Sign in to follow this  
MV8

Keenan Cornelius diz que Rickson e Hélio tinham nível de faixa roxas duros

Recommended Posts

11 horas atrás, Lucas Timbó disse:

Velho, quem é que tá diminuindo o Hélio? Eu repeti TROCENTAS vezes a importância do cara pra história do bjj, do vale tudo, de tudo mesmo. Tá se doendo a toa aí

Eu tô há mais de um dia fazendo uma pergunta simples e objetiva e nem tu nem ninguém respondeu ainda, daí fica nesse mimimi e responder que é bom, nada

Judô e jiu-jitsu não tem nada a ver? Caralho, como é que tu solta uma pérola dessa? Apaga isso, velho. O problema é que nego vê esse judô olímpico onde é proibido até catada nas pernas e acha que a arte sempre foi assim. Tu pega qualquer vídeo de um judoca nos anos 10, 20, 30, 40, vai ver que basicamente TODOS os movimentos que se veria no jiu-jitsu posteriormente, já estavam lá. Um cara citou o Kosen no post, inclusive, e tem esse vídeo que retrata bem isso:

 

Judô e jiu-jitsu não tem nada a ver? Vendo esse vídeo, o que o Hélio inventou? Qual raspagem, qual passagem de guarda, qual reversão, qual queda? O que ele aperfeiçoou?

'Aaah, o jiu-jítsu já existia! Cadê? Quem pratica? Quem foi campeão de algum vale-tudo?'

Bom, pra fazer um questionamento desse, pelo visto tu sequer ouviu falar em Taro Miyake e Ernest Regnier. 

Taro Miyake, amigo de Mitsuyo Maeda, montou sua primeira turma na França, o bigodudo ao fundo se trata de Ernest Regnier (Professor Renie).

69292308_643554262805343_393162187603129

Regnier já fazia desafios em praça pública na França, apostando que a arte que praticava era superior a qualquer outra. Aqui ele vencendo o lutador de Savate, o francês George Dubois, em regras de No Holds Barred (Vale Tudo primitivo)

69512815_2350348328554454_85500534068850

Livro lançado por Renier em 1907, quando Carlos Gracie tinha 4 anos e Hélio só vinha a nascer 7 anos depois:

68813081_379737779354692_775077125020870

No livro ele fala sobre defesa pessoal e retrata os ensinamentos que recebeu do judoca amigo de Conde Koma e um dos pioneiros da difusão do jiu jitsu, judô e grappling no geral pela Europa, Taro Miyake. Já dá para ver que nesse período de 1907 conceitos do twister/chave de cervical, por exemplo

69122137_520223188520590_857126721243263

 

Abram mais a mente de vocês, saiam desse mundo de entrevistas e relatos de GRACIES, ALUNOS DE GRACIES E AMIGOS DOS GRACIES SOBRE OS GRACIES. Pelo amor de Deus, em pleno 2019 e nego ainda insiste nessa conversa de que invetaram a roda e se alguém contestar é um herege 

Da minha parte não se trata de mimimi, apenas de uma discussão, até aqui, sadia. E acredito que eu tenha colocado meus pontos de vista quando fiz as intervenções. E eu me baseio na parte empírica da minha vida, mas muito mais em pesquisas, notadamente sobre a introdução do Judô e JJ no Brasil.

Eu sei que existem pessoas a apontar que JJ e Judô seriam a mesma coisa, mas obviamente não são a mesma coisa, isso é um fato. Tinha até um cara, que salvo engano não é historiador, que escreveu um livro sobre isso, era Serrano ou algo assim, ele defendia basicamente essa tese de que o BJJ seria um "movimento", talvez sem usar exatamente essa palavra. A tese não é necessariamente execrável, mas pra mim se trata de um revisionisno histórico um pouco desnecessário. Óbvio que os japoneses saíram pelo mundo ensinando técnicas de luta, escolas de ju-jutsu, até mesmo porque muitas delas estavam sendo relegadas no próprio Japão, mas a arte suave, como hoje entendida, floresceu no Brasil e aqui foi desenvolvida. Assim como o judô floresceu no Japão e nele foi desenvolvido, e a gênese foi a esquematização feita pelo Jigoro Kano, que provavelmente também não criou golpes do nada, ele partiu de escolas (ryus) já existentes no Japão para desenvolver um novo conceito.

