Sign in to follow this  
Eder Jofre55

Khabib se recusa a atacar Tony Ferguson por problemas com saúde mental

Recommended Posts

2 horas atrás, Maracatu disse:

Existe algum dado sobre os fans americanos do Connor? Do Lesnar a popularidade vem do wwe...acho que Connor e popular mas nao querido pelo.publico Americano.

cara se ele é o recordista mundial de ppv. com certeza ele tem o agrado dos americanos.

alem de ele fazer aquele trash talk bizarro que os americanos amam.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, masterblaster disse:

Perfeito Pride!

 

Engracado... no meu tempo (e quando falo “meu tempo” quer dizer MUITO tempo atrás), a gente ia lutar e muitos atletas realmente carregavam hostilidade para o ringue. Fechavam a cara, faziam cara de mau e nas vezes que perdiam, saiam putos da vida, com a cabeça baixa... mas sempre cumprimentavam o adversário e seu mestre. Antes da luta o máximo que acontecia era falar que ia bater no outro, moer, matar, falar que a técnica do oponente era pior... mas nunca acontecia de ficar trocando ofensas pessoais e xingamentos, de usar todas as formas mais baixas possíveis para se promover e desmerecer o outro. Havia animosidade, mas também havia respeito.

Hoje elogiamos uma atitude louvável de um atleta (e foi louvável mesmo), que nem deveria ser tão elogiada, já que todos, na verdade, teriam obrigação de agir assim.

Na boa, é muito difícil engolir atitudes babacas, e pior, vê-las defendidas e elogiadas no interesse da promoção do espetáculo.

perfeito foi esse seu post master.

sair na mao. ir para a guerra. mas com principios basicos. é isso ae. 

rafael cordeiro contou uma vez que a btt e a chuteboxe estavam no mesmo vestiario separados por um  cortina apenas. isso no pride.

do nada começaram a se xingar de tudo que é coisa. ai um atleta da btt, falou:filha da puta!

cordeiro imediatamente gritou pedindo respeito. tanto  atletas da btt quanto os da chute boxe pararam na hora.

outros tempos. hj esses trash talkers falam mal da mae,do pai, da esposa e de tudo que for possivel para denegrir a imagem do outro.

mundo bizarro. mais bizarro é quem assiste e aplaude.

ufc é tudo menos arte marcial. e hj em dia mal é competição. é basicamente um circo tendencioso com porrada valendo.

Edited by Pride Event

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, junior-sjc disse:

Certíssimo o Khabib.

Jornalista urubu é nojento demais. O cara ficar tocando nesse tipo de assunto é sujo e deprimente 

Perfeito

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Pride Event disse:

cara se ele é o recordista mundial de ppv. com certeza ele tem o agrado dos americanos.

alem de ele fazer aquele trash talk bizarro que os americanos amam.

Eu gosto de assistir Connor nao sognifica que gosto dele...os americanos e o resto do mundo idem...os unicos que amam o Connor e ainda Sao seus conterraneos por razoes obvias.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Maracatu disse:

Eu gosto de assistir Connor nao sognifica que gosto dele...os americanos e o resto do mundo idem...os unicos que amam o Connor e ainda Sao seus conterraneos por razoes obvias.

Dizem q os irlandeses em geral detestam o Conor, não sei se é verdade, mas é compreensível, o cara de certa forma "manchou" a imagem do país com suas polêmicas, apesar de sua popularidade e talento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Maracatu disse:

Existe algum dado sobre os fans americanos do Connor? Do Lesnar a popularidade vem do wwe...acho que Connor e popular mas nao querido pelo.publico Americano.

Nada a ver esses comentários sobre o público americano - isso varia dependento de quem é fã casual vs fã de verdade, independente de nacionalidade. Inclusive, o público americano idolatra o Aldo de uma maneira impressionante. Raramente já ouvi falarem mal dele, muito pelo contrário

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Fleico disse:

Nada a ver esses comentários sobre o público americano - isso varia dependento de quem é fã casual vs fã de verdade, independente de nacionalidade. Inclusive, o público americano idolatra o Aldo de uma maneira impressionante. Raramente já ouvi falarem mal dele, muito pelo contrário

Basicamente pela minha experiencia assistindo UFC nos pubs aqui eles gostam de luta boa...nao importa de quem...a que mais.me.mostrou isso foi Amanda vs Rhonda...a torcida era maioria pra Rhonda mas quando acabou a luta Todo mundo aplaudiu a Amanda...o publico Americano e Europeu falando de esporte respeita quem e superior..

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Maracatu disse:

Basicamente pela minha experiencia assistindo UFC nos pubs aqui eles gostam de luta boa...nao importa de quem...a que mais.me.mostrou isso foi Amanda vs Rhonda...a torcida era maioria pra Rhonda mas quando acabou a luta Todo mundo aplaudiu a Amanda...o publico Americano e Europeu falando de esporte respeita quem e superior..

