Sign in to follow this  
André Filho

Marlon Moraes revela que rivais evitaram enfrentar José Aldo e afirma: "Gosto de ser desafiado"

Recommended Posts

Natural de Nova Friburgo (RJ), atleta da ATT explica que considera um atrativo duelar com uma lenda do esporte: "Não se pode fugir de uma oportunidade de lutar contra um cara assim"

Por Marcelo Barone — Rio de Janeiro

09/12/2019 08h00  Atualizado há 2 horas

 

 

Enquanto uns escolhem lutas e evitam cruzar o caminho de José Aldo, estreante no peso-galo do Ultimate, outros, como o brasileiro Marlon Moraes, enxergam no duelo contra o ex-campeão dos penas uma chance de se testar contra um dos melhores atletas da história do MMA. O combate em tons de verde e amarelo será neste sábado, no UFC 245, em Las Vegas (EUA).

Em entrevista exclusiva ao Combate.com, Marlon Moraes conta que muitos integrantes do peso-galo se esquivaram de dar as boas-vindas a José Aldo que, pela primeira vez na companhia, irá se aventurar na categoria de baixo (até 61kg).

image.jpeg.23ee8df4280c06c401459ecdf4412165.jpeg

Marlon Moraes vem de derrota para Henry Cejudo — Foto: Evelyn Rodrigues

Marlon Moraes vem de derrota para Henry Cejudo — Foto: Evelyn Rodrigues

- Ganhando ou perdendo, no UFC é sempre pressão. Se não quiser viver sob pressão, precisa escolher outro esporte. Gosto de sentir isso, gosto de ser desafiado. Sei que muita gente nessa categoria não queria a luta. Fui um dos únicos que levantou a mão e falei que pegava a luta. Se ele quer descer e ser o campeão, faz total sentido lutar contra um dos desafiantes. Vamos ver quem é melhor na semana que vem. O UFC, inclusive, na negociação para a luta, disse que estava bem difícil, porque muita gente não queria lutar contra ele, por ele ser quem é e tal. Eu não sei falar não para nenhum desafio. Aceitei e aceitarei lutar contra qualquer um que me coloque lá em cima.

Na última terça-feira, quando participou do "Media Day" sediado na academia Nova União, no Rio de Janeiro, José Aldo declarou que estava pesando 69kg. O atleta da American Top Team, no entanto, não crê que o manauara terá problemas com a balança.

 

- O José Aldo e o Dedé (Pederneiras) são profissionais de tirar o chapéu, nunca deixaram de bater o peso. E para uma oportunidade como essa, que tanto quis, tenho certeza que vai bater o peso. Eu também vou bater e vai dar tudo certo.

 

Confira a entrevista completa:

Como foram os treinamentos para a luta?

- O José Aldo pode lutar em todas as áreas, então estamos preparados. Estou vindo mais preparado do que nunca. Tentei consertar alguns detalhes, coisas que faltaram na última luta, e espero na semana que vem mostrar um novo Marlon, para mostrar ao mundo o que ele tem.

image.jpeg.de4c4bd1f175ed736fd3fb8688f47c0c.jpeg

Marlon Moraes demonstra muito respeito ao compatriota José Aldo — Foto: Getty Images

Marlon Moraes demonstra muito respeito ao compatriota José Aldo — Foto: Getty Images

Você enfrentou nomes importantes da categoria, inclusive, o Henry Cejudo, dono de dois cinturões do Ultimate. Considera o José Aldo o adversário mais expressivo da sua carreira?

- Com certeza, é um dos maiores nomes do UFC. Não se pode fugir de uma oportunidade de lutar contra um cara assim. Já lutei contra o Cejudo pelo cinturão e não saí vencedor. Quero me desafiar, ter novos ares, novos desafios. E lutar contra um dos melhores de todos os tempos é um atrativo. Em qualquer categoria que lutar ele será um grande nome. Quero estar do outro lado e dar ao público um show. Com certeza será uma grande luta.

Por que considera o casamento dessa luta, tecnicamente, favorável a você?

 

- São dois caras explosivos, que gostam de bater, de trocação, de machucar os adversários. É isso que o fã de MMA gosta de ver. É o que faremos semana que vem. Vamos entrar no cage com todo o afinco. Vou chegar pronto para vencer.

 

O José Aldo disse que ninguém no peso-galo tem mais força do que ele. Como vê essa declaração?

- É uma declaração dele, de acordo com caras que ele treina, com quem ele se testa. Vamos ver semana que vem, em cima do octógono, quem é o mais forte.

Você acha que leva vantagem por já estar adaptado à categoria?

- Cara, depende do ponto de vista. Se achar que seu tamanho e força farão diferença na descida de categoria, na sua cabeça, você ficará mais forte. Se achar que o corte vai te desgastar, te deixar cansado, vai ser mais um adversário contra você mesmo. Já tive essa coisa de descer de peso, vai depender de como vai lidar com isso. O corte de peso nunca é fácil, sei muito bem como me recuperar e lutar no meu ponto mais forte nesta categoria.

