Sign in to follow this  
Daniel Mendoza

Hélio Gracie foi membro do integralismo, o fascismo brasileiro

Recommended Posts

https://www.uol.com.br/esporte/lutas/ultimas-noticias/2020/08/09/nos-anos-30-helio-gracie-foi-membro-do-integralismo-o-fascismo-brasileiro.htm?fbclid=IwAR1QdcUc_Dil_Uf1j4mFT5CXD8eGGqY75VyI0aoREDdjc8v9qjgMoV4YuIw

Nao consigo colar a matéria, mas vale a pena ler.

Isso ajuda a explicar posturas políticas autoritárias* de alguns membros da família. 

Edited by Daniel Mendoza
Correção ortográfica

Share this post


Link to post
Share on other sites

https://portaldovaletudo.com.br/artigo-helio-gracie-nunca-foi-militante-integralista/?fbclid=IwAR2EyvucJh-9UVCLAInQ6xPnuNm0ZUJVu4-5a8K38k-6qd-aoKcbJh3Zfck

Um contra ponto.

A contextualização de que o movimento na época não tinha o valor que tem atualmente é óbvia, seria anacronismo histórico achar que sim, mas chamar de maniqueísmo falar que o integralismo era fascista é, a meu ver, tentar passar pano para o que foi o movimento.

Hélio sempre mostrou uma postura extremamente autoritária e conservadora, é só ler qualquer entrevista dele, homem de seu tempo  que possivelmente o pensamento marcial se transferiu para vida pessoal, social e política. 

E mesmo que não militante, pelos documentos da primeira matéria, ele não só vestiu roupa como uma espécie de "patrocínio" e foi "usado para propagando" não. Participou ativamente.

E lembrando que o movimento integralista como um todo perdeu influência depois da segunda guerra que acabou em 45 (afinal, foi uma guerra contra o fascismo e mostrou as consequências políticas dele ao mundo), não ter documentos dele no pós guerra não é nada tão revelador assim. 

Ser membro não necessariamente é ser militante. Mas permitir que se use a imagem é obviamente compactuar em fazer propaganda da ideologia. Colocar o mestre como um "inocente" ali é inferiorizar demais a capacidade intelectual dele quanto ao significado dessas ações.

E mesmo sendo um movimento de grande escala como foi o integralista no Brasil, havia muita oposição a ele também é diversos outros posicionamentos. Nunca foi hegemônico.

Não acho que apontar algo real seja denegrir a imagem do Grande Mestre, mas ser fiel a história, os feitos para a arte e esporte brasileiro são independentes de qualquer coisa da sua vida privada, independente do que qualquer um julgue dela, para as artes marciais brasileira é e sempre será um herói e um dos fundadores do jiu-jitsu brasileiro. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 8/22/2020 at 4:03 PM, Daniel Mendoza disse:

https://portaldovaletudo.com.br/artigo-helio-gracie-nunca-foi-militante-integralista/?fbclid=IwAR2EyvucJh-9UVCLAInQ6xPnuNm0ZUJVu4-5a8K38k-6qd-aoKcbJh3Zfck

Um contra ponto.

A contextualização de que o movimento na época não tinha o valor que tem atualmente é óbvia, seria anacronismo histórico achar que sim, mas chamar de maniqueísmo falar que o integralismo era fascista é, a meu ver, tentar passar pano para o que foi o movimento.

Hélio sempre mostrou uma postura extremamente autoritária e conservadora, é só ler qualquer entrevista dele, homem de seu tempo  que possivelmente o pensamento marcial se transferiu para vida pessoal, social e política. 

E mesmo que não militante, pelos documentos da primeira matéria, ele não só vestiu roupa como uma espécie de "patrocínio" e foi "usado para propagando" não. Participou ativamente.

E lembrando que o movimento integralista como um todo perdeu influência depois da segunda guerra que acabou em 45 (afinal, foi uma guerra contra o fascismo e mostrou as consequências políticas dele ao mundo), não ter documentos dele no pós guerra não é nada tão revelador assim. 

Ser membro não necessariamente é ser militante. Mas permitir que se use a imagem é obviamente compactuar em fazer propaganda da ideologia. Colocar o mestre como um "inocente" ali é inferiorizar demais a capacidade intelectual dele quanto ao significado dessas ações.

E mesmo sendo um movimento de grande escala como foi o integralista no Brasil, havia muita oposição a ele também é diversos outros posicionamentos. Nunca foi hegemônico.

