Sign in to follow this  
ravi

Torcida brasileira no ufc Rio 237

Recommended Posts

E aí pessoal oq vcs acharam daquelas vazias pro americano depois da luta ? Taca vendo uns vídeos no YouTube e comentários no Instagram do ufc e a gringarada xingando geral a torcida brasileira.  E olhe que o tradutor não traduziu o final na parte q ele disse " eles não.me respeitam então eu não respeito eles" .    Particularmente achei q as vaias se deram muito pq ele fez gesto com a mão na orelha querendo "ouvir " a torcida depois de ter vencido. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho engraçando brasileiro endossando a fala dos gringos, como se isso só ocorresse por aqui.

Gostaria de ver o GSP perdendo no Canadá, Khabib na Rússia, Conor na Irlanda e o adversário colocando a mão na orelha pra provocar a torcida... 

A Ronda tomou uma vaia monstra porque não quis cumprimentar a Miesha no final da luta, nos EUA... O Belfort acertou um soco no olho do Couture de forma legal e tomou vaia na entrevista. Isso porque ele tinha acabado de perder a irmã, estava usando uma camiseta com a foto dela, falando da perda e mesmo assim não quiseram nem saber... Vira e mexe a torcida não gosta de alguma atitude e vaia, não tem nada demais e isso acontece em qualquer lugar.

Ate o “uh vai morrer” já foi usado na luta do Foreman vs Ali pela torcida local (Ali boma ye). 

Fora que não é só no MMA, no futebol acontece coisa pior lá fora. Quantas vezes não jogam bananas em atletas negros, imitam macacos na torcida, entre outras atitudes infinitamente piores.

Alem da torcida, podemos falar dos lutadores também... brasileiro, no geral, costuma ser do tipo que mais respeita a torcida local. Vemos americanos falando mal do Brasil sem o menor filtro (vide sonnen e covington). Tem um irlandês xingando russos e que fez alusão ao nazismo quando enfrentou um alemão. Até coisas mais leves, como fez o Khabib quando veio pro Brasil com a camisa “se sambo fosse fácil se chamaria jiu-jítsu”, os atletas nacionais não costumam fazer. Não é do feitio dos caras daqui provocarem.

Depois vem a história do doping. Você vai em fórum gringo e quando um brasileiro é pego no doping, fazem um escarcéu e costumam dizer que é “brasileiro sendo brasileiro”. Só esquecem que Barnett, Baroni, Blaydes, Bonnar, Dillashaw, Fitch, Irvin, Jones, Kerr, Lesnar, Marquadt, Means, Melendez, Mendes, Mir, Ortega, Randleman, Rothwell, Shamrock, Sherk, Shields, Sonnen, Sylvia, entre outros, são americanos. O rei do doping mundial é o Lance Armstrong que é americano. A Rússia foi banida de uma olimpíada porque seus atletas competiam dopados com aval do próprio comitê russo. 

Enfim, não me conformo com brasileiro reproduzindo o discurso que só aqui acontecem essas coisas... isso que é complexo de vira lata. Se quiser criticar a torcida e as razões da vaia, ok. Agora, falar que é só aqui que acontece? Piada...

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 hours ago, Cesar_Rasec said:

Acho engraçando brasileiro endossando a fala dos gringos, como se isso só ocorresse por aqui.

Gostaria de ver o GSP perdendo no Canadá, Khabib na Rússia, Conor na Irlanda e o adversário colocando a mão na orelha pra provocar a torcida... 

A Ronda tomou uma vaia monstra porque não quis cumprimentar a Miesha no final da luta, nos EUA... O Belfort acertou um soco no olho do Couture de forma legal e tomou vaia na entrevista. Isso porque ele tinha acabado de perder a irmã, estava usando uma camiseta com a foto dela, falando da perda e mesmo assim não quiseram nem saber... Vira e mexe a torcida não gosta de alguma atitude e vaia, não tem nada demais e isso acontece em qualquer lugar.

Ate o “uh vai morrer” já foi usado na luta do Foreman vs Ali pela torcida local (Ali boma ye). 

Fora que não é só no MMA, no futebol acontece coisa pior lá fora. Quantas vezes não jogam bananas em atletas negros, imitam macacos na torcida, entre outras atitudes infinitamente piores.

Alem da torcida, podemos falar dos lutadores também... brasileiro, no geral, costuma ser do tipo que mais respeita a torcida local. Vemos americanos falando mal do Brasil sem o menor filtro (vide sonnen e covington). Tem um irlandês xingando russos e que fez alusão ao nazismo quando enfrentou um alemão. Até coisas mais leves, como fez o Khabib quando veio pro Brasil com a camisa “se sambo fosse fácil se chamaria jiu-jítsu”, os atletas nacionais não costumam fazer. Não é do feitio dos caras daqui provocarem.

