no Canadá e fundou a ITF, onde se pratica o Taekwondo mais tradicional e marcial. Isso obviamente resumindo muito.
Mas a grosso modo, o ITF é um TKD mais marcial enquanto o WT é mais voltado aos desportos.

(...)

Muito interessante, conhecia uma parte do que comentou, dos mitos daquelas apostilas lá da graduação quanto a origem, da possível influência do karate (o que me parece fazer muito sentido pelas similaridades de algumas coisas), mas essa parte da ITF e influência da geopolítica ali não. Muto interessante. Obrigado por trazer as informações. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Boxe pode ser tudo que tem soco, né, aí qualquer técnica de soco pode ser incluída como boxe, desde que alguém cerrou a mão e deu na cara do outro, foi boxe hahahaha Acho que em muitos casos rola casos que as pessoas usam o termo de luta como uma categoria de artes marciais. Acredito que o mestre leitão chamava de luta livre o grappling. Assim como podemos falar da categorias kickboxing que é qualquer luta que tenha soco e chute, não deixam de ser kickboxing. Mas tem a arte do kickbxing específica também, e difernete escolas dela. Muita gente fala do jiu jitsu e karate assim, como se fossem artes universais onde TUDO tem nela. Aí vc vê um povo nessa onda. Mas acho que rola muita narrativa falsa nas lutas, em todas as artes marciais, assim como nas histórias de todas as nações, se precisam criar histórias e narrativas heróicas e gloriosas para legitimar a existência e força dela. A história das artes marciais são cheia de mitos, quanto maior, mais legitimidade quer passar.

Mas o boxe moderno enquanto esporte, o de 'manual', o que conhecemos, que virou olímpico e chegou até nós foi o 'boxe inglês'. Que foi popularizando a medida que as luta entre os touros e cachorros foram sendo restringidas ou proibidas. No começo era um vale tudo praticamente, que a galera apostava, e as regras foram se moldando e ficando só a mão, e nesse caso teve muita influência da esgrima (que era muito racionalizada, com estudos e manuais com uso dos ângulos, forças, etc.) e da ciência natural também, passou por todo o movimento de cientificismo do século XVIII (século das luzes) e XIX, estava no olho do furacão dele. A nobreza financiava e sustentava os atletas e escolas. Acho que vale mais credibilidade que uma mera "evolução da briga de rua" que se aprende sozinho hahaha Nesse caso seria o boxe enquanto categoria, não a nobre arte, o esporte que conhecemos.

Mas concordo que foi exatamente essa mistura entre prática real, a 'brutalidade da briga' e a racionalidade teórica que fez e faz dele tão eficiente. E até hoje continua. Assim como o jiu-jitsu continua criando posições novas vc vê técnicos e escolas novas ao decorrer da história sendo criadas, usando um ou outro elemento, aperfeiçoando um jeito, atletas inventando 'jeitos' diferentes de soltar socos, de se defender, se posicionar, etc. 

Às vezes eu tenho a impressão que não existe uma real intenção de melhorar o boxe no Brasil, e sim de manter certas panelinhas e 'controle' sobre, ao invés de realmente se fazer um trabalho de base com os técnicos, para ensinar a parte científica do boxe, ensinar a galera a parte teórica, a dinâmica, a pensarem o boxe e não só repetirem o que aprendeu. Mas se lá também, só impressões por algumas mídias e coisas que fico sabedno. Conheço muito pouco do cenário nacional como um todo. Mas tem umas gerações novas aí de técnicos que eu gosto de acreditar que vão dar uma alavancada.    

 

São Paulo  tem geração de tecnicos excelente  mesmo pra deve nada aos famosos outra  evolução  absurda foi o Rio  de Janeiro. 

Ele pegavam baianos hj estão  excelentes a verdade  ocorreu maior intercâmbio  com seleção  maioria  era composta por baianos hj o pessoal  acordou e ta indo treinarna seleção  e conhecimento  se espelhou. 

Vc ver um erro treinador  pra mim tem que mudar o atleta Rafael  Cordeiro  faz é  facil? Tem limite? Tem.

Mas vc só  trabalhar o lado bom do atleta é  fácil .

