Henry Chinasky

Conor estima que deva receber mais de R$ 300 milhões por luta contra Cerrone

Recommended Posts

Como trata do mesmo assunto - inclusive com vários users trazendo sentimento similar ao do Cerrone - achei por bem  postar a matéria aqui ao invés de abrir mais  tópico: 

 

Donald Cerrone em seu dia de pagamento no UFC 246: 'Em algum lugar deste negócio tem um mentiroso'

Conor McGregor construiu uma reputação de ser um lutador de grande valor monetário. No UFC 246, Donald Cerrone estará do lado oposto de McGregor (21-4 MMA, 9-2 UFC) e quase certamente levará para casa um dia de pagamento elevado como resultado. O pagamento elevado dos oponentes levou McGregor a cunhar o famoso "noite de calcinha vermelha" no final de 2015. A frase zomba da idéia de lutar contra McGregor é semelhante a ganhar um sorteio. Em outras palavras, é um assunto comemorativo. Mas de acordo com Cerrone (36-13 MMA, 23-10 UFC), "noite de calcinha vermelha" pode não ser o que todos pensam que é. Quando ele falou com os repórteres na tarde de terça-feira, "Cowboy" limpou o ar e indicou que muitos dos números divulgados sobre seu dia de pagamento no UFC 246 não são precisos. "Em algum lugar da empresa é um mentiroso, porque o dinheiro que vocês me mostram ganhando não é o dinheiro que estou ganhando", disse Cerrone ao MMA Junkie. "Preciso encontrar essa pessoa e dizer: 'Onde você conseguiu esses números? Eu quero eles.'" RELACIONADOS Sodiq Yusuff vê luta no UFC 246 com Andre Fili como ponte para as 10 lutas Nasrat Haqparast: Eu me preparei para o UFC 246 'como se fosse o último dia da minha vida' McGregor afirmou recentemente que vai ganhar cerca de US $ 80 milhões com sua luta contra o "Cowboy". Quando perguntado sobre o aparente dia de pagamento de seu próximo oponente, Cerrone não era amargo. De fato, Cerrone estava de parabéns e zombou da situação, pedindo um pedaço de torta para McGregor. "Ei cara, (palavrão) é bom para você", disse Cerrone. "Bom para você. Se você quiser chutar 'Cowboy' um pouco disso, uma porcentagem seria ainda mais legal. Como eu disse, se esse é um número real? (Explicativo) logo, cara. "Isso significa que eu fiz algo certo e ele fez algo certo e estamos vendendo uma luta infernal. Certo, cara. Bom para você. Jogue 'Cowboy' um pouco dessa graxa quando terminar. ” O UFC 246 acontece no sábado na T-Mobile Arena. O card principal é transmitido no pay-per-view após as pré-preliminares na ESPN e as pré-preliminares no UFC Fight Pass / ESPN +.

https://mmajunkie.usatoday.com/2020/01/donald-cerrone-ufc-246-conor-mcgregor-payday-somewhere-business-liar

*Tradução integral via Google Tradudor

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o assunto rende ...

Conor McGregor pode não estar recebendo US $ 80 milhões, mas uma receita gigante está em jogo na luta de sábado

 

A luta de Conor McGregor contra Donald Cerrone coloca um lutador sem vitória no UFC em três anos contra um oponente que foi parado em suas duas últimas lutas. Para o público, isso dificilmente parece importar. Se passado é prólogo, o evento de sábado pode ser o evento de maior sucesso do UFC na era ESPN. McGregor é a maior estrela de bilheteria da história do UFC, com quatro dos maiores eventos de empate: sua vitória mais recente, que aconteceu em 2016 no UFC 205 contra Eddie Alvarez; duas lutas em 2016 contra Nate Diaz e um monstruoso pay per view de 2,4 milhões  com Khabib Nurmagomedov. McGregor era a maior estrela do UFC antes da luta. Ele não era apenas a atração principal das bilheterias, mas o primeiro lutador a conquistar dois títulos mundiais (peso pena e peso leve) simultaneamente. Então, ele se tornou ainda maior como uma personalidade esportiva após sua luta de boxe contra Floyd Mayweather. Na realidade, a peleja de agosto de 2017 colocou um boxeador profissional 0-0 contra um dos maiores boxeadores de todos os tempos. Era uma incompatibilidade óbvia. Mas o trabalho fácil de Mayweather ainda assim atraiu 4,3 milhões de pacotes de pay-per-view na América do Norte, não apenas o segundo maior número de todos os tempos, mas um número que dobrou o maior número que Mike Tyson já havia colocado no quadro. McGregor voltou ao octógono contra Nurmagomedov e foi a maior faturamento da história do UFC. Mas o negócio das grandes lutas do UFC mudou significativamente desde então. A mudança do pay-per-view da televisão para o streaming através da ESPN + provavelmente levou a grandes quedas no número total de compradores e espectadores. Embora a receita de pay-per-view do UFC para esse ano esteja amplamente garantida no mercado dos EUA, o retorno de McGregor sinaliza um aumento nos negócios. O UFC 246 é o primeiro pay-per-view nos tempos modernos, com a forte exibição nos mercados do Reino Unido e da Irlanda.