Depois vem a história do doping. Você vai em fórum gringo e quando um brasileiro é pego no doping, fazem um escarcéu e costumam dizer que é “brasileiro sendo brasileiro”. Só esquecem que Barnett, Baroni, Blaydes, Bonnar, Dillashaw, Fitch, Irvin, Jones, Kerr, Lesnar, Marquadt, Means, Melendez, Mendes, Mir, Ortega, Randleman, Rothwell, Shamrock, Sherk, Shields, Sonnen, Sylvia, entre outros, são americanos. O rei do doping mundial é o Lance Armstrong que é americano. A Rússia foi banida de uma olimpíada porque seus atletas competiam dopados com aval do próprio comitê russo. 

Enfim, não me conformo com brasileiro reproduzindo o discurso que só aqui acontecem essas coisas... isso que é complexo de vira lata. Se quiser criticar a torcida e as razões da vaia, ok. Agora, falar que é só aqui que acontece? Piada...

Concordo. Tb achei muita tempestade para um copo d'água 

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 horas atrás, Cesar_Rasec disse:

Acho engraçando brasileiro endossando a fala dos gringos, como se isso só ocorresse por aqui.

Gostaria de ver o GSP perdendo no Canadá, Khabib na Rússia, Conor na Irlanda e o adversário colocando a mão na orelha pra provocar a torcida... 

A Ronda tomou uma vaia monstra porque não quis cumprimentar a Miesha no final da luta, nos EUA... O Belfort acertou um soco no olho do Couture de forma legal e tomou vaia na entrevista. Isso porque ele tinha acabado de perder a irmã, estava usando uma camiseta com a foto dela, falando da perda e mesmo assim não quiseram nem saber... Vira e mexe a torcida não gosta de alguma atitude e vaia, não tem nada demais e isso acontece em qualquer lugar.

Ate o “uh vai morrer” já foi usado na luta do Foreman vs Ali pela torcida local (Ali boma ye). 

Fora que não é só no MMA, no futebol acontece coisa pior lá fora. Quantas vezes não jogam bananas em atletas negros, imitam macacos na torcida, entre outras atitudes infinitamente piores.

Alem da torcida, podemos falar dos lutadores também... brasileiro, no geral, costuma ser do tipo que mais respeita a torcida local. Vemos americanos falando mal do Brasil sem o menor filtro (vide sonnen e covington). Tem um irlandês xingando russos e que fez alusão ao nazismo quando enfrentou um alemão. Até coisas mais leves, como fez o Khabib quando veio pro Brasil com a camisa “se sambo fosse fácil se chamaria jiu-jítsu”, os atletas nacionais não costumam fazer. Não é do feitio dos caras daqui provocarem.

Depois vem a história do doping. Você vai em fórum gringo e quando um brasileiro é pego no doping, fazem um escarcéu e costumam dizer que é “brasileiro sendo brasileiro”. Só esquecem que Barnett, Baroni, Blaydes, Bonnar, Dillashaw, Fitch, Irvin, Jones, Kerr, Lesnar, Marquadt, Means, Melendez, Mendes, Mir, Ortega, Randleman, Rothwell, Shamrock, Sherk, Shields, Sonnen, Sylvia, entre outros, são americanos. O rei do doping mundial é o Lance Armstrong que é americano. A Rússia foi banida de uma olimpíada porque seus atletas competiam dopados com aval do próprio comitê russo. 

Enfim, não me conformo com brasileiro reproduzindo o discurso que só aqui acontecem essas coisas... isso que é complexo de vira lata. Se quiser criticar a torcida e as razões da vaia, ok. Agora, falar que é só aqui que acontece? Piada...

Perfeito. Mimimi absurdo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 5/12/2019 at 12:24 PM, Cesar_Rasec disse:

Acho engraçando brasileiro endossando a fala dos gringos, como se isso só ocorresse por aqui.

Gostaria de ver o GSP perdendo no Canadá, Khabib na Rússia, Conor na Irlanda e o adversário colocando a mão na orelha pra provocar a torcida... 

A Ronda tomou uma vaia monstra porque não quis cumprimentar a Miesha no final da luta, nos EUA... O Belfort acertou um soco no olho do Couture de forma legal e tomou vaia na entrevista. Isso porque ele tinha acabado de perder a irmã, estava usando uma camiseta com a foto dela, falando da perda e mesmo assim não quiseram nem saber... Vira e mexe a torcida não gosta de alguma atitude e vaia, não tem nada demais e isso acontece em qualquer lugar.

Ate o “uh vai morrer” já foi usado na luta do Foreman vs Ali pela torcida local (Ali boma ye). 

Fora que não é só no MMA, no futebol acontece coisa pior lá fora. Quantas vezes não jogam bananas em atletas negros, imitam macacos na torcida, entre outras atitudes infinitamente piores.

Alem da torcida, podemos falar dos lutadores também... brasileiro, no geral, costuma ser do tipo que mais respeita a torcida local. Vemos americanos falando mal do Brasil sem o menor filtro (vide sonnen e covington). Tem um irlandês xingando russos e que fez alusão ao nazismo quando enfrentou um alemão. Até coisas mais leves, como fez o Khabib quando veio pro Brasil com a camisa “se sambo fosse fácil se chamaria jiu-jítsu”, os atletas nacionais não costumam fazer. Não é do feitio dos caras daqui provocarem.