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

Boxe pode ser tudo que tem soco, né, aí qualquer técnica de soco pode ser incluída como boxe, desde que alguém cerrou a mão e deu na cara do outro, foi boxe hahahaha Acho que em muitos casos rola casos que as pessoas usam o termo de luta como uma categoria de artes marciais. Acredito que o mestre leitão chamava de luta livre o grappling. Assim como podemos falar da categorias kickboxing que é qualquer luta que tenha soco e chute, não deixam de ser kickboxing. Mas tem a arte do kickbxing específica também, e difernete escolas dela. Muita gente fala do jiu jitsu e karate assim, como se fossem artes universais onde TUDO tem nela. Aí vc vê um povo nessa onda. Mas acho que rola muita narrativa falsa nas lutas, em todas as artes marciais, assim como nas histórias de todas as nações, se precisam criar histórias e narrativas heróicas e gloriosas para legitimar a existência e força dela. A história das artes marciais são cheia de mitos, quanto maior, mais legitimidade quer passar.

Mas o boxe moderno enquanto esporte, o de 'manual', o que conhecemos, que virou olímpico e chegou até nós foi o 'boxe inglês'. Que foi popularizando a medida que as luta entre os touros e cachorros foram sendo restringidas ou proibidas. No começo era um vale tudo praticamente, que a galera apostava, e as regras foram se moldando e ficando só a mão, e nesse caso teve muita influência da esgrima (que era muito racionalizada, com estudos e manuais com uso dos ângulos, forças, etc.) e da ciência natural também, passou por todo o movimento de cientificismo do século XVIII (século das luzes) e XIX, estava no olho do furacão dele. A nobreza financiava e sustentava os atletas e escolas. Acho que vale mais credibilidade que uma mera "evolução da briga de rua" que se aprende sozinho hahaha Nesse caso seria o boxe enquanto categoria, não a nobre arte, o esporte que conhecemos.

Mas concordo que foi exatamente essa mistura entre prática real, a 'brutalidade da briga' e a racionalidade teórica que fez e faz dele tão eficiente. E até hoje continua. Assim como o jiu-jitsu continua criando posições novas vc vê técnicos e escolas novas ao decorrer da história sendo criadas, usando um ou outro elemento, aperfeiçoando um jeito, atletas inventando 'jeitos' diferentes de soltar socos, de se defender, se posicionar, etc. 

Às vezes eu tenho a impressão que não existe uma real intenção de melhorar o boxe no Brasil, e sim de manter certas panelinhas e 'controle' sobre, ao invés de realmente se fazer um trabalho de base com os técnicos, para ensinar a parte científica do boxe, ensinar a galera a parte teórica, a dinâmica, a pensarem o boxe e não só repetirem o que aprendeu. Mas se lá também, só impressões por algumas mídias e coisas que fico sabedno. Conheço muito pouco do cenário nacional como um todo. Mas tem umas gerações novas aí de técnicos que eu gosto de acreditar que vão dar uma alavancada.    

 

O que eu gosto nas artes marciais Coreanas é que, muito por causa do contexto geopolítico em que elas nasceram, elas pegaram elementos de várias artes e correntes de pensamentos para formar o seu repertório.

Esse desprendimento com a formalidade e com aquela visão rígida de estilos que existia nas artes tradicionais em geral acabou não afetando tanto o raciocínio marcial das lutas Coreanas modernas que beberam de outras fontes até por falta de referências nativas após as invasões minarem as formas marciais locais causando um longo hiato.

Tanto o Taekwondo quanto o Hapkido marciais tem muito dessa característica, a falha maior, a meu ver, está no que você citou, nas limitações impostas no sparring de competição justamente porque ele acaba deixando de fora coisas que encontraríamos numa situação de luta real.

Mas eu entendo que não é comercialmente atrativo uma arte marcial onde o praticante sai toda semana danificado. O Jiu é mais tranquilo em relação a isso porque as técnicas só chegarão ao ponto de causar lesão se o adversário não bater, e em treino ninguém em sã consciência vai fazer isso. É meio que o melhor dos dois mundos, o raciocínio tá todo ali mas os riscos da prática são menores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 12/29/2020 at 8:13 AM, Rucci disse:

A título de curiosidade, aqui vai um vídeo do TKD ITF num campeonato mundial em 2003. Essa forma se aproxima mais do TKD original do que a versão mais conhecida com as regras olímpicas.