Embora os números sejam mantidos em sigilo, o proximo Sábado poderá marcar o maior de tofos os eventos, já que a ESPN comprou em grande parte o negócio de pay-per-view do UFC. Mas ainda é improvável que gere a receita total das lutas anteriores da McGregor, dada a aversão dos fãs mais velhos a comprar streaming pay-per-views depois de se adaptarem à facilidade e ao conforto de pedidos feitos apenas apertando um botão na televisão. Usando seu melhor marketing no estilo Chael Sonnen, McGregor ainda ganhou manchetes quando disse que esperava ganhar US $ 80 milhões pela luta. Mas essa alegação pode ser facilmente descartada quando vista contra as informações reveladas no processo antitruste do UFC em andamento. Segundo documentos internos, nenhum lutador do UFC jamais faturou mais de US $ 8 milhões por uma luta até o final de 2017, que inclui as lutas de McGregor contra Diaz e a luta de Alvarez. Não está incluída a luta de Nurmagomedov, que, dado o recorde estabelecido para os números de pay-per-view do UFC, deveria ter sido o maior pagamento de todos os tempos da promoção para seus headliners. Mas, diferentemente de um talento de geração como Jon Jones, o melhor lutador comprovado da história da empresa, ninguém faz o público em geral prestar atenção como McGregor. Não importa sua situação legal, ou mesmo perguntas sobre onde ele está agora como lutador. Não importa que nas duas últimas lutas ele tenha falado muito e perdido decisivamente. A luta de Mayweather, em particular, levou McGregor de ser um lutador bem conhecido para estar entre os atletas mais conhecidos do mundo, um nível que nenhum outro lutador do UFC na história jamais alcançou. Portanto, não importa que o adversário de McGregor, Cerrone, apesar de ser um dos lutadores mais populares e historicamente emocionantes da empresa, não seja um competidor de primeira linha e não derrote um adversário com nível de campeão desde a vitória em 2015 sobre Benson Henderson. A luta é inteligente para o UFC, mesmo que nem McGregor nem Cerrone tenham falado muito em comparação com as lutas anteriores. Cerrone, 36 anos, nunca venceu um cinturão do UFC e apenas uma vez alcançou o status de principal candidato. Mas seu estilo emocionante e vontade de lutar muitas vezes o levaram ao topo dos recordes do UFC. Ele tem mais vitórias (23), mais knockouts(20), mais finalizações(16) e mais bônus no geral (18). E esses números nem incluem suas seis vitórias, cinco bônus e três disputas de cinturão durante sua passagem como o peso leve mais popular do WEC quando esse já estava sob a chancela da Zuffa.

Cerrone parecia  sentir a idade  pela primeira ao perder  para Justin Gaethje. Mas para o UFC, o valor do nome é grande e, mais importante, Cerrone é o maior nome para que McGregor possa ter a melhor chance. Em teoria, o sábado é apenas o começo da jornada para McGregor. A estrela irlandesa quer dinheiro e grandes nomes, por isso vive pedindo  por lutas de boxe com Mayweather ou Manny Pacquiao. Isso faria sentido para os boxeadores. McGregor gera hype, e ele é mais conhecido do que qualquer boxeador legítimo que ambos possam enfrentar. Como recompensa de risco, também não haveria adversário melhor. Além disso, com o boxe ainda na televisão pay-per-view, o potencial de empate de McGregor não é prejudicado pelo modelo de streaming exclusivo do UFC. É apenas do ponto de vista esportivo que os confrontos apresentam pontos de interrogação, pois não são lutas sérias e o público pode não comprar McGregor como boxeador se ele voltar ao ringue. Para o MMA, o destino perfeito é a revanche com Nurmagomedov pelo título dos leves. Mas Nurmagomedov também tem o adversário mais difícil de sua carreira, Tony Ferguson, em sua próxima defesa do título em 18 de abril no Barclays Center no Brooklyn. McGregor foi finalizado por Nurmagomedov em seu primeiro encontro, mas há uma chance para ele nessa luta. Ele pode alegar que estava ferido ao entrar e ainda tem uma vantagem marcante. Uma luta de Ferguson é completamente diferente. Ferguson tem um estilo ofensivo selvagem que convida "counters" .a serem mais disciplinados. Ninguém foi capaz de implementar essa estratégia, é claro, e é por isso que se passaram sete anos desde que o ex-campeão interino experimentou a derrota. O cardio de Ferguson também é absurdo. Se McGregor não puder tirar proveito de um erro precoce, pode ser uma noite ruim, do tipo que prejudica ainda mais sua aura ao público. McGregor não seria favorecido contra Mayweather, Pacquiao, Nurmagomedov, Ferguson e os pesos-médios Jorge Masvidal ou Kamaru Usman também são embates difíceis. Mas a história mostra que ele poderá convencer as pessoas a gastar dinheiro com qualquer uma delas. Embora o número da bolsa de US $ 80 milhões que ele alegou possa ser uma fabricação completa, seria imprudente   dizer que esse número está absolutamente em risco quando se trata de uma receita futura.

https://www.mmafighting.com/2020/1/14/21065792/conor-mcgregor-may-not-be-getting-80-million-but-giant-revenue-is-at-stake-in-saturdays-fight

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 horas atrás, Tudo_vale disse:

O CM fala isso pra se promover, todo mundo já conhece essa falácia dele.

Acredito que ainda seja o maior vendedor de PPV do UFC, mas não está com o interesse de outrora não.

Essa luta tem tudo para alavancar o Irlanda. O Cerrone virou saco de pancadas nas suas últimas lutas.

Não acredito que o Dana White deu essa oportunidade ao Cerrone para ele fazer uma luta estratégica e levar para o chão, aonde é amplamente favorito.

É o que tenho falado. Cerrone estava falido e o UFC deu muita moral pra ele e o ajudou. Esse é muito funcionário do UFC.

É algo que Dana nem precisa falar, já está subentendido que o melhor pro UFC é o Conor ganhar. E Cerrone sabe muito bem disso e mais ainda sabe o que fazer...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now