Diante desse quadro eu te faço algumas perguntas: Takeo Yano lutava BJJ? Geo Omori também lutava BJJ? Maeda, aluno da Kodokan, lutava o que? O que foi ensinado para Luiz França por Satake? E o que foi ensinado ao Carlos Gracie por Maeda? Ogawa, um dos introdutores do judô no Brasil (o neto ou bisneto ainda dá aulas aqui), não foi aluno Kodokan e dizia que havia aprendido ju-jutsu lá. Ele lutava o que?

E a conclusão: pra você, judô e GJJ são a mesma coisa? A partir dessas indagações eu acho que podemos ingressar em alguns debates interessantes. Sei que o tópico, inicialmente, não era sobre isso, mas enveredou por um lado histórico que sempre me interessou.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Judô e Jiu-Jitsu: Você Sabe Quais São as Diferenças?

WhatsApp-Image-2017-12-15-at-13.27.21-1-

Você sabe quais são as principais diferenças entre o Judô e o Jiu-Jitsu? Tem curiosidades que muitas pessoas pensam e não perguntam por medo de achar que é a única pessoa no mundo que não sabe. Talvez esta pergunta feita acima seja uma delas. No entanto, tem muitos professores que são faixas pretas no Judô e no Jiu-Jitsu justamente porque, apesar das diferenças técnicas, ambas podem se complementar em diversas situações, até mesmo durante competições.

Sendo assim, nada mais justo que os praticantes de ambas as artes marciais conheçam um pouco mais sobre a história de cada uma e como elas se tornaram as grandes potências que são hoje.

Este é o caso do sensei Jomar Carneiro, faixa preta de Jiu-Jitsu terceiro Dan e faixa preta de Judô sétimo Dan. Mestre de Judô da Team Nogueira, o nosso professor entende que o Judô usa a luta como meio, já o Jiu-Jitsu usa a luta como fim. Ou seja, enquanto no Judô encontram-se diferentes meios para se conseguir o Ippon, no Jiu-Jitsu a busca é por finalização.

Conhecida como caminho suave, o Judô veio de diferentes estilos do JU Jitsu japonês, isso mesmo, sem o ‘i’. Ju, palavra japonesa que significa ‘suavidade’ e Jitsu ‘técnica’. Teria iniciado com Gigoro Kano que foi o criador do Judô e do Ju Jitisu japonês. O Jiu-Jitsu brasileiro teria nascido com o discípulo de Kano, Conde Koma, que foi o mestre do Carlos Gracie que trouxe a arte suave ou Jiu-Jitsu para o Brasil.

No entanto, é difícil afirmar 100% a criação da arte suave e do caminho suave por Kano, já que há correntes que afirmam que o JU Jitsu teria nascido na Índia, oriundo nos mosteiros hindus.

Para o sensei Jomar Carneiro, as principais diferenças entre o Judô e o Jiu-Jitsu brasileiro são as regras: ambos têm técnicas de projeção, imobilizações, estrangulamentos e chaves de luxação.  Em relação as punições ambas também possuem em suas regras. A grande diferença é a ênfase de como as regras são aplicadas. No Judô a busca é pelo Ippon que pode ser alcançado através de: uma projeção perfeita, uma imobilização de 20 segundos, uma chave de luxação, um estrangulamento ou 3 punições acumuladas. No Jiu-Jitsu brasileiro, a busca é pela finalização, pela submissão do adversário, mas ambas as lutas podem ser vencidas por pontuações, não se precisa vencer por Ippon no Judô, ou finalizar no Jiu-jitsu para se vencer um combate, pois existem pontuações em ambas.

“Sendo assim, vale a pena assistir um combate de Judô e de Jiu-Jitsu para que possa ser percebida a predominância da luta em pé do Judô e a predominância no solo do Jiu-Jitsu. Hoje em dia, as duas lutas se aproximaram muito, eu como faixa preta nas duas modalidades, aconselho a todos os judocas praticarem o Jiu-Jitsu e vice-versa, o atleta que sabe lutar tanto em pé como no solo está melhor preparado tanto para treinar quanto competir!”, ressalta o mestre Jomar Carneiro.