 

Interessante  pra vc.

https://m.youtube.com/watch?v=tSeev_3NLBk

Fala sobrw uma farsa sobrw a origem do tkd

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, NEGO DÁGUA disse:

Interessante  pra vc.

https://m.youtube.com/watch?v=tSeev_3NLBk

Fala sobrw uma farsa sobrw a origem do tkd

Pô, engraçado que o youtube me recomendou um vídeo desse canal ontem. Falando exatamente do que eu estava comentando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Rucci disse:

Pô, engraçado que o youtube me recomendou um vídeo desse canal ontem. Falando exatamente do que eu estava comentando.

YouTube é do Google né, sabem tudo que a gente faz. Pra mim tbm começou a aparecer coisas de Boxe, Karatê e TKD. Quanto a origem a grande realidade é que nenhuma arte marcial nós temos a resposta, é  tudo uma evolução constante, sempre vai ter diferentes ramificações e como foi citado desde que o mundo é mundo com os animais já tinha luta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, João P disse:

YouTube é do Google né, sabem tudo que a gente faz. Pra mim tbm começou a aparecer coisas de Boxe, Karatê e TKD. Quanto a origem a grande realidade é que nenhuma arte marcial nós temos a resposta, é  tudo uma evolução constante, sempre vai ter diferentes ramificações e como foi citado desde que o mundo é mundo com os animais já tinha luta.

Eu busquei pelos vídeos que eu postei aqui, nesses casos o algoritmo do youtube passou a me recomendar vários vídeos de Taekwondo ITF e outros relacionados a Taekwondo.
Só que agora eles estão tão chatos que rola meio que um flood do mesmo assunto, ainda que você tenha feito apenas uma busca pontual.

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Rucci disse:

Eu busquei pelos vídeos que eu postei aqui, nesses casos o algoritmo do youtube passou a me recomendar vários vídeos de Taekwondo ITF e outros relacionados a Taekwondo.
Só que agora eles estão tão chatos que rola meio que um flood do mesmo assunto, ainda que você tenha feito apenas uma busca pontual.

Rsrsrs, escreva sobre outras coisas, entre em sites #, faça novas buscas no Google e lá que o algoritmo já muda. É foda, as vezes minha enteada vê qq coisa lá na TV na minha conta e ja fica aparecendo pra mim coisa infantil. A ideia deles é fazer você passar o máximo de tempo na plataforma mas o algoritmo exagera na dose as vezes...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 12/29/2020 at 11:10 AM, NEGO DÁGUA disse:

Pensamos parecido na minna opinião  tudo é  muito  parecido na minha opinião com especificidade  de cada estilo e acho que tudo tem aue srr funcional sempre aprende  quando  coloquei na minha mente situações hj tenho sequência  pre estabelecidas antigamente  antes de 2010( estou ficando  velho) tinhamos invenções  sequência que nos mesmo faziamos ou mandavamos boxe e algum chute hj temos oa drills e muito  material do kickboxing  vem o Poatan  com conceitos totalmente  brasileiros  e com coisas que eu sempre pensei comp vc bater saco bata pensando numa luta.. parece bobo todo mundo bate avulso e não  se liga na distância não  cria etc..

Eu acho que tudo  que for funcional  e testado é  bom chute boxe era criticado porem provou.

Toda luta teve um maluco comp esse coreano que era talentoso e fez acontecer.

Afinal luta é  isso boxe eu acho extremamente  pratica pq é  uma evolução  da briga de rua.

Mestre Leitão  dizia  luta  livre é  excepcional  nasceu com o homem todo mundo  se agarra ele nunca disse sdr inventor e introdutor disse aue no nordeste tinha gente muito  boa que ele nem sabe como aprenderam

Já vi gente que aprendeu boxe sozinho ou com professor pessimo

 

Acredito que o homem apenas copiou o que os animais já faziam instintivamente em relacao a luta, até para se defender dos próprios animais antes do uso das armas. Várias artes marciais chinesas, o próprio Jiu Jitsu, a Luta Livre, etc simulam vários movimentos dos animais. A Alliance SP do Fábio Gurgel fazia antigamente uns posts disto, as artes marciais chinesas (que muitos dizem ser a origem de várias) fazem alusões aos animais nos nomes dos estilos e a Luta Livre não precisa nem ir muito longe, é só observar ( o pai do Khabib não inventou nada ao colocar ele pra treinar com pequenos ursos). Uma vez tava trocando ideia na academia e um preta de Muay Thai, Jiu Jitsu e TKD, extremamente estudioso de luta, tava explicando esta relação e comecei a direcionar o meu olhar em cima disto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now