Não acho que apontar algo real seja denegrir a imagem do Grande Mestre, mas ser fiel a história, os feitos para a arte e esporte brasileiro são independentes de qualquer coisa da sua vida privada, independente do que qualquer um julgue dela, para as artes marciais brasileira é e sempre será um herói e um dos fundadores do jiu-jitsu brasileiro. 

Bela análise, muito bem escrita.

Parabéns!

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Pode defender que é diferente na melhor das hipóteses por uma questão conceitual, pq não chegaram ao poder e foram por si só um movimento e não um regime em si. Se tivesse chegado é o que pregavam, um regime fascista de governo. Quanto a isso não há dúvidas. Apesar de alguma particularidade era claramente um fenômeno político fascista, e não sou que digo, são todos os estudiosos do tema. O professor da primeira reportagem é uma das maiores referências nacionais de estudo sobre o movimento Integralista, aliás. 

A ação integralista brasileira era bem proxima do fascismo.

O integralismo brasileiro teve mais de uma vertente. E uma delas foi responsavel por acabar com a republica velha e implementar pela 1a vez a democracia no Brasil.

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Garfield disse:

A ação integralista brasileira era bem proxima do fascismo.

O integralismo brasileiro teve mais de uma vertente. E uma delas foi responsavel por acabar com a republica velha e implementar pela 1a vez a democracia no Brasil.

Fascismo à brasileira, mas fascismo em essência. Essa "democracia" em poucos anos virou uma Ditadura, o Estado Novo. Esse sim não pode ser chamado de fascistas, mas que teve sem dúvidas fortes influências deste modelo tbm. Só pode se falar em democracia para mim pós período Vargas, e olhe lá, antes é forçar a barra demais. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
25 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Fascismo à brasileira, mas fascismo em essência. Essa "democracia" em poucos anos virou uma Ditadura, o Estado Novo. Esse sim não pode ser chamado de fascistas, mas que teve sem dúvidas fortes influências deste modelo tbm. Só pode se falar em democracia para mim pós período Vargas, e olhe lá, antes é forçar a barra demais. 

Não foi Getúlio que introduziu os direitos trabalhista voto feminino e monte de coisa?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, NEGO DÁGUA disse:

Não foi Getúlio que introduziu os direitos trabalhista voto feminino e monte de coisa?

Complicado eu responder só "sim" hahaha Getúlio Vargas é uma figura controversa e a Era Vargas (1930 a 1945, com o Estado Novo, período ditatorial, sendo de 37 a 45) foi bem complexo, com mudanças significativas de postura, forma de regime, alianças e apoios. Tudo isso tem todo um contexto histórico, acontecimentos 'excepcionais' e envolvimento de diferentes agentes políticos da época e diferentes interesses em jogo. A introdução do direito trabalhista no Brasil envolve várias questões que vão para muito além do 'Getúlio introduziu'. Mas quanto ao ponto que levantei, foi que antes da constituição de 1946, a meu ver. não tem como defender que ocorria uma democracia de fato no Brasil minimamente, seja uma democracia procedimental ou substantiva.  

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, Daniel Mendoza disse:

Complicado eu responder só "sim" hahaha Getúlio Vargas é uma figura controversa e a Era Vargas (1930 a 1945, com o Estado Novo, período ditatorial, sendo de 37 a 45) foi bem complexo, com mudanças significativas de postura, forma de regime, alianças e apoios. Tudo isso tem todo um contexto histórico, acontecimentos 'excepcionais' e envolvimento de diferentes agentes políticos da época e diferentes interesses em jogo. A introdução do direito trabalhista no Brasil envolve várias questões que vão para muito além do 'Getúlio introduziu'. Mas quanto ao ponto que levantei, foi que antes da constituição de 1946, a meu ver. não tem como defender que ocorria uma democracia de fato no Brasil minimamente, seja uma democracia procedimental ou substantiva.  

Assim Daniel de for analisar qualquer coisa feita em benefício da população por político vc irá bater com a cara na parede.

Questões raciais , cotas,etc, nada mais são política de compra de voto o congresso é feito pelo mesmo políticos e jovem ou novos não tem força política alguma pra fazeem mudança.

Por exemplo o coronelismo foi instinto parcialmente por Getúlio para centralizar o poder como movimentos sociais ou bandidismo social como o cangaço que movimento controverso o qual Vargas pediu iminentemente sua destruição .

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this