As Faixas no Judô:

  • Zero Kyu (mukyu) – Faixa Branca
  • 7º Kyu (nanakyu ou shichikyu) – Faixa Cinza – Somente para crianças
  • 6º Kyu (rokkyu) – Faixa Azul
  • 5º Kyu (gokyu) – Faixa Amarela
  • 4º Kyu (yonkyu ou shikyu) – Faixa Laranja
  • 3º Kyu (sankyu) – Faixa Verde
  • 2º Kyu (nikyu) – Faixa Roxa
  • 1º Kyu (ikkyu) – Faixa Marrom
  • 1º dan (shodan ou ichidan) – Faixa Preta
  • 2º dan (nidan) – Faixa Preta
  • 3º dan (sandan) – Faixa Preta
  • 4º dan (yodan) – Faixa Preta
  • 5º dan (godan) – Faixa Preta
  • 6º dan (rokudan) – Faixa Coral (vermelha e branca)
  • 7º dan (nanadan) – Faixa Coral (vermelha e branca)
  • 8º dan (hachidan) – Faixa Coral (vermelha e branca)
  • 9º dan (kyudan) – Faixa Vermelha
  • 10º dan (judan) – Faixa Vermelha

As Faixas no Jiu-Jitsu:

  • Branca
  • Cinza – somente para crianças
  • Amarela – somente para crianças
  • Laranja – somente para crianças
  • Verde – somente para crianças
  • Azul
  • Roxa
  • Marrom
  • Preta
  • Coral
  • Vermelha

http://www.blog.teamnogueira.com.br/judo-e-jiu-jitsu/

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como a luta de chão (newaza), tão presente no jiujitsu brasileiro, começou?

Muitos ainda acreditam que o jiu jitsu brasileiro veio da India… Isso em realidade foi uma idéia bastante propagada nas décadas de 70, 80 e 90, mas que entrou em declínio com a grande facilidade de troca de  informações criada pela popularização da internet. Mas o que se sabe realmente hoje sobre o tema?

Kodokan Judô

Kodokan Judô

Bom, primeiro que técnicas de manipulações articulares, bem como imobilizações e estrangulamentos estiveram presentes em diversas culturas em diversos momentos da história, inclusive na mitologia, como se pode ver nesta postagem sobre o “mata-leão” – hadaka-jime. Mas o desenvolvimento da luta no solo, com sua estratégia de posições e alavancas é algo que não existia, da forma como é hoje, na cultura japonesa, nem chinesa, européia ou indiana antiga. Sim, alguma forma de wrestling existia, mas não como a luta de chão atual. Isso tem relação com o fato de que nas guerras a presença de armas de corte e perfuração como espadas, adagas e punhais, bem como o número variável de adversários, inviabilizava a progressão da luta no chão.

No judô, a ideia do ippon, a queda perfeita, tem a ver com a representação da morte, por ser jogado ao chão em uma batalha e ficar vulnerável aos adversários. Eis porque a luta de chão, tal como a conhecemos hoje, começa a ser desenvolvida após a era feudal japonesa, onde o uso da espada já não era cotidiano e o combate esportivo homem-a-homem, sem armas,  se tornou comum.

Jigoro Kano, fundador do Judo, havia estudado dois estilos tradicionais de JuJutsu (Koryus), sendo que um deles já possuía alguma coisa de submissões e imobilizações, mas foi por conta da interação com Mataemom Tanabe, de uma escola chamada de Fusen Ryu que a casa do judô, o Kodokan, começou a dar mais importância ao jogo de chão. Posteriormente o judocas do  Kodokan,  Tsunetane Oda, Isogai Hajime, Kaishiro Samura e Suite Nagaoóka aprimoram o katame waza, que são as técnicas de submissão e domínio, como os estrangulamentos, chaves de articulações e imobilizações, bem como o newaza, o trabalho no solo, como as raspagens, passagens e outros recursos estratégicos para ter sucesso na luta de chão.

O famoso Cone Koma, Mitsuo Maeda, que ensinou o judô para a família Gracie, foi um estudante do kodokan deste período, tendo tido ampla formação no newaza e katame waza, assim como outros que saíram do Japão para o mundo.

Abaixo o diagrama da formação do judô, jiujitsu brasileiro e outras modalidades atuais que possuem ênfase na luta de solo.