Depois vem a história do doping. Você vai em fórum gringo e quando um brasileiro é pego no doping, fazem um escarcéu e costumam dizer que é “brasileiro sendo brasileiro”. Só esquecem que Barnett, Baroni, Blaydes, Bonnar, Dillashaw, Fitch, Irvin, Jones, Kerr, Lesnar, Marquadt, Means, Melendez, Mendes, Mir, Ortega, Randleman, Rothwell, Shamrock, Sherk, Shields, Sonnen, Sylvia, entre outros, são americanos. O rei do doping mundial é o Lance Armstrong que é americano. A Rússia foi banida de uma olimpíada porque seus atletas competiam dopados com aval do próprio comitê russo. 

Enfim, não me conformo com brasileiro reproduzindo o discurso que só aqui acontecem essas coisas... isso que é complexo de vira lata. Se quiser criticar a torcida e as razões da vaia, ok. Agora, falar que é só aqui que acontece? Piada...

Perfeito.

Esse teu post merece ir pra principal, pra que muitos foristas leiam. O que tem de "adorador de gringos" por aqui é algo absurdo...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, Raphael Rezende disse:

Perfeito.

Esse teu post merece ir pra principal, pra que muitos foristas leiam. O que tem de "adorador de gringos" por aqui é algo absurdo...

 

Eu não sei porque, mas parece que criaram um mito aqui. Pra fazer contraponto aos que chamam de “Pachecos”, alguns foristas resolveram pender sempre pro lado dos gringos, pensando que estão sendo imparciais. Ocorre que isso não é ser imparcial, isso é ser parcial para o outro lado.

Parece que ser “do contra” é sinal de ser “entendido”, o que não é verdade. E como tudo no Brasil, não se pode achar um meio termo. Tem que ser um lado ou outro. Mas enfim, segue o jogo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mi mi mi.
A torcida aplaudiu vários vencedores gringos, só vaiaram o cara que ganhou do Anderson pq ele provocou, assim como fizeram com o Colby qdo ganhou do demian. Qdo o vencedor respeita, a torcida retribui com aplausos.

E assim é em qualquer lugar do mundo

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 5/12/2019 at 1:24 PM, Cesar_Rasec disse:

Acho engraçando brasileiro endossando a fala dos gringos, como se isso só ocorresse por aqui.

Gostaria de ver o GSP perdendo no Canadá, Khabib na Rússia, Conor na Irlanda e o adversário colocando a mão na orelha pra provocar a torcida... 

A Ronda tomou uma vaia monstra porque não quis cumprimentar a Miesha no final da luta, nos EUA... O Belfort acertou um soco no olho do Couture de forma legal e tomou vaia na entrevista. Isso porque ele tinha acabado de perder a irmã, estava usando uma camiseta com a foto dela, falando da perda e mesmo assim não quiseram nem saber... Vira e mexe a torcida não gosta de alguma atitude e vaia, não tem nada demais e isso acontece em qualquer lugar.

Ate o “uh vai morrer” já foi usado na luta do Foreman vs Ali pela torcida local (Ali boma ye). 

Fora que não é só no MMA, no futebol acontece coisa pior lá fora. Quantas vezes não jogam bananas em atletas negros, imitam macacos na torcida, entre outras atitudes infinitamente piores.

Alem da torcida, podemos falar dos lutadores também... brasileiro, no geral, costuma ser do tipo que mais respeita a torcida local. Vemos americanos falando mal do Brasil sem o menor filtro (vide sonnen e covington). Tem um irlandês xingando russos e que fez alusão ao nazismo quando enfrentou um alemão. Até coisas mais leves, como fez o Khabib quando veio pro Brasil com a camisa “se sambo fosse fácil se chamaria jiu-jítsu”, os atletas nacionais não costumam fazer. Não é do feitio dos caras daqui provocarem.

Depois vem a história do doping. Você vai em fórum gringo e quando um brasileiro é pego no doping, fazem um escarcéu e costumam dizer que é “brasileiro sendo brasileiro”. Só esquecem que Barnett, Baroni, Blaydes, Bonnar, Dillashaw, Fitch, Irvin, Jones, Kerr, Lesnar, Marquadt, Means, Melendez, Mendes, Mir, Ortega, Randleman, Rothwell, Shamrock, Sherk, Shields, Sonnen, Sylvia, entre outros, são americanos. O rei do doping mundial é o Lance Armstrong que é americano. A Rússia foi banida de uma olimpíada porque seus atletas competiam dopados com aval do próprio comitê russo. 

Enfim, não me conformo com brasileiro reproduzindo o discurso que só aqui acontecem essas coisas... isso que é complexo de vira lata. Se quiser criticar a torcida e as razões da vaia, ok. Agora, falar que é só aqui que acontece? Piada...

????????

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this