Quais as recordações da época em que treinou com o Aldo na academia Nova União?

- Faz bastante tempo que treinei lá. As lembranças são de um trabalho muito bem feito. Era muito treino. O José Aldo é um lutador fenomenal, um cara que sempre assisti. Eu aprendi muito lá, mas hoje sou um novo lutador, vir aos EUA abriu meus olhos para muita coisa. Hoje sou um atleta totalmente diferente, assim como o José Aldo, a Nova União... Tudo mudou, é outro Marlon, outro José, e vocês verão uma luta explosiva.

Como visualiza a vitória?

- Posso visualizar de vários jeitos, tudo pode acontecer. Cada hora tem que visualizar de um jeito (risos). Estou preparado para muita coisa, se eu falar que é para tudo, é mentira. Estou preparado para uma guerra e mal posso esperar para entrar lá e representar o Brasil. Os brasileiros vão ficar felizes com a luta, independentemente do vencedor.

Depois dessa luta, qual será o próximo passo, em caso de vitória?

- Seria falta de respeito falar o que penso sobre depois de vencer. Essa luta é muito dura, contra um adversário muito duro, que respeito pela história dele. Vou focado, meu principal objetivo é entrar lá e fazer a melhor luta da minha vida. Depois, não sei.

UFC 245
14 de dezembro, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (1h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Colby Covington
Peso-pena: Max Holloway x Alexander Volkanovski
Peso-galo: Amanda Nunes x Germaine de Randamie
Peso-galo: Marlon Moraes x José Aldo
Peso-galo: Petr Yan x Urijah Faber
CARD PRELIMINAR (21h15, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Geoff Neal x Mike Perry
Peso-galo: Ketlen Vieira x Irene Aldana
Peso-médio: Ian Heinisch x Omari Akhmedov
Peso-meio-médio: Matt Brown x Ben Saunders
Peso-pena: Chase Hooper x Daniel Teymur
Peso-mosca: Brandon Moreno x Kai-Kara France
Peso-mosca: Jessica Eye x Vivi Araújo
Peso-médio: Punahele Soriano x Oskar Piechota

Fonte: https://globoesporte.globo.com/combate/noticia/marlon-moraes-revela-que-rivais-evitaram-enfrentar-jose-aldo-e-afirma-gosto-de-ser-desafiado.ghtml

Share this post


Link to post
Share on other sites

Torço pro Aldo descer bem . Se vier preparado tem tudo pra ser lutao. 

Só não quero ver o que rolou com o TJ... ou algo parecido. Pq ai acho baixo astral 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A melhor versão do Aldo vence, apesar de ter algum trabalho.

 

Só não sei qual versão nós veremos.

 

Em relação ao card, sensacional.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que lutão, se Aldo não sentir a descida de categoria, aposto nele, mas de maneira alguma apostaria dinheiro ness luta.

 

E que maincard, tirando a luta feminina, só lutão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, TNT disse:

A melhor versão do Aldo vence, apesar de ter algum trabalho.

 

Só não sei qual versão nós veremos.

 

Em relação ao card, sensacional.

A melhor versão do Aldo era quase imbatível. Isso tem muito tempo.

Espero uma luta equilibrada e dura, se o Aldo conseguir descer com saúde. 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Blz PVT!

 Essa luta, pelo menos pra mim, vai calibrar até onde o Aldo pode ir na categoria, explico. Marlon, além de ser muito duro e explosivo, chuta bastante, coisa que todos tem criticado nas últimas lutas do Zé Aldo (chuta pouco). Se o manauara voltar com tudo e com o seu arsenal completo, creio que o TS é o limite. Se ficar plantado trocando golpes, como contra o Volkanovski, creio que o Marlon leva.

Témas!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Tudo_vale disse:

O Marlon vai vencer com sobras, é o que imagino. No mais torço por uma boa luta!

Eu também,  rapaz. A não ser que venha uma super versão " super Aldo na capa" e castigue o Marlon, acho que o mesmo leva por Tko. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Queria que o Marlon ganhasse pra que ele se motivasse a ir pra cinta de novo. Estava bem naquela luta Cejudo e, pra além do mérito do Cejudo, morreu na gás e deixou a entratégia de lado. Acho que é um cara que tem as ferramentas pra trazer uma cinta pro Brasil

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra mim o Aldo é mais lutador. Mas eu tô com a impressão que o Aldo vai sentir o corte. E o Marlon não é nenhum lutador mais ou menos que vc entra, ganha a luta e sai confiante.

O Marlon é o tipo de adversário que exige 110%, muita humildade e muito coração na luta. 

Mas se há tempo vínhamos cobrando motivação do Aldo, pode ser que vejamos o Aldo mais motivado doa últimos anos. Mudança sempre bem acompanhada de carga extra das baterias.

Pra mim 51 X 49 Aldo em condições normais de temperatura e pressão 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this