Em  azul  estão os Koryus, escolas de jujutsu tradicional japonês e em verde as influências para o desenvolvimento da luta de chão.

É claro que o jiujitsu brasileiro levou o nível da luta de chão para outra patamar de desenvolvimento. Isso não está em discussão. Mas olhem o diagrama abaixo (clique na imagem para ampliar ou use o zoom do navegador [Ctrl + botão de rolagem do mouse]) e se perguntem: onde está o jiujitsu brasileiro que veio da índia?

Judo Newaza e Katame waza: o desenvolvimento do judô e da luta de chão

Judo Newaza e Katame waza: o desenvolvimento do judô e da luta de chão

https://www.judoctj.com.br/como-a-luta-de-chao-newaza-tao-presente-no-jiujitsu-brasileiro-comecou/

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 8/19/2019 at 10:05 AM, (RVMS) disse:

Mas se você dissesse que Santos Dumont ou os Irmãos Wright eram projetistas aeronáuticos nível D (faixas roxas da aviação) seria sem noção correto? A fala foi desrespeitosa e sem sentido. Se fosse o Roger, o Rodolfo ou Buchecha já seria sem sentido. Imagina sendo um cara bom, mas que passa longe de ser um dos maiores?

Abraços

Não diria. Daria para dizer que a aviação evoluiu, que hoje seriam projetistas de nível inferior. 

Continuaria sem ver ofensa. Acho que a maioria aqui também não iria ver essa ofensa toda, povo se dói porque é JJ. Aí querem falar em filosofia, respeito e o caraleo, quando o JJ é criado em tudo menos de filosofia de arte marcial e respeito. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, (RVMS) disse:

Da minha parte não se trata de mimimi, apenas de uma discussão, até aqui, sadia. E acredito que eu tenha colocado meus pontos de vista quando fiz as intervenções. E eu me baseio na parte empírica da minha vida, mas muito mais em pesquisas, notadamente sobre a introdução do Judô e JJ no Brasil.

Eu sei que existem pessoas a apontar que JJ e Judô seriam a mesma coisa, mas obviamente não são a mesma coisa, isso é um fato. Tinha até um cara, que salvo engano não é historiador, que escreveu um livro sobre isso, era Serrano ou algo assim, ele defendia basicamente essa tese de que o BJJ seria um "movimento", talvez sem usar exatamente essa palavra. A tese não é necessariamente execrável, mas pra mim se trata de um revisionisno histórico um pouco desnecessário. Óbvio que os japoneses saíram pelo mundo ensinando técnicas de luta, escolas de ju-jutsu, até mesmo porque muitas delas estavam sendo relegadas no próprio Japão, mas a arte suave, como hoje entendida, floresceu no Brasil e aqui foi desenvolvida. Assim como o judô floresceu no Japão e nele foi desenvolvido, e a gênese foi a esquematização feita pelo Jigoro Kano, que provavelmente também não criou golpes do nada, ele partiu de escolas (ryus) já existentes no Japão para desenvolver um novo conceito.

Diante desse quadro eu te faço algumas perguntas: Takeo Yano lutava BJJ? Geo Omori também lutava BJJ? Maeda, aluno da Kodokan, lutava o que? O que foi ensinado para Luiz França por Satake? E o que foi ensinado ao Carlos Gracie por Maeda? Ogawa, um dos introdutores do judô no Brasil (o neto ou bisneto ainda dá aulas aqui), não foi aluno Kodokan e dizia que havia aprendido ju-jutsu lá. Ele lutava o que?

E a conclusão: pra você, judô e GJJ são a mesma coisa? A partir dessas indagações eu acho que podemos ingressar em alguns debates interessantes. Sei que o tópico, inicialmente, não era sobre isso, mas enveredou por um lado histórico que sempre me interessou.