Exato, tenho a mesma experiência que vc

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, Pride Event disse:

perfeito foi esse seu post master.

sair na mao. ir para a guerra. mas com principios basicos. é isso ae. 

rafael cordeiro contou uma vez que a btt e a chuteboxe estavam no mesmo vestiario separados por um  cortina apenas. isso no pride.

do nada começaram a se xingar de tudo que é coisa. ai um atleta da btt, falou:filha da puta!

cordeiro imediatamente gritou pedindo respeito. tanto  atletas da btt quanto os da chute boxe pararam na hora.

outros tempos. hj esses trash talkers falam mal da mae,do pai, da esposa e de tudo que for possivel para denegrir a imagem do outro.

mundo bizarro. mais bizarro é quem assiste e aplaude.

ufc é tudo menos arte marcial. e hj em dia mal é competição. é basicamente um circo tendencioso com porrada valendo.

cara, eu ia falar justamente disso. essa entrevista do cordeiro no resenha PVT pra mim é uma das melhores, se não a melhor. cordeiro fez parte da história do MMA, sabe muito de luta e tem uma cabeça muito boa. admiro demais o cara

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Pride Event disse:

perfeito foi esse seu post master.

sair na mao. ir para a guerra. mas com principios basicos. é isso ae. 

rafael cordeiro contou uma vez que a btt e a chuteboxe estavam no mesmo vestiario separados por um  cortina apenas. isso no pride.

do nada começaram a se xingar de tudo que é coisa. ai um atleta da btt, falou:filha da puta!

cordeiro imediatamente gritou pedindo respeito. tanto  atletas da btt quanto os da chute boxe pararam na hora.

outros tempos. hj esses trash talkers falam mal da mae,do pai, da esposa e de tudo que for possivel para denegrir a imagem do outro.

mundo bizarro. mais bizarro é quem assiste e aplaude.

ufc é tudo menos arte marcial. e hj em dia mal é competição. é basicamente um circo tendencioso com porrada valendo.

Valeu Pride, é mais um desabafo. Mas você citou um ponto importantíssimo: o respeito ao mestre. Algum tempo atrás a ética dos mestres era diferente. Eles pregavam o respeito, ensinavam a respeitar. Cordeiro como você falou, Bustamante, Zé Mário, meu finado mestre, o próprio Carlson, que chegou a se oferecer para ficar no corner de um lutador de equipe rival contra um estrangeiro... lógico que colocavam pilha, mas havia muita ética.

Hoje muitas vezes o treinador incentiva e aplaude o desrespeito, as ofensas e as babaquices de seu atleta, até para ficar em evidência.

Nao me desce, por exemplo, o Colby ofender generalizadamente brasileiros, falar tão mal do Brasil e de seu povo, a treinar numa academia de mestres e atletas brasileiros. Podem até falar “mas gera lucro e visibilidade para a academia”. Pode até ser, mas para mim, isso está muito abaixo de valores antiquados como honra e caráter. Se fosse em uma academia minha, esse cara não treinava nunca.

E nesse ponto fecho com o Werdum, que não engole sapo e nem leva desaforo para casa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, masterblaster disse:

Valeu Pride, é mais um desabafo. Mas você citou um ponto importantíssimo: o respeito ao mestre. Algum tempo atrás a ética dos mestres era diferente. Eles pregavam o respeito, ensinavam a respeitar. Cordeiro como você falou, Bustamante, Zé Mário, meu finado mestre, o próprio Carlson, que chegou a se oferecer para ficar no corner de um lutador de equipe rival contra um estrangeiro... lógico que colocavam pilha, mas havia muita ética.

Hoje muitas vezes o treinador incentiva e aplaude o desrespeito, as ofensas e as babaquices de seu atleta, até para ficar em evidência.

Nao me desce, por exemplo, o Colby ofender generalizadamente brasileiros, falar tão mal do Brasil e de seu povo, a treinar numa academia de mestres e atletas brasileiros. Podem até falar “mas gera lucro e visibilidade para a academia”. Pode até ser, mas para mim, isso está muito abaixo de valores antiquados como honra e caráter. Se fosse em uma academia minha, esse cara não treinava nunca.

E nesse ponto fecho com o Werdum, que não engole sapo e nem leva desaforo para casa.

exato. e esse argumento de cagar todo o esporte pq vende é o mais ridiculo e covarde de todos.

é prostituição do esporte.

ah vende?ah vai dar a bunda na esquina entao porra...vende tb...

meu mestre tem principios militares.  aprendemos valores,disciplina, trocar porrada a vera... é um otimo lugar para desenvolver humanos com o minimo de decencia. 

Edited by Pride Event

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, Pride Event disse:

exato. e esse argumento de cagar todo o esporte pq vende é o mais ridiculo e covarde de todos.

é prostituição do esporte.

ah vende?ah vai dar a bunda na esquina entao porra...vende tb...

meu mestre tem principios militares.  aprendemos valores,disciplina, trocar porrada a vera... é um otimo lugar para desenvolver humanos com o minimo de decencia. 

Isso mesmo. A essência das artes marciais sempre foi disciplina, honra e caráter. Mas na medida em que a luta virou esporte, e pior ainda, o esporte foi prostituido a ponto de virar entretenimento, aí a baixaria prevaleceu. E isso foi bem agora. Você vê, há pouco mais de 10 anos atrás, o comportamento no Pride era muito diferente, sendo o Fedor exemplo maior de ética, humildade e caráter. Hoje, em contrapartida, o Nurma é que é ponto fora da curva, exatamente pela atitude exemplar.

Ainda bem que eventos que resgatam o respeito, como o One, estejam crescendo e ficando tão espetaculares. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 3/12/2020 at 12:39 AM, junior-sjc disse:

Certíssimo o Khabib.

Jornalista urubu é nojento demais. O cara ficar tocando nesse tipo de assunto é sujo e deprimente 

Deve ser da Folha de São Paulo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this