Abraços

Da sua parte, não mesmo. É um cara que tem conhecimento acerca da história, claramente busca pesquisar, etc

Todos os citados lutavam judô/jiu-jitsu. Se a sua pergunta tá destinada a querer mostrar que nenhum treinava BJJ, eu repito: em momento algum neguei a existência do brazilian jiu-jitsu, que por sinal, todos os citados fizeram parte do início desse movimento. Percebe? Eu não tô dizendo que Hélio não teve importância na história, o cara foi um leão e importantíssimo no início de tudo, o que não concordo é esse papo de 'jiu-jitsu que eu criei por ser muito fraco e não conseguir lutar judô, 'jiu-jitsu que meu pai criou por ser muito franzino', não, sobre isso eu realmente nunca vou concordar

E não, judô e GJJ não é a mesma coisa, nesse caso seria a mesma coisa de perguntar se judô e sambo é a mesma coisa, porém o sambo é a arte que mais se aproxima do judô do pré guerra, bebendo uns 80% e o resto de outras bases 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, SgtBlackStar disse:

Judô e Jiu-Jitsu: Você Sabe Quais São as Diferenças?

WhatsApp-Image-2017-12-15-at-13.27.21-1-

Você sabe quais são as principais diferenças entre o Judô e o Jiu-Jitsu? Tem curiosidades que muitas pessoas pensam e não perguntam por medo de achar que é a única pessoa no mundo que não sabe. Talvez esta pergunta feita acima seja uma delas. No entanto, tem muitos professores que são faixas pretas no Judô e no Jiu-Jitsu justamente porque, apesar das diferenças técnicas, ambas podem se complementar em diversas situações, até mesmo durante competições.

Sendo assim, nada mais justo que os praticantes de ambas as artes marciais conheçam um pouco mais sobre a história de cada uma e como elas se tornaram as grandes potências que são hoje.

Este é o caso do sensei Jomar Carneiro, faixa preta de Jiu-Jitsu terceiro Dan e faixa preta de Judô sétimo Dan. Mestre de Judô da Team Nogueira, o nosso professor entende que o Judô usa a luta como meio, já o Jiu-Jitsu usa a luta como fim. Ou seja, enquanto no Judô encontram-se diferentes meios para se conseguir o Ippon, no Jiu-Jitsu a busca é por finalização.

Conhecida como caminho suave, o Judô veio de diferentes estilos do JU Jitsu japonês, isso mesmo, sem o ‘i’. Ju, palavra japonesa que significa ‘suavidade’ e Jitsu ‘técnica’. Teria iniciado com Gigoro Kano que foi o criador do Judô e do Ju Jitisu japonês. O Jiu-Jitsu brasileiro teria nascido com o discípulo de Kano, Conde Koma, que foi o mestre do Carlos Gracie que trouxe a arte suave ou Jiu-Jitsu para o Brasil.

No entanto, é difícil afirmar 100% a criação da arte suave e do caminho suave por Kano, já que há correntes que afirmam que o JU Jitsu teria nascido na Índia, oriundo nos mosteiros hindus.

Para o sensei Jomar Carneiro, as principais diferenças entre o Judô e o Jiu-Jitsu brasileiro são as regras: ambos têm técnicas de projeção, imobilizações, estrangulamentos e chaves de luxação.  Em relação as punições ambas também possuem em suas regras. A grande diferença é a ênfase de como as regras são aplicadas. No Judô a busca é pelo Ippon que pode ser alcançado através de: uma projeção perfeita, uma imobilização de 20 segundos, uma chave de luxação, um estrangulamento ou 3 punições acumuladas. No Jiu-Jitsu brasileiro, a busca é pela finalização, pela submissão do adversário, mas ambas as lutas podem ser vencidas por pontuações, não se precisa vencer por Ippon no Judô, ou finalizar no Jiu-jitsu para se vencer um combate, pois existem pontuações em ambas.

“Sendo assim, vale a pena assistir um combate de Judô e de Jiu-Jitsu para que possa ser percebida a predominância da luta em pé do Judô e a predominância no solo do Jiu-Jitsu. Hoje em dia, as duas lutas se aproximaram muito, eu como faixa preta nas duas modalidades, aconselho a todos os judocas praticarem o Jiu-Jitsu e vice-versa, o atleta que sabe lutar tanto em pé como no solo está melhor preparado tanto para treinar quanto competir!”, ressalta o mestre Jomar Carneiro.

As Faixas no Judô:

  • Zero Kyu (mukyu) – Faixa Branca
  • 7º Kyu (nanakyu ou shichikyu) – Faixa Cinza – Somente para crianças
  • 6º Kyu (rokkyu) – Faixa Azul
  • 5º Kyu (gokyu) – Faixa Amarela
  • 4º Kyu (yonkyu ou shikyu) – Faixa Laranja
  • 3º Kyu (sankyu) – Faixa Verde
  • 2º Kyu (nikyu) – Faixa Roxa
  • 1º Kyu (ikkyu) – Faixa Marrom
  • 1º dan (shodan ou ichidan) – Faixa Preta
  • 2º dan (nidan) – Faixa Preta
  • 3º dan (sandan) – Faixa Preta
  • 4º dan (yodan) – Faixa Preta
  • 5º dan (godan) – Faixa Preta
  • 6º dan (rokudan) – Faixa Coral (vermelha e branca)
  • 7º dan (nanadan) – Faixa Coral (vermelha e branca)
  • 8º dan (hachidan) – Faixa Coral (vermelha e branca)
  • 9º dan (kyudan) – Faixa Vermelha
  • 10º dan (judan) – Faixa Vermelha

As Faixas no Jiu-Jitsu:

  • Branca
  • Cinza – somente para crianças
  • Amarela – somente para crianças
  • Laranja – somente para crianças
  • Verde – somente para crianças
  • Azul
  • Roxa
  • Marrom
  • Preta
  • Coral
  • Vermelha

http://www.blog.teamnogueira.com.br/judo-e-jiu-jitsu/

 

Essa loucura, que não tem base histórica alguma, foi iniciada pelo Fábio Gurgel 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Lucas Timbó disse:

Da sua parte, não mesmo. É um cara que tem conhecimento acerca da história, claramente busca pesquisar, etc

Todos os citados lutavam judô/jiu-jitsu. Se a sua pergunta tá destinada a querer mostrar que nenhum treinava BJJ, eu repito: em momento algum neguei a existência do brazilian jiu-jitsu, que por sinal, todos os citados fizeram parte do início desse movimento. Percebe? Eu não tô dizendo que Hélio não teve importância na história, o cara foi um leão e importantíssimo no início de tudo, o que não concordo é esse papo de 'jiu-jitsu que eu criei por ser muito fraco e não conseguir lutar judô, 'jiu-jitsu que meu pai criou por ser muito franzino', não, sobre isso eu realmente nunca vou concordar

E não, judô e GJJ não é a mesma coisa, nesse caso seria a mesma coisa de perguntar se judô e sambo é a mesma coisa, porém o sambo é a arte que mais se aproxima do judô do pré guerra, bebendo uns 80% e o resto de outras bases 

Beleza. Diante das tuas respostas eu concluo que no fim das contas nós concordamos em muita coisa. A discordância se dá apenas na interpretação dos fatos que ocorreram, notadamente na gênese do BJJ. Os fatos que nós relatamos são muito similares, provavelmente nós compartilhamos algumas ou muitas fontes iguais. Um dia eu ainda pretendo pesquisar na Biblioteca Nacional sobre o tema, dizem que há muitos jornais e revistas da época arquivados lá, fontes primárias são sempre um norte muito bom.

Foi uma discussão muito boa e profícua.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, Das antigas disse:

Não diria. Daria para dizer que a aviação evoluiu, que hoje seriam projetistas de nível inferior. 

Continuaria sem ver ofensa. Acho que a maioria aqui também não iria ver essa ofensa toda, povo se dói porque é JJ. Aí querem falar em filosofia, respeito e o caraleo, quando o JJ é criado em tudo menos de filosofia de arte marcial e respeito. 

Discordo. Se o Lebron disser que o Michael Jordan hoje seria um jogador mediano, ou o CR7 afirmar que o Pelé jogaria em uma liga inferior, ou o Arrascaeta afirmar que o Zico seria reserva do Flamengo atual, a comoção seria parecida, porque tais declarações, assim como as do Keenan, seriam desrespeitosas.

Ele poderia dizer que o esporte evoluiu e, em muitos fundamentos, de fato evoluiu claramente (embora seja contestável a evolução sob o enfoque inicial de luta/porrada, do qual o BJJ emergiu). Todavia, jamais ele poderia chamar mestres de faixas roxas, ainda mais os mestres que ele especificamente citou. Mostrou soberba e desrespeito e isso nada tem a ver com filosofia etc, eu conheço bem a história do BJJ e como ele evoluiu e se fortaleceu (na base da briga).

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutos atrás, (RVMS) disse:

Discordo. Se o Lebron disser que o Michael Jordan hoje seria um jogador mediano, ou o CR7 afirmar que o Pelé jogaria em uma liga inferior, ou o Arrascaeta afirmar que o Zico seria reserva do Flamengo atual, a comoção seria parecida, porque tais declarações, assim como as do Keenan, seriam desrespeitosas.

Ele poderia dizer que o esporte evoluiu e, em muitos fundamentos, de fato evoluiu claramente (embora seja contestável a evolução sob o enfoque inicial de luta/porrada, do qual o BJJ emergiu). Todavia, jamais ele poderia chamar mestres de faixas roxas, ainda mais os mestres que ele especificamente citou. Mostrou soberba e desrespeito e isso nada tem a ver com filosofia etc, eu conheço bem a história do BJJ e como ele evoluiu e se fortaleceu (na base da briga).

Abraços

Brother, respeitosamente, a comparação não serve. 

Lebron não chega a ser melhor que Jordan, dá jogo. Logo não dá pra ninguém dizer ''se jordan jogasse hoje, estaria abaixo dos tops''. CR7 também não é superior a pelé, raciocínio lebron x jordan se repete, Arrascaeta x Zico...bem, acho que nem preciso falar, preciso?

Quem afirma que o JJ evoluiu, está afirmando, quer queira ou não, que os PRATICANTES da arte evoluíram, não apenas a arte em si, logo não é mentira/ofensa falar que um ou outro pioneiro estaria hoje em uma classificação um pouco inferior. Eu teria sido mais polido que o cara, mas não vejo ofensa e acho sim que o povo do jj enxerga ofensa por carinho pelas pessoas citadas, não por ser ofensa propriamente dita.

Esqueça JJ e faça uma comparação justa com outro esporte, não use Jordan, pois ele já faz parte da evolução do esporte, vai em parte da galera que começou algum esporte lá no início e faça a comparação aos que o esporte é hoje.

Não sou o dono da razão.

Abração, amigo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
58 minutos atrás, Das antigas disse:

Brother, respeitosamente, a comparação não serve. 

Lebron não chega a ser melhor que Jordan, dá jogo. Logo não dá pra ninguém dizer ''se jordan jogasse hoje, estaria abaixo dos tops''. CR7 também não é superior a pelé, raciocínio lebron x jordan se repete, Arrascaeta x Zico...bem, acho que nem preciso falar, preciso?

Quem afirma que o JJ evoluiu, está afirmando, quer queira ou não, que os PRATICANTES da arte evoluíram, não apenas a arte em si, logo não é mentira/ofensa falar que um ou outro pioneiro estaria hoje em uma classificação um pouco inferior. Eu teria sido mais polido que o cara, mas não vejo ofensa e acho sim que o povo do jj enxerga ofensa por carinho pelas pessoas citadas, não por ser ofensa propriamente dita.

Esqueça JJ e faça uma comparação justa com outro esporte, não use Jordan, pois ele já faz parte da evolução do esporte, vai em parte da galera que começou algum esporte lá no início e faça a comparação aos que o esporte é hoje.

Não sou o dono da razão.

Abração, amigo.

Bill Russell, Jerry West, algum destes pode ser? Seria ofensivo da mesma forma. Eles seriam foras de série em qualquer época, até porque teriam acesso à evolução física também. Rickson idem, o Kron prova um pouco isso. Mestre Hélio está acima dessas coisas. 

Abraços

Edited by (RVMS)

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, (RVMS) disse:

Bill Russell, Jerry West, algum destes pode ser? Seria ofensivo da mesma forma. Eles seriam foras de série em qualquer época, até porque teriam acesso à evolução física também. Rickson idem, o Kron prova um pouco isso. Mestre Hélio está acima dessas coisas. 

Abraços

Beleza, cara. 

Abração.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Keenan Cornelius veio a público explicar que a frase dele foi tirada de contexto etc, segue o vídeo abaixo. 

Parece que o filho do Marcelo Bhering, que é Gracie também, chamou ele pra porrada, deu confusão com outros fãs que o criticaram, e ele veio a público se explicar. Ao que tudo indica o cara vacilou, mas foi em um contexto diferente daquele colocado pela reportagem original. Portanto, segue o barco.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 8/20/2019 at 5:05 PM, Axiotis disse:

Tiveram muuuuitos caras importantíssimos nessa empreitada, afinal, são décadas e gerações da família dentro do JJG. Mas Hélio é o mais conhecido e importante na minha opinião e de muitos outros.

Bruce Lee fez um estilo de Kung Fu e não vejo ninguém diminuir sua arte ou seu feito. Mas o cara é gringo, né? Artista de cinema... então existe aquele encantamento, aquele glamuor.

Hélio é brasileiro, começou no Norte, foi pro RJ e tal... saía só em jornal daqui e vão querer valorizar? Não, né? 

É o que sempre dizem, se o clã Gracie fosse americano já tinha estátuas no EUA, filme e o escambau.

Hélio foi uma das maiores engrenagens do Jiu-Jítsu Gracie e tudo que foi inventado dentro do jiu-jítsu por qualquer um foi graças a sua dedicação, e de outros da família, que por décadas lutou para provar que o JJG é a arte mais eficiente.

Hélio, não sozinho, criou uma filosofia de luta e defesa pessoal, uma combinação e conjunto de golpes que tornaram o Jiu-Jítsu Gracie a arte mais eficiente do planeta provada com a criação do UFC. E uma arte única.

Aaah, tem golpe de judô! Uma arte não tem nada a ver com outra... assista uma luta de um e depois de outra. Vá treinar os dois.

Vai treinar kickboxing e depois Muay thai, caratê. Quem inventou o soco? O chute? Aaah, o cara do kickboxing não inventou nada? Não SÓ O KICKBOXING! PRATICADO EM VÁRIOS PAÍSES!

E ao longo das décadas o jogo foi mudando, alunos dos alunos dos alunos foram criando golpes, estilos e etc... tudo vindo da base. E isso é normal, assim como futebol e basquete foram mudando e praticantes criando coisas e implementando técnicas e jogo melhor. Como o triângulo que virou uma das maiores armas.

Aaah, o jiu-jítsu já existia! Cadê? Quem pratica? Quem foi campeão de algum vale-tudo? De MMA? Cadê a porra do tal outro Jiu-jítsu?! Tem campeonato?

Quem criou isto foi o Carlos Gracie

E respondendo a pergunta no Brasil teve outras linhagens de JJ Rodolfo Vieira e Leo Santos e mtos outros campeões são de uma linhagem que não é Gracie

Fora do Brasil já no começo tem o Taktarov que era praticante de jiu jitsu na Rússia

Lógico que os Gracie foram os mais importantes na divulgação e etc mas dizer que Hélio Gracie inventou a coisa toda é um pouco exagerado

Carlos foi mais importante

E na minha opinião Carlson tb! Sem Carlson pra lutar com Waldemar ninguém ia falar de Gracie hj em dia e Carlson tb foi o principal responsável por espalhar o JJ

Se fosse só pelo Hélio só quem treinava JJ era presidente e empresário rico kkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 8/21/2019 at 12:32 PM, Lucas Timbó disse:

Da sua parte, não mesmo. É um cara que tem conhecimento acerca da história, claramente busca pesquisar, etc

Todos os citados lutavam judô/jiu-jitsu. Se a sua pergunta tá destinada a querer mostrar que nenhum treinava BJJ, eu repito: em momento algum neguei a existência do brazilian jiu-jitsu, que por sinal, todos os citados fizeram parte do início desse movimento. Percebe? Eu não tô dizendo que Hélio não teve importância na história, o cara foi um leão e importantíssimo no início de tudo, o que não concordo é esse papo de 'jiu-jitsu que eu criei por ser muito fraco e não conseguir lutar judô, 'jiu-jitsu que meu pai criou por ser muito franzino', não, sobre isso eu realmente nunca vou concordar

E não, judô e GJJ não é a mesma coisa, nesse caso seria a mesma coisa de perguntar se judô e sambo é a mesma coisa, porém o sambo é a arte que mais se aproxima do judô do pré guerra, bebendo uns 80% e o resto de outras bases 

heliojovem.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porque o Grande Mestre Carlos teria sido mais importante na sua opinião? E a foto não mostra um cara forte, na minha opinião, muito embora essa história de criação do GJJ por causa efetivamente do biotipo não seja um dado muito importante. Aliás, o biotipo da família, no geral, é de indivíduos magros e de estatura mediana. 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this